Militarismo , Imperialismo, “Centrão”- para onde vamos ?

ago 2, 2021 by

Militarismo , Imperialismo, “Centrão”- para onde vamos ?

PODRES  PODERES

[Editorial de Caminhando Jornal TV nº76]

  Hiran  Roedel

O Centrão assume cargos políticos estratégicos no governo federal. Para justificar, e sem nenhum pudor, Bolsonaro declara que essa é a sua origem política.
Denúncias de esquema de corrupção vêm à tona rompendo os limites civis e envolvendo elementos das Forças Armadas. Seus comandantes máximos respondem com ameaças de golpe. Ávidos por poder e sustentados em interesses corporativos, se identificam com o Centrão e fazem desintegrar, junto à população, a imagem das Forças como defensoras dos interesses nacionais.

Desemprego em alta, a miséria em escalada, mais de meio milhão de vítimas do Covid-19 e a economia em frangalhos. Apesar desse quadro, os ricos brasileiros continuam sendo os grandes beneficiados, tendo suas fortunas multiplicadas em muitas vezes. Esse se configura no novo normal no país. Será?

Militarismo , Imperialismo, "Centrão"- para onde vamos ?Como resposta, ampliam-se as manifestações exigindo o impedimento do presidente e de seu vice, mas o Centrão, que controla a Câmara dos Deputados, faz ouvido de mercador e aproveita para avançar ainda mais na espoliação da máquina pública. Como consequência, novas forças políticas, outrora apoiadoras da política econômica de Bolsonaro e Paulo Guedes, se juntam às críticas ao governo que repercute na queda da popularidade do presidente.

Nesse enredo de filme de terror de 5ª categoria, os trabalhadores e a classe popular têm sido arrastados para o precipício. E, parodiando Caetano Veloso, podemos dizer que enquanto o governo federal e o Centrão “Exercem seus podres poderes / Morrer e matar de fome / De raiva e de sede / São tantas vezes / Gestos naturais”.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.