Hitler / Trump / Bolsonaro: Em Nome de Deus ?

jan 1, 2019 by

Hitler / Trump / Bolsonaro: Em Nome de Deus ?

 Hitler / Trump / Bolsonaro :Em Nome de Deus ?

(artigo integral, base do editorial resumido nº 30 , de Caminhando Jornal TV)

                                             1

                        (A crise do Império Americano)

                      

                O Império Americano , para alguns o Império do Capital, para outros o Império do Mal, vem em crise estrutural de longa data, isso repercutindo em todo  o mundo e, em especial , em seus satélites, como -Brasil/2019/Bolsonaro .

(Atenção – notas diversas ao  final, em Referências,ao final. Não distribuídas porque nem usadas no editorial de Cami Jornal 29 , nem para os objetivos deste artigo, mais jornalístico. Podem servir a quem queira pesquisar mais detalhes).

               Estaríamos assistindo uma “sociedade do capital fortemente destrutiva …geradora do descartável e do supérfluo…”(Ricardo Antunes, “A desertificação do neoliberalismo”) . Cerca  de 200 milhões de desempregados,  ainda em 2003, segundo a OIT . Sociedade destrutiva em que também o meio ambiente e natureza são atingidos,a Amazônia sendo exemplo.Moniz Bandeira é incisivo , desmentindo a balela de defesa dos direitos humanos :

 

Que democracia? Onde quer que os Estados Unidos intervieram …a democracia constituiu-se em bombardeios, destruição, terror, massacres, caos e catástrofes humanitárias.Esta é a realidade dos fatos.”

                                                                              (“A desordem mundial”).

                                           2

(Táticas do Império para fugir da derrota anunciada – guerra e luta ideológica ).

 

Hitler / Trump / Bolsonaro :Em Nome de Deus ?                As táticas para fugir a essa situação, já desmoralizado o “fim da História”, de Fukayama ,  inventado para melhor confundir e enganar os povos do mundo , consistem : (1) na guerra, com ou sem razão, caso do Iraque, de forma até ilegal, para defender seus imediatos interesses , no caso os de petróleo e outros  ; e (2) na luta ideológica, com a  falsificação da História, bolsas de pesquisa,  propaganda,  novas táticas espertas , caso das famosas guerras híbridas, uma das últimas, aliás,  mal sucedida, contra a Venezuela; ações clandestinas via corrupção e serviços secretos , caso do Brasil/1964, IPES e IBAD.(Veja-se o livro “IBAD – Sigla da Corrupção”, de Elói Dutra, por exemplo; ou “1964 – A conquista do Estado, de R.A.Dreifuss);golpes militares ;etc.

                                          3

(O recurso às religiões  , Deus, Cristo, Maomé, lá quem seja, mais  métodos nazistas)

       

             O recurso ao uso político da religião , da palavra de Deus e de Jesus Cristo ,em especial, entre outros,  e às lições de Hitler e do nazismo,além de Stálin, Mao, outros líderes mundiais bem sucedidos e apoiados , popularmente,  vem de antes ou , ao menos ,desde a década de 1930.

           Então ,  EUA em imensa crise econômico-social, com miséria, desemprego , fome. A Irmandade, por exemplo,Fellowship Foundation ,  foi fundada em 1935 , por Abraham Vereide , pastor metodista ,e outros líderes empresariais,   como reação às atividades sindicais de Harry Bridges, que teria organizado a maior greve da história americana , e era considerado por eles como um “agente satânico e soviético”. Criaram “grupos de oração no café da manhã” de empresários e líderes cívicos,  para, declaradamente,  estudarem  a Bíblia e se apoiarem uns nos outros. O objetivo seria levar adiante os pensamentos de Jesus Cristo, “Jesus, mais nada”.   Mas , discretos, acrescentaram certas peculiaridades , de interpretação dos textos da Bíblia e mais  objetivos,  como retirar,  junto aos de Jesus ,   ensinamentos de Hitler e outros  líderes, como Stálin) de forma a colocar os propósitos do grupo como absoluto prioritários. Isto é, além dos interesses por  parentes ou até pela  própria vida – este era, segundo entendiam, tanto o  caso do nazismo/Hitler , como da  pregação de Jesus .Além disso, instituíram, então,  algumas  regras de segredo , “um fundamentalismo de elite”, que fetichiza o poder político e riqueza …” e que se opõe  …a movimentos trabalhistas nos EUA e exterior e ensina”, por exemplo, “ que a política econômica do “laissez-faire” é a “vontade de Deus.”- explica o escritor Jeff Sharlet .

