“Fake News” – Império/CIA/ Mídia Atacam Exército Brasileiro ?

maio 18, 2018 by

“Fake News” – Império/CIA/ Mídia Atacam Exército Brasileiro ?

 “Fake News” –Império/CIA/ Mídia Atacam Exército Brasileiro  ? Por Quê ?

 

  * notas sobre três temas importantes que , hoje, neste momento, entrelaçam-se,  no Brasil,  e que merecem análise – “Fake News”, Mídia e Militares Brasileiros  *

(Redação) 

UM 

 

IMPÉRIO , “BIG” MÍDIA  E   MILITARES

 

              Década 1960 . Provocações do Império Americano/ CIA/EUA, no Brasil, em grandes estados  (Rio, SP, MG, PE, em especial) distribuindo dólares, financiando deputados, corrompendo militares, desde o inicio da década 1960, (  Moniz Bandeira, “O Governo de João Goulart” e Dreifuss, R.A, “1964- A Conquista do Estado”) , desrespeitando a soberania brasileira .  Agitaram , mentiram , caluniaram , difamaram , usando a chamada big , grande mídia , maciçamente, contra vários dos governantes brasileiros de então – além de Goulart, Arraes, Brizola e outros  .

                 Os diplomatas americanos chegaram a  difamar a família presidencial, diretamente (Cf. os atos do embaixador L. Gordon, que ainda ofendeu, anos depois, também o Presidente Costa e Silva , já candidato a Presidente,  que reagiu , à altura,  à época .Mais tarde, casualidade ou não, Costa e Silva, presidente que sucedeu Castelo (apoiado pelos americanos ) ,  adoeceu e morreu , em circunstâncias estranhas, quando contrariava exato aqueles  interesses americanos e do grupo militar  Golbery/Castelo  .

                Costa ficou quase prisioneiro de uma Junta Militar , já doente, desde  às vésperas da data em que decidira revogar o AI-5(Sete de Setembro ) .Foi dado, então, um segundo golpe, não assumindo o vice-presidente, Pedro Aleixo  (Carlos Chagas, “113 dias”) .( Vários fatos indicam que todo este período coalhado de conspirações , traições e jogos de bastidores, em especial entre frações políticas militares, sem dúvida com ação da CIA e correntes pró-EUA , contrárias ao presidente falecido e ao vice-presidente alijado do poder –Pedro Aleixo, que culminaram vitoriosas neste episódio e em todo o curso do regime militar. Ao menos até o governo Geisel , que rompeu acordo secreto com os EUA , não cedendo a várias exigências americanas .(Cf. “ Gaspari, “Ilusões Armadas” e Silvio Frota, “Ideais traídos” ).

                O esquema Império/CIA/oligarcas locais aliados , empresários, com manipulação da mídia( verbas e propaganda)  e de algumas frações  políticas militares , a partir dos do serviço secreto, fundado pela própria CIA(Lucas Figueiredo, “Ministério do Silêncio” ), e da ESG , “filha naturalizada dos EUA”(Mal.Cordeiro de Farias, id. ) ,  jogou   dinheiro à vontade em toda a mídia, além de até produzir  filmes, jornais, panfletos , etc. contra Goulart .  Isto é, “construiu” o clima político e social  que levou à derrubada do governo legal do Brasil, em 1964, via  militares brasileiros , organizados , corrompidos (alguns,no  IPES, cf. Dreifuss, ib.) .

  Já aí configurava-se o conluio Império/CIA/Mídia/oligarcas/empresários/militares  , que capturou o poder estatal.

 Estes últimos,   atiçados pelo esquema do Império,  com apoio de uma parte (minoritária) do povo brasileiro ,  organizado em manifestações de

 

Resultado de imagem para anos de chumbo

 

rua pelo  CIA (inclusive, usando dinheiro fornecido por ela   , em  passeatas e movimentos de mulheres) .Goulart tinha, então, segundo pesquisas, cerca de 70% de apoio do povo brasileiro. (Moniz Bandeira. ib.).

 

         Ainda assim,  tal esquema promoveu , com audácia e muitos recursos , enquanto gritava por democracia e legalidade , cinicamente,  grupos clandestinos de  sabotadores e agitadores pagos,além de  ampla campanha midiática  e, ao mesmo tempo, ações diversas  via  entidades legais, (só de fachada como o IBAD e IPES) ,Golbery à frente , este um militar que estudara , já em 1944, antes mesmo da fundação oficial da CIA , em 1947, em Fort Leavenporth, centro militar importante dos EUA ) . Essas entidades corruptoras e financiadoras de empresários , grupos  militares e da eleição de centenas de parlamentares federais (eleições de 1962),  antes do primeiro “golpe” de 1964 .

   Iniciou-se, então,  aos poucos,  um  regime de terror , em especial após a morte de Costa e Silva , período chamado por alguns de “anos de chumbo”.

 

 

DOIS 

 

         ONTEM – 1964 / ‘DITADURA’

 

        A grande Mídia  (Redes Globo, Bandeirantes, ESP, FSP, etc.) defendeu , 1964 e anos seguintes,  posição pró-EUA/CIA/torturas/ilegalidades/prisões/mortes , não só apoiando como fornecendo recursos , financiamentos, meios diversos materiais , e ainda  conclamando os militares a intervirem , ilegalmente, contra o governo eleito , o que acabou por acontecer , eles derrubando Goulart (com quase 70% de apoio nas pesquisas de então ) , à força .

                   Hoje , está claro que o fio da meada começou mesmo  em Washington, capital dos EUA ,  aliás nome de livro de Morel, E.  (“O golpe começou em …” ), militares locais agindo  “por procuração “ , como se diz hoje,  organizados  com planejamento estrangeiro feito com anos de antecedência . (Morel, ib.; Moniz Bandeira , ib.; e Carlos Fico , “O grande irmão”, entre muitos outros).

  Imagem relacionada           Iniciou-se  um longo regime terrorista, sob domínio do Império Americano, ao fundo, cujo preço mais específico os brasileiros pagam ainda em nossos dias , com uma crise estrutural sem fim à vista  .Este período teve sua extensão na chamada “distensão lenta e gradual” e na “democracia relativa”  (de Geisel/Golbery ) estabelecida , sob controle .

          Destruíram, os governos militares e depois “neoliberais civis”, oligarquias locais aliadas dos estrangeiros à frente,  pouco a pouco, e mascarados , indústrias nacionais , forças armadas(equipamentos, tecnologia , fábricas de armamentos, moral e perspectiva nacionalista) , privatizaram, multiplicaram a dívida pública,  aceitando juros absurdos e duvidosos, etc. . Uma ação desenvolvida pouco a pouco, em essência contra os interesses populares , no sentido das pretensões e objetivos do Império Americano .

      Sempre unidos e apoiando-se entre si  todos os participantes iniciais desde o “primeiro golpe”, de 1964 – Império/CIA/Mídia/militares(protegidos pela mídia)/oligarcas, alguns participando diretamente da vida política, outros por representantes.

             Esta situação chega, com algumas mutações limitadas, até nossos dias – quando esta Mídia e o Império voltam-se , agora, discreta e indiretamente, contra os militares , estes tentando voltar a uma participação política mais ostensiva , agindo em especial contra o Exército, que sempre liderou o meio militar,  desde a República.

      TRÊS 

      HOJE , EM 2018 ?

            Hoje, cinicamente, os mesmos que fizeram o acima exposto, Império, CIA , Big Mídia, oligarquias aliadas , [ fatos já  comprovados  (pesquisem , confiram, tomem as referências primeiras acima e abaixo)] , dedicam-se a criticar os atos políticos e repressivos  e execuções então feitas e  defendidas por eles mesmos, décadas atrás.

                 Espertamente, não quanto à economia , com , aliás, decisões que levaram o país  à calamitosa e negativa situação atual –mas, sim,  quanto à repressão e política . Continuam , até hoje, essas forças, apoiando-se entre si e às mesmas  medidas econômicas então tomadas – programa capitalista e “neoliberal” , desde então assumido pelas diversas administrações brasileiras, incluindo-se as administrações autodenominadas “esquerdistas”,  de Lula/Dilma.

            Ora , essas forças políticas e econômicas  é  que propiciam/ram as ações anti-nacionais assumidas desde  então(1964)pelo Brasil ,   teorizadas por Roberto Campos, Eugênio Gudin e outros, detestados por  diversas  frações militares  ; além disso, passaram elas , agora,   a conclamarem os militares a fazerem ( em 2018)  exato o  oposto de entãoficarem longe da política e da catástrofe econômica  nacional, pela qual são  também responsáveis, entre outros .

               Para isso , Império e Mídia  passaram a  relembrar  atos e assassinatos e torturas passadas atribuídas agora só aos militares ,  aos quais  antes e desde sempre CIA  e MÍDIA apoiaram, e participaram,  e defenderam e estimularam  – todos participaram juntos de tais crimes , os militares brasileiros e até muitos   policiais civis , caso de Fleury ,  os últimos unidos e à frente dos crimes ,  por “procuração”,   como hoje se diz  – executando resistentes, prendendo, torturando, “‘desaparecendo” com muitos .

               A massa da tropa e de  oficiais, engajados , elos de uma burocracia militarizada e rígida , autoritária ,(então exercida até com violência de cima para baixo). Violência e torturas. O que provado está nas decisões de Geisel e cúpula de generais, agora novamente divulgadas quanto aos perseguidos do regime( Rede Globo e outras ) . Quanto a seus próprios membros , militares, também há fatos comprovados  nos absurdos relatos hoje divulgados , não  desmentidos, mostrados em livros diversos e até  depoimentos como os do filme “Soldados do Araguaia”.

            Além de explicitados,  via presidente de uma associação de defesa deles,  também na tv(programa “Conversa com Bial Rede Globo, 15-5-18). Isto é, violência contra prisioneiros (quase todos presos sem luta alguma ) , assassinados, e até contra os próprios recrutas /soldados que lutavam no Araguaia, diversos torturados e até estuprados(depoimento do soldado presidente da associação e do diretor do filme, coonestado pelo historiados Hugo Studart ).

Muitos militares , elos de uma burocracia super autoritária , tudo indica que  enganados pelos serviços secretos estrangeiros , CIA e serviços secretos nacionais, criados pelos próprios estrangeiros citados . (Cf. Figueiredo, L. , ib .)

  QUATRO

   POR QUÊ AGEM ASSIM, E AGORA ?

 

            Isto é, Império /aliados condenando, cinicamente, com notícias já divulgadas há mais de década ,  o que antes promoveram e apoiaram ? Atacando e tentando acuar aqueles que fizeram/executaram  os serviços sujos defendidos, financiados e  escondidos por todos eles, então , e durante anos – torturas, esquartejamentos, empalamentos, crimes de todo tipo.

           Arrependimento ? Ideologia ?  Não , continuam apoiando  , hoje ainda , os mesmos interesses estrangeiros do Império do Capital/EUA/CIA , programas ,  ideologia e propostas, privatizações, planos para o Brasil, todos “projetos neoliberais” estrangeiros .

                Mas , agora incluem defesa de  nova tese –  MILITARES NOS QUARTÉIS”, exato o contrário do que defendiam  naquela época.

   Resultado de imagem para Golbery          Razões ? Eles as têm. “Usaram” , manipularam os militares, muito espertamente, a partir dos serviços secretos e ESG , em especial, a maior parte deles  pouco ou mal “politizada”( a tropa, massa de oficiais , fora pequena cúpula) ,  via mentiras, ardis, uma proposta geopolítica sem sentido de Golbery(Cf. arts. neste site),   totalmente equivocada e ligada aos interesses estrangeiros (já em 1944 , repita-se , Golbery estudava em Fort Leavenporth, Centro Militar importante, então , dos EUA – e exato geopolítica , entre outros temas. Qual a que  discutiriam com ele ? Não uma que   envolvesse reais interesses dos brasileiros ) .

Desta forma, década 1960, tática esperta ,  super-exageraram a  presença comunista,  (hoje haveria mil vezes mais comunistas e corrupção  , no Brasil , fosse verdade aquela afirmação  de então e a de hoje, pois aqui tem-se  comunistas só de nome( segundo Prestes e Anita Prestes .Cf.“Prestes”, Anita Prestes ) ; promoveram e incentivaram guerrilhas sem nenhuma condição (Cf. Marighella, acompanhado sempre  de agentes da CIA ,  e muitas vezes financiado  por ela  ( até a gasolina de carro que usava ; cf. livro “Marighella” ,  de Mário Magalhães).

            O objetivo  seria o Império/CIA /aliados conseguirem , sob tal pretexto(guerrilha, violência , subversão ) , repressão contínua e  intervenção militar local ,com a liquidação de opositores , inclusive nacionalistas não comunistas  – processo que se desenvolveria, desde o primeiro momento (medidas econômicas primeiras tomadas por Castelo Branco/Golbery logo que chegaram ao poder )  contra os interesses nacionais,  e sempre segundo pretensões do Império, constantes em  documentos públicos de seu Conselho de Segurança Nacional. (Cf. Chomsky, “Para entender o poder “, coletânea ).

                                          Então,  o que vemos, agora, 2018   ?

    CINCO 

      “FAKE NEWS”

              Origem delas , a mais importante ? Reflitamos. Notícias “falsas” , como vemos,  distorcidas, manipuladas no tempo e espaço ,  mentiras descaradas, pois, vêm , no Brasil , e em grande escala, desde aquela época (1964 e anos seguintes), produzidas justo pela chamada Grande Mídia, exato esta que hoje quer condenar “fake news”, altamente “negativas” que, entende-se , viriam das …redes sociais .

Isto , enquanto hoje ainda , a big mídia divulga notícias daquela época  deslocadas no tempo e espaço ,  mascaradas, manipuladas, verdades , mas  desvirtuadas,  espertamente.

          Mídia internacional e  brasileira/CIA,  ao fundo , estão atacando e tentando desmoralizar os mesmos militares a quem tanto apelaram no passado , com descaro “requentando” notícias de décadas, já sabidas ,  inclusive com um entendimento judicial dos tribunais consolidado, tais crimes abrigados, cobertos,  abrangidos pela Lei da Anistia, sempre apoiada, até agora , pelo Império e a Grande Mídia que , no fundo , ele controla – via propaganda , entre outras formas . 

      Resultado de imagem para Geisel (Presidente)      De repente, surpresa ,  há poucos meses de eleições, ao meio do  caminho uma Copa do Mundo,futebol , que sempre atraiu muito os brasileiros, passa aquela mesma big mídia,  atrelada e subserviente ao Império, sua ideologia e interesses , a criticar , de forma esperta, mascarada e indireta, mas bem clara, o Exército Brasileiro.

Este  e demais forças militares, suas aliadas ; acusando-os , de novo , de crimes  na década 70 , por ordens de Geisel (Presidente) e outros  generais . ( Mais . Com estardalhaço, manchetes da Rede Globo, TV Globo, Programa do Bial, 15-5-18 ,  etc. , daí repercutindo em outros setores, inclusive , lógico, nas antigas vítimas dos militares , suas famílias, parentes de mortos e desaparecidos – o que por certo era mesmo a intenção dos autores dessas táticas) .

          Quer dizer, atiçando vítimas, amigos delas, familiares , opositores – contra os militares que, quase 50 anos depois, declarando  buscarem  agir por meios pacíficos, voltam a participar mais da vida política e social brasileira – num momento de crise acentuada e perigosa para o destino do país.

        Razões ?   Medo das intervenções militares atuais ,  que poderiam tornarem-se nacionalistas, ao contrário das pretensões sempre concessivas do Império/Mídia/CIA ?

         Ou porque há um grande número de candidatos militares para as próximas eleições (por certo planejamento militar,  para poderem influir mais no processo político) , sejam  militares reformados , ou na reserva, todos apresentando crescente prestígio político e social, frente a um povo desiludido com os políticos profissionais ?

Ou seja , o Império Americano  não quer nem vitória eleitoral nem nenhuma participação política dos militares. Relembram-se  fatos verdadeiros e atiça-se o povo brasileiro contra eles, às vésperas de eleições, o Brasil mergulhado em profunda crise política e econômica.

          Teria tal ataque ainda outros motivos ? 

          Por estar junto,  no topo de pesquisas eleitorais(eleições em outubro deste ano /2018) , o candidato capitão Bolsonaro, com forte apoio militar, crítico inicial da democracia , defensor dos antigos militares ligados ao Império , inclusive torturadores , e nacionalista radical ? ( até pouco tempo atrás) .  (Ele tem recuado para poder ter apoio do “mercado”, capital financeiro que vem desgraçando o Brasil,  e do qual todos os brasileiros são virtuais prisioneiros  ?

Como o “mercado”, máscara de palavras em uso, isto é , o Império/CIA/oligarcas locais , não confia nessa “rápida mudança” de Bolsonaro , caberia colocá-lo no seu devido lugar, realçando tudo de negativo sobre ele e os militares em geral, não importa se fatos ocorridos há décadas .

O Império não tem aliados permanentes , nem amigos, só interesses – e a mentira e o descumprimento de acordos são parte básica de sua política . Kadafi, Sadam, Bin Laden, os generais argentinos ( no caso das Malvinas) aprenderam isso. Os brasileiros deveriam terem aprendido – também.

Afinal , a política clássica americana imperialista , com pretensões de mando na América e no mundo, já foi exposta desde um Eduardo Prado (“A ilusão americana “) a um Moniz Bandeira (“As relações perigosas Brasil-EUA…”), entre outros livros.

E até estrangeiros como Noam Chomsky expuseram isso e quanto ao Brasil (coletânea, “Para entender o poder”…), além deste site e milhares ou milhões de outros (cf.arts,, neste blog). A ignorância não pode ser desculpa dos dirigentes  políticos brasileiros .

            Mas, a questão não seriam tais características do referido candidato militar à presidência. O caso seria ele, anteriormente, já ter tomado posições nacionalistas ? Ou seja, ser inconfiável para o Império, mesmo ultimamente declarando-se neoliberal ? Afinal, ao menos os militares brasileiros podem ter aprendido com os americanos a mentir descaradamente na política, o que aqueles fizeram inúmeras vezes com os brasileiros e outros aliados. (Cf. Moniz Bandeira e  Eduardo Prado, acima, ib. ).

          Provável. Há pouco, a  mídia/Império defendiam a anistia atual (lei de 1979, em vigor)  e a interpretação jurídica do STF que  protegia militares torturadores e autores de crimes hediondos. Sendo assim, não poderia jamais o Império  fazer tal denúncia provocadora, que incita em posição contrária, aliás reivindicada pela autêntica esquerda, mas depois abandonada até pelos “esquerdistas” lulopetistas. Estaria , confiante, apenas estimulando a dissensão entre brasileiros ?

        Provocando ? Sim, sem dúvida. A questão é saber que armadilha seria esta , entre tantas outras que o Império tem deixado para o povo brasileiro .(Aliás, tática militar de preparar o cenário de “pós-guerra”, o que fizeram Geisel/Golbery ao enveredarem pela “democracia relativa”  por eles acalentada e planejada , com cuidado e antecedência( 10 anos )  .(O Gal. Beaufre , como Clausewitz, bem explica tal em “A estratégia da ação “).

             Agora , voltam o Império/big mídia  a agitarem tal tema, antes patrimônio da verdadeira esquerda , não da “esquerda” , e justo por isso “fora de moda atualmente “.

A direita imperialista estaria tentando tomar tal bandeira ou teria se tornado civilizada ?

               Ora, ora, a mídia local está ligada ao Império , defensora dele …que acaba de bombardear a Síria e apóia Israel no massacre realizado,  há dias,  na Palestina. Nenhuma mudança civilizatória, muito ao contrário, Trump  à frente . Nenhuma misericórdia , vide o sofrimento a que estão sendo reduzidos os palestinos.

           Agora, Brasil ,  levantam os aliados do Império,   acima analisado , justo o oposto de sua anterior posição  – provocam e estimulam a quebra do entendimento anterior sobre  anistia, desaparecidos , etc. – o que já vem acontecendo . (Depoimentos de “ex-presidentes de comissões da verdade” , e outros ,  já pululam na mídia, aparentemente incentivados por ela – o que significa Império escondido atrás dela ).

O que pretendem ?

     SEIS

             NOTÍCIA “REQUENTADA” ?

 

           Uma notícia “requentada”, pois, superdivulgada e promovida , velha, divulgada 15 anos antes  por Gaspari, em livro , “A ditadura derrotada”, 2003  : cúpula militar , Geisel inclusive, sabia, admitiu , ordenou , desde o Planalto, morte de opositores , guerrilheiros, nas cidades e no Araguaia.

          Sabendo-se a existência de várias correntes militares políticas, e existindo a dos  simpatizantes atuais de Geisel  – tidos como nacionalistas – o objetivo seria atingi-los  , colocando os militares no seu “devido lugar”, isto é, nos quartéis, segundo posição clássica hoje  do Império/Mídia/CIA ?  

         Possível , pois , agora, (maio/2018) , dá-se grande publicidade, via suspeitas CIA e Mídia , de notícia  conhecida desde 2003 , ao menos . E divulgada no momento em que os militares buscam participar mais ativamente da vida nacional, apresentando candidatos, dando opiniões (várias delas  justas e pouco divulgadas, caso das sobre a Amazônia, pelo Gal.Vilas Boas, na Rede Globo  ).

          Isto  , após décadas , com eles  , militares,  seguindo as instruções do Império/CIA/MÍDIA , e em especial desde 1964 . Ficaram , comportados , nos últimos anos ,“isolados”(ou sob apenas propaganda/influência do Império ?)  nos quartéis. E justamente agora, quando se movem, política e pacificamente, aparecem essas “requentadas” notícias “via Mídia/CIA, o que quer dizer, Império por trás.

    SETE

        OBJETIVOS

           Objetivo evidente do Império/EUA/CIA– querem que as Forças Armadas sirvam apenas, e na reserva , e se preciso, de Polícia da sociedade( no caso de  fracasso das polícias comuns e das PM, o que vem ocorrendo. O que já havia gerado atritos anteriores de militares brasileiros  ,com EUA/CIA ( Moniz Bandeira, ib. ) .

 OITO

       CINISMO ABSOLUTO 

 

              Foi a CIA(EUA/IMPÉRIO DO TERROR)  quem promoveu a primeira corrupção em alta escala na política brasileira, inclusive de militares . Isto , para executar o golpe liderado, localmente,  pelos  militares brasileiros , ligados à  CIA , em 1964 e anos seguintes, via instituições militares, a partir da ação dos serviços secretos/ESG  (fundados/organizados pelos próprios EUA/CIA) .( Não um simples “golpe”, mas vários, e ao fundo, em essência , uma contrarevolução antidemocrática e antinacional  vitoriosa ) .

( Entre inúmeras outras fontes , Dreifuss, R.A , que fornece nomes e datas , ob.cit.)  . Corrupção de militares – via IBAD, IPES, outras entidades , bolsas de estudo americanas  para no exterior,  em academias militares  (Panamá e outros lugares )

    Resultado de imagem para Figueiredo, Isso exato como fez o Império  com Golbery , general, e todos os  generais e fundadores do  serviço secreto militar brasileiro (militares locais)( Figueiredo, L. , ib. )  , assim como com toda a vanguarda sindicalista da época –  mais de 30 mil cursando escolas americanas em São Paulo , para sindicalistas (IADESIL , AFL-CIO, com ligações comprovadas com a CIA, Federação de trabalhadores norte-americana) .

Os mais destacados com bolsas de estudo para sindicalistas, nos  EUA e  Japão, cursos em que Lula foi , sem dúvida, o mais ilustre aluno brasileiro , com formação no exterior , e  chegando depois a líder do PT , Presidente da República e , hoje, líder da “Oposição”(?!). (Cf. Larissa Correia, “Disseram que voltei americanizado ”, tese ).

 

  NOVE

 

    ACUAR OS MILITARES(2018)?

 

          Parece tentar intimidar-se  os mesmos militares ,  que a mídia incentivou em 1964,  à participação política (e  que buscam hoje voltar a participar da vida nacional, uma tradição deles j, aliás, até 1964 –  o famoso “militar cidadão”) . De fato, estão até cumprindo o dever deles, constitucional , face à  crise nacional (o art. 142 da CF permite muitas interpretações . Cf. arts. deste blog sobre militares e política nacional) . Acusados. Isto exato no momento em que buscam diálogo com a sociedade.

              Império. Medo dos  militares, por quê  e  de quê ?

          De ganharem eles consciência política sobre os fundamentos dos problemas econômico-sociais brasileiros, desde décadas, aparecendo por aqui algum Coronel  Chaves(Venezuela)  ou Alvarado(décadas atrás , Peru)   ou outro nacionalista de tal teor ?

           Medo deles ,militares , comprovarem que o maior  inimigo brasileiro, “amigo da onça” dizia-se no passado , sempre foi a política imperialista americana , que imped/e/iu nosso desenvolvimento ?  (In Noam Chomsky , ib. ;  Conselho Nacional de Segurança dos EUA , que o admite) .

         Ou que os militares brasileiros percebam  que o Brasil /Província(Ianni ) ou o Protetorado Americano (Mangabeira Unger) , em consolidação, se afirmado, em definitivo ,  significará antes de tudo o fim deles próprios , forças militares ?

