Agonia da Nova República -Ascensão de Neofascismo ?

maio 1, 2022 by

Agonia da Nova República -Ascensão de Neofascismo ?

Brasileiros assistirão inertes a ascensão de um “Hitler”?

Mauro M Burlamaqui

(Editorial base do CAMINHANDO JORNAL TV Nº 95)

O Brasil derretendo, qual sorvete,  na cultura, educação, finanças, política, instituições . Estado de exceção vacilante ,  inicial  implícito, depois explícito, e agora descarado e provocador.             

  Ponto de partida dessa maior crise – o golpe de 1964, Goulart , presidente eleito e respeitado,   derrubado. Hoje, após , décadas , anos de prisões, torturas, desaparecimentos forçados, esquartejamentos, eleições  fraudadas , mortes, mentiras , uma democracia falseada apoiada em conciliações espúrias , anistia desigual , sistema eleitoral distorcido , muitos militares e policiais  deslocados de suas funções.

         O Executivo brasileiro , defensor de torturas e da destruição nacional, meio ambiente, privatização da Petrobras e Eletrobras, patrimônios nacionais estimados ,   marionete de interesses estrangeiros , a gritar por falso nacionalismo, apoiado por oportunistas, ideologia extremista trazida dos EUA , e muitos analfabetos também funcionais . Todos , por certo , sugestionados mais por auxílios financeiros estatais, oferecidos por presidente candidato , do que por informação ou reflexão .

Mais e mais, o  fracasso do capital-imperialista americano  comprovado por décadas de poder, e provas de torturas, guerras, miséria, fome, milhões de mortes.

 https://caminhandojornal.com/agonia-da-nova-republica-ascensão-de-neofascismo/

         Ao lado dessas defesas e ataques  conscientes e  fundamentados , CJTV e caminhandojornal.com também defenderam sempre respeito aos animais , a literatura brasileira, a denúncia implacável de mentirosos e covardes torturadores .

CJTV ,  ainda , tem pregado a importância da saúde, exercícios físicos, compreendermos a importância da política , capaz de salvar milhões de pessoas, inclusive crianças, se não deslocada para a guerra , bilionários corruptos , crimes .

         Neste número, todas essas seções , avançando , aos poucos, não só nas análises como em questões educacionais e culturais.

A situação do Brasil, 2022, é  mais tensa e grave que em 1964, considerando forças democráticas e estrangeiras em disputa . O golpe de 1964, origem americana ,  enfrentou um presidente popular e democrático, em que pese manifestações financiadas pela CIA e outros.

       Hoje , e aí há diferença , já  um neofascista no Executivo, ligado à maioria corrupta do Congresso . Oportunistas ,fisiológicos, com verniz ideológico, inclusive religioso, manipulando valores familiares e cristãos . Mais , nova organização da direita tradicional, numa Nova Direita , treinada, financiada , organizada aqui , com  apoio financeiro.

Situação complexa , que se mostra como  caminho mais favorável ao neofascismo do que o que vimos, no Brasil ,1964 . Interessante, tal  vale também para  o Chile ,1973, com Allende, ou a Indonésia , 1965, com Sukarno . E até para a Alemanha,  República de Weimar, com Hitler. Todos presidentes eleitos, com os neofascistas  fora do poder máximo.

      Ora, semelhanças , com vantagens para Bolsonaro , Executivo, manobrando , de dentro do Estado , com até “bolsas família”, auxílio Brasil, etc.

O estado de exceção foi a sala de visitas do nazismo na Alemanha(Agamben) . Está descarado , explícito e provocador, no Brasil.

     Na Alemanha, pulou-se daí ao nazismo , com milhões de mortos,  a começar por judeus e comunistas . Financiadores? BMW, VW, IBM, etc.

       No Brasil, centenas, torturados, esquartejados, desaparecidos, mortos. No Chile, mais de 40 mil . Na Indonésia, chega-se a 1 milhão e quinhentos mil. Nesses países, como hoje no Brasil , oposições legais, com  carteirinha partidária e tudo mais .O que facilitou os sequestros e assassinatos .  

As eleições aproximam-se . Se Bolso ganha, legitima-se . Se perde , há a desculpa de urnas fraudadas e outras .

Tanto o historiador M.A.Villa, como o professor Safatle e mesmo o insuspeito Merval Pereira, presidente da ABL, notam o Brasil no caminho direto para o golpe de estado – e sangrento.

         O debate recente entre presidenciáveis de esquerda , PSOL, PCB , Unidade Popular e PSTU , mostrou que não há imediatas alternativas à esquerda . E exibiu diferenças.

        ‘Democracia ocidental’,  manca , oligarquia real,  no Brasil, seria  a alternativa viável por que se teria que lutar, curto prazo ,  em que pese defeitos e o fato da ideologia que a sustenta não ter  mínima seriedade , sequer viabilidade .

O que se buscaria – governo do povo , pelo povo, para o povo. Inviável,  por ora, mas diretriz e caminho.

         Mas, se sabemos tal , a questão passa a ser outra – como avançar, diante dessa situação ?

Dialogar , militares inclusive,  debater , ser o país da discussão nacional, ensinar, alfabetizar ,  organizar pela base, desde associação de moradores, de bairros, favelas, fábricas, ruas , partidos, movimentos . Só com participação popular ampla, e organizada, se mudará a situação, que pode tornar-se violenta e sangrenta,  a qualquer momento .

          ______________________________________

(*) Original não revisado , o que não impede entendimento. Base do editorial de CJTV 95.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.