                 Dá a Irmandade ,  ainda,  perdão instantâneo a poderosos que cometeram delitos ou crimes .Dá  valor às “elites”, pois  entende o cristão como “guerreiro e armado”- e que a atenção principal deve ser dada não às ovelhas, mas aos Lobos,os líderes .E por aí vai tal interpretação bíblica dessa crença dita cristã- ela inverte alguns dos entendimentos clássicos do cristianismo . Há, nela ,  alguns “escolhidos” , das elites bem sucedidas , que devem ser aceitos independente de seus erros e defeitos , pois foram escolhidos por Deus, devendo serem seguidos , sem discussão.Se chegaram a líderes ou altos postos de governos de diferentes países seria porque essa a vontade de Deus – logo deveriam serem apoiados.

           Prega tal organização , ainda , e assim, a submissão ao poder, à autoridade , da coletividade aos poderosos , por sinal sempre desculpados por seus erros , quaisquer que sejam , basta dizer que vários conspiradores do Watergate ingressaram na Irmandade-  e foram acolhidos e protegidos por ela. Ela atua por todos os EUA e inúmeros países do mundo, inclusive o Brasil.

                                           4

(O Brasil,  em crise,   importa as soluções da extrema direita dos  EUA- Bolsonaro )

 

            A situação  do Brasil é lamentável- milhões de desempregados ; dívida pública de 6 trilhões; suspeitas quanto a desvios  de verbas orçamentárias ( bilhões de reais);  dívidas não cobradas que chegam a trilhões ; milhares de pessoas morrendo a todo momento pela ação ou omissão do estado destrambelhado, deficitário, sem poder militar de defesa à altura(o que é um perigo para negociação de qualquer questão , a nível internacional – um país fracassado). Tal é resultado da continuada superexploração do país pelo poder financeiro internacional, política distorcida e antinacional , culminando na atual crise econômica – anos dessa situação.

            Um estado de exceção informal , os três poderes tropeçando e vivendo a “democracia” de acordos e conciliações espúrias , o país a trancos e barrancos – só sobrevivendo por recursos sucessivos das “elites dominantes”ao estado de exceção informal e implícito.

         De outro lado, pior ainda , no poder  uma fração política de extrema direita demagógica, populista, intitulada cristã , servil ao Império Americano , este por sua vez em crise, mentindo e enganando seu próprio povo e sobrevivendo à custa de guerras e massacres de civis, com apropriação dos bens e recursos e mercados de outros estados.

         Bolsonaro e outros, aparente vitoriosos,  receberam tais lições, recursos, tecnologia, logística, enfim,  de seus parceiros americanos . E as repetiram e repetem, no Brasil, antes com um Bannon , estrategista indireto, inclusive,  das redes sociais/Internet  daqui, um tempo. E , antes,  do próprio Trump. Este , um dos “escolhidos” por Deus , como reis de outro tempo, notável retrocesso ,  tendo-se ele logo colocado como tal e sido aceito por poderosas  frações político-religiosas , entre elas a citada . As ações dele e seus ministros enquadradas numa ideologia política-religiosa-demagógica antes referida, escondendo-se sob Deus e Cristo.

           Quanto aos atos absurdos, boçais mesmo , ofensivos, mentirosos, de Bolsonaro e outros, sem causar qualquer problema dentro dessa visão político-religiosa – afinal, eles são os “escolhidos”, imperfeitos, mas Deus faria obras perfeitas por meio de gente imperfeita – como um Bolso ou Trump.  Então, nenhum problema.

          Veja-se até onde chegou o Império do Capital na defesa de seus interesses de lucro,  lá e cá .Seja como for, Bolsonaro venceu,  no Brasil , antes Trump , nos EUA, nenhuma casualidade , resultados bem planejados e financiados , ambos  batizando-se , cortejando religiosos , visitando igrejas , a par de fazerem  as ações as mais mirabolantes e vergonhosas, a mentirem todos os dias, a mídia até contando o número de trapalhadas  .Por aqui, entusiasmado,  já temos um Witzel , governador do Rio de Janeiro , seguindo passos e música parecida.

                                            5

 

( Com Deus e Cristo, sem programa certo ,   para melhor enganar – demagogia, estilo Hitler).

 

A manipulação do imaginário social é …importante em momento de mudança política e social, em momentos de redifinição de identidades coletivas”- assinala José Murilo de Carvalho, em “A Formação das Almas”.

 

     Ora, que imaginário social melhor do que Deus, Jesus Cristo , ceia de Natal , líderes de quaisquer religiões ou línguas, como propõem tais grupos religiosos ? Além disso, o compromisso não seria  com igrejas, ou pastores,  mas direto com Deus , o que deixa cada um mais à vontade ainda, livre, sem direção nem compromissos . E , antecipadamente, perdoados por falcatruas e crimes . Que religião melhor do que essa ?

             Senão apoiados em algum espertalhão empresário brilhante, os  estrategistas do Império montaram , como se vê , novos e espertos ardis, atrás dos quais aquele  se esconde ao máximo que pode .  Embora , ainda assim,  com o passar de décadas , e existindo um jornalismo investigativo cada vez com mais recursos e  esperto, como aconteceu no caso, aos poucos mais identificado.

         Hitler/Trump/Bolsonaro : Em Nome de Deus ?    Em  vista  disso ,  partindo para a linha de frente , ofensiva , e  financiando direto seus “guerreiros cristãos”, ou dizendo melhor, formando-os com muitos dólares aplicados diversos  tipos de treinamento e financiando casas de “adaptação”, moradia de jovens em processo de doutrinação, isto tanto lá , EUA , como cá, Brasil.  (Cf. “A Família”, de Jeff Shatlet” e “A Nova Direita”, de Flávio Casimiro).

                 O perigo das táticas acima para os povos em geral, especialmente religiosos , é evidente. São vítimas fáceis. Os benefícios para um Império que ,  na outra mão, ignora  Deus e Cristo , pregações cristãs ,  e usa bombardeios em nome de seus interesses, cinicamente , matando milhões de pessoas, é mais do que evidente. E com todos seus atos já justificados, antecipadamente,   por aquela falsa visão religiosa . Se um líder for responsabilizado e disser  se arrepender – estará  perdoado e ainda será defendido pela Irmandade.

             Antunes lembra que Lukács , década 50, mais de meio século, previu (“Assalto à Razão”) que os EUA poderiam recorrer ao fascismo e ao nazismo para garantirem sua política ultramonopolista”- e que poderia conseguir tal sem “romper formalmente com a democracia”. De outra maneira,  já percebia  o estado de exceção implícito , nos EUA, em que temos insistido , neste site, embora sem o caracterizar assim . Riscos  evidentes, de todos os lados , para os povos de lá e cá e de todo o mundo.

 

                                                 6      

                 ( Um tipo de neonazismo em gestação).                                              

 

          Aquele  apoio renovador religioso e político, apenas Lutero ao fundo, vago , absurdos científicos, mentiras, falsidades, arbitrariedades históricas ,falta de metódica filosofia política – tais características eram as do nazismo e de Hitler , como ensina Enzo Colloti, em “A Alemanha Nazi”.

      Hitler/Trump/Bolsonaro : Em Nome de Deus ?     Eis o ponto de razão cínica a que chega,  e donde retira seus programas , estratégias e táticas , o Império Americano Hoje,  propaga-as para seus satélites, o que atesta  o grau da  crise a que chegou .

            A que ponto pode chegar o Império Americano na defesa de sua pretensão de liderar e ensinar ao mundo – já  o sabemos : aí estão a Coréia, Taiwan, a caótica América do Sul, Vietnan , Síria e centenas de países a demonstrá-lo.  A que ponto chega o Brasil, na sua subserviência, imitando táticas e estratégia de elites estrangeiras dominadoras , estamos vendo. Imita , é verdade, apenas absurdos, jamais qualidades, caso das guerreiras ou inovadoras ou simplificadoras.

          Assim age, é verdade , talvez  indo ao encontro, integrando-se a   raízes poderosas plantadas no passado , nunca total extirpadas, caso da submissão ao colonialismo e escravidão,  por exemplo .

 

           Perigo .Dias sombrios,  e talvez de luta, bem  à vista.(*)(**)

 

 

******************************************************************************************

(*)(Atenção – notas diversas ao  final, em Referências,ao final. Não distribuídas porque nem usadas no editorial de Cami Jornal 29 , nem para os objetivos deste artigo, mais jornalístico. Podem servir a quem queira pesquisar mais detalhes).

 (**)(Original não revisado de artigo integral publicado como editorial de Caminhando Jornal TV 30 , em caminhandojornal.com). 

 

Referências:

 

(1) Voltam-se, os EUA, cinicamente, para valores anteriores à revolução frandesa de 1789, abandonando o estado laico, conquista de séculos, tanto nos EUA com aqui, ouvidos moucos às críticas nesse sentido. Afinal , estão no  poder estatal , político, à frente de estados tão “democráticos” como autoritários, e isto vale tanto para um Bush, que fez o que fez nos EUA, inclusive a guerra ilegal do Iraque, como para um Bolsonaro , que age como um monarca de séculos passados,  sob o olhar baixo e indireto dos líderes do Judiciário e Legislativo –provável terem trocado antes interesses , entre pactos e conciliações.

(2) Isto é , naqueles mesmos que tentaram, há poucos meses , derrubar, no “grito”(político, econômico, social), mais ameaças, sabotagens, bloqueios econômicos os mais vergonhosos ,  o governo Maduro, da Veneuela, anti-americano. Promoveram até  protestos e atentados , com  ameaças constantes -as chamadas “guerras híbridas”, sempre incentivados pelo bumbo constante da orquestra midiática imperial dos EUA, aqui na América Latina e em outra partes do mundo , dia e noite. Novas táticas do Império do Capital, em crise, para afirmar-se num mundo que o nega logicamente , por suas ações e perspectivas futuras irem contra a razão e interesses da humanidade.

(3)RIC. ANTUNES – A LÓGICA DESTRUTIVA na era do extremo irracionalismo .Do livro  “a desertificação do neoiberalismo – a conferir – “Sabemos que estamos presenciando, num plano mais global, a vigência de uma sociedade do capital fortemente destrutiva , involucral, gerador do descarte e do supérfluo, a chamada era do enterteinment, que faz aflorar, com toda evidência,  o sentido de desperdício e de superfluidade que caracteriza a lógica societal contemporânea.

Essa destrutividade expressa- se de várias maneiras : por exemplo quando se descarta , desemprega, precariza e torna supérflua uma parcela enorme da força humana mundial que trabalha , no qual um enorme contingente se encpntra ou realizando trabalhos precários , parciais, ou mesmo desempregada, quase um terço da força de trabalho mundial encontra-se precarizada , da qual uma parcela significativa (a OIT quantifica quase 200 milhões) esta desempregada.///

(4)“Marcas , todas elas, da irrazão instrumental que comanda a lógica do capital em escala mundial, onde os EUA se utilizam dos recursos energéticos mundiais, bem como das matérias-primas existentes no globo , visto que absorvem cerca de 25% dos recursos mundiais  , para benefício de sua população, que representa menos de 5% da população mundial.”////

 “Os EUA vem avançando em direção a um império hegemônico global  (Mészaros), no qual pretende reafirmar de modo inquestionável sua posição dominante no cenário imperialista .////.

(5)“Lukács , no apêndice de Assalto à Razão, afirmou , em meados de 1950 , que os EUA poderiam recorrer ao fascismo e ao nazismo para garantirem sua política ultramonopolista . “///

(6)(…) o monopólio financeiro sobre a imprensa , a rádio, etc. , pois enormes gastos eleitorais , que impedem eficazmente a formação e o funcionamento de verdadeiros partidos democráticos junto aos partidos tradicionais dos monopólios capitalistas , e , finalmente, o emprego de métodos terroristas , (…) tudo contribui para erigir uma máquina bem azeitada e que pode lograr , de fato , sem romper formalmente com a democracia , tudo aquilo a que aspira Hitler. A tudo isso deve acrescentar a base econômica incomparavelmente mais extensa e mais sólida nos EUA .

(7)Lukács, Ib.  “Faz muito tempo que o mundo, fora dos EUA,como também os norte-americanos mais perspicazes e honrados, se vêm dando conta de como essa “liberdade democrática” pode ir se convertendo gradualmente em um sistema de coação , sem necessidade de implantar nenhum tipo de mudanças formais”

(8) Ib.“O que nos leva a sugerir que estamos presenciando a emergência do (novo) fascismo dos EUA, apropriado aos condicionantes econômicos , sociais , políticos, ideológicos e valorativos do século XXI.”

(9) Ib.“Pois o que está hoje em jogo hoje não é o controle de uma região adequada do planeta , não importando o seu tamanho, nem a sua condição desfavorável, por continuar tolerando as ações independentes de alguns adversários , mas o controle de sua totalidade por uma superpotência econômica e militar hegemônica, com todos os meios .”

(10)“Essa Lógica belicista coloca-nos sob a batuta de um império central , imperialista que quer impor sua (des)razão instrumental e delinqüente , obrigando-nos a ter que escolher entre a mcdonaldização do mundo na melhor das  hipóteses, ou a desertificação do planeta .

(11)A DIREITA CRISTÃ – EDEBRANDE CAVALIERI – Revista vitória Mais- AVES“O que queremos, neste artigo   considerar é como  a dimensão religiosa está sendo tomada como ingrediente fundamental para o exercício do poder político. Muitos analistas consideram a questão da crise do Estado de bem-estar social como o fator para o surgimento da nova direita.

(12)Para isso seria preciso erradicar a esquerda presente nas instituições e nos órgãos de poder .Defende que será preciso emponderar homens que sejam capazes de restaurar a Lei e a ordem. E chama esse movimento “NOVA ORDEM MUNDIAL”.

(13)E nesse contexto surge uma organização que defende o máximo de invisibilidade e que será o ponto chave para conectar as lideranças pelo mundo a fora .Trata-se da Família, ou Confraria sob a liderança de Doug Coe . O objetivo dessa organização é a promoção de uma liderança guiada por Deus e organizam um evento que se tornou um momento chave do encontro das lideranças políticas , deputados, senadores, governadores, etc.

(14)Trata-se do National Prayer Breakfast conhecido entre nós como “Café com Oração”. Já são 66 anos que se realiza este evento nacional nos EUA. “Queremos um ritual público que consagre os EUA e a Jesus “. O Presidente Trump falou no último “Café com Oração” sobre o poder da fé e o diálogo com Deus . No Brasil , está sendo planejado , neste momento , pelo  Congresso Nacional brasileiro com o aval do Presidente da República.”…]

(15)Trump então é visto como“um homem de Deus “ e os evangélicos o elegeram chamando-o de “o candidato do caos de Deus . Não importam seus defeitos , sua vida pregressa. Deus se utiliza de mensageiros imperfeitos para fazer seu trabalho perfeito . Deus se preocupa não apenas com os pobres , mas, principalmente, com as elites . Pois  é através delas que Deus salva os pobres” .

(16)O fundamento bíblico interpretado de maneira literal é ROMANOS , 13 , 1- 6  que trata da submissão à autoridade política ,pois ela procede de Deus . A autoridade política é o instrumento de Deus para o bem do povo . O gabinete de governo do Trump é o mais fundamentalista . E assim na Casa Branca estuda-se permanentemente a Bíblia . A missão governamental é a restauração da santidade da vida , pois a fé tem grande papel na história dos países .

(17)“Trump prometeu que vai revogar a Emenda Johnson porque ela proíbe a Igreja no envolvimento com a política . Para se entrar no governo é preciso ser defensor do cristianismo.”

(18)”The Family é uma organização religiosa que não age como Igreja. As igrejas são importantes apenas sna medida em que sustentam a  liderança cristã que governa o país , o homem de Deus armado. Em Deus se acredita , não na Igreja.”

(19)“De início apresentam um Jesus como talismã que garante poder político e a estabiliade da nação. Jesus é visto como o maior diplomata do mundo .Por meio dele é possível unir esquerda e direita , liberal e conservador, capitalista e comunista . Instrumentaliza-se assim a figura do Jesus Cristo da fé cristã. E Deus foi utilizado de maneira intensa na luta contra o comunismo. Constrói-se uma imagem do comunista como uma pessoa atéia, sem capacidade para governar “.

(20)“Então, a nova direita cristã , ao tomar a literalidade dos textos bíblicos , como  postura fundamentalista , não apenas destrói o edifício das ciências teológicas , especialmente as ciências bíblicas , como também, instrumentaliza a fé em benefício de um projeto de poder em que a democracia é banida sob diversas formas .”Parece-nos que as armas utilizadas pela nova direita no sentido de tomar a religião como um sustentáculo do poder abre-nos um horizonte sombrio não apenas para a vivência política, como também para as estruturas institucionais como a Igreja católica.”

(21))Obs. – Essa crise estrutural do Império do Capital, em seu centro nevrálgico, dentro dos próprios EUA, já tinha sido notada, de longa data ,  por diferentes estudiosos, caso de um Moniz Bandeira, em “A desordem mundial”, ou um Isztvan Mezáros , “Socialismo ou barbárie”, entre outros. Longe da verdade aquela democracia de Tocqueville , há muito os EUA sob direção de um complexo industrial-militar , admitido já na década de 1960, por um Eisenhower.

(22) . Obs. 2 -De fato, a necessidade de enfrentamento de sérias questões sociais , dentro dos EUA, e de combate ao “socialismo”, vitorioso também na 2ª Guerra Mundial, com a derrota de Hitler, guerra ideológica, exigia providências e adequações mais atualizadas, em que os EUA, em 1935, enfrentava séria depressão interna, com mortes, violências , crescimento dos sindicatos , etc.

 (23) Obs.3 -Ora, tudo isso sério problema para quem pretenderia estar com a mão de Deus sobre o ombro sendo o povo iluminado a indicar os caminhos da humanidade via Grande Capital. A tentativa de enfrentar essa situação deu-se em dois sentidos – (1) uso do poder militar , inclusive nuclear, guerra mesmo, bombas , caso de Hiroshima e Nagazaki, Coréia, China , entre outras ; e (2) luta ideológica cerrada com propaganda, indústria de filmes, bolsas de estudo – e ofensiva religiosa, embora discreta , não só dentro como fora dos EUA, isto é, apoio do Estado a fundações religiosas .De lá para cá, a situação americana agravou-se com derrotas militares no Vietnan , Síria , vitórias que foram derrotas no Iraque, Líbia , Afeganistão , etc. Sem contar a impossibilidade de avançar mais ainda na Criméia, Ucrânia, Coréia, Cuba, Venezuela, etc.

 (24)Lukacks percebeu, muito antes de Agamben falar em estado de exceção .Percebemos tal  aqui e nos EUA, o que temos repetido de forma exaustiva, já Lukacks observara tal , nos EUA , e vaticinara tal avanço em direção a algum tipo de neonazismo , sem rompimento constitucional.  (“Assalto à razão”).

(25)Mas, utilizando a guerra como arma política, mortes pouco importando , o Império tem imensa capacidade de resistência e chega a nossos dias. Usa, desde a recessão de 1930 , daquela duplicidade antes citada , armas e violência numa das mãos , na outra Deus e Cristo, por sinal o exato usado também por Hitler na Alemanha de então.

(26)Agora , o Império do Capital, desencadeia imensa ofensiva espiritual mundial , escondido por trás de Igrejas, grupos religiosos, fundações que financiam grupos diversos,  brandindo junto com bombas nucleares e ameaças, daquele conhecido lado, os nomes de Deus, Jesus e uma interpretação singular da Bíblia que volta a valores e entendimentos anteriores à Revolução Francesa e ao consagrado estado laico.

(27)Trata-se de reduzir toda a Bíblia a alguns preceitos básicos e resumidos, interpretados de acordo com os interesses imperiais – “Jesus e mais nada” ou “Jesus Salva”, por exemplo. Nesta posição estariam um Trump, Bolsonaro e até Hitler , justificados em todos os seus erros , eis que teriam sido os “escolhidos por Deus”, seus erros perdoados ou desconsiderados. Resumo da teoria dessa “nova direita religiosa pentecostal”, tendo ao fundo o sustentáculo do Império , via fundações e dólares onde não poderiam faltar o das grandes corporações internacionais como  a  Esso .

(28)Se Hitler cresce na Alemanha, com base no estado de exceção e chega ao poder via “democrática”, estudiosos sérios acham possível o mesmo nos EUA, o que parece estar acontecendo .

(29)E , agora, estas correntes religiosas-políticas já estão no Brasil , e bem instaladas, sob Bolsonaro e seu grupo de adeptos, bastando observar suas ações , posições e idas e vindas . Observe-se algumas posições delas e o que vem ocorrendo no Brasil.

Se sabemos  (p.120 )o que estamos assistindo quando no Brasil vemos a projeção direta da ofensiva espiritual com Deus e Jesus à frente, o Império do Capital, o imperialismo terrorista não está por trás?

(30)Os verdadeiros cristãos tem reagido ao acima, até porque , maioria, não lhes interessa um entendimento bíblico no sentido que as elites,escolhidas, teriam seus comportamentos justificados por Deus, que atingiria a perfeição usando seres e meios imperfeitos, caso de um Hitler, Bolsonaro, Trump ? Sim, é exato este entendimento. Todos estariam onde estão por desígnios de Deus e aos que estão com este e Jesus só lhes restaria apoiá-los, façam o que façam, tenham feito o que seja no passado.Pelo exposto se vê o que enfrentarão os brasileiros nos próximos meses ou anos. Não bastando o país todo depredado , imensas massas religiosas sendo agitadas com a palavra de Deus e Jesus à frente, com intepretações diversas. Ao mesmo tempo, pregando-se a extinção do Estado Laico e apoio baseado em Deus ao Império Americano, eis que Bolsonaro seria o escolhido por Deus, por isso teria chegado a presidente, e este, por sua vez, apóia, incondicionalmente, a Trump, outro escolhido por Deus e sua política.

 (31)Trata-se do mais completo retrocesso a que recorre o Império do Capital, sem argumentos ou defesa para seus milhões de crimes , em pleno século XXI e tal ideologia religiosa que distorce o cristianismo, invertendo a preocupação pelos pobres pela preocupação com as elites, não mais com as ovelhas, mas com o Lobo líder e corajoso. O cristianismo seria lugar dos corajosos, capazes de tomarem atitudes, irem à guerra e não o inverso. Jesus Cristo teria sido interpretado erroneamente, como identificado com maiorias e não minorias.

(32)Este tipo de ação segundo denúncias de estudiosos e jornalistas, já vem desde décadas, mas de forma escondida , disfarçada, sob desculpas várias, apoiadas na Bíblia , além daquela que a discreção é a maior qualidade, o que importa é fazer, não se exibir , etc.

 Uma série de justificativas para a não transparência das ações desse tipo de ideologia religiosa, ligadas a interesses dos líderes imperialistas a nível mundial, desenvolvidas quase em segredo há décadas, desde a década de 1930, e que de agora em diante estão-se explicitando pela ação de jornalistas investigativos liberais.

(33)As raízes democráticas da sociedade americana acabaram por levar  estudiosos como o jornalista investigativo Jeff Shatlet a escrever livros sobre o assunto (foi membro da tal “Família” ou “Confraria”), depois resultando em seriado (Netflix) , o que popularizou o tema, tendo os verdadeiros e ocultos líderes daquela organização , com raízes já em todo o mundo, que passar a atuar de forma mais transparente, o que ocorre agora.

(34)Dias sombrios nos esperam , ao que consta, como vimos,  em que já temos até quem pregue volta às teorias e ideologias de épocas medievais , anteriores até à Revolução Francesa”. Para sobreviver , o Império do Capital em crise, desmoralizado, só sustentado por mentiras e por uma História reescrita financiada por ele , recorre às religiões, e não só ao cristianismo , escondendo-se atrás delas e vibrando contra “o comunismo”  a espada de “Deus e de Jesus e mais nada” ou a de “Jesus Salva”.

(35)O primeiro passo para enfrentar as barbaridades projetadas pelo Império e seus satélites é entender suas táticas , objetivos, como age, o que pretende, o que não é fácil eis que se esconde. Quanto mais tempo ele conseguir impedir o seu próprio desnudamento, transparência, maior vantagem para ele – engana mais facilmente seu próprio povo e o de todas as partes do mundo, ganha tempo.

(36)Mas, não  basta entender o que se passa , porque haverá quem entre na conversa furada de “teoria da conspiração”, etc. Este velho recurso usado pelo Império quando descobertas algumas de suas inúmeras conspirações ou quando algum estudioso chega perto do desvendamento de uma delas.De outro lado, é preciso discutir que tipo de reação e argumentos são viáveis – porque o apelo do Império do Capital é a uma das mais arraigadas tradições dos povos de toda parte, religião, Deus, seus intermediários na Terra. Se isso tudo , de um lado, mostra o desespero e falta de saída racional, e também defesa do Império sem ser no berro ou no grito , com “assaltos à razão “, de outro  lado mostra a dificuldade que os “iluminados” , “racionais” ou mesmo democratas e esquerdistas terão no enfrentamento desse novo tipo de ideologia política.

********************************************

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.