          E mais – que eles,  nesse caso,  seriam/ão  taxados de  traidores quanto a seus juramentos e atribuições , até constitucionais, por terem deixado  seu povo, os brasileiros, que sempre os sustentaram, chegarem ao ponto a que se está chegando ?

              Ou melhor, ao possível fim da nação brasileira, de seu estado até formal,  talvez aquela só preservada desfalcada de grandes territórios , sem soberania ou independência ?

             Os militares, nessa hipótese,  seriam os principais responsáveis por isso, não só pela intervenção em 1964 como pela posterior omissão nas difíceis situações pós-2012 , em especial.

Resultado de imagem para ACUAR OS MILITARES

        

É fato que os brasileiros precisam de forças militares para constituírem-se como uma nação soberana e independente, que hoje parece já não existir ;  mas também é fato que se essas forças não cumprirem com suas funções constitucionais e profissionais  liquidarão a Nação, o povo brasileiro, infringindo-lhe  mais sacrifícios e genocídios – e decretando seu próprio fim , numa situação  de traidoras de seu próprio povo.

             As forças militares , afinal, são profissionais, pagas e , em nome do povo brasileiro, estando designadas para sua principal função e missão especial – protegê-lo, preservar a Nação como soberana e independente,seu  território, a liberdade, direito de ir e vir , de cada um .

             Isto está sendo feito ? Estão cumprindo, com responsabilidade, suas atribuições constitucionais ?

                Fora, isso, tratar-se-ia  de caso de traição nacional,  porque seu João da Venda, Pedro Marceneiro ou Zé das Couves ou Zé Pedreiro não estão nem foram habilitados e treinados e pagos para isso, ou seja ,  defesa da Pátria ,  sua soberania e independência.

    DEZ

        CORAGEM E MEDO ?

 

              Que não  venha , um ou outro, militar ou não , (e há casos de “esquerdistas” atuando com “valentia”, agredindo opositores  ) apresentar-se como “valente” contra um povo simples, na maioria inculto , desarmado , doentio .  

O que se espera é ver tal valentia quanto ao enfrentamento dos  interesses estrangeiros, dominação e exploração de décadas (ou séculos?)  ,  ofensas  perpetradas contra brasileiros , contra o que vem ocorrendo na Amazônia, onde consta haver presença de soldados estrangeiros.

          O objetivo do Império é evidente – dominação mundial e fortalecer-se com a exploração , ao máximo,  dos países mais fracos , (evitando, se possível,  revoltas ou revoluções ) , sob a égide de sua “neocolonização”. De preferência , administrá-los sem uso de violência e mantendo tal dominação de forma oculta , dando” procuração “, segurança e garantias a governos locais (nova característica da atual ação imperial americana ,sem ocupação direta de territórios )( Cf. Ellen Wood , “Império do Capital”).

         De fato. Melhor dominar estados, fracassados (Chomsky,  “Estados Fracassados” ) ou não , pela corrupção e meios psicológicos (Eisenhower, já em 1961) do que pela força das armas – é mais barato ,  causa menos danos à reputação do dominador , traz-lhe menos riscos e maiores benefícios. Isto , trate-se de um Haiti, tendo o Brasil como procurador(o que ocorreu, após anterior invasão americana ) , ou uma Líbia , com gastos e ônus políticos muito maiores, sem lembrar um Iraque ou mesmo o Vitnan .

           Neste segundo caso, teria/teve o Império  muito mais gastos e prejuízos . Haveria que  liquidar resistentes como fez com a Líbia, Iraque, Afeganistão , com mortes e bombas ou , raramente, ser  derrotado como no caso do Vietnan (no Oriente, há uma tradição de guerra muito maior do que na América do Sul, por exemplo , o que torna arriscado  as ameaças e invasões) .

            Tal vale para todos os povos  que resistiram ao saque generalizado de suas riquezas , e que decidiram reagir , caso do Iran, Venezuela ou Coréia do Norte, que resistem ao avanço do Império do Terror.

  [E sobre o uso deste termo, apropriado como se poderá ver, basta consultar , p.e., Moniz Bandeira , em “Formação do Império ,…” ou “A desordem mundial”, mesmo autor , quando se verão as fontes precisas das barbaridades feitas  contra diversos povos do mundo,  mais fracos e sem armas nucleares. O que justifica o uso da referida expressão. Isto para não lembrar o que fizeram , sem necessidade imediata, apenas as de conquistas geopolíticas, no Japão , com Hiroxima e Nagazaki , que jamais fugirão da memória dos povos do mundo ].

              A coragem de um povo não pode ser medida por atritos ridículos entre grupos ideológicos até não muito diferentes, alguns apoiados em evidentes falsidades e mentiras. Sim, no enfrentamento de seus reais problemas, caso da exploração estrangeira, explícita ou oculta.

 

 ONZE

  CRIMES /TERRORISMO   -1964 em diante 

 

         O esclarecimento anterior e análises que se seguem não negam que houve ,  ou concordam , em absoluto, com a violência praticada pelos americanos /CIA, década 70, Brasil, seus aliados locais ,  oligarquias , empresários,  militares,  “ com  procuração” ,  inaugurando  método intervencionista, golpista e terrorista de agir por procuração, como hoje se diz ,  usando-se os militares brasileiros  na ponta do esquema e estes ainda “terceirizando”, por vezes, para policiais.

    Isto aconteceu, inclusive,  quando e durante a  “distensão lenta e gradual”,  da democracia “relativa” golberyana/americana , Constituinte (cf. “Ditadura Militar … ver e Dreifuss, R.A ,“O jogo da direita” ), e   chegando ainda de nossos dias . Trata-se de engano pensar que a Constituinte de 1986 e a Constituição Federal que se seguiu , 1988, foram absolutamente independentes e sem influência dos próceres do antigo regime terrorista, em especial da dupla Golbery/Geisel , que influiu com projetos, propostas ,etc. desde que começou-se a pensar nesta questão.(Cf. arts. neste site e tese de Larissa Correia).

           Diversas análises deste site confirmam nossa posição acima , além da  defesa dos desaparecidos e mortos e reinterpretação da Lei da Anistia de 1979.  Mas, pretendemos esclarecer melhor ainda   e analisar as razões da manipulação recente , descarada , antes exposta , com  ataque aos militares , tantos anos depois , e não pelas esquerdas , mas pelos próprios autores daqueles crimes .

       E isto exato no momento em que militares, em especial do Exército  , contra a vontade do IMPÉRIO/CIA/BIG MÍDIA  (que parecem querem vê-los(a) nos quartéis ou (b)fazendo o papel de feitores ou  policiais , apenas reprimindo “bandidos” ou traficantes . (Ou seja,  agindo na linha de ponta , de alguma forma, de novo ,  contra o povo brasileiro) .Os militares estavam/estão voltando a aparecer na sociedade, de forma transparente , debatendo, atuando, assumindo responsabilidades as mais evidentes , no entendimento popular  . E dando opiniões de forma candente.

Imagem relacionada

                                                  [ Policiais atacam estudantes – décadas 60/70, Brasil]

             Afinal, eles estão buscando, até agora  pacificamente,  participarem e ajudarem no processo político e social  brasileiro, no que tem todo direito como brasileiros e pela crucial posição que ocuparam/am na garantia de uma pátria soberana e independente. Isto está na sua tradição de “soldados cidadãos”(desde a República, em especial) , e  no momento em que a Nação não está indo “para o brejo”, mas literalmente “já está no brejo” – e há um bom tempo. Embora haja propostas de alguns no sentido de intervenção armada com formação de tribunais de exceção, etc. , muitos indignados com o STF e a Justiça Brasileira.

           Não é a tomada constante de empréstimos a juros extorsivos, de agiotas internacionais , e o uso contínuo deles em nossos dias, numa Nação deficitária fiscalmente, que mudará essa situação  nacional que tem gerado a indignação de muitos brasileiros, inclusive militares . Embora tal uso cínico , pelo atual administrador e  por anteriores, de mais empréstimos a juros sem sentido ,  possa enganar a muitos populares , mal informados .

Isto por manter uma aparente paz social , dando a impressão de normalidade à sociedade. As administrações Lula e Dilma fizeram isso em dose muito maior, inclusive às custas do BNDES e Petrobrás , entre outros,  durante muito mais tempo , com os resultados conhecidos.

           Os militares, como instituição ,   parecem buscar  intervir  , hoje , pacificamente, embora com diretrizes com as quais nem sempre  concordamos. Nenhum cidadão honesto pode ter medo de dialogar com eles , com base no passado de suas ações , pois vive-se outro contexto, situação , seres humanos até geracionalmente bastante diferentes   – há argumentos para discordar-se  de ações passadas deles , mas também para discutir-se com seus líderes os melhores rumos para a Nação .

          Eles  têm pleno direito de participar na vida nacional, de quaisquer  diálogos , como o fizeram , intensamente, no passado. Pode-se até anotar que se não fossem algumas frações políticas deles , nacionalistas , embora todos os erros que cometeram, em 1964 e no regime terrorista,  a atual desgraça nacional  talvez tivesse ocorrido anos antes , em 1954  .

Ou talvez antes ainda , quando dos anos que precederam a Segunda Guerra Mundial. (Cf. as imposições do Império,  já em construção,  quanto a Getúlio Vargas , sendo tropas americanas impostas,  sob ameaça,   no Nordeste ). Com o que vemos ,hoje, na sociedade , em especial no que se refere a ações de políticos e do Estado , pode-se prever (até porque essas ações e políticas atingem o bolso deles também) que intervirão socialmente, de uma forma ou outra.

DOZE

DEMOCRACIA NOS EUA ?

 

         E há um fator a ser considerado , hoje, quanto às intervenções do Império . Primeiro, o fato de os EUA enfrentarem crise interna séria, com forte déficit  fiscal ,com uma enorme dívida pública. Segundo , não serem mais a democracia que um dia foram e que está ainda na mente de muitos povos, em especial os ocidentais.

   Resultado de imagem para DEMOCRACIA NOS EUA        Os EUA não são mais aquela democracia percebida e bem retratada por Tocqueville (“A democracia na América”), mas um terrorista complexo industrial-militar já percebido por Eisenhower e outros, que não poderia conjugar uma dupla face – terrorismo externo e democracia interna, o que perceberam vários seus dirigentes , tentando evitá-lo. (Esta face está bem mostrada por Moniz Bandeira , “A Formação …).

         Por isso, no Brasil, o Império e sua Mídia desnudam-se para qualquer observador minimamente atento( e um Ianni e outros já a estudaram bastante bem , Ianni mencionando a metáfora de um novo Príncipe, o “Príncipe Eletrônico”, aquele próprio a nossos dias ) – o Império precisa enganar todo o tempo, mentir, distorcer .

É indefensável , seja na política interna ou externa, sem o uso de tais recursos. Daí a hodiernidade da “razão cínica”.

          Trata-se do cúmulo do cinismo  :  o próprio “Lobo” (mídia, CIA, oligarquias aliadas ) denunciando , hipocritamente,   os crimes que cometeram , que não seriam  seus(“fake news”) , mas atribuindo-os a outros sócios  , e propondo-se a liderar a apuração isenta deles…

         Agem exato como alguns políticos que condenam a mídia , mas  cínicos como ela. Alguns chamam tal de “razão cínica”, Trump abertamente defendendo posições que ele próprio reconhece apoiar-se não no direito , na lógica, mas no poder – e como o tem mais decisivo/letal , pode impô-las. – a narrativa que mais lhe interessa . Bush, antes, já alegou o mesmo , outros tempos.

         No caso, trata-se de comerem/enganarem  , seguidamente, as ovelhinhas/povo brasileiro ,  o que foi visto e comprovado, inúmeras vezes, como se mostrou acima (onde estão, por exemplo,  as notícias sobre a guerra química dos sírios, que justificaria(?!) o posterior terrorismo de Trump ? Sumiu das manchetes.

          →  E as denúncias do Gal. Villas Boas sobre milhares de Ongs estrangeiras ,na Amazônia ?

          →  E a  denúncia de  generais brasileiros  sobre a presença de estrangeiros , nessa área ?

          → E as denúncias sobre a ação americana/CIA liderando o “golpe” inicial de 1964 e outros , no Brasil, agindo via militares brasileiros  ?

          Como vão as investigações “nacionais” a respeito disso tudo  ?  Ou não existem ? Ou ninguém pensa nisso , em curso crimes contra a Nação , de alta traição ? Que se esqueça , não se investigue nada ou, se investigar-se , ignore-se a  transparência , princípio constitucional ? O” poder invisível “, que se esconde , de Bobbio  , sempre evidente – e que é inimigo da democracia.(“O futuro da democracia”).

          Esta situação impõe  atenção, pois o bloco neoliberal mundial (Império do Capital)  não parece em condições de grande investimento ou qualquer auxílio a uma província sem maior importância para ele, hoje, como o Brasil,  sem armamentos de nível tecnológico moderno ou armas nucleares , e com instituições fracassadas, incapazes de manter a paz social e sequer o direito de ir e vir.

Trata-se de situação diferente de uma década 1980, p.e.,  ou outras, anteriores,  em que havia possibilidade de investimentos e auxílio do Império a suas províncias , havia ainda planos, embora tais auxílios já  fossem sempre mínimos.

           As atitudes de Trump, que não é um psicopata como assegura um Arnaldo Jabor(CBN, 16-5-2018) , mas alguém escolhido, especificamente,  para as funções e papel que está desempenhando . Assume  atitudes vistas como pessoais , coisas de “temperamento”, mas apenas  para que tal  possa permitir ao Império, amanhã,  atribuir-lhe , a nível pessoal, as violências mais absurdas cometidas , porventura,  no plano mundial(e até quem sabe no plano interno)  , no exercício do cargo de Presidente – guerras , invasões, ameaças, contradições, mentiras , bombas nucleares de poder limitado, etc.

      Representa Trump ,com crueza, o coração dos EUA – o complexo industrial-militar, com suas necessidades de reparar/corrigir  a  contínua decadência nacional e  mundial do Império  Americano,  via guerras , invasões ou ameaças via dissuasão  . É o que vem fazendo , a Mídia do Império dando-lhe apoio e quando condenando atribuindo suas atitudes não aos EUA ou ao Império do Capital que lidera mas a problemas de “temperamento” ou “caráter” do “destemperado” Trump – o que prova quão bom ator é , com sua peruca ululante e /ou apliques capilares  acima de críticas, o que é raro na Mídia e Internet.

         O que significa, como visto no caso da  Síria e outros países , ele ser capaz de tomar, em nome do Império ,  as mais rápidas e violentas atitudes em caso de resistência a qualquer de suas pretensões/necessidades. E acabar tudo ficando por isso mesmo – sem sanções internacionais, ONU omissa, Mídia mudando de assunto.  Mas, o que nos importa – essa situação dos EUA repercute já e pode repercutir muito mais, a qualquer momento, no Brasil desarmado, “pacifista”, falido , devedor contumaz.

 É fato que a fraqueza brasileira, cedendo sempre, não tem criado problemas nesse sentido – mas isso pode mudar, conforme a crise interna nacional prossiga e  chegue a um ponto que implique em forte resistência popular , o que pode levar à resistência aos interesses estrangeiros, a começar pelos do Império, seguindo-se até os da Argentina e países sul-americanos.  O que , num país despreparado militar, política e psicologicamente, para quaisquer crises fora suas já assumidas , pode tornar-se, rápido, em dias ou semanas,  questão de vida ou morte nacional .

       TREZE

POR QUE A MÍDIA PREOCUPADA

COM “FAKE NEWS”?

 Por estarem certas verdades , que se pretende permanecerem  ocultas ,

estarem sendo espalhadas pelas redes sociais e Internet ?

            Porque mesmo a big mídia  invadindo as redes sociais , como faz , intrepidamente e com grande capital ,  ela se veria com  problemas de diversas denúncias inconvenientes e verdadeiras , algumas inclusive contra ela própria ? E sem possibilidades legais de retirá-las de publicação , ou manchetes , como está costumada a fazer ?

         De repente, em toda a mídia, até a nível mundial, e via Papa e suas declarações,  surgem denúncias e providências já tomadas contra as chamadas “FAKE NEWS”. Mas , nem se fala na Mídia , a chamada Big Mídia (grandes redes nacionais e internacionais de comunicação ). 

     Imagem relacionada      A chamada big Mídia propõe-se até a dar aulas a respeito , com programas e sites (dela, Mídia) de “esclarecimento” e “identificação” das “fake news”.

         Tenta essa Mídia,  então, com alguma “grosseira sutileza”, mostrar que as “fake news”(em inglês, traindo a origem , nos EUA/Império), têm origem na …Internet, em blogueiros , estudiosos ou cidadãos brasileiros , no caso, não da Mídia( A chamada big mídia ).

         Desta forma, em essência , vem-se atribuindo,  socialmente, perigosas  notícias falsas à  Internet. Que passa a ser xingada , seus blogs, redes sociais , pelos comentaristas da Mídia. Ora, não seria demais atribuir tal aos que simplesmente  participam de redes sociais , deixando ali  suas análises pessoais , exercendo o famoso direito democrático de opinião ?

           Os reais criadores e inventores de conspirações , na sociedade , uma atividade de estrategistas , a serviço da alta política dominante, em geral, sempre foram ligados ao  Império,  CIA , sendo elementos formados pelas melhores universidades do mundo , bases teóricas dos serviços secretos, intelectuais membros da  CIA (Horowitz , “As universidades e a CIA ; Saunders, F. , “Quem pagou as contas ?”; etc.  ).

           Agora , estariam na Internet !?  Muito menos, incomparável,  visibilidade de publicação, em comparação com a Mídia . Na Internet  , está o povo de classe média inferior , ou de classes mais baixas , por certo jamais  os jornalistas consagrados , mais preparados , mas comprometidos com o Império . Embora a Mídia não permita concorrentes – quer dominar a Internet e censurar análises independentes dela – é o que parece .

            E agora, ao contrário, segundo a big mídia , teria ainda sérias razões –  nas redes sociais   estaria o foco de adeptos das “teorias da conspiração” e outras “barbaridades”.

                 Sim, é verdade que dali surgem dúvidas a respeito da política nacional e internacional – e com motivos ( ou as palavras de um Trump merecem confiança ? As de Clinton ou Bush mereceriam ? E as de Temer, Cunha ou Lula ?   Dúvidas, desconfianças , com razão , sobre fatos históricos diversos ; mas , quem afirmaria   que a história não é feita de conspirações ?

               A big Mídia , apenas , porque não gostaria que elas fossem desvendadas, ou sequer motivo de dúvidas e análises ,   via  modesta Internet , ainda sem freio ou censura  ? Essa Mídia dominadora e hegemônica estaria visando tomá-la , totalmente, com tanques de capital e ainda colocando um freio nas análises independentes ?

                                 CONSPIRAÇÕES e HISTÓRIA

 

            Clapmar, Freund, Maquiavel , Bobbio, entre outros, mostram exato o contrário – uma Historia de conspirações . Muitos nas redes sociais têm razão ao entenderem haver conspirações políticas de diferentes tipos A História Política é feita de conspirações, crimes, assassinatos, guerras . Uma CIA  bem sabe disso (Agee, P. “Diário da CIA ”) , sua própria história o mostra (crimes, mortes , ardis, armadilhas, mentiras, golpes) – ela é uma fabricante de conspirações . (Agee, ib.; Moniz Bandeira e extensa bibliografia) .

            Mas , disso nossa big mídia não saberia  ? Seria ingenuidade  supor isso. Então, trata-se de cinismo mesmo, a já conhecida “razão cínica”.

            Afinal , a big mídia do Império/CIA/ oligarquia é  sábia , tem importantes universidades dos EUA por trás , a CIA financia diversos intelectuais (Cf. Saunders, ib. ) – ou não só isso  ? Teria outras razões ? Seria tão conspiradora a big Mídia ( daqui em diante chamada só Mídia )todo o tempo, junto com o Império, CIA, províncias locais, que temeria ver denunciadas algumas de suas conspirações, isto é , daquelas das quais faz parte , cabendo-lhe mentir, encobrir, confundir, disfarçar  ?

          Talvez. Não deve ser  fácil fazer a defesa de bombas nucleares no Japão , destruição da Síria, Iraque, Líbia , Afeganistão, invasão do Vietnan, etc. e mais de 200 invasões dos exércitos do Império em países diversos do mundo, só no século XX,  sem contar golpes quase sem sangue  , contrarevoluções preventivas , apoiadas em corrupção e poucas mortes,  como ocorrido no Brasil.

                                         SOBRE A MÍDIA

           Trata-se de trabalho árduo , complexo,  necessário um complexo de editores , comentaristas, apresentadores, analistas, complexa relação serviços secretos e Mídia para isso – mas ela joga papel central neste quadro, tanto que Ianni usa a metáfora já referida – “Príncipe Eletrônico”, um elogio, tendo-a analisado , em todos esses aspectos, em livros como “A Era da Globalização” e “Enigmas da Modernidade -Mundo”.

           Um Carlos Guilherme da Mota e outros historiadores  vão em sentido contrário à nossa grande mídia, quanto a conspirações  . Caso de Honório Rodrigues ,  havendo até  menções a uma “Contra-História” oficial . Moniz Bandeira fala na necessidade de cotejamentos, decifrar logogrifos, etc. – será que os conspiradores da internet /redes sociais, a seu modo ,  não estariam , de alguma maneira, fazendo ou ao menos tentando fazer  mais ou menos isso ?

    Resultado de imagem para General Costa e Silva        Por exemplo, é o melhor caminho histórico acreditar , desde logo,  na versão oficial que o ex-presidente General  Costa e Silva (que, a certa altura ,  propunha-se atuar  contra o continuado regime ditatorial , promovendo a revogação do AI-5 ) , morreu,  casualmente , pouco antes de revogar o citado ato ?

Mesmo sabendo-se que Costa e Silva contrariava a vontade de correntes militares outras , americanófilas, e muito generais, e inclusive interesses americanos ?

           Costa e Silva , primeiro aluno em diversos cursos, sofreu intensa campanha de difamação via mídia e correntes golberystas/geiselistas pró-Império , adoecendo, morrendo e afinal sendo dado um golpe contra seu vice-presidente Aleixo, um de seus poucos aliados no governo . (Cf. livros de Carlos Chagas ; além do antes citado, “113 dias”,  “Guerra das Estrelas”).

           Acreditar , assim, de pronto , nas notícias da Mídia , e não da internet , sem cotejar, pesquisar , seria  a posição correta de um historiador ? Ou ao menos de um cidadão responsável ? Ou tanto quanto notícias vindas de uma ou outra fonte, em nossos dias, haveria que ter cuidado, duvidar , informar-se ?

Há na Mídia, inclusive dos EUA, jornalistas sérios, que podem sofrer limitações, mas não são estafetas do Império. Isso o reconhece Ianni e tais limitações podem-se ver em livros de quem lidou com a censura e autocensura dessa Mídia. Caso de um Armando Falcão , “Tudo a declarar”, que mostrou , no governo JK, como era influenciada a escolha de entrevistados na Mídia.

Torna-se sectária e absurda a posição de alguns “esquerdistas” que negam-se sequer a ler a Mídia da “direita”, isto é, toda a mais importante . Marx escrevia em jornais de “direita” americana, se havia oportunidade . E esses esquerdistas citados consideram Lula um homem de esquerda, o que contradita toda a práxis deste líder neoliberal e a política de seus governos  -sectarismo sem limites.

                                 CRIMES, MÍDIA, CONSPIRAÇÕES 

 

       Outra situação – transição política , década 80, Tancredo .  No caso da morte de Tancredo, com “diverticulite”, um  servidor pessoal dele morreu , da mesma forma ,  quase ao mesmo tempo dele  – acreditar em morte natural do líder , sem duvidar da história oficial , seria o melhor caminho  ? Ou melhor analisar mais  ?

           Acreditar , sem duvidar, mesmo que se saiba que há mil formas de envenenamento quase imperceptíveis ?E que um CIA , admitidamente, é perito nisso – tentou várias vezes contra Fidel  Castro, sem desmentidos na Mídia. Tancredo morre exato  pouco antes de assumir um poder que , garantira,  seria democrático, o que contrariava muitos interesses e grupos políticos e militares  . O substituto Sarney , confirmado pelo gal.Leônidas , era um membro ativo do governo militar e da ditadura , oligarca de quatro costados – foi quem assumiu .

              Aleixo, civil, substituído pela Junta Militar ; Tancredo , por um Sarney. Momentos cruciais, o país numa encruzilhada . O historiador ou até o cidadão comum , no mundo de hoje, deveriam acreditar em tais casuais mortes sem qualquer dúvida, sendo patente a existência de serviços secretos como o  CIA, capazes de uma Operação Condor(matanças planejadas de líderes do Cone Sul, década 80) ? E de serviços secretos como os brasileiros de então , capazes de esquartejar, estuprar , matar, empalar , como provado também já está ? (Livros diversos, entre eles “A casa da vovó”, de Marcelo Godoy) .

           E quanto à  morte de João Goulart, que o próprio filho entende como criminosa, e em época que o CIA promovia matança de líderes via “Operação Condor “? Deve ser vista , sem nenhuma dúvida ?  (“Eu e Jango “ , J.V. Goulart ; atentados no Cone Sul – Operação Condor,  “Os dias do Condor” ).

             E na morte de Juscelino, recheada de dúvidas, com afirmações peremptórias que tratou-se de  acidente provocado e não casual  (até intelectuais do porte de C.Heitor Cony duvidaram ter essa morte sido um acidente ) –  caberia acreditar, sem duvidar ?

           Acreditar na versão sempre oficial –  seria  essa a missão de historiadores – ou , sim, a de agentes da CIA  e outros serviços secretos, em público, eles  envolvidos em conspirações ? A missão dos historiadores seria oposta – duvidar , sempre, cotejar e pesquisar o máximo possível.

          As historias dos serviços secretos  o provam –  e hoje até o cinema americano é usado para contar fatos políticos ocorridos e ainda como recurso/tentativa de legitimar crimes , mortes, atentados à soberania de diversos países  .

       MAIS MANIPULAÇÕES

           Ao mesmo tempo que os coloca em manchetes ,  a big mídia pode logo retirar, da primeira página, quando lhe convém e ao Império,  qualquer  notícia  . Poderá voltar ou não tal notícia a ela  se não houver acordo com o atacado ou o atacado não se reajustar ou o objetivo não for alcançado – tal determina sua repercussão e repetição. (Samuel Wainer menciona isso , além de ser um tema de Hélio Fernandes em artigos).

         Mentir e rápido fechar a cortina, mudar de assunto ou tema , o melhor e mais fácil caminho. Embora , por vezes, a Mídia possa usar outros , em assuntos importantes – políticos ou econômicos.  Depende das necessidades do Império e contexto político.

            Como fez a mídia brasileira, há pouco , com diversas notícias sobre  Trump –  este “inventou”mentiras quanto ao ataque à Síria , para tentar justificá-lo (guerra química,etc.)  e quando conveniente, pois tal seria desvendado , a Mídia  sumiu com a repercussão necessária. Como se não tivesse havido qualquer investigação – as grandes agências de notícias internacionais, a maioria ligada ao Império, no ocidente, encarregaram-se disso . O “Príncipe”, que tem lado político, em ação.

                     O fato indiscutível é – já existem recursos para enfrentar  as fake news – a legislação em vigor , em cada país , e a desmoralização dos autores . O resto é censura . Agora , se alguns países têm uma Justiça falha , essa é outra questão.

   QUATORZE

DOCUMENTOS  – VALIDADE E DÚVIDAS

 

          A big mídia noticiou , há pouco,  que o CIA divulgou documentos que mostrariam que , na época da ditadura(década 70)  , Geisel e outros decidiram assassinatos de militantes “os mais perigosos” .

       Voltemos ao tema, agora com outro objetivo – a validade histórica de tais documentos , exibidos por uma agência de serviços secretos, que atua invisível, fora da legislação internacional, e acusada dos mais diversos crimes, falsificações, torturas, etc. – tudo isso fatos provados e admitidos.

             Pior , no caso – uma notícia repetida, requentada, como já explicitado.

         Mas. além disso , cabe indagar – a CIA não permitiria,  para pesquisas , apenas aquilo que lhe conviria  ou ao menos que não a prejudicaria  ? Ela até não arquivaria apenas o que não prejudicaria  o Império,  que tão bem defende , seus agentes e interesses ?

         Evidente que sim .  Arquivos americanos divulgados contém  informações , mas que não podem ser aceitas , desde logo , como verdadeiras – sem outros cotejamentos, pesquisas , análises . Tal inclui arquivos de presidentes da época da ditadura, Geisel, Golbery e seus assessores.

          Quem deixaria em arquivos sob seu controle,  a serem abertos, consultados um dia por qualquer um , documentos provando claramente – que ela , CIA/Império , teria sido a verdadeira propulsora do golpe inicial de 1964 , no Brasil, e o que se seguiu ? Que teria assassinado Costa e Silva e Tancredo , ex-líderes brasileiros ? Que teria ensinado, levado seu know how  para  agentes policiais brasileiros , que teriam por sua vez liquidado Zuzu Angel e JK, por meio de falsos acidentes de automóveis ?

             Ninguém  . Nunca vimos um caso desses. Então , há que  diminuir o entusiasmo com a abertura promovida e festiva de tantos arquivos do Império, e os de Geisel, Golbery e lá mais quem seja – pois nem a CIA se autoincriminaria nem os citados. Ao contrário, deixariam em seus arquivos, numa decisão pensada , apenas meios de melhorar suas imagens ou buscar dar retoques em  imagem já deixada antes  , a que almejavam quando em vida  .

          Esses homens e até instituições tipo CIA  deixam na sua “memória” e versão para o futuro, a que lhes interessa ou a que interessa a quem servem e os financia  .Tal vale para  Golbery ou Kennedy .  Portanto, pesquisas em arquivos , lá quais sejam,  têm que serem vistas com  muitas restrições.

 QUINZE

   REDES SOCIAIS, BLOGS , MÍDIA

 

      A  Mídia brasileira, como a americana, fora exceções,  não merece , por seu passado e presente, qualquer credibilidade , estando de longa data comprometida com interesses estrangeiros, via seus proprietários ,  em especial os do IMPÉRIO DO CAPITAL (EUA/CIA) , usando-se a expressão de E.Wood .

(Exemplos em   – Samuel Wainer , “Minha razão de viver”, já citado ;  Saunders, F. ,”Quem pagou a conta ?”;  ; Armando Falcão, “Tudo a declarar ” ; Genival Rabelo,  Sodré ,  entre muitos outros , jornalistas e escritores sérios , alguns perseguidos , e de outro lado insuspeitos homens da direita, ligados ao Capital, que não teriam razões para inventar os fatos narrados – manipulações, conluios, comentários assinados pagos ; etc.(Adiante , estão programados artigos detalhados com dados, estatísticas, nomes de agências de propaganda, etc. sobre o tema Mídia, que  já foi motivo de inúmeros livros e artigos ).
         A origem das mais sérias fake news , notícias falsas, está justamente nessa grande Mídia pretensiosa (os casos acima servem de exemplo) . Ela tenta acabar com qualquer credibilidade vinda da internet , apesar desta já tomada pela citada Mídia , que usa um dos meios que controla , tv por exemplo, para propagar suas matérias em outro meio , caso do face book .
                Querem o monopólio, de preferência, ou o controle, ao menos,  articulado , com outras redes de Mídia,  suas parceiras –  todas em conjunto combinadas entre si. E unidas no ataque do que restar  de independência no inimigo (?!) comum , mas nem tanto , atualmente, da Internet – “conspiradores , irresponsáveis, gente de baixo nível, que não sabe escrever, não segue as regras do jornalismo”, etc.

          A  Internet e seus internautas e blogueiros, em que pese erros e exageros de alguns – e também má-fé, estão ainda longe do ponto a que chegou a Mídia oficial. Aqueles ,  ao levantarem hipóteses de conspirações (caso das mortes dos Kennedys , de Luther King , Tancredo Neves e Costa e Silva , p.e.,)  estão é tentando entender , a seu modo , a nossa História  – aquilo em que ela e a Mídia sua parceira omitem, não querem investigar , confundem , retiram de foco , não tem explicações razoáveis e convincentes a apresentar.

         E mais – na Internet  está sendo construída , “a trancos e barrancos “, como o Brasil, lembrando Darcy Ribeiro , uma história do povo  , e fazendo-se talvez  um favor à História do Brasil, Historiografia, historiadores acadêmicos , jornalistas da Midia ,  inclusive,  e ao povo brasileiro – uma provocação salutar , uma contribuição popular valiosa, de base, independente, não acadêmica .

CONHECIMENTO, TEMPO, RECURSOS, INDEPENDÊNCIA, CORAGEM –

                                        E VISÃO INTERDISCIPLINAR

Isto  desde que a História, em especial a  política, é feita , sim ,  de forma oculta e, por vezes ,  de CONSPIRAÇÕES, o que a Contra-História oficial, prevalecente , dos vencedores, pode e costuma  ocultar . (Freund, J, “O que é a política?”; Honório Rodrigues , C.G. da Mota , Maquiavel, etc.).
         Além disso, para contá-la é preciso coragem e independência , o que acadêmicos dependentes do salário de governos, nas universidades, ou bolsas de fundações estrangeiras , além de jornalistas que trabalham para órgãos de Mídia financiados pelo grande capital – por certo não possuem , ao menos na dose necessária para tratar de temas políticos ou econômicos cruciais para o país.

Imagem relacionada           Por isso, a importância da internet  é negada , muitas vezes,  pela big mídia que expressa , no fundo , a posição dos “vencedores”, no “poder”, no caso brasileiro atual , a  do Império(EUA/CIA) e de seus aliados locais, oligarcas elitistas, responsáveis justo pela desgraça dos brasileiros . Difícil a posição dos comentarista brasileiros submetidos a tal situação.

    Se os independentes do mundo acadêmico (jornalistas, escritores, etc.) podem, por vezes,( porque nem sempre) ,  não terem os recursos teóricos daqueles acadêmicos , têm uma independência ( de bolsas, financiamentos,etc.) que aqueles não têm. E sem a qual não se pode construir uma mais veraz história de um país, ainda mais de um sob domínio estrangeiro . (Cf. o próprio Gaspari, jornalista e escritor e historiador bem sucedido , mas que ainda assim  usa tais “bolsas de estudo “,  no exterior).
     [ Neste momento, e há pouco , retirou-se das manchetes  a discussão do  ataque  dos EUA( mil vezes mais forte em armamentos ) à Síria, sem nenhuma razão, fora seus objetivos econômicos (petróleo e outros) e de domínio mundial(Cf. Moniz Bandeira , “Formação …ib. ) . Retirou-se das manchetes tal tema , provável, porque logo se comprovaria a provocação dos EUA e a mentira ululante de Trump, inventando anterior ataque químico da Síria .
     Do mesmo modo , foram retiradas das manchetes principais as declarações as mais importantes constantes do livro de ex-diretor da CIA , recente, sobre Trump , que o desmoralizam , sob todos os ângulos .Em outras palavras, essa Mídia  , que serve ao Império , ao fundo , critica Trump , mas na forma ,  enquanto o protege  na essência  . Um jogo esperto que permite que ela fale em “liberdade de imprensa”, democracia, etc. o que cada vez está ficando mais longe do cidadão norte-americano. Nem falemos em Brasil] .
       Outro exemplo foi o caso interessante e recente da nova divulgação dos crimes (realmente) cometidos por uma parte militares na década 70 ,  de fato condenáveis , já referidos. Mas , todos já velhos conhecidos , desde mais de 15 anos, pela opinião pública , e agora apresentados como notícias novas(primeiras manchetes da Rede Globo , em especial)  na medida exata em que os militares vêm hoje intervindo na sociedade brasileira, apresentando-se como candidatos (alguns com boa possibilidade de vitória em eleições  para deputados,etc.) .

         MILITARES INDIGNADOS COMO MUITOS CIVIS 

           Inúmeros vídeos , na Internet, provam isso. Ora,  o IMPÉRIO(EUA)  há muito vem pregando  que “lugar de militar é no quartel” . Fora os dos EUA , é claro . Seguem a regra da “cartilha”, sem erro. Mídia entrosada com o Império, seus interesses , nada havendo de pensamento independente ou sequer a ideologia de donos de jornais ou muito menos de  jornalistas empregados.

         Ou seja, tal  pregação  só feita  bem  depois de ter sido enganado o povo brasileiro , arrastado para o fatídico golpe inicial /contrarevolução de 1964  ; o Império/CIA liderando os militares brasileiros, escondido , mascarado , numa contra-revolução , e financiando o processo ,  ostensivamente (o que provado está pela História) .       

      Hoje, todavia, o Império quer os militares  nos quartéis e desmoralizados, daí a renovação requentada dessas denúncias e ele buscar a grande mídia (ligada ao Império/CIA) para repercuti-las ao máximo, uma forma de  acuar os militares, nesse momento,  em que cresciam de prestígio popular, no Brasil.

            Deseja o Império uma força militar brasileira fraca , sem consciência política, sem participação , dependendo de ser  chamada a intervir por dirigentes políticos corruptos, que não têm qualquer interesse nesse chamamento . Uma verdadeira armadilha para os militares, através do conhecido  art. 142,  da C.F. Jamais serão chamados, ainda que esteja  afundando a Nação   caso atual . 

        Os dois exemplos citados e o acima afirmado mostram que a origem principal das fake news, no seu pior resultado, falsificação da História do Brasil e manipulação da História em curso, seguindo uma estratégia e objetivos, vem da big mídia, e não da internet .
           Esta, exato por estar divulgando parcialmente verdades, é foco de grande campanha de desmoralização oriunda na BIG MÍDIA. Observação – BIG MÍDIA = IMPÉRIO = CIA = MANIPULAÇÃO.  E não se subestime esse papel dessa mídia, bastando para isso lembrar a metáfora de Ianni – trata-se do “Príncipe” , agora Eletrônico, de nosso tempo, que seria versão moderna do tradicional Príncipe , de Maquiavel, e do Partido Político que o sucedeu.( “Enigmas da modernidade-mundo ” e “A era da Globalização “). 
            Muitas notícias são divulgadas, com estardalhaço, pela grande mídia, com objetivos psicológicos sobre a população(Cf . Eisenhower , discurso, 1961, in”O governo invisivel”, Wise e outro) , tentando-se manipular , em especial, o medo , importante fator de coação social e dominação  .

            Foi usado pelo regime terrorista e agora estaria sendo usado pelo Império , mais uma vez, para intimidar a sociedade, trazer-lhe medo da eleição de algum militar, ou da intervenção deles , inclusive  da candidatura do capitão Bolsonaro à presidência do Brasil.

            Tais recursos de desinformação, contrainformação e influência psicológica sobre povos diversos têm sido usados , maciçamente ,desde a década 1960 , pelos EUA , com amplo êxito, estratégia  aperfeiçoada após a derrota na guerra do Vietnan.
            A tal ponto que tais manipulações foram repelidas em constituições democráticas (caso da portuguesa atual) com a colocação normativa do chamado “direito de antena”, que proíbe a retirada de notícias após divulgadas e com repercussão apreciável  .  (Os constituintes brasileiros, embora digam apoiarem-se na Constituição Portuguesa e suas normas, ignoraram estas quanto ao “direito de antena” , o que é significativo.(Napoleão, Paulo , “Autoritarismo e Impunidade “) .

               Neste momento, mais uma vez , o povo brasileiro vem sendo submetido a uma “luta ideológica”

, via recursos de psicologia social sofisticados , de forma a através deles serem influenciados os rumos da sociedade brasileira.

              Face à internet e  grande desagregação social , há certo descontrole da situação política e quanto à previsão mais exata dos resultados da próxima campanha presidencial. Daí a preocupação com as fake news (o que ocorre não só no Brasil) , que muitas vezes ferem também os interesses do Império , por virem de outras fontes, com menor controle por ele que a Mídia  .

               O  Império teme  os militares brasileiros, cidadãos armados , instituição mais organizada que outras – que pode dificultar-lhe bastante seus interesses no Brasil. Afinal, os militares têm como função profissional a defesa da Pátria, da Nação, do povo brasileiro.

            São nacionalistas , intrinsecamente – o que vai contra a entrega de bens nacionais e de mercados consumidores ao Império e seus aliados estrangeiros.Há uma contradição entre o Império e a Nação , que persiste através dos séculos, e no coração da Nação estão os militares , Exército à frente. Ela é antagônica e o crescimento de um significa o fim do outro por aqui. O Império teme novos heróis militares , tipo Coronel Chaves, na Venezuela .

                    Esta semana foram distribuídos, pela Internet , vídeos de militares, autoidentificados (não se sabe se depois punidos ou não , ou se autênticos ; parecia que sim ) , que clamavam por divulgação, e que criticavam,  e com bons argumentos , o STF e o Executivo,  tidos como corruptos .

 Há uma indignação geral , com consequências possíveis, que alcança o meio militar , e  que justifica tanta preocupação com fake news por parte do Império e seus representantes  locais, caso da Mídia.Os militares ameaçam agirem  caso as leis não sejam  cumpridas quanto à prisão de meliantes políticos.

Mas, atenção .Não há como esquecer que toda a comunicação brasileira, vergonhosamente, inclusive GPS de militares , comunicação militar, além da Internet, passa e depende dos  EUA(Mangabeira Unger e outros, uma das razões  deste professor considerar o Brasil um Protetorado Americano  ) . Está a comunicação brasileira , pois, sob controle – estrangeiro. O ponto a que chegamos. Pode-se imaginar o significado disso em caso de uma dissensão interna de maiores proporções.

              De resto, destaca-se mais e mais, como visto ,  a importância da Mídia , capaz de influir direto na política nacional , seu controle local, em suma , do Príncipe Eletrônico de Ianni, que hoje  afeta , com profundidade , a vida dos povos de toda parte –  e que tem ,nos bastidores,  estrategistas da maior competência.

                 É fenômeno a ser mais estudado , e levado, prioritariamente,  em consideração. 

___________________________________________________________________

 (Original não revisado , o que não impede entendimento).               

 

 

Related Posts

Share This

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *