OS MILITARES NA POLÍTICA / BRASIL 2017

Set 29, 2017 por

OS MILITARES NA POLÍTICA / BRASIL 2017

Militares / 2017 – Intervenção :via “Direta” ou Via  Eleições ?

 

      * notas sobre  a  intervenção militar na  segurança do Rio e outros estados e as declarações  de  militares sobre a possível necessidade  dessa intervenção a nível político/nacional ;

a dificuldade de análise , face à falsificação e manipulação da História do Brasil , tanto  no que se  refere à  economia e política nacionais como  , mais difícil ainda,  o “fechamento”/barreira existente quanto a pesquisas e análises no meio militar *

     ******************************************************************

                                                                                       “Mandou mal  o general, muito mal “.

                                                                                                         (C.Lobo , Globonews , analista política, sobre declarações do General Mourão,
                                                                                                                 endossadas  pelo General Comandante do Exército,  Villas Boas ).

                                                                           “ É possível. Mas, será… ? E , caso resposta sim, por quê?”

 

 (REDAÇÃO )

    PRELIMINARES    

                            

                 A VOLTA DO “MILITAR NACIONALISTA” ?

 

            Assinalamos o nacionalismo dito de direita, é claro, velha tradição militar brasileira . Seus ídolos civis  eram Lacerda e Roberto Campos e Gudin , entre outros , ideologia deles,  somada a um pavor “anticomunista”, décadas depois , mais recente contra Castro, Cuba, Venezuela , Bolívia e o “Foro de São Paulo”, além dos ensinamentos das escolas americanas para oficiais latino americanos, no Panamá e EUA – que analisam/vam o mundo e até os nossos interesses nacionais sob a perspectiva do Império/EUA , é claro , vide o caso de Golbery (1950/80, com profunda e vitoriosa atuação antinacional ). Depois, localmente, Lula e Dilma,considerados por eles de “esquerda” – e a mais  visível no poder estatal brasileiro, já bem limitado.

            Será esta a mesma e  “nova” posição nacionalista de um Bolsonaro, em viagem para os EUA , que feliz os aplaudiu   ?

          Não é simples analisar a posição atual dos generais (Villas Boas e Mourão, entre outros, provável), que vieram a público nos últimos dias. São complexas, bem estruturadas, é ótimo que as tragam para o grande público, nosso caso . Teriam eles o  direito de divulgá-la ? Afinal, militares na ativa estariam proibidos de fazerem “política”(partidária ou em sentido amplo ?) e expressarem opiniões (?!proibidos de expressarem-se mesmo em ambientes restritos ? Refletir).

                 Problemático negar tal direito a essa altura do caos nacional(análise adiante) .Além do mais porque eles  apresentaram vários pontos cuja importância e veracidade não há como desmentir. Os generais fizeram/estão fazendo seu “dever de casa”, estudando, pensando, refletindo – pena que muitos democratas e “esquerdas” e esquerdas não tenham feito ou estejam fazendo o mesmo.

            Aqueles apresentam um quadro de propostas, projetos, pontos negativos, na política e economia brasileiras , a serem atacados, muitos dos quais corretos. Como negar o absurdo do número de partidos existente, hoje,  no Congresso Nacional ? E os empréstimos subsidiados feitos a certas empresas, ligadas a políticos, que as tornaram bilionárias  ? Ou a ausência de transporte nacional via ferrovias ou mar ou rios , tudo concentrado em rodovias, o que é absurdo ? Tal ocorreu por pressões estrangeiras de corporações interessadas na venda de gasolina(petróleo refinado) e carros e caminhões ? É triste o que se vê nas estradas do interior do Brasil, em 2017 .

                Mas, não vimos menção, na palestra de Mourão, ou entrevista de Villas Boas,  a um outro ponto – na competente , formal, apresentação – menção ao “dedo” do Império Americano,  provadamente o maior empecilho, ontem como hoje, ao desenvolvimento nacional independente brasileiro, além de também ter agido igual  em vários outros países. Chomsky ( ” Para entender o poder”), p.e. ,  mostra dados do CSN ,EUA, atestando o ataque dos EUA a qualquer nacionalismo, à esquerda e à direita , mostrando exemplos – e refere-se , específico, à situação brasileira . (Os generais ignoram isso ou, por razões táticas, o que é possível, não quiseram tocar no assunto?) .

                   Então, se cala-se sobre isso ,explicitamente ao menos , ao discutirem temas como o futuro da Nação, só há 3 alternativas : 1 – conivência com esses interesses estrangeiros, como fazem a Rede Globo(silêncio tumular, claramente deliberado) e inúmeros “cientistas políticos”; 2 – ignorância , simples falta de informação ; 3- razões táticas, desde que sabe-se o anterior -e  as críticas que tais menções ao Império podem provocar dele/aliados , polêmica que não querem os militares , ao menos no momento .

                   Na primeira hipótese, seria melhor que não se expressassem. O  mero silêncio, omissão , quietude , já significa concordância com o que hoje ocorre  – crise geral, vergonha e humilhação nacional ,  origem nas oligarquias corruptas locais subordinadas/aliados estrangeiros/Império. E isso vem desde longe , i.e., crise , absurdos , vergonheira nacional, recorde-se o ” mensalão” /2004 . Quanto à falta de informação deles ,  pode-se duvidar  – tratam-se de especialistas, alguns com experiência em setores de inteligência, profissionais, logo estão a par , melhor que nós leigos .

Ainda mais porque o General Villas Boas e outros oficiais trouxeram informações de atos  atentatórios à soberania da nação, conhecidas , é verdade, mas não confirmadas – eles as legitimaram com sua credibilidade. Sabem o que ocorre. De qualquer modo, adiante colaboraremos com dados inequívocos do CSN dos EUA e com a autoridade intelectual do americano Chomsky, que eles devem conhecer, mas outros não . Quanto à terceira hipótese, que esperamos a correta, não temos como não entender . 

                     Impossível aqui discutir todos esses pontos levantados ; tentaremos comentar alguns,  aos poucos, inclusive a questão jurídica da legalidade ou não  do pronunciamento deles. Portanto, dito isto, ainda valerá indagar –  há importância em conhecer e discutir tais  temas – como militares e nacionalismo –   hoje, no Brasil ?

                 Sim, a resposta parece quase óbvia . Porque os militares também têm direitos políticos, intervieram muito na política brasileira, tentando modernizá-la , digamos assim, mantiveram a unidade nacional, estão já intervindo( silenciosos) e ,com certeza, voltarão a intervir( mais) , de uma forma ou outra .Bom seria que todo o Brasil discutisse  tal ,pois, e trouxesse novas idéias e argumentos.

Infelizmente, isto não acontecerá, pois estamos submetidos a forças políticas e econômicas que não têm qualquer interesse nisso. Querem manter , mínimas reformas, a Província(Ianni) Braz$l ou o atual Protetorado Americano Brasil(Mangabeira Unger)  . O nome desse debate poderia  ser, houvesse,  “caminho democrático – um estímulo à inteligência”.

*************************************************************************************************

 (Atenção .O vídeo adiante exposto, com a análise do General Mourão, com o título “Apoiado”, obviamente não significa que este blog apoie as idéias ali expostas. Foi escolhido apenas  por parecer conter bom resumo,  para estudo, análise e notas).   

************************************************************************************

               

                  I  – O QUE SE PASSOU/A  NO BRASIL ? 

 

Resultado de imagem para volta dos militares ao poder

      

        

                ??!!  Jogo complexo, nos últimos tempos,  tudo indica projeto antigo bem elaborado pelo Império e seus aliados, mostrando resultados , por aqui. Luta pelo total domínio ideológico, usando-se a big mídia, redes sociais e até presença em movimentos de rua, quando existentes . Além da astúcia e ardis próprios da política de alto nível (“O que é a política?”, J.Freund) . Lula , nisso tudo, jogou um papel básico, desde as origens da transição da “ditadura” para a”democracia golberyana”, após a “distensão lenta e gradual”, de Geisel/Golbery/americanos, cuidadosamente planejada , executada por anos, tendo por trás estrategistas e teóricos de nível.(Maria José Resende, em “Ditadura Militar 1964-1984 “, bem  analisa esse período).

De outro lado, oposições e povo despreparados e improvisados, além de ingênuos, líderes e partidos fragilizados, nem se fale os mais à esquerda. A situação ideal para os estrategistas do Império – que a aproveitaram bem .(Cf. adiante e outros arts. neste blog) . Em outras palavras, em  princípio,  falta/va ao povo  educação/preocupação  política, o que  explica a ausência de  participação quanto a assuntos sérios, e a grande procura quanto a festivais de música internacionais, por exemplo .

            Faltam/vam ainda lideranças  e instrumentos , inclusive de informação adequada,  capazes de  permitirem entender,  com mais facilidade ,  o que se passa, realmente,  no Brasil e no mundo  , o mais próximo da “verdade “ . Mas, é preciso também relevar, parcialmente, eis  que do outro lado estava nada menos do que o Império, que então enfrentava luta que achava mortal contra o “inimigo comunista soviético”, que aliás também derrotou (com a queda da União Soviética , muro de Berlim, etc. ; dados indicam que com armas semelhantes às utilizadas por aqui – corrupção, Ongs, falsa corrida armamentista, propaganda, bolsas de estudo , tanto que até Gorbachev estudou nos EUA, etc.).

                Isto é , necessário superar a desinformação em curso até para que se entenda , em essência, o que ocorreu e ocorre no Brasil, história que tem sido desvirtuada. Manipulação de fatos , enredo histórico, etc. via big mídia, editoras, pesquisas  e  cursos  de pós-graduação em especial. Retirar daí apenas o aproveitável, com análises   capazes de fornecerem meios para atravessar-se  territórios imensos e  áridos e matas políticas  inóspitas,  à nossa frente , recheadas de “minas” , explosivos e outras  armadilhas, além de , com certeza ,  inimigos  escondidos, disfarçados, invisíveis(agentes secretos infiltrados) – capazes de surpreender-nos  cada  momento.

          José Honório Rodrigues conseguiu-o, quanto ao passado (independência, formação das forças armadas do Brasil, revoluções, etc.Cf. “Independência : Revolução e Contra-Revolução -As forças armadas”);  Moniz Bandeira ,mais recentemente, quanto à ” Formação  do Império Americano”, suas formas de atuação, como agiu no Brasil, etc. (Cf. arts. anteriores com mais  refs.).

               Fora metáforas , deduções, probabilidades , não há  muitos  relatos confiáveis sobre alguns  fatos passados, no Brasil,  nem  mesmo quanto aos mais  recentes ou  presentes, nossa História,  já que manipula-se e editam-se fatos  políticos  , acontecimentos do  dia a dia, nacionais ou internacionais,  criam-se  narrativas fantasiosas,  repetidas sem  parar   pela  big mídia,  a “mentira política” , ou histórica, tendo virado  lugar comum, misturada com pitadas de verdade, sendo Trump(EUA) o mais conhecido adepto de tal perspectiva, utilizada em todo o mundo pelo Império e por suas agências diversas .

            Por exemplo, inconfiáveis as versões ou certezas sobre a doença e depois a morte do General Costa e Silva , em momento crucial, quando em pouco planejava revogar o AI-5 e promover uma volta à democracia, já tendo sido antes hostilizado nos EUA, inclusive por Gordon, ex-embaixador no Brasil, por expressar essas mesmas ideias.(Cf. “Guerra das estrelas” , de Carlos Chagas, entre outros).O que mostra a real posição dos EUA , que não era “contra o perigo comunista“. Era contra o desenvolvimento, industrialização, soberania, real independência do Brasil.

          Idem quanto à morte de Tancredo Neves , o elemento chave para garantir uma mais verdadeira democratização , pouco antes de poder assumir o comando do país , que teve um empregado doméstico próximo morto, com sintomas semelhantes aos dele  .(Consulte). Muitos outros episódios causam estranheza – Brasil com Costa e Silva Presidente, programando revogação do AI-5 , em 7 de Setembro, pouco antes adoece e , surpresa, ainda logo aparece o sequestro do embaixador dos EUA, circulando praticamente sem segurança , um  atentado que até Marighella desconhecia , provocação sem sentido( Flávio Tavares e outros) , em que os militares dos serviços secretos  conheciam até a casa onde estava o sequestrado, nomes de vários sequestradores, tudo acompanhando de perto(?!)  .

Depois, todos eles  presos, mortos, etc.  E o regime terrorista que se seguiu – legitimado, perante os próprios militares e a sociedade em geral . Objetivo alcançado ?(Quanto aos truques usados pela CIA, casos concretos diversos e provados, cf. “Diário da CIA”, de P.Agee, também consultado por Moniz Bandeira, entre outros .Interessante consultá-lo também aqueles jornalistas da big mídia  que  ironizam as “teorias da conspiração”, exceto os que fazem isso como parte de suas tarefas profissionais. Nesse livro encontrarão centenas de tipos de conspiração, fraudes, ardis, etc. Como abrir cartas, falsificar documentos, tintas de canetas que desaparecem  cursos da CIA ).

           Em suma , estes e outros episódios, como a morte de Jango ,  generais recebendo malas de dinheiro às vésperas do primeiro golpe militar estrangeiro(1964), e operações como a “Condor”, em que nada  se confirma 100% ( nunca tudo  se confirma 100%), aparentemente sem vítimas brasileiras, mas dando  para se desconfiar(Cf. “Jango e eu “, de João Vicente Goulart). Quase a ter certeza  – causam imensa estranheza a qualquer estudioso sério mortes como a de Goulart . Vicente Goulart, filho de Jango, não só lembra a “Condor”como  menciona generais envolvidos na morte de Jango e outros , que ele investigou . ( ob.cit., Civilização  Brasileira , RJ, 2016 , P.263 e 284 ) .

          De fato . Todas essas questões devem ser melhor pesquisadas, inclusive nos seus relacionamentos com a espinha dorsal militar que influenciou nossa história durante tantos períodos . No  Brasil,  toda hora ,   descobrem-se mais traidores, corruptos, roubalheiras, erros políticos . Mas, as justificativas e  explicações sobre tudo isso, muitas vezes , são as mais fantásticas, sem necessidade de qualquer prova – basta ter saído em alguma “rede social” em que  se acredita – fé política , a última moda  brasileira . Ou ser repetida dia e noite pela big mídia . Os lulopetistas , por sinal, são peritos nisso, i.e., funcionarem como ” seita política”  – tudo contra Lula é mentira( centenas de dados e provas)  , ele é ” o homem mais honesto do Brasil.”

             Palocci chamou atenção sobre isso, narrando fatos presenciados que mostrariam quem é Lula, os amigos e compadres agora divergindo . ( Lula. O mais “honesto do Brasil”. Ou sem caráter , amoral, daí sua habilidade política consagrada , mais o apoio secreto dos tentáculos poderosos do Império?). O estranho fenômeno Lula , sucesso absoluto, numa época, à esquerda(no país)  e à extrema direita(mundialmente, o “Cara”, para Obama)  , é um dos episódios de nossa história que precisam ser melhor examinados, até porque serve de centro  para inúmeros desvirtuamentos de nossa história política.(E poderá , com novas informações, servir para esclarecer , inclusive,em parte , a crise de nossos dias, em especial econômica ). Isso além do fato de repercutir ( e muito) no presente e, provável , em futuro próximo.

      O FENÔMENO LULA E OS  MILITARES 

 

            O caso Lula é bom exemplo do antes referido , ele detestado,  aparentemente,  pelos militares  – e  há décadas. Seria mesmo ?

           Lula e seus “esquerdistas” manipulados,  de todos os modos. [Agora é um Palocci quem  confirma(….) tudo de  pior quanto a um provável “Cavalo de Troia” estrangeiro, “Lula” , plantado há  anos entre as oposições brasileiras , talvez cuidadosamente “construído” , décadas , por inimigos  do povo brasileiro . Palocci confirma falcatruas, mentiras, benefícios pessoais , para Lula  e Dilma , em suma tudo que se sabia “sem provas”.

Na  verdade , já havia/há  muitos dados  sobre tudo isso, desde o “mensalão”, suas viagens com “secretárias” , seu  gosto pela  “boa vida “. Mas, nossa “Justiça” foi organizada para isso- proteger autoridades corruptas , dificultar.  Palocci repete e confirma  Odebrecht , Joesley  e outros. Lulopetistas alegam uma  “imensa conspiração da Justiça” contra o injustiçado Lula.

              Só não se menciona outros também autointitulados injustiçados e perseguidos  ,  na mesma  situação ou pior  – Temer, Aécio, Moreira Franco , Dilma, Gleisi ,  Jucá, Renan , Collor e por aí vai.Todas as novas informações do ex-lulopetista Palocci confirmam as anteriores já conhecidas  e  demarcam um quadro político  coerente , pessoal ,  sobre o antigo operário em que  o povo brasileiro tanto confiou.

          Se verdade ,e tudo indica que é,  trata-se Lula da Silva  de um dos maiores canalhas do país , senão o maior, nada de esquerda ou socialista , homem a serviço sempre de interesses estrangeiros , enganador treinado, traidor sem limites, cínico , descarado, a  serviço de interesses  estrangeiros desde sempre, que travestiu-se até de socialista e de esquerda para melhor enganar seu partido , eleitores, o  povo brasileiro , confundindo-o durante décadas .

             A fala dos militares , recente, com dados e argumentos.Algo bem diferente , p.e.,dos xingamentos e ameaças de políticos”neofascistas” como Lula da Silva , entre outros, que todos temos sido obrigados a suportar, inclusive os palavrões  dedicados a nosso povo e país, incluindo juízes e procuradores,  injustos em seu conjunto .( Por sinal, isto lembra que teremos que , mais uma vez , focar atenção nesse “Lula” , desde que “fixação” esquerdista, na visão de muitos militares e populares, e ameaça eleitoral segundo pesquisas (FSP,1-10-17). Será mesmo  ? ).

               Esse cidadão  é apresentado por muitos  militares como “esquerdista”. Comparação que,  para aqueles de esquerda,  deve/ria soar como grave ofensa . Embora  para muitos pareça não soar , talvez por compromissos e  ligações passadas com ele  , incluindo cargos , verbas ,  finanças  ? Até porque ele mesmo ,Lula, já reconheceu a quem serve, em diversas declarações – oligarquias , corporações internacionais , o grande capital. E ainda  ironizou, ridicularizou as “esquerdas”, até os mais velhos quadros . O que vindo de quem vem , como se sabe hoje, trata-se de um elogio dele, feito por equívoco , em sentido contrário , evidente, sem perceber . Seria semelhante ao caso de um ladrão e assassino  sórdido xingando os policiais que o acusam e perseguem. 

             Lula da Silva “comunista, esquerdista corrupto”, como mostram/vam faixas nas ruas, desde 2012, desmoralizando as esquerdas ? Sim, uma farsa , mas esta parece ser a opinião de muitos , inclusive militares, tendo sido tal um desgaste para todas as esquerdas  . Uma farsa ,  como mostraremos adiante,em vista de sua importância eleitoral  e até das relações e aversão de muitos militares e civis  quanto a ele , e a esquerdas que pensam ele representa  (cf. outros arts. neste site) . Silva , o falso pobre operário, sempre voltando , demagógico,   ao passado,  está bem longe do que sempre  fingiu ser.  
             Tentaremos, por essas razões , mais adiante , com dados , caracterizar suas reais origens e relações, pois ele , na verdade , é filho adotivo dos EUA/”Era Kennedy”,  da “Aliança para o Progresso”, AFL-CIO(federação sindical trabalhista dos EUA) , Golbery ,IADESIL(braço educativo do anterior), e da CIA(central de informações/ segurança dos EUA, provado ligada às anteriores entidades trabalhistas dos EUA, tendo estudado  , e sido treinado, além de em São Paulo, nos EUA e no Japão , década 70 .
Tudo isso está documentado, há testemunhas, e ele deve explicações a seus adeptos e ao povo brasileiro , talvez em livre e aberta entrevista coletiva, se tiver coragem para tal. (Mas, em geral, lamentável, hoje faz o contrário- seguranças em volta , grupos de confiança, viagens apenas para  aonde tem ainda votos, só fala o que quer,  e quando quer , para quem quer , de fato isolado do povo ).

**************************************************

[ E   não analisamos nem confirmamos as acusações de Romeu Tuma Jr. , “Assassinato de Reputações”, com outras testemunhas, no sentido que “LULA” foi informante de Polícia (DOPS,SP/déc.1970), de seu pai, então delegado do DOPS, Romeu Tuma , acusado de torturas no Araguaia , depois senador , sendo apoiado pelo  amigo  Lula .Cf.pesquise. Arts. neste blog].

 

                      MILITARES E  ESQUERDAS     

               Sim, pensar , analisar , e não só esses temas  , como  a posição/situação, inclusive ideológica,  dos militares  brasileiros, presente e futura –  o que é importante  pelo papel que eles já desempenharam na História do Brasil , ao curso de séculos . E que voltarão a  desempenhar,  de uma  forma ou outra, numa ou outra posição , queiramos nós ou não.

Já houve, nas forças militares, uma grande tradição nacionalista, mais ou menos ,  inclusive no Clube Militar , e na política brasileira. Nomes como Caxias, Dutra, Lott, Prestes, Távora, Lamarca ,  Eduardo Gomes , os “tenentes” em geral , Goes Monteiro , Barata , Deodoro, Constant, entre outros, fizeram não só a História do Brasil, de um modo ou outro, como tiveram participação relevante na política. Grandes debates foram realizados, no Clube Militar . Acordos militares, a luta pelo petróleo, a figura de Vargas, as pressões dos EUA  – causaram grandes divergências. Os militares, com fortes lideranças, de tudo isso participaram de forma relevante.

Infelizmente ou felizmente (?!) na democracia relativa “golberyana”, administração FHC, já não se viram discussões, nem de militares nem de civis, da absurda abdicação constitucional brasileira quanto ao uso até pacífico de energia nuclear . Estavam atrelados à nova “democracia” , que simplificava/deturpava  a questão ,relegando os “militares aos quartéis”.

E assim ficaram também quando denunciados absurdos e fraudes nos cálculos de nossos empréstimos a estrangeiros, isto é, quanto à inacreditável dívida pública que eminentes auditores, sem resposta contrária ou esclarecimentos, consideram fraudada e inconstitucional .(Cf. site “Auditoria da Dívida Pública”). Pois bem – recente, agora, nas suas palestras, os generais fizeram , com acerto, referência a ela – e tudo indica que com razão. Entretanto, a sociedade não repercutiu isso, muito menos redes de mídia – financiadas por quem mesmo ?

            Tal torna-se importante  , em especial, quando vê-se o povo e país  perdidos , confusos , sem rumo . O povo brasileiro vagando, muitos tontos, defendendo  teses absurdas  , ao meio de deteriorada província,  decadente ,  em crise geral , com riscos de miserabilidade sempre maior a qualquer momento – e  confuso e perplexo , pior , já adoentado.

       Aliás,  parecendo  sem forças , psicológicas ou físicas, para  efetiva reação , que  requer projetos exequíveis e  lideranças políticas  – e tal inclui os militares, também parte do povo , e as direções democráticas  e à esquerda, todos sem  “bússolas”, embora alguns pensem que as têm, esquecendo que  patinam e rodopiam sem avançar ,  politicamente,  há décadas .  Ao contrário , saltando para trás (James Petras) ,  a ponto de  chegarmos à atual situação, conhecida por muitos, melhor situada  adiante.

         Embora o que  se  passou  ,  nos últimos 60 anos, tantas  traições, decepções , incompetência , pareça não ser apenas resultado de desonestidade ou falta de caráter ou mesmo má formação  de elites oligárquicas locais , incluindo-se generais ou  um Collor ,FHC, Lula/Dilma,  Temer, havendo um “dedo” estrangeiro poderoso e imperial escondido  por trás delas .

              Em outras palavras, metáforas à parte, falamos na ausência de teoria adequada , capaz de interpretar  a situação brasileira de forma correta,  estratégias, táticas, programas, partidos – estes confiáveis, quanto a propostas, quadros , direções  . Por exemplo, desconhecemos as posições dos vários partidos brasileiros , à direita e à esquerda, em relação à postura dos militares – isto é, além da simplória, de alta conveniência para os interesses antinacionais, hoje, de limitar-se a brados – “lugar de militar é no quartel”!

Legitimidade dos líderes civis, que evitam manifestar-se sobre temas como os citados – basta ver que o povo brasileiro, entre 137 países, ficou em último lugar em pesquisa sobre  a confiança  dos povos nos políticos(2- OG , 28-9-17), o que fala por si – isto é, desconfiança nas lideranças brasileiras, nos que  hoje estão ou não  no enfraquecido  poder estatal brasileiro . Os militares estão trazendo a debate, como vimos, temas dos quais os civis vêm fugindo. Por quê ?

                MILITARES CONHECIAM O  “TRUNFO” DO IMPÉRIO ?

                Um jogo , retomado, após a derrubada violenta do tabuleiro , com surras dadas contra alguns jogadores e espectadores , entre 1964 e 1984 . Na retomada democrática , relativa , o “fenômeno Lula”, já desnudado, que ajudou a destroçar o país com uma política imperial de extrema direita , fantasiada de esquerda , mas não punido desde o “mensalão”(2004). Ainda agora se destacando  e , após “blindado “anos (por quem mesmo ?) ,  nas manchetes até hoje – e na frente de pesquisas eleitorais.

                Absurdo ? Sim, mas é fato, e ele ainda circula livremente, embora condenado, isto  enquanto um Senador da República, Aécio Neves, não condenado ,embora possível culpado , é literalmente submetido à prisão, até proibido de sair de casa à noite, ele e a irmã  –  humilhação máxima.  ( Questão – tal exigido por Lula e Dilma, por vingança ?! Consta que Lula declara-se vingativo,  usando o poder contra inimigos. Tasso Jereissati, PSDB,  e outros,  que o digam .
Coerente – ainda agora ameaça até membros da Justiça , não em rodas privadas, mas em praça pública . No Brasil desvirtuado, pois sabe-se lá).Aécio, senador não condenado, manietado, em casa qual criança, por  decisão de poucos ministros de um politizado STF, em que Luladilma indicaram 8 ministros e agora Temer, aliado hoje de  Lula, um ministro. É nesse contexto que os militares fazem palestras e dão umas poucas opiniões.

              Lula . Pior ainda, insista-se sempre, pela importância dele há décadas , no Brasil  – estudou  no IADESIL [ curso americano – SP /70 / da AFL /federação trabalhista americana /com forte e livre  atuação no Brasil, décadas  1960-1970 , que treinou centenas de sindicalistas , enviando muitos também para o exterior   Japão e  EUA (onde esteve Lula,”Jogo Duro”, M. Garnero e outras fontes ) ;  teve greves apoiadas pela embaixada americana( E.Gaspari documentou isto)  ; foi então até investigado pelo desconfiado SNI, por suas relações com Golbery; etc.  (Gaspari, “As ilusões …” Id.)] .

             Ora…A questão é  – que trata-se de POLÍTICA, força, ardis, astúcia  .  Trata-se de “fingimento” , tática política , os  militares terem tratado/tratarem, virem tratando  ainda  Lula/Dilma/lulopetismo , como “esquerdista” , até hoje. Quando os lulistas são  óbvia  parte de fração política neoliberal assistencialista, pró-Império,  Lula até homenageado por Obama/EUA,   e seu então “governo” . 

Isto é , chamar Lula de “esquerda “seria mera  tática diversionista , desinformação , para engabelar o próprio lado “esquerdista”falso/lulista/aliados , de uma parte,  e  o povão em geral , de outra, assim desmoralizando-se  as reais  esquerdas, pela corrupção e até ridículo de Lula e Dilma,   e confundindo-o sobre o que é  seria realmente  esquerda . Um “escracho” às esquerdas, ao comportamento delas,até  à vida pessoal  de militantes , etc. Pois Lula é  a antítese de qualquer  exemplo de vida pessoal ou política  à esquerda .

                 Isto é a real política. O Império joga duro – de bombas nucleares a sabotagens, sequestros, assassinatos ou simples desinformação, bolsas de estudo no exterior, “bolsas sindicalistas, militares ou estudantes “.(Cf. P.Agee, “Diário da CIA”. Tudo indica a justeza do acima exposto , pois há muito o Império trava  uma luta por “mentes e corações”(desde bem antes de declarações de Eisenhower, Depto.Estado ,CIA , etc.) – tática inteligente ,  e,  no caso dele,  Império, sem argumentos sérios a favor , cabe mentir, confundir, desinformar , corromper, financiar . (Arts. diversos neste blog). 

                A cúpula militar local , ao menos, não a tropa, massa de oficiais e soldados, por certo sabia ou deveria saber disso tudo, embora deva lembrar-se que havia censura à época.Civis e democratas perseguidos, todavia,  deveriam ter mais  dificuldade com tal tipo de informação . 

               A “construção” de Lula data de décadas, houve  o dedo de Golbery, há provas , isto foi investigado , desde que os serviços de informação até competiam então entre si. (Há livros, refs., cf.neste site.Pesquise). Supor diferente, seria atribuir muita incompetência e desinformação aos militares atuais e aos generais , o que não tem sentido. (Adiante, melhores esclarecimentos sobre Lula, AFL-CIO, IADESIL, quando foram fundados, como funcionavam etc. com referências. Há livros já sobre essas entidades e suas atividades no Brasil, naquelas décadas ).

      O IMPÉRIO SABOTOU O BRASIL 

              E enganou Lacerda, Campos e muitos outros . Lacerda e sua corrente militar redimiram-se , de  alguma  maneira, depois voltando-se contra  a “ditadura” e o imperialismo , denunciando exploração até de minérios em Minas Gerais, por favorecimento de Castelo Branco . Campos nunca propôs guinadas à direita como as de Lula ( Maluf o comprova/ou).

E, apesar disso tudo ,  declara-se Lula ainda , embora condenado pela Justiça e acusado de vários  ilícitos, um “injustiçado” e o “homem mais honesto do Brasil “.( Mas , Palocci se enganou , ao considerar que Lula teria mudado já no “poder “. Ora, ele não se  tornou  “sem caráter” (Chico de Oliveira) só então . Isso veio de bem antes, desde a “luta” sindical .      

            “Casualidades”,  tudo ocorrido no Brasil ( desde “golpes”, terrorismo, democracia distorcida, globalização imposta  de cima para baixo, radical e antinacional , privatizações,  dívida pública absurda , venda do patrimônio nacional para  pagar dívidas , etc.) , e ainda  a “liderança”  desse  “Lula”,   exaltado por Obama como “o cara”?

                O Brasil andou para trás , na economia , e política, enquanto ele permanecia  consagrado, comparando-se até a Cristo ,   politicamente, tendo superado o “mensalão”(?!) e até o “petrolão”.(?!)Ainda está solto, lépido e fagueiro, xingando a Justiça a palavrões, declarando que se vingará de seus opositores , e fazendo campanha política- em primeiro nas pesquisas( FSP, Datafolha) . Como o conseguiu, desde que claramente envolvido em ilícitos , com provas e testemunhas  ?

            Era presidente, tinha meios de impedir investigações . Se tentou fazer isso recente, imagine-se então, na presidência . Além disso, será que alguém,  alguma força, empresa , corporação , etc. aquela mesma que teria “plantado” , deliberadamente, “minas” explosivas  por aqui e  programado essa situação  econômica e política catastrófica , não teria ajudado seu valioso “trunfo” aliado ?

Quem ? Para a resposta talvez  baste procurar os eternos interessados em impedirem concorrência real de empresas brasileiras com estrangeiras ou  a diminuição dos super lucros estrangeiros  no Brasil , antes taxados , depois não , conforme cresceu o poder imperial por aqui  .

          Dúvidas? Indagar , consultando , p.e. , o velho Vargas, que deixou documentos, ou um Goulart, que deixou leis  e  decisões,   ou mesmo um Prestes, que deixou lutas ,  revoltas e entrevistas. Ou Ianni, Jaguaribe, Chomsky,etc. – que deixaram livros.Só o Império tinha condições para isso- a  sabotagem feita ao desenvolvimento brasileiro e a ascensão meteórica, chegada ao poder, de Lula ,  e capacidade para “blindá-lo”  , tanto tempo, mantendo oculta sua outra face – a verdadeira, à direita.  ].  

            Este é um exemplo, do que ocorreu e vem ocorrendo no Brasil , Lula afinal desnudado mais e mais , entre outros também ,  exemplo das mudanças que , a cada momento, ocorrem/podem ocorrer política nacional, com a descoberta de  fatos que repercutem em todo o espectro político e econômico. Isto porque vivemos décadas de mentiras, engodos, farsas históricas, que, fatalmente, um dia teriam vir à tona .

O Brasil está com boa parte de suas entranhas abertas, face a esta democracia embora “relativa”, passagem do tempo, internet, maiores meios de pesquisa. Em que pese a resistência tenaz de muitos personagens sob acusações –  Lula da Silva, o principal deles, condenado pela Justiça, apresentando-se , cinicamente,  como candidato a Presidente ,viajando ,  as pesquisas dando-lhe o maior  percentual  de votos. Enquanto a cada dia cai mais a máscara que sempre usou , também mostrando-se as entranhas de um Brasil traído, daí  fragilizado .

      

          FRAUDANDO A HISTÓRIA 

 

          A situação em que todos vivemos, de dificuldade de entendimento do que se  passa e passou , foi em boa parte gerada  , de um lado, pela falsificação deliberada , intencional,da História  do Brasil, historiografia, o que gera nos caminhantes uma cegueira ou cataratas ou imagens vagas e distorcidas da realidade . O caso se  agrava quando aparecem,  a cada momento ,  sábios intelectuais com a autoridade de estrangeiros qualificados com inúmeros títulos , que atestam possuírem mapas e gps com os exatos caminhos do passado e futuro nacionais,caso de certos “brazilianistas”.

           Mas, o fato é que termina-se  por perceber , no passado como no presente , ardis e armadilhas  utilizados, junto com a força/violência , como armas políticas( Freund )  , buscando a liquidação da hoje província Brasil – isto é , impedir qualquer veleidade , sonho ou plano de soberania ou independência  nacional .

         [Seriam “casualidades”,  tudo ocorrido no Brasil ( desde “golpes”, terrorismo, democracia distorcida, globalização imposta  de cima para baixo, radical e antinacional , privatizações,  dívida pública absurda , venda do patrimônio nacional para  pagar dívidas , etc.) , e ainda  a surpreendente   “liderança”  desse  “Lula”, de rápido crescimento, desde quando exaltado por Obama como “o cara”, desde que desenvolvia uma política neoliberal,aqui ,  no Brasil,  apresentada pelas “esquerdas” com socialista ? Se não , trata-se de “causalidades”, planejamento, há origens determináveis.

          O Brasil , provado ,  andou para trás , na economia , e política(Petras, Claudia Saflate, Villa,etc.  ), enquanto ele, Lula, continuava   exaltado,   politicamente, pela big mídia, a ponto de ter  superado o “mensalão”(?!), elegido Dilma duas vezes,  e também  até o “petrolão”(?!), apesar dele  mantendo bons  índices eleitorais. Ora, como se deu tal processo vitorioso ? Trata-se  de um  gênio, algo excepcional, um novo “deus” clarividente(Palocci,indagando do PT)?]

               

 II-MILITARES NO BRASIL EM CRISE  

 

             Analisar a posição dos  militares , hoje, na conjuntura política  nacional , pois , é tarefa fácil desde que se fique nos lugares comuns, conhecidos, sem dar-se  um passo adiante  nas análises . De resto, difícil, até porque sempre houve diferentes frações militares nas forças militares, embora possa dizer-se que, em geral, prevalecem os mais altos postos de comando, generais no caso do Exército . (Cf. Chirio, M.”A política nos quartéis).

                Basta  dizer que  , no passado, em especial desde 1954,  e depois de 1964 , deram golpes , instalaram um regime  terrorista , cometeram  as maiores barbaridades, não cumpriram  sequer suas propostas políticas iniciais, torturaram , mataram ,traíram, etc. E ,  ao final, programaram , com êxito , uma democracia  distorcida e viciada  – aquela em que  hoje vivemos. Torturas e violências cometidas de lá para cá, hoje pouco políticas.

Mas, para isso reformaram, expeliram, puniram ,etc. muitos militares divergentes , que formaram até movimentos políticos internos. Golbery e Geisel enfrentaram muitos xingamentos, panfletos internos, sabotagens, etc.(Id.) . Golbery cai por isso e Figueiredo não consegue punir alas divergentes à direita que cometeram atentado frustrado no Riocentro e outros lugares.

           O que , hoje, até a  grande mídia , tipo Rede Globo , que então os apoiou ,também divulga , até em seriados em horário nobre.(“Os dias eram assim”). Embora não vá além da óbvia superfície, aparências, o que buscamos não fazer em análises.

            Como mudou a posição dessa  big mídia, que hoje  grita por “democracia”(essa que aí está) e que o lugar dos militares “é no quartel”, se possível bem calados, lendo livros importados  dos EUA  , relendo suas  diretrizes sobre torturas daquelas tristes academias americanas do Panamá  e as apostilas das antigas aulas da CIA , nos EUA. Ao inverso da mídia daquela época.

             Se  indagamos por que  tal mudança drástica de posição da big mídia, de lá para cá , logo vem-nos à mente o seguinte – seria porque,  em 1964,  ainda havia um governo relativamente nacional e soberano, e um povo mais resistente e consciente , que interesses estrangeiros buscavam derrubar, daí os militares terem sido tão insuflados pela big mídia (financiada pelo Império) e  pelo próprio Império , para intervirem , via  CIA, IPES, IBAD  , derrubando o governo  Goulart ?

E o que querem agora  os líderes da “democracia relativa” brasileira , oligarquias corruptas , seus prepostos e aliados estrangeiros , as redes de mídia, a começar pela Globo , que as protegem , e são financiadas por elas e aliados ?   

Militares nos quartéis. Ou fazendo o papel de polícias nas favelas, como aconteceu agora na Rocinha, RJ, em que pouco ou nada adiantou o esforço deles, ainda correndo o risco de um tiro , a qualquer momento, matar um oficial importante, e aumentar os problemas já existentes.  

Os militares teriam é que terem armamentos adequados, de tecnologia atual, condições de trabalho, e tratarem da Amazônia , da soberania nacional, discutirem a independência do país, sim , a questão da energia nuclear – ainda mais quando vários setores de nossas elites, traindo o país, não o fizeram , não o fazem e não o farão.Agora , a forma e meios para fazerem isso, é outra questão.     

 LUGAR DE MILITAR ? QUARTEL ?!

 

Resultado de imagem para os militares rochinha

      

                 E ,agora, hoje, tratar-se-ia  do contrário, isto é , Brasil dominado, decadente, sob direção do Império, por trás de um Meirelles/Temer, como antes estava escondido sob Lula – ou seja , na situação ideal antes tão desejada pelo Império(Ianni, Petras,etc.).

               Então, a proposta da big mídia, e do  Império financiando-a  e por trás dela  e da  maioria  dos políticos  , é , hoje , a oposta – os militares devem ficar é nos quartéis, nada de pensarem na situação nacional, ou de terem idéias : que fiquem quietinhos, isolados, nos quartéis, brincando de soldadinhos(já que o Império nega-lhes armamentos modernos ) . Que se divirtam no papel de polícias auxiliares ,frente ao fracasso da velha Polícia Militar.

             Não devem os militares de hoje terem nenhuma preocupação com a crise nacional, a nação degringolando-se , parte da soberania nacional já  perdida na Amazônia , etc. Deixem isso apenas para os civis , mesmo que  corrompidos, traidores,  poderes atuando sem nenhuma  lógica democrática, sequer cumprindo a Constituição . E mesmo  que não  tenham mais condições de administrar corretamente nem o país nem o Estado .

            Em suma, ficarem “todos quietinhos , nos quartéis ” – aconteça  o que acontecer, porque  na interpretação que está  sendo  dada  da Constituição jamais  políticos corruptos os chamarão para  corrigir o que quer que seja , pois seria um perigo para eles próprios  – corruptos. Então …Nada de terem idéias como os loucos , malucos, tarados corruptos tipo Coronel Chaves , da Venezuela, ou Alvarado , do Peru, ou Bolivar , em outros tempos  cujos destinos podem ser trágicos  – veja-se por aqui o caso de Getúlio ,  Goulart, Lott e milhares de  oficiais afastados das forças militares após o golpe de 1964 !(Cf . Maud chirio, id. ) .  

               É isso o que faz dia a dia nossa aqui chamada  “big mídia” –  acalmar, conciliar, limitar, explicar qual é o lugar dos militares , ou seja, nos quartéis  – o que acaba nos fazendo  refletir. Quando o Império e as  classes preponderantes pregam isso com tanta  ênfase , pensar . Repetir  o acima  passa  a ser repetir a Rede Globo e as ordens e interesses do Império. Ou não ?

              Muito fácil  parar as análises por aí, “lugar de militar é nos  quartéis”,  em consequência se derem um passo fora – gritos e condenações , punições,exclamações –  “que  absurdo !”Na aparência, superfície  , parece correto condenar os  “generais falastrões” e ficar com a pregação de Temer, Rede Globo e outras,  do Império , classes preponderantes – “todos quietinhos nos quartéis!”   Mas,  quando  se  pensa  melhor , talvez deveríamos ir além da superfície e refletir.

             E as esquerdas ? Depende de quais  . As “chavistas” podem ter esperanças em militares locais , um fenômeno de nacionalismo já ocorrido em diversos países. Esquerdas ou  “esquerdas” lulopetistas? A opinião de um Lula, claro adepto do Império, até  por suas próprias declarações ? Coincidirá  com a  do Império e da Globo,  provável  . Mas – gritos e berros e ameaças e xingamentos, a prática neofascista dele  , deveria, poderia   calar outras “verdades” diferentes  ? Em parte, isso tem sido conseguido via intimidações e ofensas. Mas, a médio prazo, não conseguirá distorcer fatos, sua biografia já enlameada ou enganar historiadores e jornalistas.

                                     GENERAIS

                CASTELO , VILLAS BOAS , MOURÃO   

Resultado de imagem para volta dos militares ao poder                Há outras questões . Note-se o comportamento,  quanto a povo /democracia, do conhecido General Castelo Branco, que chefiou o golpe inicial de 1964 e a instalação do regime terrorista no  Brasil  .

Sempre mentindo e fingindo , defendia a  democracia (Cf. indague-se  de JK e outros ,via livros  ), em público . Amigo íntimo de Vernon Walters (CIA) , desde a Itália ,[ onde foi ajudado pelo americano , depois de ser acusado por erros  militares ,  que teriam custado muitas vidas de pracinhas  (Cf. id.Lira Neto e outros  ) ],   provado o recebia em sua casa, nas madrugadas , escondido, às  vésperas do primeiro golpe de 1964,(“Castelo”, de Lira Neto, entre outros ) . Mentiras, disfarces, conspirações,  falsidades.

            Esse  general , que lembrava  Ricardo III, de Shakespeare ,  enquanto conspirava e traía , como então  outros generais,  aliás , jurava fidelidade a Goulart, em público, e exercia normalmente suas  funções – isto é ,  enganava e traía cinicamente seus superiores  e até  quem o tinha tornado General  – e mentia sem pudor   .

          Não aparecia,  em  público, mencionando “intervenção” ou “corrupção” , como  esses atuais generais do Alto Comando . Muito ao contrário , dissimulava todo  o tempo. Exato o inverso dessa dupla  Villas Boas e Mourão ,  via maçonaria (presente na nossa independência formal e  história ) a  discutir(?!), debater(?!) ,ponderar(?!) sobre alguns temas – e isso, note-se ,  num contexto político social  muito diferente daquele de 1964 . Isto é , sem estarem sendo insuflados, como  os militares daquela  época,  pela CIA , big mídia, Império,potências e serviços secretos estrangeiros .

              Ao contrário , eles vieram a público , embora sempre advertidos em  sentido contrário pela big mídia, Império, EUA, etc. , aconselhados  a ficarem bem calados, isolados “nos seus quartéis “, sob pena de punições . E  isso , observe-se , nos dias atuais ,  com o Brasil deteriorado , endividado , sangrando , sob a direção do Império , em essência .Um Meirelles,  de fato,  à frente do país e da economia, com sua equipe , garantido por dezenas, centenas de corruptos em todos os  poderes, situação qualitativa totalmente diferente daquela  da época de  Goulart-1964 .

           Hoje, ao contrário de então, mídia  e classes  preponderantes   querem vê-los, generais  e militares em geral,  bem longe da  discussão  política atual , quietos e comportados  nos quartéis . Situação inversa à  de 1964, quando sempre atiçados  a intervirem na política nacional . O que  mudou ? Antes poder mais democrático e popular . Hoje, o Brasil sob  direção do Império,  bem sucedido na derrubada de Goulart. 

                         GENERAL VILLAS BOAS 

                        MOSTRA  RISCOS  À NAÇÃO  

 

                 Enquanto isso , o General comandante do Exército  repete na Rede Globo(logo nela – ingenuidade ?) a existência de cerca de 300 mil ONGS atuando contra interesses nacionais, reservas indígenas usadas por  interesses políticos estrangeiros , perda de parte da soberania nacional , o absurdo  do Brasil abrir mão  do uso  da energia  nuclear até para fins  pacíficos, via Constituição, como fez desde o governo FHC .

             Informações corretas , claro que verdadeiras , análises exatas, vindas do  general e dirigidas  ao povo brasileiro  –  informações  de que se ouvia falar , mas sobre as quais não se tinha certeza a respeito . Pois  bem  – agora toda a sociedade tem, face à  credibilidade e conhecimento do General .

             Mas,  e o que fez a Rede Globo ? Limitou ao máximo a entrevista de Villas Boas e dia seguinte  já colocava adeptos  das ONGS e outros  para tentar desmenti-lo. Tréplica ? Nada disso.  Silêncio e esquecimento. Esta a Rede Globo . Outras  redes – silêncio máximo , tumular , mínima divulgação  .

              Importantes as  declarações do general, pois,  que confirma os riscos corridos pela Nação, já  em estado avançado . Essa informação jamais chegaria à  sociedade , confirmadas como foram , via  cúpulas políticas , muitas vendidas  e corrompidas

                Fácil , como vemos, pois, criticarmos todos os militares , em geral, desde que  dêem mínima opinião , mesmo quando em sentido talvez bem diferente daquelas  de 1964 , que acabaram  por trazer grandes males para o povo brasileiro .(Note-se que houve muitos protestos e lutas internas , centenas de militares  afastados, alguns mortos , presos , etc. Chirio, M. , ib..) .

              Mas, será que a situação e intenções , agora, são mesmo  iguais, ou ao menos parecidas ,com  a daquela época ? Ou  estamos numa situação exato oposta , quando o Império prega exato o oposto também ? O Brasil pode dar-se ao luxo de desprezar a preocupação e atuação das forças militares , pagas e sustentadas por seu povo pobre e sofrido ?

 BRASIL OPOSTO DE 1964 – SEM SOBERANIA

      Resultado de imagem para volta dos militares ao poder         Nem mínima independência, todas as comunicações controladas do exterior, chamado de Protetorado Americano por um brasileiro/americano professor em Harvard (Mangabeira Unger/Globonews).

“Intervenção ?” Pelo  menos que se indague , no caso , sobre  o sentido e exata pretensão futura dessa tal possível “intervenção” , não bem  declarada, mas  que seria ao menos antes anunciada e explícita na sociedade   – interviriam os militares mais diretamente – como ?

Por que meios ? Defendendo  que interesses, com que  programa ? Estariam aliados apenas ao povo brasileiro , informalmente, ou fariam  frente com alguns  setores populares ? Tratar-se-ia  de uma frente de salvação nacional  ou algo assim ? Porque o Brasil está-se afogando , morrendo em verdade,  afirmando-se o Braz$l Província , sob direção do capital internacional /Império.

             Segundo as  menções acima – haveria uma postura nacionalista e anti-imperialista , popular ? Não deu  para saber-se , com certeza, nas declarações dos generais  .

                   III- ORIGEM MEDIATAS   DA CRISE   : 

                  O IMPÉRIO E SEU  PROJETO MUNDIAL 

             O Império não é a única origem do ocorrido no Brasil, mas toma o lugar mais destacado. Há muito a debater, mas há pontos centrais. O Império americano jamais quis o desenvolvimento brasileiro. É o grande responsável pela desgraça nacional e está aqui dentro há muitos anos.

Nas décadas 50 a 70, em especial, infiltrou, deturpou, dominou instituições básicas brasileiras, caso dos serviços secretos militares  (Cf.” Ministério do Silêncio”, Lucas Figueiredo) e Polícia Federal (Cf,. Moniz Bandeira, “Relações Brasil-Estados Unidos “….  ), e utilizando da astúcia, ardis , (parte da ação política visando poder- Freund, ib. ) e força, elemento indispensável, enganou, dividiu , manipulou as forças militares brasileiras contra um falso perigo comunista , exagerado de forma a justificar e  promover a divisão entre forças militares e povo brasileiro – o que conseguiu . Contra o nacionalismo, democracia, independência. 

              Estabeleceu-se a confusão entre democracia e anarquia, entre nacionalismo e comunismo , estimulou-se a divisão entre brasileiros jogando as forças armadas contra o povo desordenado, a maioria estudantes sem treino , sem mínimas condições de vitória, iludidos por algumas utopias então absurdas, sem razão de ser .

Jogaram as forças militares contra eles, desmoralizaram-nas, enganaram-nas(a massa , a tropa, com o tal “perigo comunista”). Era tudo que o Império /EUA queriam – vitória total . Massacres, divisão entre brasileiros, fraturas, serviços secretos estrangeiros  escondidos atrás dos militares brasileiros .(Cf. sobre o projeto dos EUA, que vai determinar suas diretrizes e atuações no Brasil, e atuação em todo o mundo , Moniz Bandeira , “A formação do Império Americano).

             BRASILEIROS  X  BRASILEIROS , DE NOVO ?

                  Foram jovens estudantes estimulados a revoltarem-se, pegarem em ridículas armas , sem treino , exato por serviços secretos infiltrados, como hoje está provado. Um Marighella sempre teve a seu lado agentes da CIA(Anselmo, Malavasi, entre outros.Cf. “Marighella, de Magalhães, M., entre outros. Sobre Anselmo na CIA , desde 1964, Marinha, cf.Moniz Bandeira, “O governo João Goulart”. Anselmo teria chegado a trabalhar pra seis órgãos de segurança, recebendo dinheiro).

Isto desde o início da decisão dele , Marighella , e outros , pela luta armada.(Livros, depoimentos diversos, cf.neste site ou pesquise. Tudo indica que agentes secretos estiveram quase todo o tempo a seu lado .Anselmo circulou por várias organizações armadas e outras ). Podia a guerrilha  ter sido liquidada antes de começar. Não  –  foi estimulada para o massacre, adiante,   de jovens estudantes e outros , que serviram de“bucha de canhão” para justificarem mais repressão face à  “luta comunista”  – armada .

              Foram estimulados muitos militantes a tal  por serviços secretos, infiltrados, cujo objetivo não era deter “os perigosos comunistas”( sempre os  há e haverá –  e hoje haveria muito mais comunistas perigosos , fosse isso verdade) . O objetivo não era acabar a luta,  mas incentivar e promover essa luta. Elementos de esquerda, a luta decidida ,  eram até  visitados por agentes (antigos militantes), virados “cachorros”, colaboradores,  e até analistas do regime militar , convidados para entrarem na luta armada,  isto já  dizimados todos os grupos.

Por aí vê-se o interesse do Império/locais em promover tal luta como forma de aumentar/manter a repressão por mais tempo – tempo necessário para realizar outros objetivos econômicos (consolidar a posição do Império e as empresas /capitais de seu interesse , por aqui ) e políticos – ver como consolidar instituições que protegessem os interesses citados, com a retirada dos militares/policiais da linha de frente política.(  Palmar conta alguns casos, mas há muitos outros .”O que fizeram com nossos mortos ?). 

              Veja-se , hoje, o número de deputados do PC do B, sendo que todos seriam comunistas e um deles, dirigente, Rabelo, foi Ministro da Defesa. Então, como explicar , hoje, ninguém protestando contra eles ? Talvez porque saibam que nem são/foram reais comunistas nem oferecem/iam perigo algum , eles com seus partidos ? Hoje teríamos por aqui mil vezes mais comunistas do que na época do primeiro golpe estrangeiro (1964) – e não vemos os militares nem se referirem a isso ? Sabiam de tudo ?Uma farsa então e hoje ?

              Nem Goulart, nem Brizola nem centenas de outros assassinados , mortos, mandatos cassados – eram ou tinham sido comunistas. Uma farsa para justificar o verdadeiro objetivo imperial , abaixo bem resumido por um eminente e prestigiado americano.

Além disso, no curso dessa triste trajetória de engodo, traição, ardis, mentiras, violência – as suspeitas mortes de Costa e Silva, um general que tentava voltar à democracia; Tancredo Neves, num momento crucial de nossa História; Jango e JK de forma estranha. Tendo-se em vista as ações do Império , em várias partes do mundo, inclusive operações como a Condor , depoimentos diversos e até de filhos e parentes dos falecidos , fatos estranhos, não há como assegurar-se que foram todas mortes normais.

             De outra parte, as ligações de Golbery e outros oficiais com centros de inteligência estrangeiros, colocam tal dedo estrangeiro e dele na distensão e na “democracia” que se seguiu , na dilapidação do patrimônio nacional desde a “democracia”, privatizações, e depois trágicas e estranhas heranças de líderes “esquerdistas” como Lula da Silva, José Dirceu, e seu  partido de “esquerda” e outros sinais, que fazem desconfiar que  tratou-se por aqui de um plano muito bem sucedido , e lógico bem feito, que destruiu e subjugou o velho Brasil ainda relativamente soberano.

                Se o abaixo e ao menos parte do que acima se menciona (com muitas provas, livros , referências) não é levado em consideração por militares que dizem-se preocupados com o futuro dos brasileiros, estes com riscos de desaparecerem até como povo , e não só como país – podemos dizer que sua presença mais direta na sociedade e qualquer tipo de intervenção política tenderá ao fracasso – a força por si nada resolverá.

             Há  um prévio problema ideológico, antes de qualquer luta de massas  – ganhar mentes e corações- insista-se –  e nesse sentido podemos citar tanto Eisenhower , general americano, como Ho Chi Minh, líder vietcongue.  Se os militares ignoram o acima e o abaixo, melhor até  deixarem os civis e corruptos,  ou lá quem  seja,  levarem os brasileiros até o triste fim que está-se avizinhando.

Serão chamados, , de qualquer modo , não demorará tanto assim, mas apenas para para prenderem/matarem mais brasileiros, isto sim, e por essas oligarquias corruptas que aí estão dirigindo o país, sustentadas por interesses e recursos estrangeiros, que não têm quaisquer condições de resolver os problemas nacionais – fora entregando , a interesses estrangeiros, a preço vil, o que resta da nação,  consolidando-se a já existente, informalmente, embora não assumida, Província Braz$l(Ianni, Darcy) , ou Protetorado Americano Brasil(Mangabeira Unger) .

               É preciso encarar , de frente, os ardis utilizados para impedir o desenvolvimento e melhores condições de vida para o povo brasileiro – e quem está por trás deles : o Império. Ou os militares conquistam seu povo e encaram de frente tais problemas, que datam de décadas, e que envolvem independência e soberania nacionais, ou conformem-se em assistir, com o resto de seu povo, a degringolada que se avizinha. Porto Rico serve de teste, tendo decidido , por votação , tornar-se um “estado associado” aos EUA . Qual a situação dele em nossos dias ?

              Tudo indica que as alternativas brasileiras vão no sentido ou de uma luta por real democracia  , pela  independência nacional, soberania ,  brasileiros unidos e pouco ou nada divididos  (e quando fala, com razão, no absurdo da  energia nuclear, até para uso pacífico ,  proibida ao Brasil, por pressão imperial , o general Villas Boas está falando, afinal, sobre o  quê ?) , ou só restará aos brasileiros  um caminhar em direção à consolidação da província, num caso ,e com sorte, um Grande Porto Rico. Se não, pior,um Grande Haiti.

DOCUMENTOS OFICIAIS AMERICANOS(CSN)

     HÁ 15  ANOS, NOAM CHOMSKY ADVERTIA :

 

                       Não podem  deixar de saberem os militares , melhor que nós, o que Noam Chomsky, americano ilustre ,  e outros , afirmam há décadas  . Hoje, verdades comprovadas. Vamos transcrever em detalhe :  

                        (…)” a preocupação básica é impedir a independência , sem levar em conta a ideologia.(…) as funções designadas para os países do Terceiro Mundo são as de serem mercados para os negócios americanos, fontes de riquezas naturais para os negócios americanos , fornecer mão-de-obra barata para os negócios americanos …”

                               Mas, o professor Chomsky foi bem didático, para os que ainda queiram duvidar :

                      “…não há nenhum grande segredo nisso – a mídia não lhes dirá , os acadêmicos não lhes dirão , mas só o que precisamos fazer é olhar os documentos liberados do governo , e isto está lá explicado muito franca e explicitamente“.

                                    E mais adiante, “virtualmente” uma “citação”, diz ele :

                     … “o principal empenho dos Estados Unidos, internacionalmente, no Terceiro Mundo, deve ser impedir a ascensão de regimes nacionalistas que atendam às pressões das massas da população por uma melhora nos baixos padrões de vida e diversificação da produção ; o motivo é que precisamos manter um clima estimulante ao investimento e garantir condições que facilitarão uma adequada remessa de lucros para nós”(…) “e é exatamente o que fazemos pelo mundo todo “. (…) o nacionalismo a que nos opomos não precisa ser esquerdista , nós nos opomos igualmente ao nacionalismo de direita …”

                      Depois, mestre Chomsky, americano lúcido ,  não empresário multinacional , cita o Brasil :

                                                  ...”olhem o Brasil : potencialmente um país extremamente rico , com tremendos recursos naturais, só que teve a maldição de ser parte do sistema ocidental de dominação …”todo país que foi colonizado pelo Ocidente é um desastre total “.

                                                                  (Noam Chomsky, “Para entender o Poder “, Bertrand Brasil , RJ, 2005, 546 p. In p.96 e 97)

                    O militar Villas Boas , na tv , não  se alongou  muito sobre alguns temas por ele referidos, eis que os que perguntavam-lhe  não o fizeram. Teriam  eles, militares,   condições para isso , isto é , alterarem positiva e democraticamente o quadro nacional  , assumindo uma  liderança com apoio popular ?

                  Teria , obviamente, a esta altura, que ser democrática, popular , nacionalista, pró-independência.  Haveria  condições objetivas para tal ? Qual o resultado dessa “intervenção” ou “golpe” popular  ou democrático ou que nome se dê a ela, a curto, médio e  longo prazos, seja via eleitoral(uma candidatura militar), mais fácil , ou direta  ?

           Uma coisa é certa – de imediato os interesses estrangeiros começarão a dedicar-se a derrubar quaisquer planos nesse sentido. Os métodos – os mesmos usados aqui no passado e agora na Venezuela, a começar pela manipulação da mídia. Não se enganem Bolsonaro ou os Generais – o Império  não aceita independência nem soberania nacional, seja de ideologia à direita ou à esquerda – quer e promove , há muito, uma província dominada, subalterna.

Basta ver que , dia seguinte às declarações,  a GLOBO já colocava respostas rápidas, sem direito a tréplica, a posições  lúcidas feitas pelo General.Depois , silenciava . A big mídia só tomará tal rumo, podendo ser diferente o das redes sociais. Mas, atenção – segundo Mangabeira Unger toda a comunicação brasileira é controlada pelos EUA. Em que momento seria cortada, desvirtuada, etc . ? Refletir sobre o acima.

  

               IV – OS MILITARES E A CONSTITUIÇÃO

               

              Esta é – mesmo –  a função constitucional deles , militares , e sem armamentos modernos , isto é , ficar nos quartéis esperando serem chamados por oligarquias corruptas que submetem o país, sem resistência   ?

               Os  juristas precisam melhor analisar a questão , esse não é o espírito de uma constituição democrática   , o povo brasileiro precisa discutir bem essa questão do art. 142, CF, desde  que por essa interpretação , o Estado,  tomado por corruptos, eles militares estariam condenados a assistirem, “em berço esplêndido”,  paralisados pela  “democracia” ,  o fim da nação  brasileira e do antigo país – Brasil. Repitamos. Via esta democracia relativa ,corrompida, em vigência – sim  .

              Será  esse  mesmo o papel constitucional deles(?!) militares ? Que interpretação seria essa , capaz de permitir , em nome  da “democracia corrompida”, cleptocracia, governo de ladrões, segundo  um Ministro do STF ,com boa dose de  razão , a liquidação da nação brasileira ?

             De fato, porque , irresponsavelmente, corruptos de um lado ou outro, “governo” ou “oposição”, preocupados em salvarem apenas seus mandatos e peles , estão deixando  o tempo passar, de forma amoral ?  Em nome da democracia, jamais pedirão intervenção militar , sempre darão um não a  qualquer “intervenção”, porque quem deveria tomar providências e agir nesse sentido  seriam  os próprios corruptos, sob acusações diversas, e como eles , óbvio,  não agem, nem agirão, nesse caso os militares  também não.

            Nem nós  todos, pois revolta é crime – assim, omissos,  iríamos assistir à lenta morte  da sociedade/nação  doente. Ou ao fim(fragmentação , fim do que resta de independência e soberania)  da nação brasileira. Observando sob este ângulo, só podemos concluir que os generais interpretam a Constituição Federal melhor que os juízes de plantão ou os ministros do STF ? 

            Desde que, em sentido contrário, o respeito  eterno e  irrestrito às normas constitucionais, rígido, sem interpretação mais  ampla apoiada no espírito democrático da Constituição , em seus princípios básicos, fundamentais , levaria, em nome da democracia,  à morte lenta da nação e  seu povo. Exato  o que está  ocorrendo , de  forma progressiva, no Brasil.

 

      CORRUPTOS LEVAM AO SUICÍDIO NACIONAL ?

 

                   Cinicamente, e em nome da “democracia”!?

             Sem pressa, caráter,despreparados ,políticos acusados de ilícitos , tudo indica que corruptos , não renunciam, frente a provas evidentes, uns administram  , outros condenados fazem campanha eleitoral ilegal, a maioria  cala-se ,  não fazem autocrítica, não aprovam referendos ou plebiscitos, muito menos nova Constituinte . Se culpados, como tudo indica, verdadeiros moleques , que roubaram e ainda roubam o povo brasileiro ( e o BNDES , caixa-preta maior da corrupção, não investigado ? -Sen.Alvaro Dias – são ” assassinos,”matam brasileiros)  . E  não fazem reformas constitucionais. Debocham do povo brasileiro, inclusive dos militares. Nenhuma pressa, enquanto o povo morre, adoece ,  psicológica e fisicamente.

             E , quando um Ministro, do Exército, com boa  dose de razão como podemos ver nesta parte dessas notas, menciona, educado , sem ameaças, inclusive   com juras à democracia (que democracia ? Não pode ser a esta que aí está )  a possibilidade de intervenção no caso da continuada  ausência de providências pelo Judiciário/STF, os adeptos dessa democracia corrompida condenam-nos, sem análises maiores , sequer do famoso artigo 142, da  Constituição Federal.

           As “esquerdas” lulopetistas claramente caladas, já num acordão evidente  com Temer e outros, disfarçando apenas  quando sob pressão de enganadas bases.Entende-se  . São ligadas /subsidiadas pelo Império, Lula homem de confiança dele , querem salvar seu partido, mandatos, interesses, sem  importar-se  ,de fato , que a Nação vá exato nesse caminho de  suicídio.   E democratas e  outras esquerdas, sem aspas ?E os movimentos democráticos ,  em geral ? E os movimentos sociais ?

               O Império e o processo denunciado por Gramsci(cf. in arts. anteriores),  há décadas , atingiu-as a ponto de tal  imobilidade ? Ou há alguma ideia  fora de foco tipo “quanto pior melhor”,  sem qualquer sentido, ainda mais na situação atual  dela própria e do povo brasileiro? Ou estão   fazendo alguma justa  autocrítica interna, correção da segurança e organização  ,revendo programas distorcidos, reformulando  atividades ?

            Muito bem, entende-se ;  mas há  gente morrendo, adoecendo, os absurdos tomam conta do país. Maior que esse agora analisado, no que se refere à interpretação do artigo 142 e da  Constituição ,só aquela norma do Estatuto do Desarmamento , de 2004, que estabelecia serem as armas apreendidas, mesmo que novas, trituradas pelas forças militares.  Isto é, oficializou-se a queima  de dinheiro pelo Estado Brasileiro, isto com as ruas cheias de mendigos e drogados, hospitais lotados, povo sem saneamento básico, morando em favelas .

            Norma legal, sim, do tal Estatuto , apoiada sob pressão estrangeira e de ONGS, provocando até a falência de indústrias nacionais de armas, que um dia foram competitivas ,  norma que, ao que consta , depois de em uso por mais de uma década  , só foi modificada recentemente ,  e via decreto(!!),  o que  não foi claramente divulgado . Durante anos , brasileiros morreram , sem defesa, desarmados , humilhados , como baratas .Até famílias coagidas. Mortes e crimes aumentaram .

Só na absurda Província Braz$l absurdo igual. Agora, temos um  maior ainda – a destruição da Nação e morte  do povo em nome da democracia(?!). Situação que , aliás, poderia justificar, legitimar(?) ,em sentido contrário , as  condutas populares as  mais estapafúrdias , no Brasil absurdo – direito  de sobrevivência, de legítima defesa, até coletiva ,  imprescindibilidade  de  conduta ,etc.

  SUICÍDIO EM  NOME  DA DEMOCRACIA ?

 

     Resultado de imagem para os militares rocinha       Aliás, no Brasil, temos assistido às mais absurdas interpretações jurídicas – mas essa do art. 142, feita  genericamente  pelos milhões de juristas nacionais da mídia e redes sociais, na situação em que está o país, supera todas .

            Como pode o “espírito da  Constituição “,  uma interpretação baseada nos princípios fundamentais constitucionais, apoiados na legitimidade popular e democracia, levar à possibilidade de,  em nome dessa  mesma “democracia” (mas, corrompida, claramente, na opinião de milhões  de cidadãos) , deixar-se a nação ser induzida ao suicídio progressivo , por corruptos , traidores ou incompetentes ?

               Sem nenhuma pressa , pois não há povo revoltado nas ruas (o povo já  massacrado, desiludido, doentio), nem pressões efetivas, revoltas e rebeliões , desde que ao curso dos anos foi construída um tipo de política que levou precisamente  a  essa situação (falta de educação política, partidos mal organizados, legislação  distorcida , leniência com a corrupção , etc.) (Cf. neste blog, arts. diversos) .

Políticos no poder que  são capazes de deixarem o tempo passar, levianamente,  meses e meses, até  anos , sem pressa , ao preço de assistir-se à  degringolada nacional, caso do pagamento só de dívida pública a estrangeiros  de bilhões de reais mensais, havendo uma especialista que menciona  um pagamento a credores de 2 bilhões e quinhentos  milhões de reais por dia !(Cf. site “Auditoria  da  Dívida Pública”). O General Mourão, que como Villas Boas deve conhecer tais dados , menciona dívida que já vai a mais de 4 trilhões de reais).

               Ou, ao contrário,  deveríamos apenas condenar os militares entrevistados ou  palestrantes ,  sem mais análise alguma , apenas por  medo  deles , por erros do passados cometidos  , algumas propostas  errôneas do presente,  um medo indefinido e genérico a suas possíveis ações e propostas futuras ? Isto até por impressões no sentido de já ter  havido uma “quebra” pré-anunciada de norma constitucional ou  legal  por parte deles e que , se viessem a participar mais da vida social,  só seriam capazes de trazerem mais violência e arbítrio  ?  No caso, até agora, trouxeram análises a serem discutidas .E precisamos de projetos de Nação, independente, soberana . 

Em outra  perspectiva , poder-se-ia enxergar na posição deles quase um pedido de solidariedade, apoio ou  socorro  a  sua forma de ver e de modificar a triste realidade nacional  ?

               Afinal,  trata-se de normas  de uma  democracia   corrompida e antipopular, que garante e garantirá , fora  exceções,  em 2018(pois as oligarquias dominantes    negaram-se a apoiar uma Constituinte) uma  eleição que  ,  mais uma vez ,  reelegerá  membros  de oligarquias corruptas e subordinadas a interesses estrangeiros .

              

                     PUNIÇÃO OU REFLEXÃO ? 

 

              Devem serem  punidos esses militares , ao colocarem de público uma  questão tão duvidosa, e de forma até inteligente, isto é,  ao chamarem atenção para a situação e sua situação?  Isto  é , apenas , no caso ,  por não terem ficado calados ? Ou  omissos, sem sequer dialogarem com a sociedade, assistindo ao suicídio nacional e à morte de brasileiros ?

             Com efeito,  os generais falaram umas  poucas palavras, sem  detalhes, tom  comedido . Muito longe de um Lula, aos palavrões, ou Lindebergh aos berros .  E foram logo condenados por todos os democratas – inclusive, em princípio, os deste blog. Agora, conclama-se todos à  reflexão – inclusive os militares. Intervir, se for o caso, no sentido popular , com o povo solidário , apoiando  , usando sua credibilidade, legitimidade(ainda,  enquanto pode, pela situação desgastante em que se encontra), para defender ,  por exemplo, um imediato plebiscito no sentido de medidas urgentes ainda  a  serem discutidas ?

              Talvez devam os  militares  agirem , via entidades  legais, como clubes e outras, proporem medidas de urgência , capazes de empolgarem  a sociedade. Têm todo direito a isso – sem risco de  punições ou mal entendidos.

               Nos bastidores, óbvio que os militares estão intervindo,  politicamente. Note-se – até por omissão, por ficarem nos quartéis. Estão, assim,   garantindo o Executivo coalhado de acusações, o  Legislativo com centenas de corruptos, o Judiciário  lento e ineficiente que detém privilégios e que não deixa rápido corruptos serem investigados, muito menos  julgados.

E que ainda protege milhares de pessoas com foro  privilegiado , permite centenas, milhares de prescrições de crimes  – e na prática é a grande e última garantia de autoridades corruptas , desde  que coloca sob seu tapete ou  gavetas centenas de casos importantes /processos . Alguns de forma descarada , simplesmente  retirando processos da pauta, pedindo “vista” que  pode durar anos.

               A CAMINHO DA CATÁSTROFE

              E ainda causa tal Justiça Suprema  maior  insegurança jurídica, política,  psicológica, pelas decisões  não uniformes que toma , que variam segundo ministros e interesses políticos de  frações políticas neoliberais, no poder. Assim, entenda-se – na prática, os militares são os garantidores, no  momento,  disso tudo, dessa situação –  em verdade, como viu-se ,  sem o desejarem e  em nome dessa “democracia” corrompida que devem detestar . 

É  essa,   ao menos  até o  momento , a situação  deles e de toda essa situação triste em  que vivemos – um  estado fracassado de  exceção , informal, implícito , corrompido, cujo caos está matando , dia a dia, milhares de brasileiros e adoecendo outros mais .  E ,  face  à  insegurança pública, polícias mal formadas, penitenciárias  sem condições – torturando e matando ainda outros . Enquanto isso, a big mídia e o “governo” Temer anunciam , cinicamente, que a economia está melhorando. Enquanto paga-se 550 bilhões de reais ao  ano a credores internacionais,  dívida ilegal, inconstitucional,  não auditada. (Cf.,  pesquise).

   Resultado de imagem para os militares rocinha        Já estão intervindo, pois, os militares, na verdade, na política nacional, de forma indireta , por omissão ,  coonestando , a cada dia , o estado fracassado de exceção ,  autoritário, implícito , informal, que permite a superexploração do povo brasileiro, via dívida pública ( pagando os maiores  juros  do mundo, mais de 500 bilhões pagos , anualmente.

[Cf. site “Auditoria da  Dívida Pública, M.L.Fatorelli , uma vergonha  e absurdo, verdadeira traição popular ) e por outros meios . Mais – a cada dia o atual “governo”, que nada governa , apenas administra, indiretamente, via prepostos dos interesses  estrangeiros , instalados no Banco Central e Ministério da  Fazenda, vende o  patrimônio nacional para pagar os absurdos  juros, não auditados , a credores  estrangeiros.   ]

        Enquanto  isso. O Banco Central não responde sequer quem são os credores do Brasil (bancos e outros ) de  forma transparente, enquanto diz que  a economia  “está  melhorando”.Temer insiste  em  vender patrimônio  nacional para  pagar dívidas , enquanto os militares  estarão  intervindo , hoje , só nas ruas do Rio, amanhã aonde  mesmo ?

                O  que mudou no meio militar de 1964/85 para cá ? A “intervenção” , explícita  , agora, se daria por via eleitoral também , ou  seja , buscando , em alguma medida , respaldo  legal e popular – legitimidade ? Por exemplo .  Candidatura de um general mais prestigiado e sério que um Bolsonaro destemperado ?  

        Não são respostas fáceis – como vimos , se formos além do óbvio.  Por quê ?

             Entre outros fatores a considerar  :

      1 – a conjuntura  política muito volátil, modificando-se a cada  momento.

    [ Isto é , tendo ao centro , de forma  sobredeterminante , um estado fracassado (instituições, órgãos públicos, segurança, saúde pública tradicionais poderes , etc.),  de exceção(funciona  anormalmente  via “interpretações jurídicas”variadas, por vezes ilegais e até inconstitucionais,  e  até contraditórias ;

com falta  de efetividade das normas jurídicas, isto  é, por vezes  não aplicadas pelas autoridades encarregadas de tal ;  informal, implícito ;  tudo isso gerando a falta de eficácia( jurídica) em muitos  casos/decisões  (ex. recusa de Renan em cumprir decisões do STF,  em  que ele/e seu grupo político  acabaram  por prevalecer mesmo contra decisão do STF  ;

ou prevalência do  absurdo “fatiamento” de norma  constitucional relativa ao impeachment, feita por  Renan/Lewandowsky, que livrou Dilma  de punição,  embora  aprovado o impedimento, infringindo a Constituição Federal à vista de milhões de brasileiros  ; estado  disfuncional em muitas situações, em especial as mais sérias e envolvendo recursos financeiros ;

estado “capturado” ou sob controle de frações políticas  “neoliberais”, organizadas num bloco dominante de poder , corrompidas, aliadas a corporações /capital financeiro internacional , seja no Executivo, Legislativo ou Judiciário ,  que decidem segundo os interesses  políticos comuns, de  todas em conjunto, ou , em certos casos , de  cada uma delas em  particular  , em especial, antes de  tudo,   o de sobreviverem , politicamente ,  cada  uma  delas , a cada momento( o que Gilmar Mendes chamou  , não sem razão, uma cleptocracia)]  ;

 2 –o “isolamento” das forças  militares, nas últimas décadas , mais  fechadas e aparentemente sem posições políticas, sem dúvida em parte “amuadas e ofendidas” face a críticas sobre seus procedimentos durante e após o “golpe” de  1964 – torturas, assassinatos,etc. (Daí , a não autocrítica  e nem qualquer  admissão ou concessão em relação a tais  temas) . O que dificulta o entendimento de suas posições, as pesquisas a respeito  ,etc.(afastadas não quer dizer sem política, o que as    influenciaria  ? Pensar ).

 3- O povo brasileiro , por  suas manifestações esporádicas ou  omissão, num    sentido ou outro , e  que está , tudo indica,  doentio , perturbado, em função do passado remoto, do recente e até do presente  catastrófico e confuso, absurdo, que tem sido literalmente obrigado a suportar – um “Presidente” apoiado por 3% da  população , segundo pesquisas.  Ou seja, o povo parece com posição indefinida  , confuso em suas  opções, oscilando entre diferentes posições, tendente   a certos extremos, no caso Bolsonaro e Lula, embora  ambos estejam em campanha eleitoral, o que não fazem os demais pré-candidatos.

4– A  desorganização das forças populares, movimentos sociais,  partidos políticos, também com posições oscilantes , em boa parte em função do desmonte  gradativo do populismo lulista ,apoiado em verbas e órgãos governamentais.

 5– A manipulação dos fatos pela big  mídia, em muitos casos, passado e presente, hoje esquecendo decisões  passadas, políticas, jurídicas e outras , ora as enfatizando , editando ; e também manipulações  por historiadores, por relatos em livros da  História do Brasil, deturpada, pelos interesses políticos em jogo, em geral prevalecendo amplamente a  “história dos vencedores”, inclusive com plena colaboração de “brazilianistas”, ligados a  instituições e financiamentos estrangeiros.

           Todos esses fatores dificultam, sobremaneira, qualquer análise sobre o atual momento político brasileiro e , muito  mais, quando envolvem atuação de  militares (limitada política e juridicamente  pela Constituição ) justamente nesse  quadro político atual.

           Claro  que, formalmente, os militares da ativa não podem manifestar-se , politicamente. Todos sabem disso , inclusive  eles. Por quê terão , então,  vindo a público ? Por mera provocação inconsequente ou por outras razões  ?

Deixaram nessa aparição importantes e  graves informações, agora comprovadas, sobre riscos à soberania nacional, de que muitos têm falado , mas sem provas e maior  credibilidade-  que agora foi  dada  pelos generais. (Interessante não vermos ,à esquerda, qualquer  menção a tal).

               V – O SOFRIDO POVO BRASILEIRO

 

 

Resultado de imagem para Intervenção : “Direta” ou Via Eleições ?

 

        Os militares fazem parte de um povo sofrido,eles tendo alguns privilégios,  além de pontos comuns.  É preciso considerar , de todos os lados, se pretende-se algum tipo de luta democrática, os sentimentos e o que se passa com o povo brasileiro, vítima de sucessivas desilusões, derrotas, contrarevoluções .(H.Rodrigues) .

Mentiras como as que colocaram ao nível de grandes vitórias “a luta pelas diretas” ou a “volta da democracia”, além da “anistia” e outras precisam serem melhor analisadas. Será que tudo não fez parte de um projeto do antigo regime terrorista/Império, cuidadosamente imposto e articulado, óbvio com vais e vens , desde aquela golberyana “distensão lenta e gradual”? Todas as pesquisas e cotejamentos nossos de fatos indicam que sim.

       Além de  derrotas em passado mais remoto,  escravatura , chacinas de índios , ditaduras , golpes , intervenções militares , dominação estrangeira ( Portugal, Espanha, Inglaterra, Holanda , França , EUA/ Império )o  povo brasileiro ainda  sofreu-

(1) a intervenção militar  violenta , de 1964 ; 

(2) a derrota do AI-5, em 1968 ; 

(3)o golpe militar “interno”  , com a Junta Militar , em 1969 , à direita , mais uma vez desrespeitando os militares as próprias normas de seu regime autoritário ; depois, o golpe militar contra Costa e Silva, que tentava revogar o AI-5 e voltar à democracia, ainda que limitada;

(4) a derrota , com assassinatos e prisões e torturas , entre 1973/1980 -,da AP , PCB , PC do B e , antes  , ALN , entre outros grupos  ; 

(5) o massacre do Araguaia, em que muitos, jovens em especial,  se renderam, sob promessa da vida poupada. – e foram todos assassinados ; 

(6) a abertura ” democrática” fraudada , com os desaparecimentos forçados, a anistia limitada e distorcida , os torturadores anistiados, situação que até  hoje  persiste  ; 

(7) a partir do final da década 70 e 80 , uma distensão lenta e gradual do ponto de vista do regime terrorista, totalmente planejada  e  cheia de armadilhas antidemocráticas  (uma delas, a liderança impulsionada pelo regime  de Lula da Silva , artigos diversos neste blog)  ; 

(8) a traição permanente de Lula , acentuada  depois dele eleito presidente, traindo o programa do PT e do socialismo democrático ,  defendido antes em prospectos e manifestos  ; depois  a atuação de Dilma,Temer e outros  ;(Petras, ob.cit., previu tal, em 2004, mencionando até  problemas  psicológicos que  por  isso atingiriam  um  povo desiludido, que confiara em Lula;  

(9) antes, a traição  neoliberal de Sarney , Collor de Mello, FHC , todos envolvidos numa prévia programação neoliberal ; 

(10) o aniquilamento do PTB, de Brizola, Prestes , PCB , no meio sindical e operário, pela ação , em especial, do  Império do Capital ( CIA) , abrigando-se  sob o líder sindical  Lula, provável antigo agente dele , sem dúvida e ,com provas, apoiador fiel dele desde a luta sindical , por ele apoiado em greves  e movimentos sociais (Lula estudou  nos EUA e  no Japão, com federações de trabalhadores americanas/ provas diversas – repita-as )  ; 

(11) essas enumeradas , entre outras derrotas .( Elas lembradas  para avaliar-se um pouco a  ” psicologia do povo brasileiro” .( Cf.art.deste blog, ” Povo brasileiro…”) .(Todo o antes afirmado acha-se comprovado por diferentes livros, depoimentos,etc. Para começar, consultar os vários volumes da coleção de E.Gaspari, “As ilusões armadas “).

                   Verdadeira festa, injustificada , nos últimos anos, antes do  impedimento de Dilma, com uma narrativa mentirosa falsa de Lula à frente, sustentando o sucesso popular e nacional, econômico ,  ajudando a farsa do Império por aqui , e tendo ele ,Lula, sido premiado por ele  ,  Império , mais de uma vez , sendo chamado até de “O cara “.

         Essa narrativa só tem semelhança com  as do regime terrorista, com Médici , quando teria  havido um “milagre brasileiro”.  Projetos /propaganda com semelhanças. A administração lulista (nem foi governo, Meirelles, ele mesmo, à frente, representando o capital internacional ) sempre sustentando que “nunca dantes no Brasil “… etc. etc.  e,  daí em diante,   uma série de falsos ou distorcidos sucessos , sustentados por agências de propaganda , num monumental palco de teatro/ farsa.

        

           DERROTAS E  ESTADO PSICOLÓGICO      

                    

                Ora, assimilar, depois de décadas , primeiro de ditadura, depois de um regime neoliberal autoritário,  enraizado e mascarado, com capa liberalizante , realidade como a  atual, calamitosa  – não é fácil.

                  E Lula e outros ainda mentiram  e mentem numa desesperada tentativa de enganar ,confiando na ignorância popular e big mídia , que já  o favoreceu muito por aqui .  São décadas de desinformação, mentiras, confusão psico-social, narrativas falsas, como “fim da história”, “fim da esquerda e direita”, “Lula comunista”, “Dilma guerrilheira “, vitória contra a “ditadura “, etc.

                     Reconhecer derrotas , após décadas, no que foi cantado como vitória , caso da “democracia” , “diretas já” , “Guerrilha  do Araguaia”, “anistia geral e irrestrita”,etc., e até falsos líderes como Lula –  é doloroso. Depois de tudo que pareceu alguma vitória , aceitar o hoje, a situação atual, acima , é  terrível ,  em especial  para os que sobreviveram ao regime terrorista.

            De um lado, muitos velhos lutadores perturbados e doentios ; e ,de outra parte, algo estranho  e quase absurdo para jovens , já criados/educados  durante toda  essa farsa democrática, isto é, enganados e deseducados politicamente, doutrinados com distorções e mentiras durante anos .Pior ainda o caso dos militantes de partidos de “esquerda”  – reconheça-se , tal não é fácil. Daí também a necessidade de ampla discussão democrática, política, até de luta ideológica , no sentido de debates democráticos, e  antes de maiores decisões políticas ,  via plebiscitos, referendos, eleições diretas, Constituinte.     

      

         DIREITA MILITAR  , “NEOFASCISMO”  , AUTORITARISMO    

                 

            Por tudo isso, e pela necessidade de busca de  caminhos e educação política e convívio democrático entre os brasileiros , cabe ampla luta contra o “neofascismo” emergente ,  levado adiante (como forma de defesa, por interesse meramente pessoal  ) , hoje, por Lula da Silva, de um lado,   e por  Bolsonaro , de outro, aparentemente . Entender , Bolsonaro representante de um nacionalismo de direita mas que já volta-se para um liberalismo , neoliberalismo imperial, ao que consta o que busca e cede em sua viagem aos EUA( a ver) .

Lula representando aquela fração neoliberal política que virou à direita mais e mais e identifica-se ao Império, tendo mostrado serviço durante décadas (como mostram livros diversos, cf. neste site) . Um e outro podem descambar para um autoritarismo, o segundo , Lula, com certeza servindo ao Império, o primeiro uma incógnita ainda, embora à extrema direita. Não são o melhor para o Brasil , neste momento, cuja luta pela democracia a mais efetiva e radical possível é o que se impõe como óbvio caminho.

           Ambos deveriam serem convidados para debates democráticos, explicações, e confrontados com sua práxis – e o resultado poderá ser apenas um – palavrões, ameaças, xingamentos, ou fugirão  ao debate. Esperemos que não.  De qualquer modo,  ao menos, deve-se buscar discutir.

          Se presentes eles , contra quadros preparados  democráticos  , ou à esquerda, e não tomarem  as atitudes anteriores (falando sozinhos e vociferando ) , serão  esmagados, politicamente ,  e totalmente desmoralizados – pois não têm programas e são  evidentes farsas, sustentam “narrativas”  sem defesa ou  fundamentos sólidos . A não ser que um Bolsonaro enverede no caminho do general Villas Boas. (?) com defesa da soberania nacional , espaço territorial brasileiro, minérios,etc. de forma coerente – o tradicional nacionalismo, sem concessões. Quanto à Lula teria que enveredar, por uma plataforma à esquerda, também nacional, por demagogia. Mas, não tem mais credibilidade para isso, por tudo o antes referido e o muito mais que deverá aparecer sobre ele . Não tem condições de debater sequer com Bolsonaro.

            O povo precisa assistir  isso- debates, discussão de propostas, programas.    Ressalve-se  –  fora se fosse  levantada por eles bandeiras de denúncias de exploração popular , pelo imperialismo, nacionalismo , soberania popular , independência nacional- não irão longe . Mas,tais bandeiras não têm sido levantadas e o  êxito deles com elas ,ainda assim ,dependeria da posição das esquerdas, a respeito, aquelas capazes de participarem de eleições . 

 [ Embora deva-se observar que a grande mídia, cautelosamente, já  não promove tais debates – muita conversa, a maioria “fiada”, de especialistas bem lerdos, vozes educadas, jamais debates envolvendo posições radicalmente diferentes, como no passado , há décadas. O povo brasileiro tornou-se tão educado assim ou as elites oligárquicas querem evitar “radicalismos”, “ideias” diferentes, etc., autocensurando-se  ? Deve ser isso, pois o país não está na situação ideal para elas ?]

Querem preservar a Constituição atual, fazer pequenas reformas, etc. – e ainda liquidar “a lava jato” e esses juízes, procuradores, policiais federais chatos, com mania de honestidade e cumprimento da lei, quanto a eles, pessoas especiais, não comuns, como disse um dia o líder Lula a José Sarney. Se os militares direcionarem-se no mesmo sentido , serão alvo também desses políticos .

 

                                          VI- BRASILEIROS –

                             VÍTIMAS DE ESTRATÉGIA ESPERTA?

 

         Imagem relacionada      Afinal, então , será que os “militares mandaram mal” mesmo ou se , até com certa  boa intenção,  estão pretendendo um diálogo com a sociedade ? Isto  é , não estariam  trazendo , de  público, explicações do que se  discute em  sua cúpulas, de como vêm pensando alguns militares de alto escalão ?

Aliás , até de menor escalão, como se vê nas manifestações de sargentos . Estariam querendo repartir , embora tardiamente, fatos sobre  a nação esfrangalhada (porque a tal recuperação de Meirelles e cia. é uma piada com uma dívida pública de mais de 4 trilhões e 700 milhões de reais  e a economia estagnada) ? O que pensam sobre a realidade brasileira ?

        O site/blog caminhandojornal.com previu que haveria/haverá essa       “intervenção”, de uma forma ou outra,  e sugeriu até que se buscasse discussão democrática com eles , militares,debates , inclusive de democratas e das esquerdas , caso dos moderados PSOL REDE ,PSB, alguns de seus membros , não todos ,  como  ocorreu no passado .Objetivo –  tentar  evitar  que essa “intervenção” local (perigosa, arriscada) possa provocar incidentes; ou nacional (mais complexa ainda,  com riscos  maiores)  seja extemporânea     e de surpresa e anti-povo, como é praxe os militares realizarem . Pensar.

             O Braz$l está consolidando-se como uma Província , mais e mais subordinada e superexplorada  pelo Império – e não há condições de reagir  sem tentar amplo diálogo democrático ;  o povo brasileiro não pode dar-se ao  luxo de não tentar isso , seja em que ponto esteja o diálogo  – até mesmo se continua-se  a estimular nos militares  o pavor de um falso “comunismo” nada iminente , igual como feito décadas atrás – e que confundiu e enganou muitos – ou , para o outro lado, a hipótese de uma repetição da violência militar indiscriminada de 1964/84 ,  que até hoje assusta  parte da população .

            Uma autocrítica do passado seria um passo grandioso, adiante , uma forte carta na mesa  por parte das forças militares – o que abriria novos caminhos no túnel escuro da política brasileira , ou na sinuca de bico em que está o país.

           Tal viraria uma triste etapa , em que muitos deles, militares , foram enganados (como analisado acima e em outros artigos) , outros responsáveis .Mais – muitos dos na ativa hoje sequer  eram nascidos na época ditatorial ,  nem tem ideia mínima justa do que ocorreu , de fato, naqueles tempos sombrios, em que a Nação foi vítima de ardis, armadilhas, traições, projetos feitos por estrategistas de alto nível, ao fundo o Império , apoiados em traições e jogos de esperteza – cujos resultados estão à nossa volta. Seria tal possível ?

               Nesse ponto , entra  no jogo político o pessoal, o imprevisível , também  a grandeza dos líderes, das personalidades , espírito de estadistas , caráter pessoal dos homens. Bocaiuva Cunha,  Euclides , Lott,  Deodoro, Bonifácio , Prestes , Gomes , Getúlio ,  os tenentes  e outros foram além dos comportamentos medianos. Outros falsos líderes esconderam sua face oculta mas acabaram mostrando-se figuras lamentáveis, como Collor , Lula, Sarney, Dilma, Temer . 

Sem apoio popular, qualquer resistência ao caos em curso será impossível. O povo sabotará , maciçamente,  um governo anti-povo . Não é com essas oligarquias corruptas nem com apoio do Império – sempre  falso , corruptor – que, obviamente, poderá triunfar  qualquer reação à catástrofe em curso , com ou sem apoio militar . Aliás, desta vez,será o fim das forças militares brasileiras, fora uma presença formal. O Império jamais as armará, equipará ,  de forma conveniente e adequada , pois sempre temerá que voltem-se contra ele. Afinal, são nacionais, teriam uma pátria, um povo, uma lingua, uma cultura – em que pese já em processo de fragmentação. Não fez antes(tanques velhos, armas superadas, mentiras, ardis, etc. Cf. Gaspari, id. , Sodré, N.W. “História Militar …) ou durante a ditadura. 

             O IMPÉRIO NADA CONCEDERÁ FORA O MÍNIMO

         Nem em 1964 cederam grande coisa, acabou batendo de frente com Geisel, que cancelou acordo militar secreto e durante anos reclamou do “auxílio” dele(CF. E.Gaspari, “Ilusões…”).  Como citado várias vezes neste blog, Noam Chomsky bem explicou a posição do Império (“Para entender o poder”) – não admite nenhum nacionalismo ou independência nacional, regimes tanto  faz sejam de direita  ou esquerda.

E não mudará, muito menos agora que precisa recolher , qual pirata internacional, recursos, onde quer que estejam. Ao contrário, Trump , EUA em crise séria, disfarçando , ameaça, tenta vencer por dissuasão , quer a guerra, mas teme quem tem armas atômicas – esta-se dando mal no duelo verbal com a “fraca”Coréia do Norte, fraca mas com atiradeiras nucleares, que já viu e entendeu o que os EUA fizeram com Sadam/Iraque e Kadafi/Líbia, milhões de mortos, petróleo e riquezas deles nos bolsos .Não tinham armas nucleares.

Por que ainda não fizeram os EUA o mesmo com a Coréia do Norte ? Ora. Ela tem bombas nucleares – e pode estar sendo uma ponta de lança de testes da China, esta crescendo mais e mais. A Russia já aliada dela, também com dentes atômicos. A Índia idem . Nem todas as elites nacionais são traidoras e venais como as brasileiras.  Os EUA precisam da guerra, recursos naturais, matérias primas, não podem deixar o Brasil respirar. Muito ao contrário, talvez queiram resolver logo essa questão , que julgam fácil.

O Brasil nunca esteve em sua história tão enfraquecido em relação a outras nações, proporcionalmente, como agora. Nem lidera mais nada na América Latina. A Venezuela tem muito mais capacidade de suportar inimigos externos que o Brasil – e tem fornecimento de armas,aviões, etc. alternativos – não dos EUA. Lá os militares fizeram o dever de casa nacional .

Aqui , Lula fingiu-se falsamente de esquerda e só – se palavras definissem algo , Lula e Dirceu seriam até grandes líderes comunistas, pelas falsas amizades tipo Fidel. Só pose para idiotas à esquerda e direita. Os EUA sempre souberam disso. Por isso aturaram/vam. Declarações não definem líderes, são o que são, segundo suas  práticas políticas . E cada um imagine o que sejam Lula e Dirceu e Dilma . Ou Temer.

         As forças militares, no passado, ao eliminarem as esquerdas e  democratas , a maioria  desarmada , rendidos,  presos, em larga escala , e permanecendo longo  tempo no poder, destruíram o melhor de toda uma  geração brasileira, e o próprio povo, potencial nacional , como sabem,  o que  pode ter alterado o futuro da Nação, a médio e talvez longo prazo  . O potencial nacional , popular , que já fora contido pelo Império, há décadas, no Brasil, promovendo controle populacional por aqui, pois não queria um Brasil mais populoso que os EUA(cf., pesquise), teve como reforço negativo espancamentos, prisões, intimidações, utilização do maior fator  condicionante social para desarmar , desencorajar um povo – o medo.E a divulgação de tudo isso.

            Este medo disseminou-se em relação a torturas, militares, polícias, até armas(com uma campanha absurda que confundia objetos, tipo ferramentas,   com os seres humanos que os utilizam), política, etc. As consequências mostram-se  à nossa volta.Omissão política, ignorância , medo. Milhões de pessoas analfabetas ou analfabetas funcionais, desnutridas, manipuladas, moradoras das periferias das grandes cidades ou em rincões longinquos de estados atrasados  , sem água limpa ou saneamento básico mínimo.

            Isso enquanto elites despudoradas assaltam/vam as fianças nacionais e ainda promov/em/iam festas subsidiadas, Copas de Futebol e Olimpíadas, caso de Lula, Dilma, Paes, Cabral, Nuzman e tantos outros. Hoje,mesmo agora,  deixam o tempo passar, dívidas aumentarem, tratando de usar o próprio Estado que assaltaram para tentar burlarem a legislação e escaparem das consequências de seus atos,inclusive da prisão. Negam-se a reformas efetivas, reorganização política do país (Constituinte,etc.) e, lógico, clamam para os militares continuarem quietinhos e conformados nos seus quartéis.

E também para que  o povo continue conformado, desinformado e ignorante  nas suas casas , vendo novelas , economizando, pegando dinheiro em bancos e pagando os maiores juros do mundo(Brasil , primeiro lugar), andando por aí à cata de empregos – milhões de negócios e lojas fechadas pela crise e pela corrupção .” Um povo bom e religioso” .

E a corrupção  grassando  em toda parte do país, inclusive municípios e estados (A “lava jato” investiu à nível federal. E o que com certeza fizeram,  unidos, Paes, Cabral , Lula , que alardeavam essa parceria e união, durante as últimas décadas  , no Rio ? Olhar a situação do estado, para começar ).

             E a tortura, provado, foi utilizada por militares, e ainda é usada hoje por polícias,  nesse sentido – controle social . Não para apenas conseguir confissões , pois para isso é até  contraproducente . Mas, para espalhar-se o medo e intimidar-se a população. O resultado do uso dessa técnica de controle social  foi exitoso , no Brasil, do ponto de vista do Império/aliados,  e efeitos a  longo prazo estão à nossa volta , décadas depois. Cinicamente, aliás, após a “ditadura”, novamente o medo foi utilizado em campanhas eleitorais por Lula e Dilma, também com resultado favorável . (Cf. neste site “Povo brasileiro, manipulado” …) . (Cf.docs.CSN, EUA, já liberados).

Mais cedo ou mais tarde, pois , terá que haver algum tipo de  autocrítica, por parte dos militares – a não ser que levem isso(silêncio, desinformação, mentiras) até o fim, provavelmente,  da Nação, neste caso, aliando-se mais uma vez ao Império – e buscando esmagar o povo brasileiro já tão sofrido .

            Aquela revisão de valores , ou autocrítica, que até um Palocci está fazendo, obrigado a isso ou não , por oportunismo, mas que um Lula, aparentemente corrupto e traidor nacional irrecuperável , cínico , se  recusa fazer, como o PT também (pior ainda este , todo um partido,que também faltou aos compromissos populares, traiu-os  e enlameou-se com a corrupção, sustentando o irrecuperável “Lula”) . São responsáveis, ambos,  sim, por muitos motivos, pela crise atual , não só por sua  política econômica como social . Os militares também têm sua parte nisso e estão em dívida com o povo brasileiro há muito. Serão capazes de uma “redenção” popular e democrática ?

          O reconhecimento  dos erros passados pelas forças militares, comandos atuais, viraria uma página  e lhes daria posição de real credibilidade e  legitimidade nacional. Fariam o que oligarquias, corruptos diversos , Lula e lulopetistas recusam-se a fazer – mentindo e negando o óbvio . Seria este o momento ideal para isso , para tal gesto de grandeza e honra , que iniciaria nova etapa na vida política nacional ?O oposto só interessa aos inimigos do que resta da Nação Brasileira.

               Na transição , no sentido econômico, à direita, do regime terrorista para  a democracia relativa , houve satisfação cada vez maior  dos   interesses do Império/EUA desde antes e muito mais depois do conhecido Consenso de Washington (1989), os civis indo bem mais longe na desnacionalização e privatização e entrega das riquezas nacionais, inclusive a Petrobrás(o povo ainda não conhece a realidade dela ) , do que os militares.

              RETROCESSO, SALTOS PARA TRÁS, PROBLEMAS PSICOLÓGICOS

             Depois da retirada dos militares do centro de gravidade  do poder estatal , houve mais  desindustrialização, retrocessos, um  grande salto para trás(Petras e diversos  economistas brasileiros )  , junto com jargões democráticos de fachada e a manipulação de própria História do Brasil para  disfarçar tal  , com auxílio fundamental  da  big mídia – e de traidores que se intitulavam de “esquerda”, cumprindo seu papel na farsa produzida pelo Império e seus aliados locais, confundindo a maioria da população.

                Em outras palavras,  tudo indica , plano estratégico estrangeiro , muito  bem  elaborado como o anterior  ( elaborado   a intervenção militar e durante a administração  militar- cf. Dreifuss, R.A.”1964- A conquista do Estado” ) , visando a aceitação popular relativa desse retrocesso econômico e em especial industrial ,  disfarçado socialmente (com bolsas  família , alimentação e outros  recursos  assistencialistas, receita do Império/ONU), em especial a partir do fim da “ditadura”, após a anistia, e com a Constituinte e Constituição Federal.(cf. artigos anteriores em que tal é analisado )  .

         Tal ocorre  tanto nas administrações Sarney, Collor e FHC , já virando no sentido dos objetivos imperiais mais e mais,  como  depois do “Consenso” –  com privatizações improvisadas  e  apressadas, mal discutidas, desnacionalizações,etc. (Não poderiam existir, nesse sentido ,  tantas casualidades que levassem a  tudo isso , progressivamente ; sim,  como bem  assinala Moniz Bandeira, causalidades . Ao fundo , a estratégia e táticas do Império do Capital .Cf. “Formação do Império Americano”).             

          Resumamos . Primeiro, puxado pela CIA , serviços secretos, (depois máquina  estatal  ) o “golpe” inicial de 1964, e outros golpes ( AI- 2, AI- 5, contra Costa e Silva, etc.) , com uso da astúcia (os militares brasileiros manipulados pela  política e  ardis – sobre o que é política, o uso da astúcia e força por ela, sua diferenciação da ética e da moral, CF. Freund, J.  “O que  é a política”), várias, conspirações  de fato ,  que enganaram o povo brasileiro e a maioria dos  militares .

           Depois, antes  da “democratização” , uma “reorganização política” e  partidária, precedida  de  “limpeza  política “ à esquerda(assassinatos, massacres,etc. Organizações armadas  liquidadas  , preservando-se delas os “arrependidos “, isto é , que tornaram-se “colaboradores”, na linguagem da  repressão – “cachorros”  da ditadura, até submetidos a contratos  de trabalho. (Cf. Palmar, A., “O que  fizeram com nossos mortos “, p.e. ) ; afinal , numa última  etapa, “democracia controlada e planejada”(cf. arts. anteriores, “Honestino” e  outros,  parte adiante ,mostrando como tal foi feito, de acordo com pesquisadores,  teses, etc.) uma democracia relativa, “golberyana-americana” .

         Esta planejada por teóricos americanos, como Huntington e outros .(Ligações de universidades e  seus centros de alto nível e CIA , serviços secretos, já  identificadas de longo tempo, em  livros diversos, como o de Saunders, F.”Quem paga as contas”? e vários outros.  Maria José de Rezende, “A ditadura no  Brasil-64/84”,  bem mostrou  como ocorreu tal transição “golberyana”. Cf. arts. anteriores, neste site).

Na transição , Sarney presidente, havia centenas de militares exercendo importantes funções no Executivo,no Planalto,   e nos outros poderes .(Cf. “O jogo da direita”, de R.A.Dreifuss). Os militares e seus serviços secretos estiveram sempre no âmago e centro da transição e da Constituinte , muitos por certo sem consciência do mortal jogo, para a Nação Brasileira, de que estavam participando.

Muito menos, evidente, os civis, até mesmo lideranças como Tancredo , Ulisses e outras. Mas, tanto essas elites militares que comandaram o acima como as civis que deixaram-se engabelar por uma transição, ao fundo, não democrática – tanto que até hoje o Brasil tem “desaparecidos” e criminosos hediondos com “medalhas do pacificador no peito (uma humilhação para o verdadeiro pacificador , cujo nome nem é melhor repetir) – foram e são dos maiores responsáveis pela atual situação do país, em especial os primeiros.

        O PASSADO DETERMINOU O PRESENTE ? 

 

 

      [ Vídeo /internet .O nome é do vídeo,  e não nosso, não significando apoio, mas escolhido apenas por conter um resumo de idéias dos  generais  ]. 

*********************************************

           A História distorcida, mentirosa  ou simples  incorreta , pode  determinar ações agora que  influenciarão  no futuro. Por isso, nossa História e a interpretação dela é tão distorcida. Deliberado. Planejado . Temos sido um povo derrotado, incapaz  de levar adiante “revoluções”, vencer de fato – nem em 1930 houve real revolução ; e depois, derrotas, aqui , sempre viraram contra-revoluções . Isto vale, evidente, para as forças militares brasileiras e os movimentos que lideraram . (Honório Rodrigues).  

          Foi o que ocorreu mais uma vez , nas décadas  sessenta/setenta  ?

         Atenção e importante –

1 – em passado mais ou menos recente (décadas 70-80) ao mesmo tempo que democratas em geral e esquerdas eram massacrados (inclusive o PCB , desarmado, via dirigentes , friamente assassinados e alguns esquartejados );

2 –   os setores militares/policiais , à extrema  direita, foram preservados , protegidos  e prestigiados diversos grupos de torturadores, terroristas,etc. como os que   colocaram as bombas no Riocentro e outros lugares. Tal repercute até hoje não só na sociedade brasileira como dentro das forças militares, expressão externa  sendo a votação e  posições do conhecido deputado Bolsonaro .

           Mais ainda – não houve apuração até o fim dos crimes cometidos desde o primeiro golpe estrangeiro de 1964 , torturadores e terroristas sendo contemplados com “Medalhas do Pacificador”, uma ironia macabra como foram as denominações de “Doi-codi”(órgão de informação militar)  e Operação “Condor”(como bem percebeu Gaspari, nas suas “Ilusões …”).

         Todas as administrações civis que se seguiram , incluindo as  lulopetistas , com suas “Comissões da Verdade” , etc. foram incapazes  de irem pouco além do nada na punição desses assassinos , da mesma  forma  que  no avanço da anistia e da procura dos “desaparecidos”(mesmo sob pressão e crítica  de familiares)  até hoje , incluindo os tribunais e o próprio STF( na contramão da Justiça  mundial, ONU e  outros órgãos internacionais ).

            Tais fatos, ainda hoje ocorrendo , determinam/ram muito do comportamento dos militares , de um lado, e  do povo brasileiro, de outro  – este acuado sempre por violência e medo , há décadas, e manietado ,preso, violentado quando resolve rebelar-se contra absurdos do Estado . Esta  situação  determinou e determina comportamentos das forças militares, que repetem-se , projetando-se nas polícias militares, afinal sob a direção das forças militares  federais .      

         E de outro lado quanto ao povo – que talvez veja tal situação como insuperável e ,de algum modo, apresentando algumas vantagens  – menos criminalidade, mais ordem aparente, não percepção de tanta corrupção face à censura, etc. Além disso, realmente as administrações civis posteriores à militares conseguiram ainda ir mais longe na incompetência e corrupção.  Talvez por tudo isso, e sem efetivas pressões em sentido  contrário, os militares  sequer fizeram autocrítica sobre tais comportamentos. E ainda assim continuaram prestigiados , por parte do povo.

 

           DITADURA ,PSICOLOGIA SOCIAL E MEDO

                             

     Por que analisar tantos ângulos  da vida brasileira e  do processo político que veio da “ditadura” à democracia? Porque os militares estiveram ao centro de todas as etapas da vida brasileira, ocupando o centro do Estado  Nacional, desde aquele  tempo até os dias  de hoje, um pouco menos desde as administrações Lula e  Dilma, embora não tivessem  feito concessões  políticas em nenhum ponto que lhes era caro. A par disso , então, como ignorar os métodos por  eles usados  ?

Ora, como ignorar tais condicionantes, de um lado  (civil) e de outro (militar ) , quando os militares voltam a manifestarem-se  clara e diretamente na política, como o fizeram,  recente, os generais Mourão e Villas Boas ?

          Como ignorar os recursos de “psicologia social” utilizados antes em campanhas eleitorais e  outros momentos ,tendo como alvo o povo brasileiro ? Beneficiaram quem , senão as oligarquias  no poder, seus prepostos políticos, frações  políticas  diversas, e  militares e  instituições que sustentavam tais regimes políticos?

         Usaram eles, com método  , deliberadamente   – o medo , maior condicionante social  conhecido, sempre manipulado por governos e administrações brasileiras, desde a década  sessenta , inclusive em eleições  e pelas administrações Lula e Dilma, que não só insinuavam que desemprego, crise, mortes, insegurança, etc. aconteceriam com a derrota deles ,como utilizavam verbas ilegais de grandes empreiteiras e empresários para financiarem suas campanhas.

       As forças militares silenciosas – e beneficiando-se, indiretamente, sem mais nada concederem além dos acordos da década  80 , a todos  esses “governos”, de fato administrações, incluindo o dos “esquerdistas” Lula e Dilma . Ora, não saberiam , eles , realmente, o significado do  falso esquerdismo lulista, que  vinha  acontecendo de forma encoberta , face à disfarces , demagogia e propaganda  ?

           Talvez a massa da tropa não soubesse,  mas as elites militares sempre o souberam, desde  Golbery, evidente, a  Geisel e outros  – por isso , tendo eles aceito a “transição democrática” , antes a “distensão  lenta e gradual “.  Estavam a par das táticas e estratégia em curso , envolvidos  tanto nessa transição,quanto na confiança nos diversos “cavalos de Tróia” deixados, de longa data , décadas ,  por Golbery-americanos-serviços secretos brasileiros . E tudo ajudou a destruir o país e não a protegê-lo de um falso e exagerado “perigo comunista”.

       Em sua retirada tática e ordenada da linha de frente política, década 80, daí em diante , junto com seus aliados estrangeiros, os militares apenas continuaram  manobrando os cordéis e fantoches políticos , de fora  do palco o mais iluminado, espetáculo ao fundo planejado pelo poderoso produtor – – o Império. Os bastidores e a produção  passaram  a ser  seus principais trabalhos políticos, desde aí, sempre profissionais. ( Lembrar a hierarquia e burocracia militares – tal não inclui massa de oficiais e muito menos de subalternos e soldados ) .

                    7 – FUTURO ?!  

 

              Por outro lado, como interpretarmos as posições dos militares brasileiros  agora, frente à conjuntura  atual , sem preconceitos e até repulsa psicológica, frente ao que fizeram no passado recente (como insistentemente  exposto neste blog e nestas notas ) ?

             Há até  bloqueios  psicológicos em muitos que viveram aqueles tempos,  ao tratar-se dessa questão – a ação dos militares hoje, ou como lidar com eles, no interesse da democracia e do futuro dos brasileiros. Muitos de nós foram perseguidos, têm amigos  e companheiros mortos, além de termos visto o que foi feito , imposto ao povo brasileiro – sofrimentos e humilhações.

             Necessário  tentar superar/entender/considerar isso para entender a analisar a posição dos  “militares”, uma burocracia militar organizada , após décadas  da transição para  a “democracia” atual. Que já percebemos não foi nem é tão democrática assim – pois foi herança direta, perpetrada pelo regime terrorista , democracia  viciada e deturpada, como tentamos demonstrar , com um superpresidencialismo autoritário herdado, por exemplo , com uso permitido de medidas provisórias.

                  Que têm sido usadas, como agora, para dar status de ministro a Moreira Franco, forma  de permitir-lhe foro privilegiado. Isto é, numa descarada manobra  para impedir a correta aplicação da Justiça. Bastante semelhante a de Dilma em relação a Lula da Silva, quando tentou  nomeá-lo ministro para livrá-lo das garras da Justiça comum, face a acusações contra ele.

          Braz$l – em  que uma aparente maioria parece preferir  os “militares” calados, engolindo a desgraça nacional, sem manifestações, na mesma situação de todo o povo brasileiro; enquanto outros , ainda parecendo  em minoria, já pedem que intervenham na política nacional. Pensar. 

  APÓS A “DITADURA”/ABERTURA – CIVIS DESMORALIZADOS 

 

           O “poder estatal”, de  forma  parcial, após o regime terrorista ao fundo ,  teria sido, nessas condições, depois de quase 20 anos,  entregue aos civis, desarticulados, desfalcados, muitos oposicionistas  mortos, através de uma transição negociada , secretamente , com os militares /Império, anteriormente . Esta desembocou em uma ignorância generalizada dos líderes civis, massas populares, de muitos fatores  condicionadores do que ocorria na política(porque negociações  secretas)  e na economia(talvez um provável acordo secreto de não se tocar no tema econômico, exploração estrangeira, imperialismo, etc., isto  é,  válido , lógico , em  especial as oposições).

          Caso da própria  ação do Império, sua exploração continuada sobre o país  , domínio muito mais  avançado do capital internacional sobre o Brasil, cada vez maior a cada dia  ,tornando irreversível a situação, com inclusive  incentivo  ao chamado “sistema da dívida” [recurso de dominação econômica e política ( cf. site “Auditoria  da  Dívida  Pública”, etc.) ].

              A  sociedade calou-se  , ao reivindicar democracia , exato  sobre os temas que  , década  60, em especial 62-64,  berrava em praça pública, ou seja, temas econômicos – os mesmos que levaram ao golpe inicial estrangeiro  de 1964 , mas  que continuavam na ordem do  dia. Pensar .Casualidade , mais  uma ?

             Isto é  , agora, na  redemocratização , os civis, em público ,   nos comícios, deveriam esquecer a situação econômica, o imperialismo, nacionalismo ,etc. – o foco deveria  ser  a política, democracia, anistia, eleições diretas, o que não afetava em nada os interesses do Capital , muito ao contrário abria-lhe nova janela na  lenta e progressiva “neoliberalização/globalização  do Brasil via Sarney, Collor, FHC e Lula/Dilma.

             Foi uma abertura política, como a democracia que se seguiu , relativa , tanto que um Prestes  foi impedido de falar em comícios e não conseguiu uma candidatura  para deputado federal, nem pelo PT nem pelo PDT. (Cf. “Prestes”, de Anita Prestes). Aliás, foi dos poucos que protestou contra os caminhos tortos da “democracia”, anistia, as garantias  aos militares na Constituição. Cf. livro  citado e  arts.  neste  blog).

            Tudo indica , pelo cotejo de situações, causas, etc. , a afirmação de uma “democracia” conveniente ao grande capital (que daí em diante manobraria e far-se-ia presente via eleições, financiando-as , corrompendo-as, etc. , arma política das mais antigas e conhecidas ,  e não mais via  forças militares terroristas ) . Esta ainda continha mais uma grande armadilha(escondida, claro ,como todas as armadilhas )  bem montada  pelos serviços secretos no coração das oposições à esquerdaa construção do PT , Lula à frente , e a reconstrução do PC do B , após os “massacres” da Lapa , este relativo , o  massacre propriamente dito o dos guerrilheiros rendidos do  Araguaia (?!).(É matéria para jornalistas investigativos e historiadores).

              Alguns deles desarmados , e já  rendidos, todo aquele partido vasculhado e devassado pelos serviços secretos (que contaram com a colaboração da CIA e  as informações  de dirigentes fundadores ,  de décadas, que o traíram e delataram toda a sua estrutura  organizacional a nível nacional) .Ele  depois foi “reorganizado” (?!) com a presença na direção de alguns elementos antes afastados sob acusações de , digamos assim, “terem falado demais” ;  tomou ,logo adiante,  , certos momentos, estranhas posições , a ponto de considerar Mao-Tsé-Tung com posições burguesas (Cf.  Gorender, “Luta  nas trevas”; Pomar,P., ” Massacre na Lapa” ,entre outros) .

            Há muito ainda que decifrar sobre o ocorrido nessas situações – infiltrados, o jogo dos serviços secretos, os “cachorros”(traidores) deixados para o futuro, etc. Nada disso convinha ao povo brasileiro, nem aos próprios militares, como o correr dos anos mostrou – quem lucrou com isso foi seu maior patrocinador, o Império (EUA). Mas, tudo foi usado pelo Império, recursos diversos, para liquidar qualquer resistência a seus projetos no importante Brasil – para ele – como bem explicitou Chomsky.

                                       FORÇAS POLÍTICAS, MOVIMENTOS SOCIAIS,

                                          DIÁLOGOS DEMOCRÁTICOS, FRENTES

                 E agora, todos ao meio do caos , que ainda não mostrou suas piores faces – que abra-se as caixas pretas do BNDES, da Justiça , das duvidosas urnas eletrônicas , da DÍVIDA PÚBLICA, entre outras  – e então saberemos de fato a que ponto está a realidade nacional. E isto deve ser parte de um programa democrático – conhecer a verdade já é um passo adiante.

                 Ainda à esquerda , ao mesmo tempo, repita-se, então,  foi massacrado o PCB, por exemplo , direção morta e barbaramente torturada , e massacrada a direção da antiga AP, já então APML , os sobreviventes dirigindo-se para o PC do B, logo na condição antes  indicada, ou para  PT, formando correntes à esquerda, todos na legalidade . Os velhos militantes liquidados , experimentados, fazem falta ao Brasil até hoje –  e agora. Pergunta – tais crimes  resolveram algum problema nacional ou apenas criaram mais fraturas entre brasileiros e fragilizaram a cultura e ideologia nacionais ?

                Democracia , popular, requer frente e diversidade, diálogo, concessões. Inclusive quanto a militares e dos militares – se quiser-se, se ainda há quem pretenda ou queira , sem discutir “ideologias”,   de fato , preservar a Nação  ou ao menos proteger um povo – os brasileiros  . Alternativas. Ou se luta e tenta ir-se nesse caminho ou o que teremos a curto/médio prazo será a simples consolidação da província Braz$l, já existente, com cassinos e lingua inglesa alternativa logo oficializada, forças militares servindo para paradas , armas velhas, de quando em vez parte delas  perseguindo meliantes comuns e revoltosos políticos , junto com tropas estrangeiras, talvez ONU,   e despreparadas polícias locais . Este o caminho dos estados fracassados – quando subsistem,  formalmente . De resto , pode-se  fingir, manter pose, isto não é proibido. Mas, o truque já é conhecido.

               Aproveitando-se da  legalidade, recepcionada pelas esquerdas em geral,   antiga e provável indicação da CIA/FBI , ela parece só ter beneficiado o Império – êxito nos EUA, legalizando, controlando, e quando impossibilitado disso, assassinando  militantes  , como aconteceu com Malcolm X e outros  líderes dos  chamados  “panteras negras” .

             Aqui tal política também foi sonho antigo de  Geisel quanto à AP (ele até  teria  proposto isso, quanto a ela, em outra época, quando começava a tomar posições mais radicais ) . Atualmente, quais os resultados dessa política ? Corrupção, deterioração  de organizações, fisiologismo ,  modelo europeu de décadas, possíveis infiltrações por agentes a níveis inimagináveis  .

Quanto à Nação, povo brasileiro, Estado ? Olhar em volta- resultados mínimos, risíveis . Há que ser repensada toda a questão de partidos democráticos, organização política, movimentos sociais – é o que a práxis sugere, em todos os sentidos. Democracia efetiva tem que dar garantias efetivas a seus participantes , em especial os mais ativos. (Cf. arts. anteriores ).

          Isso se o exemplo triste de outros países, com o aprofundamento da crise, alguma radicalização , não passar pela cabeça de neofascistas desvairados – que sempre existem. Trinta anos de Constituição democrática e anistia limitada, “desaparecidos”, ausência de diálogos com militares, isolamento deles, farsas tipo Lula da Silva, o povo e país nas condições conhecidas, caos geral. Há que repensar-se .

                   INFORMAÇÕES E VERDADES 

                  Todo esse  processo ocorre , quanto ao estado, envolvendo sempre alguma direção  militar , secreta , Império , transparente ou não  , inclusive , com a manipulação da mídia  via  anunciantes e a  da própria  História. Isto é  ,   via pós-graduações , bolsas de estudo no exterior,  pesquisas em  arquivos  do Império, etc., beneficiados   historiadores , jornalistas e cientistas políticos. (Desde a independência , os militares exercem papel central , no Brasil. Muitos documentos provam-no) . Os serviços secretos, CIA E CIE, este brasileiro, desempenharam/am sempre importante papel , mesmo depois da transição,  difícil decifrá-los além de certo ponto. Mas,  com certeza, têm que serem levados em conta pelas forças politicas e  movimentos sociais.

        De fato,  há pesquisas  sobre certos fatos , afinal  encontradas , via informações agora  permitidas,   documentos talvez intencionalmente deixados  no passado para serem encontrados adiante , suprimidos os mais perigosos dados para  os vencedores , assim deixando  desnudar-se   , parcialmente ,  já décadas passadas,  planejamentos anteriores  e ações  de serviços secretos. Elas mostram um papel deles da maior importância, decisivo mesmo na luta pelo poder. 

                 Seria  válida ampla confiança , por parte  dos pesquisadores, nas informações deles ? Alguns historiadores parecem achar que sim.Há muitas informações e manipulações pró-setores preponderantes na sociedade .

    Necessário cotejar documentos, comparar , observar causalidades, poder , interesses. O mesmo vale para as últimas declarações dos generais brasileiros. Não parecem nem casuais nem temperamentais .Primeiro, mostram liderança  sobre as demais forças militares e policias. Depois.  Mais um teste inicial, provável parte de plano, projeto maior.

De fato, como vimos, sem sentido civis corruptos pretenderem deixar forças militares eternamente em posição de sentido , aguardando um chamado deles ,  corruptos , que pode não vir ou só vir depois da vítima morta ou  mortalmente ferida. Inviável esperar que os militares permaneçam, quietinhos, nessa posição , embora em princípio até 2018, eleições que não resolverão nenhum problema fundamental brasileiro – apenas definirão a fração neoliberal que assumirá o centro de gravidade do bloco dominante de poder, no máximo.

ELEIÇÕES  2018 – NÃO SERÃO SOLUÇÃO ! 

              Isto é, 2018 , provável , não elegerá ninguém de fato “nacionalista, popular”, ou que enfrentará os problemas acima. Elegerá um “neoliberal” – já se assinala (29-9-17, jornais) viagem de Bolsonaro  aos EUA para, rápido,  travestir-se de nacionalista para neoliberal, ou liberal apenas, na tentativa de viabilizar-se – ele sabe onde está o verdadeiro poder atual – no  Império . Já vira o fio mais à direita ainda antes de começar a campanha eleitoral ,fase decisiva .Igual fez Lula  /2002, que também competia com outras frações neoliberais.

  [ Desta vez , não haverá o “trunfo” Lula, ao menos como antes, à esquerda ou direita , que o Império deixou  chegar ao poder estatal , embora bem limitado (havia a “Carta “…2002, prévia, mais Meirelles, o mesmo que está aí, lembram ?) . Arriscou o Império  pouco (mas  não por ele ,Lula,  sim por iludidas companhias à esquerda , enganadas por ele. Sem problemas – corrompeu-as ou , no mínimo, ajudou a infiltrá-las ). Mas, à época,  havia desejo popular , elegeu Lula  e deu-se muito, muito  bem. Basta ver o país  hoje . Lula fez , na economia , o que a direita jamais conseguiria sem tal truque mágico de fingir-se de esquerda. Sobre a real inviabilidade de Lula/18,cf.arts. neste site ].

             Então , agora seriam chamados os militares apenas para participar do enterro controlado, discretamente festivo,   da nação brasileira(?!)  . Parece que é o que pretendem as oligarquias, via seus prepostos nos três poderes,  depois da vítima, a Nação Brasileira, já ter sofrido tantos traumas, golpes, assaltos, agressões, roubos, ferimentos, etc. Deverão  levar outros “Neoliberais”ao poder estatal ,  em 2018, se chegar-se até lá sem rupturas , o que é possível.

          O que os “poderes”democráticos estão fazendo é obrigar a Nação a sofrimentos diversos, a sofrer não um , mais vários acidentes, atentados, ferimentos – sem receber socorro , sequer uma “ambulância” ou enfermeiro ,  que no caso  seria/viria  das forças militares(?!). Bem, estão no Rio – atacando bandidos de baixíssimo nível . Os de Brasília, deixa-se para lá . Algo estranho , de tão acomodado , ridículo, vindo de onde vem, o que leva à questão – estariam bem “integradas” as forças militares a aqueles “poderes democráticos “? Se sim, imagine-se o significado(aliadas às oligarquias/ estrangeiros  ) –  e  isso só favorece também aos inimigos da Nação, os que a querem ver de joelhos ou fragmentada ou destruída.Sinuca de bico. Se ficar o bicho pega  …ou se correr …(?!) 

            Mesmo que não se queira  dizer, evidente,  que mesmo uma “ambulância” deveria chegar atropelando pessoas, matando o ferido, perseguindo a família dele , vizinhos, moradores do mesmo bairro ou cidade. Há formas de intervir e atuar as mais diversas.Que devem ser previamente planejadas. Como as eleitorais e outras . Os generais sabem disso – falaram em favelas, miséria , saneamento , coisas assim.  Seria o que os militares estão fazendo, testando , aos poucos, como com  a presença de tropas no Rio ? Se sim, essa questão deve ser discutida com transparência, com a sociedade.

          De qualquer modo, a opção sempre estará entre ser “sensível “, unir-se ao povo brasileiro ou ficar contra ele , atendendo aos apelos das oligarquias ligadas a interesses estrangeiros. Há quem diga(historiadores diversos) que os militares brasileiros , historicamente, desde o Império, buscaram uma posição centrista, de árbitros , tendo saído dela em 1964. Tal durou décadas.  

Agora , breve , mais uma vez estarão tendo que optar e desta vez a opção poderá ser definitiva , se é que a de 1964 já não o foi –  o Braz$l como se encontra. Num dos polos , está a destruição final da Nação Brasileira ,  sua afirmação definitiva como Província do Império – ou , corrigindo, não estará nele já  a extrema-unção ou o enterro ou, conforme o passar do tempo, a chamada Missa de Sétimo Dia do antigo Brasil  ? No outro polo? Muita luta – democrática .

          Há sentido político, embora parecendo tardio , nas últimas declarações dos generais , e ao que consta esta  não foi a primeira palestra deles , muitas outras já teriam sido feitas,  discretamente . A esta altura , sabem e sabe-se  que, de uma forma ou outra, acabarão por intervirem . Até mesmo  via eleições . Estão vindo. Esta redação previra – cf. artigos anteriores. Por isso, mencionou a necessidade de diálogo , em cima de temas – esta deve ser a posição de parlamentares democratas , movimentos sociais , partidos , sindicatos  e esquerdas , da sociedade .Pensar.

          O simples fingimento de ignorância ou o ato de  jogar pedras neles ,  punições , nada resolverá , fora gerar solidariedade interna/externa . Até porque eles têm certa dose de razão nos argumentos , na interpretação do dúbio art. 142, CF, que melhor analisaremos adiante, e na crítica à lambança que fizeram no país as várias frações políticas neoliberais, corruptas , desde a volta à democracia , incluindo-se  absurdos maiores desde FHC e Luladilma, este , repetindo , fingindo-se de “esquerda”. ( Nem nas suas melhores atuações, o ator Lula  conseguiu convencer como esquerda ). (Análise parcial, do art. 142,  pode ser encontrada no art. “Desaparecidos – Honestino…”. Até Prestes, além de juristas vários, discutiram esse artigo, há décadas, criticando-o ou  a ele dando entendimentos diferentes) . 

         Vimos diversos aspectos que , direta ou indiretamente, referem-se às ações  dos militares  na  sociedade brasileira, no  passado e presente. Exerceram eles  sempre papel destacado – importante . Talvez o maior retraimento  deles, politicamente, ao menos aparente, tenha-se dado de 1988 para cá – “democracia”. Mas, o peso da sociedade civil, na verdade oligarquias corruptas aliadas a interesses estrangeiros preponderantes e financiadores delas, levaram o país  , rápido ,  ao que está à nossa volta.( O que não quer dizer que quando direto no poder estatal, antes, o regime militar não tenha cometido erros, inclusive quanto à economia. Mas, esta é outra questão que não cabe discutir aqui).

               Isso aumenta a importância/legitimidade  da participação militar , nesse momento , perante a sociedade, diminui a da sociedade  civil e deixa com a espada  na garganta as “esquerdas” desmoralizadas pelos lulopetistas , que fingiram-se de tal e que ainda tentam  representar reais esquerdas, democratas e centro-esquerda ,  com  a desfaçatez de insistir na liderança de Lula da Silva, algo ridículo , até absurdo , cidadão sem ideias políticas fora as do Império,nem programa, nada  fora daí. 

Além do mais sem legitimidade para sequer aderir a qualquer programa – pois não cumpriu compromissos partidários passados, nem os com  o povo brasileiro. Além de ter-se declarado de público “uma metamorfose ambulante”. Ora, precisa-se relembrar mais ?  Tal tipo de candidato  ridiculariza , enfraquece e deslegitima toda a sociedade civil ,democratas e esquerdas , já em  crise generalizada. 

  Talvez essas questões só melhor se encaminhem  com debatidos programas comuns, que incluam  a Constituinte, talvez o melhor passo chave   adiante, ou com ao menos as alianças eleitorais para 2018, eleições que deverão ter participação militar . Todavia, essas têm vários inconvenientes(cf.arts.anteriores) e limitações, além da fragilização da atual administração/instituições corrompidas poderem  determinar, a qualquer momento ,  rupturas que alterem a atual conjuntura .

    Como vemos , o  pronunciamento do Comandante do Exército , Villas Boas , foi  e é da  maior importância, basta ver as reflexões  provocadas.  Necessário  apreciar melhor outros pontos de suas declarações , interpretando-as, o que será feito adiante.  Refletir – e com certa rapidez ?

_____________________________________________________________________

(final da parte I . Segue. Por simplificação, foram repetidas pequenas partes de anteriores artigos, evitando-se longas citações. Mais referências, sobre pontos específicos , em artigos anteriores .)(Original não revisado , o que não impede  entendimento).

Posts relacionados

Compartilhe Isto

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *