A Venezuela Rebelde e o Braz$l Província & sua big mídia

Jan 3, 2017 por

A Venezuela Rebelde e o  Braz$l Província & sua big mídia

A Venezuela Rebelde e o Braz$l Província & sua big mídia

  o pobre orgulhoso e  o esfarrapado pretensioso  – crises,  desinformação e  “verdade relativa” *

( Redação)

          PRELIMINARES

           O noticiário sobre a crise da Venezuela e o que se passa no Braz$l também em crise, publicado pela big mídia brasileira e internacional , bem revela uma realidade de nossos dias – a manipulação deliberada de fatos, da História , até das biografias de líderes ?  

           Com que intenções ? Mas, não se trata de  mídia amplamente democrática que acusa outras (como a do governo Maduro , Venezuela ) de antidemocrática ?!

        De fato,algo estranho  nesse  noticiário sobre a política venezuelana – Maduro , qual Sadam e Kadhafi , no passado, é , para a big mídia brasileira e internacional (redes Globo, Bandeirantes, SBT, Rede TV, etc.) um  ditador sanguinário,  malévolo, e a Venezuela por ele governada  antidemocrática, o povo estando  revoltado e passando fome, por causa de Maduro e  seu governo – que, casualmente, intitula-se “anti-imperialista” e “anti-americano”, o que em momento nenhum é explicitado  por essa mesma mídia.

         A acusação de estarem sendo vítimas de um golpe  de direita , imperialista, dos EUA , alegações do governo Maduro , em momento nenhum é divulgada. Não se vê,  em momento algum, as alegações do “outro lado”- do embaixador da Venezuela no Brasil, do governo Maduro , dos  que suportam uma  parte do povo contra eles manifestando-se nas ruas.  E que parte do povo é seria  essa ?

        Justamente uma nas ruas,  jogando pedras,  atacando órgãos governamentais , alinhada com os interesses dos EUA , desde antes com um golpe militar(2002) que tentou derrubar Chaves, eleito por maioria  absoluta ,  e, depois , desencadeou, com a morte dele , uma  luta violenta  contra Maduro.

           Luta ideológica, a mais desonesta e mentirosa, ao que tudo indica , pois, por parcial em toda a  mídia, luta aquela que costuma preceder outros tipos de luta – a política e a militar . Estratégia midiática com claros objetivos políticos, num momento da crise (quase permanente  ) da América Latina e em todo o mundo , que atinge o coração do sistema capitalista, com o crescimento vertiginoso do poderio da China, a recuperação rápida da antiga URSS , hoje Rússia, além de resistências de todo tipo ao Império .

Isto é,  inclusive de islâmicos inconformados com a ingerência ocidental americana , no fundo visando interesses econômicos no Oriente e Ásia (petróleo, minérios, outras matérias primas, formação de amplos mercados consumidores ).

           Mas, a questão é – essa grande mídia brasileira “ensina” nas universidades, e joga como  regra contra seus eventuais discordantes, que o princípio número um do jornalismo independente é ouvir os  dois  lados, dar os argumentos de ambas as partes em  divergência. Ora, isto estará sendo feito nesse caso da Venezuela  com o governo acossado,ao que declara, pelo”imperialismo dos EUA” ?

         I – IMPÉRIO, VIOLÊNCIA  E  MÍDIA     

      Resultado de imagem para crise Venezuela   Violência estaria sendo usada, de fato, pelo Império, em seus primeiros estágios,  na  Venezuela ,contra o governo Maduro ? É o que  este alega , mas que  toda  a mídia  brasileira nega e sequer divulga a posição do outro.

         O IMPÉRIO E A  VIOLÊNCIA

        Tratar-se-ia  do uso, pelo Império ,  da famosa “violência como parteira da História”, mas invertido , desde  muitas décadas , espertamente, pelos estrategistas dos EUA . Isto é , a violência e terror  americanos como “aborteiros” da História, precocemente matando fetos e bebês políticos anti-capitalistas  , antes que amadureçam e nasçam normalmente . Logo ao serem percebidos são assassinados,  muitas vezes junto com as  mães e pais. Foi o caso do  Brasil-64 e agora da Venezuela-2017, em nenhum dos casos qualquer  regime socialista ou muito menos  comunista , mas buscando manter a autonomia, soberania e independência nacional ?

       Na  pauta  sempre do Império –  (a)  a guerra efetiva(Iraque, Líbia, Síria,etc.)   ou (b) ameaças que servem de  dissuasão(tipo Brasil/64 , no passado , e  hoje tentativa na Coréia do Norte, por exemplo ). Ou seja, uso do “smart power”, além do “soft power”, mas só chegando ao “hard power”, se realmente necessário ( sobre  a graduação do uso  do poder,  cf. J.Nie Jr , ….) o que não ocorreu , por exemplo, na não resistência brasileira com Goulart-64, que exilou-se sem luta – mas com a esquadra americana por perto.

         De fato, a ameaça militar sempre foi  um meio fabuloso  capaz de ganhar nações(matérias primas, minérios, mercados, etc. )  sem qualquer luta (método já pregado na “Arte da Guerra”, Sun-Tsé, 400 AC ), mas com o uso  da dissuasão e com corrupção , ardis, “cavalos de  Tróia “; ou, apenas  se preciso, indispensável , em último caso , via canhonaços(República  Dominicana,Guatemala, México,etc.) ,  no passado, e   mísseis em  nossos  dias (Iraque, Líbia, Síria ) . Uma performance ou capaz de intimidar, vitoriosamente, ou abortar , pela força das armas,  cotidianamente, o avanço da História .

             Com Trump , talvez  linha  tipo  Bush (cf. arts. neste site)  ,  fica  mais grave  a situação, no caso,da Venezuela. Mas, qual a verdade e o papel da big mídia nisso tudo ?

         A VIOLÊNCIA ABORTANDO A  HISTÓRIA  

            Nas últimas décadas, o uso da força , pura e simples ,tem sido feito, com êxito , pelo Império , tomando , com mão militar, ou simples ameaças (caso do Brasil) , países inteiros , transformados em províncias sem que o povo tenha sequer consciência clara disso , uso da moderna tecnologia ( mídia, tv e internet em especial )  , pela informalidade (método testado , com êxito, há séculos, pelo Império Romano, agora aperfeiçoado.( Cf. Montesquieu, “Causas  da decadência do Império Romano”, entre outros; e  ”A cidade antiga”, de Foustel de Coulanges ). (Confira-se resumo deste processo e da ação  americana em Fiore, J. “O Brasil no Império Americano”, …texto, em Fiore J. e M.C.Tavares, “Moedas …) .

        Resultado de imagem para crise Venezuela

O primeiro passo nesse  sentido , historicamente, tem sido , sempre,  o desenrolar  de uma guerra ideológica, via  , há  séculos,  prospectos ou gritos ou boatos espalhados , propositadamente,  hoje via big mídia televisiva e internet,( informática em geral , cibernética, tecnologia ) controladas , além de posterior promoção e  financiamento de agitadores e manifestações(o  que foi feito no Brasil, esde 1962, com comprovados dólares da CIA , para  derrubar Goulart.  Cf. p.e., Fico, C. ,”O grande irmão” e Bandeira, M. ,”O governo João Goulart”, entre  outros )  .

Esta sempre a primeira etapa  da luta travada em todo o mundo pelo Império  , na América Latina, e em especial , e hoje, na  Venezuela e Brasil, por diferentes razões, para colocar no poder estatal um governo de seu interesse .

         Venezuela, hoje,  como o pior dos exemplos  para o Império, pela sua rebeldia, o povo e líderes com  posições  nacionalistas, inclusive as Forças Armadas, defendendo seu  território e povo e resistindo a todas as sabotagens, provocações, terrorismo(bombas jogadas  contra instituições ) , por iniciativa e comando evidente  do Império Americano . Rebeldia até agora ainda vitoriosa e conservando o domínio do aparelho estatal  .

       II – A BIG MÍDIA CONTRADITÓRIA ? POR QUÊ?

        Se tal é  verdade, como a big mídia brasileira  notícia só  o oposto ? Isto é. Ausência de qualquer pressão dos EUA  ; péssimo governo Maduro, responsável pelo caos ; Maduro ditador, embora eleito ; violência  injustificada do governo Maduro ; povo agredido e contido pela “ditadura Maduro”, etc.

         No caso do  Braz$l ,um tratamento  radicalmente diferente quanto aos fatos políticos, por essa mesma mídia – antes (até 2012), exaltava um exemplo mundial brasileiro , seu “líder” popular maior , Lula da Silva  , recebendo prêmios internacionais e chamado de “O cara” , por Obama e EUA  ; em outras palavras, sendo ele próprio, Lula ,  e o Brasil,  a aparente (e falsa,como depois verificou-se ) comprovação mundial do êxito do “neoliberalismo” , isto é , da já velha política americana do” Consenso de  Washington”, por sinal ,   hoje, e já há muitos anos,  até contestada pelos  próprios teóricos americanos ( cf. … )  .

          Mas , pouco depois, o sucesso neoliberal lulista contestado por obra e graça de massas desorganizadas, sem controle do líder pré-fabricado e sua imperial assessoria, , nas jornadas de 2013 , nas  ruas – ali foi denunciada a farsa monumental do falso sucesso econômico  e social e de seu líder Lula .

            Isto é, tudo realmente  parecia ótimo, mas sustentado na  base de uma farsa  grandiosa , que , por exemplo, caminhandojornal.com já denunciava – por exemplo ,  empréstimos estrangeiros (investimentos,capital financeiro  )  e multiplicação da dívida pública , pagando o Brasil dos maiores  juros do mundo , isto  até a queda vertiginosa e desmoralização do líder Lula da Silva, desnudando-se, então , a falsa “esquerda” lulista  (extrema direita enrustida ) , cuidadosamente construída durante décadas , pelo próprio Império, um ardil de primeira  apto a bem  enganar massas atrasadas e líderes corrompidos.

        III-  O FATOR  TRUMP – GUERRA,SIM ,  SE PRECISO

Resultado de imagem para crise Venezuela

          Agora mais grave a situação , com um Trump na capitania a mais destacada , eleito de forma duvidosa e pouco legítima, mas como , aí sim,  legítimo representante do complexo industrial-militar norte-americano. No caso,  imposto como aquele que poderá recuperar a grandeza da liderança americana pelo método mais direto e simples – a guerra , com o fez em 1945 , com as bombas nucleares em Hiroshima e Nagazaki , a guerra já ganha , e agora , com a superbomba sobre o Afeganistão e o bombardeio de base  aérea da Síria , sem qualquer consentimento da ONU ou sequer prova convincente de suas alegações (existência de armas químicas ).

         Tudo quase  exatamente  da  mesma forma como Bush fez no Iraque , há alguns anos, com a morte de quase um milhão de pessoas, a maioria civis.(Fiori mostra o pêndulo da balança variando , no que se refere  à política externa dos EUA – todavia, nunca mudou a intenção de domínio mundial e submissão mundial aos  interesses  do Império, em especial desde o” plus ” tecnológico-militar alcançado após as derrotas no Vietnan e  outras e da violenta reação a elas  desde a estratégia encabeçada por Reagan/Margareth Thatcher ,EUA/Inglaterra à frente do bloco neoliberal mundial.(Cf. extrato, in “O Brasil no Império Americano “).

           O objetivo , no momento presente , seria influenciar, via ações, se  preciso , mas se possível via dissuasão e propaganda ,  usando a big mídia, de forma a evitar qualquer  reação das províncias , tipo  Brasil . Em alguns  casos, a luta política em curso ( contra a Síria, setores islâmicos , etc.) , junto com a militar , da mesma forma que a ideológica (caso da  Venezuela , por exemplo)  , num país ou outro , lutas que deverão repercutir no futuro não só de cada um desses países mas  dos demais, indiretamente.

         O jogo está em curso, no palco mundial e  na América Latina – aqui , a Venezuela envolvida em luta  mortal para não sucumbir , em definitivo, ao Império ; no Braz$l  Província (Ianni) ou Protetorado dos EUA(Mangabeira Unger) , o Estado sob controle estrangeiro via prepostos da atual fração política neoliberal , com Temer à frente agora (no centro  de gravidade do poder estatal), tendo ela substituído aquela  com Lula da Silva  à frente(formalmente, apenas, caso também de Temer)  , mas  ao fundo apoiado/ sustentado também  pelas outras frações neoliberais,  inclusive a de Lula  da Silva .

         Mas,num contexto desses, é preciso para os dirigentes  manter a sociedade aquietada , ao menos, se possível confusa, manipulando a comunicação e , assim, ficando livre em suas  ações políticas e sociais . Nesse contexto , a grande mídia joga importante  e especial papel .

           IV – BIG MÍDIA E  DESINFORMAÇÃO

          E que papel joga a big mídia nisso tudo ?

         A importância dela é tal que Ianni, depois  de análises, menciona que trata-se de um novo “príncipe”, agora o “Príncipe Eletrônico”(Ianni, a “Era da Globalização” e outros livros) . O que  ela faz ou propicia  ?

          Desinforma , confunde,  limita análises,  despreza qualquer ética, deprecia Maduro(anti Império ) , sustenta disfarçadamente Temer , e até  Lula/PT (sendo leniente com eles – possivelmente, há muito mais provas contra Lula , inclusive no STF, escondidas, porque ainda não convém exibi-las ,  já que Lula poderá  ser útil adiante na contenção , amenização da tenebrosa situação brasileira ) .

    O jogo é sutil , interessa promover os que o Império sabe seus aliados mascarados – por exemplo, atribuir  a Lula da Silva a efetiva liderança das esquerdas( nos jornais , mídia)  , o que nunca foi verdade nem é , já de muito tempo,  até quanto a massas desinformadas . Mas, o Império as prefere com Lula/PT/PC do B do que com um PSTU ou PCB ou ” Nova Democracia” .Nada de avançar à esquerda.

        VENEZUELA, BRASIL, BIG  MÍDIA  

          Então , temos 3 posições diferentes nisso tudo :

l – a Venezuela,seu governo , enfrentando um golpe em curso  , que parece real, de direita, modelo clássico , liderado pelo Império, como o feito no Brasil, em 1964 . Com a diferença que lá a resistência está  sendo muito maior , os militares alinhando-se com o Estado ainda nacional e soberano;

2 – o Braz$l Província, já , Estado tomado pelo Império/oligarquias locais (cf. “1964 – a conquista do  Estado”, Dreifuss, R.A.) ,  destroçado, desde 1964, paradoxalmente mais ainda com a  economia “globalizada “(desde Sarney, Collor de Mello , FHC e Lula/Dilma , todos neoliberais, alinhados com as normas do “Consenso de Washington” ) –  mas  ainda assim não a apoiar a  resistência da Venezuela, mas a condenar  a política venezuelana anti-EUA , via chanceler Aloísio Nunes, ambos , Brasil e EUA alinhados  com a big mídia local e a do Império, numa  posição comum  ;

3 – a big mídia brasileira , de fato, mostrando uma   forma vergonhosa de agir – ficou  até 2013 sustentando quase um “novo milagre brasileiro”(economia) , com Lula , chamado de “O Cara”, por Obama, premiado mundialmente ,  etc.  (de  fato, um palhaço manipulado pelo  Império ) ; e  isto mesmo após o “mensalão”, com (1) denúncias atingindo Lula , quando até um ministro , Joaquim Barbosa,  aposentou-se , (2) após denúncias próprias gravadas( de leniência do STF com Luladilmadirceu)    , e mais ainda  as denúncias de Jefferson , então deputado federal, com condenações a Dirceu e Lula  , STF , etc. (2004).

           Brasil .Por quê ,  como pode a big mídia brasileira, após  o ” mensalão”,    apoiar a reeleição de Lula, enterrar mais apurações do “mensalão”, ignorar fatos  evidentes ?

            Porque interessava ao Império . Auxiliado pela big mídia, “blindado” pela Justiça corrompida e alinhada com as oligarquias locais , sob direção do Império , escondido , Lula sobreviveria , se reelegeria em 2006 e ainda elegeria , duas vezes,   Dilma Rousseff . Com isso, durante  mais anos prejudicando  o  Brasil e fortalecendo aqui todos os interesses do Império –  das multinacionais ao capital financeiro , ambos  como auxílio ainda do BNDES , um absurdo com o qual nem Maluf concordou com Lula ( mídia, fato notório)  .

           Como a big mídia fez isso ?

           Da mesma forma hipócrita que sustentou  a sobrevivência  de  Médici,o  general dos serviços secretos, década setenta, sustentando ter  havido um “milagre brasileiro “ por aqui ; que  não éramos mais um país atrasado ; sim, uma potência média ; e  além disso  éramos uma festejada potência  no futebol(campeões mundiais), razões  para muita festa .

          Ora,  hoje  há dados  que mostram técnicas sociais de propaganda propalando  duvidosas verdades,  já então(governo Médici/década 70 )  , e mais – corrupção no futebol  brasileiro e mundial, em alta escala, com João Havelange/Fifa ,  inclusive, durante anos presidente  (teve que renunciar depois até a título honorário ), carimbado de corrupto – o que sob o olhar de hoje , e tendo em vista aquele regime terrorista de Médici, leva a  duvidar-se  até da real vitória esportiva brasileira naquela Copa do Mundo.

        Quem jogou, então,  e continua jogar um papel destacado nisso  tudo , em especial nos  resultados desse processo descrito ? A big mídia , redes de tv em especial. Quais resultados ?

               V- OS PREJUÍZOS TRAZIDOS PELA MÍDIA

Imagem relacionada

      Ora, (l) fortalecimento , no Brasil, e internacional , da política do Império,  mesmo sendo a mais nefasta(comprovadamente ) para o povo brasileiro e os  povos do mundo (guerras, golpes, assassinatos, empréstimos a juros escorchantes, etc.) ;

(2) a  estabilidade de  líderes como Lula da Silva, claramente de direita/extrema-direita , apresentado como de esquerda, e que prosseguiu uma política neoliberal  antinacional , exato igual a que vem desde  Sarney e passa  por Collor , FHC , Lula e Dilma  ;

(3) o suporte , desde 50 anos, de diversos  políticos (todos neoliberais, Lula apenas  mascarado de  esquerda) e da política econômica aqui em curso (a mais nefasta, veja análises de J.Petras, neste blog) , até chegarmos à  situação em que se  encontra o Brasil – que só foi denunciada por ela , insista-se , após exposta pelo povo desordenado  nas ruas, nas chamadas jornadas populares de junho/13 – Braz$l Província.

(4) Prejuízos psicológicos e outros causados  ao povo , pela  confusão, desinformação , repercussão de  informações de interesse do Império, omissão de  outras . Desaparecimento de informações , divulgação ou não  de  eventos populares, promoção ou  não de certos políticos e fatos, etc.(Cf. abaixo a  perfeita racionalidade  dela ,contudo ,  ao estudarmos como funciona- segue diretrizes  ).

             Ora, essa big mídia  seria tão incompetente, assim como os serviços secretos americanos ou nacionais , a ponto de  nada perceber do antes exposto , durante décadas, ou seja, sobre  a corrupção desenfreada, a política anti-nacional , os  juros escorchantes e todo o desmazelo  e traição nacional da liderança brasileira, hoje evidente para  qualquer pessoa esclarecida e não dependente de favores ou grupos ?

            Ou  foram mesmo todos  coniventes com o domínio estrangeiro, destruição das esquerdas e verdadeiros democratas e construção deste “monstro Frankenstein”,que  é o Brasil atual- uma  província ou protetorado falido  ?

               VI – O JOGO DA  DESINFORMAÇÃO

              A big mídia joga,por exemplo  , com notícias da Venezuela  para influenciar no Brasil” lá seria pior ainda que aqui  , estão todos vendo ?” ” Lá é horrível , pior que aqui” – a big mídia mostra ou deve tentar mostrar, dia  a dia,  que o Brasil todo quebrado e falido, subserviente, é  ainda  muito melhor que  lá – vide remédios em falta, gente  na fronteira de vinda para o Brasil , falta de alimentos, etc.

             Só que  lá eles resistem ao domínio do Império, são ainda soberanos e independentes ; aqui, pagamos  os maiores juros do mundo , sob total dependência  do Império e  seus aliados, vítimas dele.

              A crise de  um (Venezuela ) é por resistir ainda ; a de outro (Brasil) por ter cedido e sempre ceder mais , resultado da política e superexploração do Império e seu “neoliberalismo”.

            Mas, de fato , a big mídia (redes de tv, em especial ) cumpre seu papel – ela só em 2013 reconheceu a situação econômica e o que se seguiu , e independente dela – Odebrecht ,corrupção,etc.  atingindo o coração da política e do corrompido estado brasileiro. Por quê ? “Governabilidade” , não irritar o povo, manter o regime . 

            Quanto ainda a esta importante big mídia, observe-se  – (a)quem a financia  ? É só ver os maiores anunciantes ; (b) Quem a controla ?  O Império, pois os maiores anunciantes são ligados a multinacionais  ou ao capital financeiro ; (c)  ela tem uma autocensura permanente ? Óbvio,segue “narrativas” e comportamento pré-induzidos ,quanto a fatos, pessoas e análises ; (d) quem ela promove e promoveu  todos esses anos ? O Império e a política neoliberal. Quem preservava ?

           Quem lhe interessava – nos últimos anos,  Sarney, Collor , FHC e , num tempo,  Lula da Silva/Dilma  ; depois, quando parte das frações neoliberais considerou que era preciso mudanças , passou a promover  a queda  de Lula/ Dilma   e a ascensão de Temer / Aécio, etc . , trocando o centro de gravidade do bloco no poder – é quando assume Temer, outro neoliberal, cuja fração política tinha menos contradições que a de Lula, além de mais alguma competência na gestão do estado falido e corrupção menos escandalosa. 

            Essa big mídia sempre   “censurou” certos termos e fatos basta ver que nunca mais mencionou , por exemplo, a palavra  “imperialismo”, muito menos  “imperialismo americano” , evitando até exibir fotos com essas palavras,  em  manifestações . E  nunca  indagou as razões mediatas , além  das imediatas, do ocorrido no Brasil, sua tenebrosa situação atual  e decadência . Para não ter que lembrar os EUA nem o Império.

          Quer dizer,  tudo por aqui teria ocorrido  por “casualidade”  – a dívida fabulosa, os juros os  maiores do mundo, a organização política absurda ; a venda de leis  ; a corrupção generalizada , etc. Ela , big mídia , que tem grandes repórteres investigativos, em geral teria andado atrás dos fatos e não na frente deles . E , quando na  frente , foi até certo ponto , depois começou a retardar , esquecer-se , não republicar nem repercutir certos fatos ,  etc.

             Exemplos claros  estão no caso das denúncias de fraudes nas urnas eletrônicas ; no caso das telefônicas,   envolvendo  o banqueiro Daniel Dantas e o ex-delegado  Protógenes Queiroz ; ilícitos feitos por membros do STF, além de  decisões absurdas ; o “enterro” precoce do caso do “mensalão”, escondendo fatos a ponto de Lula ser reeleito e  ainda eleger-se Dilma ; etc.

            Observe-se que,  em 1964,  a CIA/EUA gastaram milhões de dólares para derrubar Goulart, fatos comprovados (Cf. , p.e. “O grande irmão”, de  Carlos Fico ). Mas, agora, no que se verificou quanto a tentativas de sustentar Lula da Silva , nos últimos anos, e antes FHC, Collor, Sarney , todos os recursos financeiros  foram oriundos da Petrobrás, empresas estatais, empresas privadas brasileiras, etc. Imensa economia para os cofres  da CIA/Império, não ? Casualidade ou planejamento ? 

           Quer dizer, a dominação dos  brasileiros  chegou a um ponto tal que “eles”, “do Império” , sequer  têm necessidade de um financiamento externo , aqui mesmo captando recursos para  sua estratégia  política de domínio local(via corrupção, claro, método típico do Império do Capital – cf. Hardt e  outro, “Império”. “Império do Capital” , termo usado por nós  , foi retirado de Ellen Wood) .

             Nesse momento, essa mídia  atua ativamente no sentido de confundir, desinformar ,omitir, colocar a crise brasileira como conjuntural, quando é estrutural . Ou seja,  minimizar tudo de gravíssimo e  terrorífico denunciado pelo MP , jovens procuradores e policiais, nos últimos tempos. Parece evidente que o objetivo dela,  do Império por trás, não é Constituinte Já , como pregado por nós e outros, colocados do lado democrático.

[ Aliás, tudo indica ,3/5/17, já ter havido um grande acordo secreto das oligarquias/ Império nos bastidores – sinais : Jobim; Gilmar/STF  soltando Dirceu e outros ; Renan rebelde; Temer tranquilo, TSE lento; Tofolli, Lewandowsky /Gilmar ,STF, seguros; Carmen Lúcia(STF) omissa ; Celso Mello(STF) indo para a aposentadoria; “pitos” humilhantes do STF na “lava-jato”; etc. Vítima -” lava-jato”? Não, mais uma vez povo brasileiro. Haverá condições de reação,  desde já? ]  

Ao contrário, a big mídia já ensarilha suas armas para dinamitar tal proposta,  com ataques vários às  dificuldades de uma Constituinte (que são reais ),  mas negando que seja a saída menos ruim, face à desordem institucional geral. Quanto à Venezuela , da mesma forma , coloca-se do lado do Império/EUA – sempre.

     VII – BRAZ$l – CONSTITUINTE, SAÍDA MENOS RUIM

        A BIG MÍDIA E OS INTERESSES  DO BRASIL . Note-se que, de fato , Constituinte (com prévios amplos  debates e luta ideológica, discutindo-se  tudo e trazendo os  militares, de forma indireta, para o debate público e transparente ) é uma saída menos ruim, talvez para o povo brasileiro , mas inconveniente para os interesses das corruptas oligarquias e do Império , por  trás delas. Para  eles,  talvez levar, enquanto puderem,  “tudo” no “banho maria” ,isto é, mazelas e Temer e cia.  até 2018, eleições tipo “salve-se quem  puder” , para legitimar o velho regime  e ir  fazendo “o possível” quanto a reformas, isto é , indo bem devagar  .

         Quanto aos militares, nem se fale – deixá-los sempre isolados (e até desprezados ) , bem  escondidos, para quando aparecerem  frente à sociedade , de repente, estarem “purificados” (desinformados, com a ideologia transplantada/inculcada  pelo Império bem articulada ) e terem  contra eles toda a raiva contida de grande parte  da sociedade .

     E apoiando-os , de outro lado, alguns setores populares  ultra-direitistas,extremistas (oligarquias corruptas à frente ), alinhadas com o Império, claro (líder tipo Bolsonaro)  – de forma a  ser inevitável o atrito com outra boa  parte da sociedade, ao menos, ou seja – a repressão irá reaparecer “grandiosa”, no centro do debate”democrático” – assim consolidando-se a província.

             Constituinte . Apesar de apoios e  propostas como as de Carvalhosa, Paes Leme, Gianetti e outros, a  big mídia ignora a proposta – razões acima.

    Fizemos afirmações , hipóteses  que parecem  justificadas , com argumentos de “autoridade”(especialistas  conceituados e conhecidos ) – e lógicos . Mas, face ao crucial papel  da big mídia , suas redes, no  Brasil  e no mundo , examinemos outros argumentos e detalhes   ,  para  quem  deseje entender , a fundo, o que se passou , tem passado e irá  passar, no Brasil, influenciado por essa mídia aqui implantada , que precisa ser  melhor conhecida.Como ela funciona?

     O que condiciona suas ações ? Por que tornou-se tão importante? Qual seu passado remoto e não só o de sustentar genericamente os regimes militares, escondendo até torturas e empresários participantes , durante décadas?

             A  situação da Venezuela  e do Brasil, do pobre  e do esfarrapado   subserviente,  servirá de exemplo e ilustração. De lado , como exceção,  a questão da Constituinte , tratada apenas  em linhas gerais, pois já vista antes. (Cf. neste  blog artigo “Constituinte Já !”) .

              O papel decisivo , hoje, talvez , dessa  big mídia não pode ser combatido com xingamentos  ou simples ignorância, nas ruas  . Os que  assim fizerem serão sempre derrotados(como estão sendo ) na  luta pela  conquista de mentes e corações – ideológica .

              Para isso, analisemos melhor o papel / forma  de ação da  big mídia /brasileira, o Brasil  e a Venezuela , as  forças em atuação , em cada um dos casos

    VIII – ENTENDENDO A BIG  MÍDIA DO IMPÉRIO

             Primeiro , compreenda-se a importância da big mídia – na época das  transnacionais , não importa que redes de  tv e outras pareçam brasileiras ; a questão  é quem as financia, que narrativas  desenvolvem , as razões delas , como agem , se existe uma autocensura .

            Além disso, algumas  delas , dessas redes , que cresceram muito e rápido , sempre defendendo a ideologia  do Império, podem terem sido financiadas por ele , em especial via “laranjas” espertos  e bem remunerados, num passado de décadas, quando não havia tecnologia de melhor controle,  como existe hoje. O que vemos hoje denunciado , quanto à corrupção,mostra que tal é possível.

             A mídia  televisiva  atinge não só pessoas de certo nível (que lêem  revistas, jornais,  etc) como aquelas analfabetas  e semianalfabetas ou analfabetas funcionais, capazes de só entender simplificações e não capazes de interpretar textos,caso desses como os  de caminhandojornal.com, por  exemplo . Essa gente é maioria da população e mais fácil de manipular.

            Atualmente,  depois  da conversa fiada do “fim da história”, do fim da “esquerda e da direita”, de que o “neoliberalismo” é uma realidade única e impossível de  ir adiante, do “fim do comunismo e do  socialismo”( fim de algo que nunca existiu, fora tentativas ) ,etc. – apareceram as “narrativas”, diversas,diferentes, sendo que sobreviveria apenas  uma , que deveria ou acabaria por ser aceita. Qual ? Óbvio , a de que a de quem tivesse maior força econômica, política e social – o próprio Império .Daí a tal falsa “pós- verdade” .

    IX -“QUARTO PODER”/“PRÍNCIPE ELETRÔNICO”?

       Ianni bem analisou a nova situação da moderna mídia.

      “No fim do século XX,  há  sérios indícios de que os “príncipes” de Maquiavel e Gramsci, assim como outros teóricos da Política, envelheceram, exigem outras figurações” …

     E ele continua –

         “Nessa  época as tecnologias eletrônicas, informática  e cibernéticas impregnam crescente  e generalizadamente todas as esferas da sociedade nacional e mundial ; …Já não se trata mais apenas do “quarto poder” , do qual se começou a falar no século XIX . Trata-se de um desenvolvimento intenso e generalizado, abrangente e predominante da  mídia no âmbito de tudo que se refere à política. Um predomínio que desafia os clássicos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, assim como o partido político, o sindicato , o movimento social e a corrente  de opinião pública “.(“Enigmas da  Modernidade –mundo”, C.Brasileira , Rio, 2000, p.143/144) .

         Para  Ianni , “o príncipe eletrônico ...”subordina, recria ou simplesmente ultrapassa os outros”. ( p.145)

       Ele não é, esclarece o mestre, nem o condottiere nem partido político , mas realiza e ultrapassa os descortinos  e as atividades dessas duas figuras clássicas da  política .

Explica –

             “O príncipe eletrônico é uma entidade nebulosa e ativa, presente e invisível, predominante e ubíqua, permeando continuamente todos os níveis da  sociedade, em âmbito local, nacional, regional  e mundial . É o intelectual coletivo orgânico das estruturas e blocos de poder presentes, predominantes e atuantes  em escala  nacional, regional e mundial, sempre em conformidade com os diferentes contextos  socioculturais e  político-econômicos desenhados  no novo mapa do mundo “. … não é nem homogêneo nem monolítico  “…

            Mas, não é neutro – …”expressa principalmente a visão do mundo prevalecente nos blocos de poder  predominantes em escala nacional, regional e mundial, habitualmente articulados “.

          “…a indústria da manipulação das consciências continua  sem ser considerada em seu conjunto , como um todo. …nos vai constranger, em futuro muito próximo, a que a consideremos uma potência radicalmente nova, em crescente desenvolvimento, impossível de ser  medida com base nos parâmetros disponíveis. Estamos ante a indústria  chave do século XX”.(“La manipulación industrial de las  consciências “, p.7-17, Enezensberger, H.M. , Anagrama, Barcelona, 1969, in Ianni, ob.cit.,p.149).

             Destaca-se, naturalmente, a televisão, que seria “um participante ativo nos eventos  que ela empenhadamente ‘cobre’. Ela não poderia ser  tida  como “mera observadora” e  repórter … , mas… “tem-se tornado claramente parte  integral da realidade que noticia …”(p.150).

              Assim, as relações  imprensa , rádio e tv com o  sistema político seriam “governadas , em cada pais, pela natureza do sistema político e das normas que caracterizam sua cultura política ,

                 “sendo que a estrutura socio-política e econômica das diferentes sociedades também determina a estrutura interna de seu sistema de mídia, os métodos de financiamento deste e, consequentemente , das relações intersistêmicas das diferentes organizações da mídia”(“The globalizatin of Electronic Journalism”, de Gurevitch, M. e  “Mass Media and society, de Arnold, Edward  , in Ianni,ib., nota  e,  p.150).

              Note-se  bem – nesse contexto ,

      …”mercado e marketing, mercadorias, idéias, opiniões e comportamentos, inquietações e convicções tornam-se dimensões  psicossociais, socioculturais e político-econômicas que podem polarizar-se  em atividades e  imaginários de indivíduos coletividades . “

            Isso vai traduzir-se em opções …

convicções e ações políticas ,  em geral influenciadas pela mídia eletrônica e impressa, destacando-se a televisiva .”(p.150).

            Claro que corporações transnacionais , interessadas no comércio e  publicidade, tornam-se agentes de tudo isso , além do fato que parte delas faz parte de conglomerados  também transnacionais. Idéias e mercados  intercruzam-se.

           A rede CBN ,da mesma forma que a Globo e a  Bandeirantes promovem , dia e noite, programas sobre empreendedorismo, pequenas empresas, questões internas de organização empresarial, ouvindo especialistas e empresários bem sucedidos – os interesses do Império promovidos sempre.

      Conscientes disso, vão mais  longe esses setores,  em  sua  estratégia –

…”precisamos afirmar  o pluralismo e a diversidade …democracia…livre mercado de mercadorias e idéias . O capitalismo multinacional nunca deve aparecer como  um rival dominador, relativamente aos interesses nacionais ou tribais .”(Pagan Jr.,R., presidente da Nestlé …in Ianni, p.151, nota 5 ).

        Veja-se bem –  mercadoria torna-se  ideologia, mercado vira democracia, consumismo vira cidadania – uma metamorfose . Formam-se , assim, “mentes  e corações “. (ib., Ianni, p.152).

              Afinal, impõem-se os  mais  poderosos e predominantes interesses corporativos impondo-se sobre  partidos, sindicatos, movimentos social ,e até governos, Legislativo, &&99ºExecutivo, Judiciário.

              Com essa fabulosa manipulação de tecnologias eletrônicas e outras forma-se a mais vasta ” multidão solitária, espalhada  por nações e regiões . Uma ágora eletrônica ,indivíduos isolados, anônimos mas presumivelmente bem informados ….sem risco de violência ou infecção,engajando-se em debates, troca de informações …”(p.154). Ora, tudo isso impregnado por “poderosas  e influentes técnicas sociais”  –

“o que parece neutro, útil, positivo, logo  se revela eficiente, influente ou mesmo decisivo …”

         E qual o objetivo das agências e das práticas utilizadas –

“…modelar o comportamento humano e as  relações sociais , eu as descrevo como técnicas sociais “(Ianni, ib.p.156).

       “Com essas tecnologias , os líderes,  políticos, gerentes, agências,governos, igrejas …etc. atuam além dos partidos, sindicatos, movimentos sociais e correntes da opinião pública. Há uma mudança da clássica  política, mutilada ou marginalizada .

          Os  objetivos  podem ser  democráticos ou autoritários.

Imagem relacionada

         Forma-se  uma comunidade  mundial, em que as  comunicações são mais por imagens e sons .E A DIREÇÃO É ÚNICA – O OUVINTE OU ESPECTADOR  NÃO TEM ESCOLHA A NÃO SER  MANTER-SE PASSIVO  . A passividade, isolamento e anonimato são maiores do que nunca.

           A “fortuna e virtú “de Maquiavel, esta  passa a ser  em parte constuída pela mídia e por técnicas sociais. A criatura produzida pela mídia  pode aparecer como “única solução “…  desde que satanizem-se os outros  líderes.

          A notícia, o comentário,a fotografia…permitem tanto

  ” registrar e divulgar  como enfatizar e esquecer , ou relembrar e enervar .”(p.163)

        Em curso …um processo de dissociação entre existência e consciência;  condições e possibilidades da existência e condições e possibilidades da consciência”.O nosso  “príncipe” …

              …” o intelectual orgânico dos grupos,classes ou blocos de poder  dominante …Um intelectual ORGÂNICO COLETIVO, já que sintetiza a atividade,  o descortino e as formulações de várias categorias de intelectuais – jornalistas e sociólogos, locutores e atores, escritores e animadores …todos mobilizando tecnologias  eletrônicas …(p.165, ib.).

             Tratar-se-ia , assim, de uma “imensa ágora eletrônica”.(os grifos são nossos – caminhandojornal.com/redação ).

             Note-se que a mídia não apenas desinforma ou omite ou confunde ou até mesmo transmite as linhas gerais de uma ideologia. Ela faz  muito mais do que isso, como a análise de Ianni o mostra . Ela …   

   ”expressa principalmente a visão do mundo prevalecente nos blocos de poder  predominantes em escala nacional, regional e mundial, habitualmente articulados “. Mas, vai além –

             é  capaz de fazer o espectador chegar à ação : 

                             … pois há uma produção de…
         “convicções e ações políticas ,  em geral influenciadas pela mídia eletrônica e impressa, destacando-se a televisiva .”(p.150).

          Quer dizer, a” big mídia coletiva “, sistêmica , articulada, integrada , o que Ianni chama  , inteligentemente, de “príncipe eletrônico “,é capaz de implicar na  afirmação de convicções e ações , o que significa um papel muito além de mera  informação e, muito menos, o antigo papel que lhe era atribuído de , isenta, expor e analisar fatos.

   X  – CENSURA(Fácil) NA MÍDIA BRASILEIRA

Imagem relacionada

        A desonestidade e promiscuidade da grande imprensa brasileira, que deu origem à  atual, é conhecida. Samuel Wainer, no seu “Minha razão de viver”, “Memórias de um repórter”, já fora bem claro, isto em livro  publicado em 1987, em décima edição,  mostrando , aliás, o que nossa grande mídia só “descobriu  agora”, há  poucos  anos , por iniciativa  de jovens procuradores e  juízes .

        “A presença dos empreiteiros na cena política brasileira é ainda fortíssima. Eles  seguem  interferindo na nomeação de  ministros que  agirão nas áreas incluídas em seu universo de  interesses ,  financiando partidos e  candidatos,  elegendo deputados e senadores, influenciando a linha editorial de jornais e revistas “.

E continua – “Negócios desse  tipo não costumam deixar  rastros, mas é  fácil deduzir que nestes últimos anos foram captados dessa  forma alguns bilhões , repartidos entre empreiteiros e seus sócios na imprensa. …Assim enriqueceram muitos barões  da imprensa brasileira “(página 226).

            E quanto aos meios de comunicação :

“Para assegurar o apoio dos  meios   de comunicação,  ou ao menos  evitar  que lhe fizesse oposição frontal, o governo contemplava jornais e revistas com isenções fiscais,facilidades para importação de papel , eventualmente anúncios.  Poucos ministros ousavam recusar reivindicações formuladas  por homens como Assis Chateaubriand  ou Paulo Bittencourt e destinadas a favorecer terceiros”.

“…muitos donos de jornais properavam como agentes  dos interesses de exportadores de café . No ano 50,os barões do café foram substituídos pelos grandes empreiteiros. (p. 224 ).

A CENSURA ONTEM COMO HOJE 

              Armando Falcão,experiente ministro, ex-ministro de  JK , e da ditadura(Geisel) , mostra como exercia a  censura, naquele governo, (JK)democrático (depois a exerceria de  outra forma nos governos ditatoriais ):  “… atuando diretamente  junto à direção das estações radioemissoras e de televisão.  Passei a ter encontros regulares  com os responsáveis pela programação política e jornalística  de todas elas” .

“Por essa  via, eu ia controlando a  lista dos possíveis entrevistados , delas excluindo, obviamente, os radicais e os demolidores. Somente brilhava na televisão e no radio quem não apelava  para a agressão às autoridades  do governo,quem não pregava a violência. Fazia-se cumprir, desse modo, a letra dos de contratos de concessão” .( Quer dizer, no julgamento dele , um conservador de direita extremada)  .

          ” Mandei chamar,  um a um, para  conversas cordiais, os patrocinadores de programas de prestígio , de grande audiência.  O método  era suave, ms eficaz. Deu certo , sem exceção. …Tudo correu na santa paz – e Juscelino, na área de televisão e do rádio, teve tranquilidade para governar, sem problemas, até o fim do seu mandato .”(“Armando Falcão, “Tudo a declarar”, Nova Fronteira ,1989, p.356).

           Agora voltou a ser assim? Ou sempre foi?

             Bem possível, pelo que se vê de entrevistadores e entrevistados .

    O IMPÉRIO  NA MÍDIA BRASILEIRA

 

Resultado de imagem para crise Venezuela

                 Coisa bem antiga  essa relação , que envolve jornalistas, sociólogos, agências, comunicadores, pesquisadores, cientistas políticos.

           Veja-se a relação entre recursos financeiros, via grandes agências e a mídia . Quanto à liberdade  e controle dela ,   basta  lembrar que, já em 1979,

 “ as “dez principais agências americanas controlam amplamente o mercado publicitário latino-americno.( …) A J.W.Thompson  “praticamente  monopolizava  a produção de  mensagens publicitárias …Superava na Argentina, Brasil e Chile “todos  os competidores,sejam nacionais e estrangeiros “.

        Ainda em 1973, ditadura militar, regime terrorista, entre  as 20 principais agencias  de publicidade,eram americanas, a número 1, 2, 3e  5, ou seja, McCann Erickson, Thompson, Needhan , Harper & S. e Kenyon & Eckhardt .

        Elas , o jornalismo , sociólogos, etc. são usados para “evitar , tanto quanto possível, “as terríveis experiências de invasões como a da República  Dominicana,a diplomacia do “desembarque de forças navais”;

      “Tivemos na América Latina o Projeto  Camelot(1965), “estágio inicial de uma ampla rede de espionagem conrarevolucionária disfarçada de pesquisa sociológica, foi uma experiência marcante. As  universidades latino-americanas se recusaram a tomar  parte na elaboração daqueles “modelos analíticos de mudança e controle social “que iam alimentar os modelos de simulação e servir para planejar a luta contra os movimentos populares .”(nota 13, em Les Temps Modernes, janeiro, 1975, A.Mattelart., art. “O imperialismo cultural na era das transnacionais”, “Meios de  comunicação : realidade  e mito “, org. Jorge Werthein , Cia. Ed.Nacional, 1979, p. 127) .

           Em resumo , já na  década sessenta  – ”Vivemos em  um mundo real  onde a cooperação  entre cientistas e os serviços secretos  é necessária”(Gal. Lyones, então diretor  da Scie4nces Committee of th  Science  Academy, Washington  , 1967, in …ob.cit.,p127).

         Ligações políticas  entre  o Império, a big mídia e as agências de publicidade ? Algo bem antigo. Basta ver –

“As agências McCann Erickson e Gallup tiveram papel central na  “elaboração do mito do”milagre brasileiro”(época de Médici, regime terrorista , Brasil)e a Thompson no “planejamento da política de relações públicas da Junta Militar Chilena “, idem relações públicas dos coronéis gregos após o golpe de Atenas. (p.124 , Mattelart , id.  )

             Quer dizer, eram todos velhos amigos, mídia, agências, ditadura ,  sob a direção do Império ,com seus serviços secretos (Cf. acima ). A nossa  mídia , pois,  tem um  notável passado de corrupção, censura, apoio a ditaduras , relações com serviços secretos  e regimes hediondos terroristas – sempre a serviço, profissionais submetidos a quem financia – que controla . Da Nestlé às agências americanas de propaganda.

   XI –A  PIADA  DA “NEUTRALIDADE”

Imagem relacionada

       Mas ,  a maior piada dos jornalistas da big mídia é que eles têm regras éticas,

consultam  os dois lados sempre, conferem as fontes. Será ?

   O objetivo deles , ensinado em faculdades de  jornalismo (o que mostra o quão não úteis são  ?) seria a  neutralidade .

        Colocando de lado todo o acima, que é  a comprovação até da impossibilidade da tal neutralidade, observemos alguns aspectos dessa possibilidade-  na ciência.

        Alguns títulos de livros  já  mostram uma posição – antiga. Por exemplo , Japiassu, H. , “O mito da neutralidade científica”(1975) . Odilon Filho mostra que esse conceito de  neutralidade  não passa de um mito, que “vem sendo revisto em todos os campos científicos ...”E ele lembra uma “racionalização de crenças ingênuas como aval do prestígio das ciências …”culminando num cientificismo , uma mitificação das ciências ” . Houve uma revisão crítica desses  conceitos idealizados. Evidente não  há  uma  “verdade científica”,”a ciência”, mas “as ciências”, práticas científicas , uma realidade sócio-histórica em mutação. Não há ciência  “absolutamente isenta  de valorações e ideologias “,  imaculada .

     Há uma intenção subjetiva do cientista pela busca do conhecimento  e não se trata da reprodução completa e fiel da realidade, mas conserva uma distância. Conhecemos cientificamente  um objeto quando ele foi retirado de seu  estado natural e “reconstruído”, elaborado, pensado dentro de nós. Toda ciência constrói seu objeto . Não existe o fato  puro e a  observação nunca  deixa de pressupor a  pessoa do investigador. Por isso,  “todo fato é o resultado de uma valoração .”(p.70, Revista Brasileira  de Psicanálise, n.1,1980, vol.XIV, p.70).Assim, o conceito de neutralidade é irreal…

     Mais- “São as ideologias que reforçam esta ou aquela orientação nas pesquisas científicas,de forma a que correspondam a uma demanda sócio-histórica(ou  estratégica , em termos crus)  que é extrínseca ao objetivo científico proposto .”(p.71)

           Ao invés de realidade, pois, poderíamos falar em objetivação ,”o  qual se reconhece como  um esforço e uma forma particular e limitada de aproximação da realidade .”O que implica em que o objeto da mesma é construído pelo próprio processo de observação.”

         O exposto é suficiente e bem “afastado” do jornalismo,  para destacar  – que  ficarem jornalistas da  big mídia profissional ,e em especial aqueles ligados  ao meio acadêmico, a exaltarem sua neutralidade, profissionalismo e técnica no sentido de ouvir os “dois lados” – também é um mito inexistente, tendo em vista  o acima, e , nesse caso particular, em vista da práxis.

É só observar a satanização diária de Maduro e seu regime por toda a big mídia brasileira . Onde neutralidade? Seguem ,casualmente, as diretrizes evidentes do Império, que o combate sem folga?  

       Observemos , em especial, o caso da Venezuela , em crise geral e séria, criticada por …jornalistas brasileiros ,da forma a mais aética e  totalmente ideológica, pior , dentro de uma perspectiva ideológica comandada claramente pelo Império,  como vimos acima.

    A  ESTRATÉGIA DA FALSIDADE NA MÍDIA

Resultado de imagem para crise Venezuela

         Veja que  se  admite-se diferentes narrativas, prevalecendo aquela capaz de impor-se socialmente ,  teríamos que admitir que é a  com força social e política para impor-se. Nesse caso, pouco a discutir – e se  trata-se da narrativa a mais capaz de impor-se , pela força , esse papel caberá durante  bom tempo – a patrocinada pelo Império, acorde com seus interesses . Caso do bombardeio do Iraque e  da Síria pelos EUA ou da posição americana na crise da Venezuela – contra o chavismo/socialismo.

         Daí  colocações como o “fim da  história” e outras  caso do fim da dicotomia entre “esquerda  e direita”. Só que todas enterradas  pelo fracasso mundial do  neoliberalismo , caso evidente o do Brasil, embora todos  os truques, recursos e ardis para implantá-lo. Inclusive a criação e construção de um líder  de  esquerda tipo Lula  da  Silva.

             O que significa que embora o mais poderoso o Império já tem dificuldade em impor narrativas falsas, ao menos as mais absurdas caso das citadas. Do mesmo modo que outras tipo ser o “defensor da democracia ” ou dos “direitos humanos”, o que significa estar perdendo a luta ideológica, ou seja , aquela por “corações e mentes”. Isto em que pese ações desesperadas e anti-éticas de “sua mídia”, caso da big mídia brasileira em relação aos acontecimentos da Venezuela.

       Mas, o Império foi  mais longe. Karl Rove, assessor de Bush , em entreivsta, em 2004, no The New York Times , assinala –

                          “Nós, os Estados Unidos,  somos um império e criamos  nossa própria realidade”.

         ”Enquanto os jornalistas  checam , nós evoluímos e  criamos outra  realidade para  vocês  tentarem acompanhar, escrever e comentar . “

        E ainda vai adiante – o Império teria criado  uma

“estratégia de movimento constante, para  que os jornalistas não consigam acompanhar nunca. O ponto é confundir e manipular os cidadãos para que o governo e os políticos possam atingir seus  objetivos”

(Época,in entrevista, 24-4-17, p.62. Jayson Harsin, pesquisador da área de comunicação , prof. Do Depto de Comunicação Global da Um. Americana de Paris. Entrevista a Mariana Barboza).

         Trata-se de máxima autoritária  em que não há confiança do  Império nem nos jornalistas da sua big mídia ,como visto,  que estão envolvidos em toda a situação acima descrita em detalhes,  desde a inteligente percepção do “príncipe eletrônico”, de O. Ianni. Tanto que  um Trump afirma , referindo-se aos  maiores arautos do Império, o New  York Times e as redes de TV CNN e MSNBC , direto a seus jornalistas – “incompetentes  e desonestas”. “Se o trabalho da mídia é ser honesta e falar a verdade, a mídia merece uma grande reprovação”.  E sequer foi ao almoço com os jornalistas, dizendo estar “mais animado por estar a 100 milhas de distância deles “.(O Globo,1-5-17)

Quer dizer, os jornalistas são mentirosos e desonestos .Que jornalistas ? Os dele próprio, isto é, do Império, no qual ele exerce papel crucial.

       Assim o Império trata os jornalistas seus defensores – desonestos, mentirosos, devem ouvir isso calados face ao bom dinheiro que recebem. Isto é, os desaforos, como esses, dos patrões.

Quer dizer , este o jornalismo do Império, desrespeitado até pelo Presidente do país no centro de gravidade de seu poder – que usa como argumento a verdade que ele mesmo produz – falsa narrativa, deliberadamente falsa –e  que se justifica dizendo ser a verdade que  eles podem e tem força para produzir, manter , e ser obedecida  pelos outros povos do mundo.

         Aí se explica a descarada desobediência dos  tratados, das regras da ONU, os bombardeios sem necessidade e urgência ou perigo. Ou seja, a  desnecessidade e  absurdo dessa desgovernança  irresponsável do mundo – aceita  por uma indireta e sabida  imposição da  força das armas – nucleares  -e da irresponsabilidade  intrínseca demonstrada – Trump um  retrato disso e do  que está atrás dele   – o complexo industrial-militar e os serviços secretos dele componentes, senhores do mundo político,  ainda hoje.

  XII –O  FALIDO BRASIL  E A MÍDIA  CRÍTICA

Resultado de imagem para crise Venezuela

       Crítica da big mídia brasileira-   só quanto aos  opositores  do Império e do  imperialismo americano  .(Não existe  outro termo mais adequado ).Quanto ao Império, ou imperialismo, sequer pronuncia a palavra.

       Não percamos tempo em caracterizar o Brasil de hoje, que temos chamado de Braz$l, classificado por Ianni de província  e  por Mangabeira  Unger de protetorado americano – ambos com razão. Uma  vergonha de cima a baixo, em que pese tentativas  populares de reacertarem as situações – caso da greve  geral bem sucedida da última sexta  feira, o maior êxito das últimas  décadas.

        Hoje, dois dias depois, temos no

Rio de Janeiro 9 ônibus atacados, na Avenida Brasil , Rio de Janeiro, queimados, dezenas  de  presos e armas apreendidas, ruas interrompidas. Mais –caminhões atacados com mercadorias pegas por centenas de  miseráveis das  favelas vizinhas .

         Com a presença da PM , a rapina popular continuou , sem que ela interviesse ou por  estar em inferioridade ou por não querer atacar gente carente, buscando alimentação. De  qualquer modo uma manifestação política,  que deve estar correndo mundo,  de criminosos sem qualquer consciência política, sem  noção de que o que fazem são também atos políticos, embora sem o perceberem.

          Este o Braz$l dos  analistas da Bandnews, Globonews , jornais como o Estado e Folha  de São Paulo. Em vista do acima, declarações do próprio Trump e assessor de Bush , pode-se entender que seus jornalistas estejam proibidos de  falar em “imperialismo americano”, o que é um fato, e que em  outras  análises evitem a apreensão do papel do Império na desgraça  econômica e política de um Brasil , há  muito derrotado e cooptado(suas “elites”governantes, oligarquias locais )  pelos interesses do Império.

          Só o interesse financeiro pode explicar tal comportamento , porque nem há uma  ideologia  capaz  de teorizar , ou mesmo justificar ,  na prática, tudo isso – não tem qualquer  lógica. De fato, são xingados, humilhados, de frente, por Trump, Bush e assessores, o que atinge seus colegas brasileiros , desde que todos vigilantes neoliberais engajados na defesa do Império. Aquela máquina militar esperta  que disputa o petróleo da Venezuela, aniquilou o Iraque, o Afeganistão, a Líbia, Nagazaki e Hiroshima, matando milhões de pessoas .

           E  que agora disputa a tomada da Síria e Venezuela, olhos no Iran e Coréia, entre outros, com o Braz$l já em seu devido lugar. Quer dizer, tais jornalistas devem prepararem-se para atacar os líderes desses países, o que aliás, preventivamente, já vem fazendo.Defendem o indefensável, tomam a “narrativa” do mais forte, mas a mais longe da “verdade relativa”. Sem dúvida, pelo papel cumprido devem estar muito bem remunerados.

         E qual o papel dessa big mídia quanto ao que ocorre na Venezuela, com Maduro ? O que acima foi exposto ?

         Não . Quanto ao Império tudo – omissão, esquecimentos, análises distorcidas . Venezuela é outro caso. Maduro faz muito mais mal que Trump ou dos que jogaram uma bomba nuclear em Hiroshima, a guerra já ganha, apenas uma disputa de territórios e recursos , caso da Venezuela.

          Assim, essa mídia  expõe apenas uma face da questão , a do Império, forma fácil de vencer debates (monólogo, só um fala e repete, distorce imagens, manipula ) – o exame dos jornais O Globo, Estado de São Paulo , Folha de São Paulo , Globonews , Bandnews , etc. mostram que todos expõem apenas um lado da questão – a permanente caracterização de Maduro como ditador, figura ridícula, todas as  medidas condenadas por eles .

            Não se encontra uma só defesa do regime venezuelano, sequer declarações de seu  embaixador.(O que fazemos aqui, cumprindo o dever ético que deveria ser deles – expor posições dos dois lados. Mas, como Trump /Império produzem “sua própria verdade”(posição deles próprios) significa que ela é , óbvio, uma mentira . Não irão expor, com esse tipo de ética, ou falta de ética, quaisquer verdades inconvenientes.

         Se o Braz$l é um país endividado, corrompido, dirigido por um bando de corruptos,com um opositor também corrupto evidente, Lula da Silva, que agora tem uma “onda de soltura de corruptos” através da quinta  turma do STF, Lewandowsky e Tofolli à frente, auxiliados pelo estranhíssimo Gilmar Mendes , o falador  – pode orgulhar-se também do resto , caso de sua mídia :

descaradamente  parcial, infringindo todos  os dias  os mais elementares  princípios do jornalismo , ensinado nas faculdades nacionais (que devem ser bem deficientes, pelo visto )  .(A leitura do acima mostra que nessa afirmação, que tem óbvias exceções, não há qualquer exagero ou radicalismo).

   XIII – A VENEZUELA INDEPENDENTE  RESISTE

         Como nossa big mídia  e  seus admiradores  omitem  a defesa dos venezuelanos,  anexamos os vídeos   , que tratam dessa defesa.

        Em resumo, a Venezuela  tem cerca de 40 milhões de habitantes, com  67% de ameríndios, tendo como principal produto o petróleo, com grandes reservas, mais produtos como cana de açúcar, milho e  abacaxi, além de arroz. Uma expectativa de 74,2 anos de  vida , falando espanhol.

        Chaves nasceu em 1954, politico e militar, foi eleito em 2000 e 2006 , tendo fundado  o PSUV , unindo vários setores de esquerda.Enquanto o governo americano declara-o uma “ameaça à democracia na América Latina”, ele se declara socialista e bolivariano e  sobreviveu a um golpe  , com a CIA e os EUA por trás, em 2002, provadamente, com a esquadra americana já em território venezuelano, tentando intimidar , como  fizeram com o Brasil em 1964.

           Ele venceu mais de 15 eleições, e embora  não pertencendo ao maior nem mais forte pais, tornou-se , em seu tempo , o principal líder da  América Latina, organizando a  ALBA e influenciando vários países, como Bolívia e Equador. Morrendo de câncer , ainda bastante jovem, indicou Maduro como seu sucessor –  este sofrendo violenta campanha contra liderada  pelos EUA.

           Agitações de rua, feita por mascarados, a prisão de um deles, depredador de órgãos  públicos, que confessou ter recebido milhares de bolívares para atuar , junto com  um grupo , atesta ações semelhantes às realizadas  no Brasil, antes do golpe de 1964, com milhões de dólares envolvidos (Cf.  Fico , C,  , ob.cit.; cf. Moniz, B., ob.cit.) .

          O embaixador da Venezuela no Brasil, Diego Bellavia,  assinala que “há uma  campanha  na  mídia e nas redes sociais …que tenta culpar o governo … por uma suposta repressão …” Divulga  o documento “Golpe de estado em desenvolvimento – violência de grupos fascistas .” Acusa uma guerra psicológica utilizada para derrubar governos progressistas …componente da nova estratégia imperial ….O que se  busca é criar condições de uma intervenção militar na Venezuela. “(cf. site embaixada).Com esse objetivo estariam sendo falsificadas fotos  e filmes , para mostrar ao mundo  um ambiente totalmente conturbado, mostrados  pela embaixada. (Cf.  anexo).

 [Deixamos anexas -explicações de autoria de Igor Fuser , doutor em Ciência Política pela USP , sobre a Venezuela ].

*********************************************************

VENEZUELA – MAIS INFORMAÇÕES CLIQUE NO LINK ABAIXO 

http://www.viomundo.com.br/denuncias/embaixador-da-venezuela-denuncia-manipulacao-de-imagens-para-criar-guerra-psicologica-e-gerar-violencia.html

*********************************************************

Resultado de imagem para crise Venezuela

         CONCLUSÃO

A apreciação do que ocorre na Venezuela, cuja análise é difícil , longe do contexto e sem informações adequadas, todavia nos permitiu ver a ação imperial contra ela e a parcialidade da mídia brasileira, negando lições clássicas do jornalismo.

VENEZUELA

Evidente que deve haver erros dos chavistas , mas também evidente a tentativa de golpe do Império contra uma nação muito mais fraca – a ponto dele nem pensar em alguma invasão, mas desgastá-la pouco a pouco, sabotando dia a dia , instigando agitadores, com certeza pagando-os e promovendo todo tipo de sabotagem . Tal  foi feito no Brasil e outras partes do mundo, com êxito . Os serviços secretos do Império e ele tomando mais uma nação, seu petróleo e soberania, mediante truques velhos.

No Brasil , após a conquista do estado em 1964(Cf. Dreifuss, ob.cit.), bem mais fácil, adiante  foram mais sutis – promoveram a construção de um falso esquerdista e socialista, projetado para um futuro incerto, mas em que esperavam vitórias inimigas à esquerda  –  um falso socialista que até passou a admitir isso depois de eleito  duas vezes , nome consagrado pelo povo enganado – ao fundo um extremista de direita , Lula da Silva .(J.Petras e outros).

O analisado neste artigo mostra claramente (1) a parcialidade promovida quanto ao entendimento do que se passa na Venezuela ; (2) a atividade da grande mídia mundial e em especial da big mídia brasileira, o que está sob ela, valores, interesses, em resumo , o Império ; (3) como e por que e a importância desse processo de atuação da big mídia e suas consequências ; (4) as distorções causadas no entendimento da realidade, na Venezuela e no Brasil, pela ação dessa grande mídia , continuada e permanente ; (5)  o absurdo econômico, político e social em que vivemos, no Brasil, talvez só suportados pelo povo pela desinformação e confusão, essa mídia manipulada e manipuladora ao centro .

Não à toa , muitos brasileiros estão deixando o país. Não há a mais mínima tranquilidade em cidades como o Rio de  Janeiro, no dia de  hoje com arrastões, queima de ônibus, invasão do  Ministério   da Justiça, em Brasília, por centenas  de agentes penitenciários. Assaltos a caminhões circulando em vias públicas, com alimentos.

O Braz$l Província, ou protetorado americano , está ao nível da Venezuela em miserabilidade. Supera-a quanto à elite, muito mais corrupta e manipuladora , mas os dois países estão em níveis políticos diferentes(desde que lá houve Chaves; aqui o falso esquerdista Lula da Silva ) – a Venezuela tem soberania e independência, luta por ela ; o Braz$l tem a paz dos derrotados , das províncias dominadas, que apenas mantém fachadas de soberania. Cf. neste site previsões de Jaguaribe, confirmadas.

  BRAZ$l

Centremos foco agora no Brasil , país dessa mídia pretensiosa , povo ignorante e  confuso , também  pela ação dessa big mídia (com exceção de poucos jornalistas ), loteada por  corruptos interessados na continuidade e confusão e adiamentos de decisões ,  o Império, segurando os cordéis . Este com todo seu poder , com seus exércitos de militantes profissionais, o invisível (o mais perigoso) e os visíveis, alguns expostos na própria big mídia, há décadas buscando confundir e manipular a opinião pública brasileira conforme interesses estrangeiros – aliás, com competência e tendo êxito, reconheçamos, basta ver o resultado : o Braz$l à nossa volta. [Atenção diria o “ponto”diretor da big mídia – mudar de assunto, falar na eleição da França ou na desgraça venezuelana ; um minuto só, Zé . Vou mudar ]. 

          A Justiça brasileira , fora exceções,  não merece qualquer confiança, como  se vê no STF . Acusações de corrupção e outras não são apuradas . A Justiça retarda condenações de segunda instância , o  que deixaria e tem deixado

livre uma série de  políticos criminosos.

             Analistas da big mídia, que também não merecem  qualquer confiança, como visto e analisado acima, ainda assim informam que o STF , em especial sua Segunda Turma, onde estão os conhecidos Toffoli(ligado a Dirceu há anos ) e Lewandowsky a Lula da  Silva ) , ambos  sob outras suspeitas e acusações, acabam de determinar a  soltura de José Dirceu. O  procurador Daltan , da lava-jato, esclareceu que tal soltura contrariou a própria  Jurisprudência (decisões anteriores) do  STF .

             Vivemos situação absurda , em que criminosos representantes eleitos em eleições sob  suspeita legislam; eles e presidentes na mesma  situação nomeiam membros dos mais altos tribunais ;  que os julgam ou não os  julgam , adiando eternamente soluções, quando convém . E pretendem conduzir as próximas eleições , eles os fraudadores da República, em liberdade sempre ... face à leniência , concordância da justiça sem pressa,”que tem seu próprio tempo “(!?)

JUSTIÇA?! 

              O objetivo pretendido   – prescrição / arquivamento/anulação  de diversos processos contra corruptos  e permitir que um presidente(Temer) também sob  acusação chegue ao final de seu “governo”,em 2018,  que aliás  não é governo, apenas administração ( eis que só decide  nos limites que lhe são dados pelo FMI/Contexto de Washington , bloco neoliberal mundial . Até a Constituinte, única solução racional,  na tentativa de ao menos discutir o país e racionalizar absurdos de todo tipo , está sendo   colocada de lado – omitir o tema, adiar, criticar. 

        Os corruptos querem tudo mais ou memos como está, mudanças mínimas , políticas e na Justiça,  bem devagar . Evidente acordo já entre Lula/PT/aliados, Renan , parte PMDB , Lewandowsky ,Toffoli, Gilmar/parte STF  , mais corruptos acuados , a turma do PSDB ,etc.- em resumo , os “acusados ” X (contra ) Moro/procuradores /lava-jato. Trunfo dos corruptos – haveria riscos em maiores mudanças ( tipo Constituinte)  ( quais? desabarem o regime político e sistema econômico) ; serviços anteriores prestados ao Império, permitindo-lhe, décadas , os maiores lucros do mundo. 

             CONSTITUINTE/ELEIÇÕES –  2018 

      Embora não resolva , lógico, problemas como os brasileiros , econômicos, sociais,etc. , a Constituinte é um caminho menos ruim . Permite , ou melhor, pode permitir, mais rápido amadurecimento político do povo – se bem conduzido o processo. E nada se resolve, na economia , ou sociedade , sem decisões políticas . O problema ,pois, é antes de tudo ,político. Ora, não havendo “consciência popular” , as “elites” decidirão , até porque a maioria do Povo se omitirá. ( Que elites? As mesmas oligarquias aliadas e subordinadas ao Império) .

      Então, para mudar, precisará haver intervenção popular – de massas  conscientes, vanguardas amadurecidas, com palavras de ordem adequadas- se busca-se real alteração desse quadro. O que não é o caso do Império e seus aliados – visíveis e invisíveis ou mascarados .

      E como tal acontecerá? Só com muitos debates , “luta ideológica” , discussão de temas variados . Evidente que simples ” eleições diretas já” , concentradas em cargos e nomes, não podem substituir a discussão diversificada propiciada por uma Constituinte . Ao contrário, “eleições”  desvirtuam e desviam dos temas  realmente importantes , e em geral ainda  diminuem  o nível de consciência popular e confundem o povo- enganado . E já se sabe quem ganhará,  ou não(?!) , em 2018?

      Claro , um dos vários candidatos do Império, de uma das frações por ele sustentadas . Então , por que tanto empenho das esquerdas – ou “esquerdas” do Império – por elas? Dar legitimidade , via votos falseados ? Arrumar a “casa” para os mesmos corruptos de sempre , ou seus filhotes e prepostos , novos ratinhos? Perder mais uma vez com “honra” que seja( mesmo sem um Lula) ? Ou sonha-se em eleger um Lula  ( inviável, absurdo, retrocesso com qualquer resultado) ? Com que objetivo ?

     Que primeiro passe-se por uma Constituinte independente  – mesmo uma em que o Império, com dinheiro espúrio, e manobras , mais sua big mídia ,  ganhe maioria – mas mostrando-se , exibindo-se mais ainda . O povo ganhará consciência política. 

   “DIRETAS JÁ” – E JÁ –  BENEFICIAM QUEM!? O IMPÉRIO

          Tanto empenho em “diretas já” só servirá para legitimar o regime corrupto e o Estado Frankenstein , com vitória “neoliberal já” , que pode dificultar CONSTITUINTE  e reais mudanças . Por isso,  a “Globo” e a big mídia já alinham-se contra Temer e por “diretas já” , assim como FHC e Lula , fiéis neoliberais do Império. ( E Lula ainda usa-as para tentar salvar-se ,aliás com auxílio de FHC e ,a esta altura, Renan,Temer, etc.Todos juntos – nos bastidores ,claro). 

   Por tudo isso , a CONSTITUINTE já é alvejada com pequenas alegações que  não alteram o conjunto. Os corruptos / neoliberais  não a querem .  Corruptos irão fazer reformas  que atentem contra seus  interesses ?

       Deve ter sido difícil, é verdade, “costurar” uma constituição, como a de 1988,  tão conveniente à corrupção e seus próceres neoliberais , como esta(1986) , com  um foro privilegiado de mais de 30 mil pessoas. Mas , quem poderá esperar ou suportar meses e  meses, na situação atual, verdadeira  tortura,  até que pequenas e duvidosas reformas  sejam feitas ou apenas que seja eleito um novo “presidente” , no meio dessa balbúrdia política  ? Ora, este ainda encontrará um país endividado , falido e todo deteriorado.

         O povo brasileiro está doente, física e mentalmente (cf. neste blog ) vive intimidado, pela PM ,  Detran, imposto  de renda, polícias, delegados, soldados  , muitos cidadãos  nem recebendo  mais salários do Estado, outros endividados.Medo , direta e indiretamente . Ao ponto de pregar violência,ditadura, pena  de morte , intervençào militar para muitos dos problemas existentes. Foi o que sentiu, entendeu, percebeu como solução – mais violência ainda.

        A greve geral bem sucedida e os grandes movimentos de massa(abril/17) foram solenemente  ignorados pela administração “estrangeira”) de Temer , do mesmo modo que Luladilma o fizeram com os grandes movimentos de massa de 2013 . Controlado ideologicamente , e militarmente, o povo tudo suporta , curtindo celulares e “face books”, sem ver a saída.

          A violência toma conta das  ruas -Braz$l . As UPPS no Rio, feitas para  controlar o crime, fracassam abertamente,tiros,violência ,ameaças para todo lado – a solução da mídia para a triste realidade  é autocensurar-se e a dos que exercem o poder estatal local é aumentar a violência( mascarada) e mentir e conciliar, criminosamente , com interesses de corruptos/ criminosos de alto escalão( Maluf,Lula,Temer, Jucá, Dilma,Jader ,etc.)  – estes , todos soltos  , compondo-se interesses dominantes – o mesmo que sempre ocorreu na História do Brasil . A sombra da intervenção militar(violenta) , no ar – ela a grande solução última .

     Mas, a big mídia é contundente contra …Maduro, lá na Venezuela, este lutando para sobreviver a um golpe (  melhor , contrarevolução ANTINACIONAL e antidemocråtica em curso , como a realizado no hoje Braz$l, desde 1964  ? ) , conforme as evidentes diretrizes do Império. Aqui, é outro caso para ela, que alivia , concilia,minimiza e compara com a de lá – situações bem diferentes ,pois  lá seria bem pior do que aqui , muito pior . Melhor, pois, ceder logo, não resistir , como fez o Brasil/ 1964 .

Tudo indica , assim , pois, aqui já terem  havido acordões políticos  secretos , nos bastidores, possivelmente com um Gilmar Mendes , STF, coordenando interesses dos  vários poderes e frações políticas dominantes  . Um passo já teria sido dado, aliás, com a animadora , para todos corruptos , soltura de José Dirceu, notório criminoso. Outros estão sendo soltos e novos absurdos poderão vir – “lei de abuso de autoridade” ; anistia ; processos contra policiais federais e procuradores ; etc. Difícil a continuidade da chamada operação “lavajato”,com os jovens procuradores e o Juiz Moro (cf.tal previsto neste blog ) à frente .  Até quando resistirão à “frente nacional pela corrupção” ? 

  A BIG MÍDIA ,ELEIÇÕES , FUTURO POLÍTICO

               A direita e os setores da contrainformação continuam a confundir a sociedade . Um cientista político, Lamounier, bem informado , chama Lula da Silva  de “líder inconteste das esquerdas “(?!)(jornal Estado de São Paulo), uma evidente mentira (para quem independente e informado) que um cientista político experiente bem sabe identificar . Lula pode ser líder de nomeados e beneficiados por ele/Dilma quando no poder , com verbas e cargos ou propinas, e ainda talvez de levas de ignorantes , mas não das esquerdas, sem aspas e no plural.

            Do mesmo modo que divulgam-se  pesquisas (falsas? Podem ser, neste Braz$ l doentio ) que colocam Lula bem colocado para eleições /2018 . Isto , claro, sem oposição e longe das eleições , ele o nome mais  conhecido do país , há décadas – e mesmo ele sendo  um até possível agente estrangeiro, desde a década 70 , no mínimo um extremista assumido de direita,mascarado , evidente,  declarado capitalista, neoliberal e  anti-socialista (hoje em dia, pois ele escondeu tal , durante décadas ) . E note-se – tudo isso admitido por ele mesmo .Explicitamente ( pesquise, Cf.neste blog) .

Ora,   claro que  não deverá vencer  próximas eleições presidenciais  (fora uma imposição explícita quase , com recursos e decisão autoritária  , por parte do Império) , mas a ” ameaça perturbadora ” fica no ar e poderá  prejudicar  mais ainda o povo brasileiro, até lá, mesmo Lula depois perdendo  as eleições ou ,mais provável, sequer concorrendo a elas  ( Cf  artigos neste site ) .

Só propô-lo candidato já é absurdo, a esta altura , em vista do que se conhece dele – através do que  fez, de sua práxis, e de suas próprias declarações, para não falarmos em Justiça ou noticiários.( E tudo comprovado já) .

                Só também o fato de apresentar-se ele, um elemento autodeclarado hoje(ele  próprio se reconhece) , de extrema-direita, pró-capitalista, mas  como  candidato de  esquerda (proposta de alguns que ainda se  julgam de esquerda, como Stedile ou Rabelo ou Chico Buarque, por  ignorância ou má-fé , a essa altura   ) constitui absurdo tal que revela uma confusão generalizada de boa parte do povo, desinformado e manipulado por esses líderes . Muitos problemas .

Os brasileiros terão que optar, cedo ou tarde , entre apenas apoiarem a consolidação de uma província já existente, no caminho de(a)uma “Hong-Kong” , entreposto estrangeiro e de diversões, com cassinos e coisas deste tipo , se for do interesse do Império,( e a oligarquia local souber negociar) ,  ou , bem pior (b) apenas um grande Porto Rico ou Haiti, tornando-se um “Haiti do Sul” ;

(c) a terceira alteternativa  já se mostra muito sofrida, a esta altura  – ainda buscarem o sonho de um país independente e realmente soberano , quando então, se por tal optarem , passarão  a entender melhor o que ocorre hoje na Venezuela – o drama e sofrimento daquele povo; (d) a outra, a fragmentação do país , se forte a  reação popular ao processo em curso  ; de qualquer modo , em várias hipóteses havendo intervenção militar com auxílio estrangeiro e a possibilidade, em havendo reação, de presença de tropas estrangeiras .Tal pode demorar mais  ou menos tempo, dependendo de diversas  variáveis , internas e externas .

             Só há um caminho,

[ independente de eleições , diretas se possível,  paralelo com elas , o menos ruim, que não é solução, mas o melhor meio para tentativa de amadurecimento popular mais rápido  , com debates ideológicos] ,

capaz de  antecipar  e minorar  resultados políticos os mais  negativos , inclusive com abrupta intervenção militar , gerando decisões mais acertadas , de interesse nacional  

CONSTITUINTE JÁ! (*)

______________________________________________________________________

(*)Original não revisado, o que não impede entendimento).

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *