O Golpe de Mestre dos Estados Unidos na Ucrânia

mar 7, 2022 by

O Golpe de Mestre dos Estados Unidos na Ucrânia

O Golpe de Mestre dos Estados Unidos na Ucrânia

 Mauro M. Burlamaqui

EDITORIAL CJTV 91

Um golpe de mestre americano na Ucrânia , como tal  antiético, imoral, coisa  de estelionatário . No caso,  político .

Os EUA , cabeça do Império do Capital,  ocidental, têm sido os mestres da guerra e do terror nos últimos 150 anos . Mais de 100 milhões de mortes,  500 invasões ou golpes.

          Por vezes, via guerra convencional, outras  armadilhas , mais recente via guerras(ASPAS) “híbridas”, revoluções “coloridas”e “guerras não convencionais” .

As primeiras baseadas em propaganda, ações imprevisíveis, financiamentos , Ongs, povo manipulado , propaganda controlada na big mídia , “choques”, tudo bem planejado, parecendo  casual  . As segundas,  abrangendo milícias, guerrilhas, insurgências, mercenários, sabotagens . Objetivo – mudança de regime, sem os gastos de uma  guerra tradicional  e o desgaste dela ou do golpe de estado.

        Os EUA passaram a usar a  chamada “guerra por procuração”, em que nações e outros atacam o seu alvo , o autor  apenas  incentivando e financiando .    

    Agora trata-se da Ucrânia , e do ator inventado como político – o “presidente Zelensky” . “Eleito” , lá, mais ou menos como o “capitão das rachadinhas” por aqui . Alguns o chamam de “Bolsonaro de lá” . Isto , depois de golpe branco , terapias de  choque (aqui ,  facada ) , e apoio descarado americano. Tudo aparente natural, mas produzido em laboratório por estrategistas de alto nível.

        O objetivo – a chamada dominação de espectro total , que até documentos do Pentágono reconhecem : proeminência em qualquer conflito , derrotar qualquer adversário , controlar qualquer situação , militar ou não . Não importa  razão ou Lei– veja-se as bombas atômicas sobre Hiroshima ou Nagasaki, napalm e bombas sobre o Vietnan, o esmagamento do Iraque e da Líbia. Força pura mascarada aos gritos cínicos de democracia, liberdade , e outros , conceitos abstratos.

       Por que a Rússia?

Porque competidora, lutadora  , com potencial , e localizada em região considerada crucial , por estrategistas,  para o controle mundial de poder – Eurásia .

      Basta  lembrar que , em 2015, em livro, um estrategista, KORYBKO , já previa não só  o papel mundial de Rússia e China como que (ASPAS, palavras dele ) – “É certo que os EUA  exercerão impecavelmente o papel de advogado  do  diabo tentando induzir  a uma intervenção convencional desvantajosa por parte de sua rival. a chave,  então, é que a rússia entenda a natureza dessas armadilhas antes de cair nelas (…)os eua estão decididos a desmantelar a influência da Rússia onde quer que seja…” ( Andrew Korybko, “Guerras  Híbridas”,  Expressão Popular,  SP, 2018 , P.159-160).

A  Rússia fora bem avisada , logo  entende-se que não teve outra saída. A ação  do ator marionete Zelensky ,  entregando  seu  país à OTAN/EUA , aceitou o que a Rússia não poderia aceitar –  a inimiga OTAN, com seus  mísseis atômicos , a dez minutos de Moscou .A  Rússia nas mãos do Pentágono  e complexo industrial-militar americano . Daqueles que, guerra ganha,  jogaram, em 1945,  bombas atômicas  sobre o Japão ; e napalm sobre civis vietnamitas ; e mataram milhões de pessoas no Iraque, Líbia, Filipinas, Indonésia .

       Atenção .Os EUA , todos sabiam disso, e não ignoravam os russos como enxadristas-estrategistas – menos  Zelinsky? Seria um idiota? Não  saberia das consequências ,para seu povo , de entregar seu país , fraco , à OTAN/EUA, esta  a ameaçar a Rússia ? Que tal passaria dos limites de concessão possíveis à   Rússia ?

          O possível uso até de bombas  nucleares,   a partir de ameaças aquele ponto descrito , está exposto na doutrina militar russa. O ministro Lavrov não enganou ninguém com insinuações. Por isso, os EUA ficaram de  fora e bem  longe, deixando  Zelensky à frente, até dando-lhe palco e mídia. Biden,  feliz da vida , também de longe,elocubrando mais sanções contra  o inimigo russo. Vitória dos EUA, com zero mortes e gastos.

            Todos conheciam o limite de concessão russa , até por livros , e  foram anunciadas as  armadilhas americanas, há mais de  7 anos .

         Se Zelinsky  foi enganado pelos EUA, se vendeu-se consciente , ou foi coagido –  essa é outra questão .

A Rússia sabia que entraria numa armadilha , ao invadir a Ucrânia – povo russo (que tem centenas de etnias),  com 80 % falando russo . Foi obrigada a tal , optando  pela solução menos ruim. O trabalho diabólico solerte dos EUA,  na Ucrânia, por mais de década , via Soros , Ongs, dólares , exércitos mercenários,  neonazistas, fundações , corrupção – deu certo .( O citado  comprovado por documentos,  livros diversos , só pesquisar) .

         Tal explica a entrada cuidadosa dos russos na Ucrânia, não bem contada pela mídia ocidental .Até esclarecendo que aparente atingiu alvos em  zonas residenciais porque desocupadas , em parte,  aí escondendo-se tanques neonazistas.  

  Entre a perspectiva provável de morte de milhões de russos , adiante ,( como mostraram as bombas atômicas americanas sobre o Japão destruído , em 1945 ), ou entrarem  contrariados na armadilha americana,  com menos mortos – optaram pela  segunda hipótese .

        Quem ganhará a guerra,

ocorra o que  ocorrer,  não    será a Rússia , nem a Ucrânia, vítimas, milhares de mortos , mas o real promotor dela- os EUA- que  atingiram parte de seus objetivos contra a  inimiga Rússia . EUA que mostraram  até onde poder ir a maldade humana , na luta pelo poder .  (*)

(*)Base do editorial CJTV 91.Original não revisado , o que não impede entendimento.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.