Cinismo e Tragédia na Província Braz$L

Jul 25, 2017 por

Cinismo e Tragédia na Província  Braz$L

*Cinismo e Tragédia na Província  Braz$L*

  – cinismo , $$$$$ , ignorância ,  doença e morte : a  tragédia brasileira –

 

Cinismo :

Descaramento, atrevimento, sarcasmo. Indivíduo de caráter duvidoso, hipócrita
e que assume forma positiva para enganar e ludibriar.

 

Tragédia :

Catástrofe, calamidade,  cataclisma, desastre , desgraça,  fiasco
 fracasso , infortúnio , naufrágio,  miséria , praga. 

                                                                                                                                                                        (redação)

A TRAGÉDIA 

Resultado de imagem para rio de janeiro violencia

 

                O Braz$l vive uma tragédia, que não vem de  hoje( fase mais recente, desde antes de 1954, morte de Getúlio, o Império buscando destruir qualquer resistência nacional a suas pretensões ), tragédia  que durante muito tempo, caso da administração Lula da Silva/Dilma , foi mantida , pelas oligarquias dominantes e os responsáveis  por  essa  administração, da forma a mais silenciosa possível – uma tragédia silenciosa durante um bom tempo.   

Já então tínhamos enormes juros , a dívida pública se  multiplicava, obras importantes não eram acabadas , deteriorava-se o ensino  em todos os níveis  , a corrupção grassava  sistêmica , a Petrobrás era assaltada , por políticos no poder e “colarinhos brancos “, burocratas enriquecidos, as  eleições fraudadas e financiadas pela corrupção generalizada  e multinacionais, fome crescente  , saneamento básico insuficiente, centros de tortura nas penitenciárias e hospitais  .

                  Mas ,o populismo neoliberal, lulista , talvez o primeiro do mundo, e sem dúvida  o primeiro por aqui , manobrava , com o auxílio da big mídia  imperial e , internacionalmente, do próprio Império do Capital – bolsas de alimentação, financiamento  de fogões, propaganda desenfreada de alto nível, recurso à psicologia social de qualidade , demagogia , cinismo em grande escala , financiamentos  a multinacionais com juros subsidiados do BNDES , etc. – tudo foi planejado  para  dar uma sensação de euforia, vitória, tentando coonestar a farsa- “afinal,  um operário de  esquerda no poder , no Brasil, este um país a caminho de consolidar-se como grande potência “.

               O  clima de sucesso, depois da  “ditadura”  e do regime terrorista, parecia encantador , em especial para  aquelas antigas  esquerdas , já mudadas ou em mutação acelerada , agora abrigadas sob o guarda-chuva lulista (com altos cargos, verbas, privilégios, inclusive na Petrobrás e outras estatais). Lula recebia prêmios diversos, a  nível internacional, inclusive sendo chamado de “O cara” pelo então  presidente dos EUA, Obama. Melhor impossível – para a ” esquerda neoliberal” e seus mentores ,prepostos do Império do Capital . 

                Houve advertências várias, em sentido contrário, denunciando uma secreta política  econômica de extrema direita , favorecendo interesses do Império do Capital , desde longo tempo, caso de  alguma  oposição à  esquerda , além de análises, até brilhantes, em especial   de um Petras(2003) , um Mir , Nêumane Pinto  e, mais adiante, de um Villa, entre  outros , e até de  blogs como  este. Além disso, havia denúncias esporádicas , como as dúvidas expostas , desde bem antes, por um Mário Garnero (“Jogo duro”- Lula esteve aliado de empresários do ABC/SP, era amigo deles, estudara nos EUA ,etc.) ,entre   outros.

                Para não repetir um Petras, já em 2003 , muito citado aqui , pode-se , por exemplo, lembrar Mir , que advertia que o PT envolvia  uma “federação de tendências” , inclusive com uma contradição entre elas –   religião, de um lado,  e revolução, de outro .(“Partido de Deus”) . Era  mais que isso, com  outras contradições – era o PT/Lula do interesse  do Império do Capital, que recebera Lula como aluno, nos EUA(AFL-CIO , federação de trabalhadores americana, ligada à CIA , P.Agee, ” Diário da CIA”) , fizera-o assimilar seu “sindicalismo de resultados” , e apoiara suas greves( E.Gaspari,”As ilusões…) .

          Mais – Lula  recebera antes ajuda comprovada( anos 79/80)  de Golbery ( contra PTB/PCB /Brizola ,etc.) , que chegou a tirar a sigla PTB de Brizola , depois. Antes , o regime militar não retirou os direitos políticos de Lula ( o que fez com outros líderes,  muito “menos perigosos” )  e até promoveu-o em programas de TV oficiais .(caso de  “Roda Viva”) . 

                     Mas, os lulistas e aliados à  direita  e à  esquerda (do PP , PR, PMDB ao PC do B ,etc.) , na administração do país, aparelho do Estado nas  mãos, na  economia jogaram a “bolsa” para Meirelles, evidente representante do capital  internacional,  enquanto na política manobravam eles mesmos cargos , verbas , financiamentos e   inflavam um hipotético sucesso do Brasil , na verdade estimulado por dívidas , irresponsabilidade , big mídia, propinas , corrupção disfarçada. Nos bastidores , mandando e apoiando, bem escondido, por  atrás do palco e do  “mercado” , o Império do Capital, famoso por seus ardis políticos e estratégicos .

                Num deles, ao centro, Lula da Silva , o ” Lula” , o líder operário educado nos EUA, apoiado em suas  greves, como referido,  pela  embaixada americana , patrocinado pela AFL-CIO, federação trabalhista americana, esta  com ligações comprovadas  com a CIA, serviços secretos dos EUA. (Cf. arts. neste site, com essas afirmações e muitas outras, com  provas documentadas ). E o povo ? Enganado por esse teatro político . 

    Como isso não foi bem divulgado , atingindo , para começar,  as esquerdas tradicionais ? Só cargos, verbas ,  cooptações aéticas , infiltrações policiais dos agentes do Império , corrupção mesmo , desejo de não enxergar ,  talvez , talvez possam explicar.

                 E ainda houve uma grande advertência pública quando do famoso “mensalão”, (2004/5) Lula envolvido, Dirceu até preso,  em que ficou evidente o pagamento de propinas e verbas públicas a políticos como eles e outros –  para enriquecimento pessoal e suas campanhas políticas , a partir de  uma denúncia  do então deputado Jefferson  e , mais tarde, da prisão do empresário Marcos Valério .

    ILUSÕES E MORTES NAS RUAS 

                Nos bastidores, crise crescente, aumento da dívida pública , corrupção , BNDES financiando multinacionais com matrizes no exterior, penitenciárias lotadas, falta de saneamento médico, favelas , hospitais sem médicos e remédios , gente morrendo pelo meio das ruas .

      E sem segurança pública, e desarmada, por causa de um absurdo Estatuto do Desarmamento(2004) , que , contra desejo popular( 64% contra o desarmamento, em votação oficial), aprovado pelo Congresso, impediu o povo de defender-se, deixando-o à mercê da bandidagem , com dezenas ou centenas de mortos , que estavam desarmados e não reagiram.

           Além disso, o tal”desarmamento” , dos  cidadãos honestos , legalizados ,  auxiliou a destruição/ enfraquecimento  da indústria de armas brasileira, o enfraquecimento da vontade popular , e a defesa nacional , até das fronteiras( opinião de generais/ militares diversos, Cf.) . O apoio maciço ao desarmamento  veio de ONGs apoiadas por recursos estrangeiros .Tudo muito estranho, e durante a administração Lula, com o apoio de deputados até do PC do B( tipo Jandira/RJ) (?!).

O CINISMO

 

Resultado de imagem para cinismo brasileira

          Mas, como que por milagre , Lula escapou do “mensalão” e suas consequências ,  Dirceu levemente condenado . Mencionava-se que nada pegava em Lula, nenhuma crítica ou ilícito a ele atribuído ,  parecia “blindado” – e estava. A Justiça, MP  , polícias, etc. nada  “interpretavam” contra ele, não investigavam , não viam quaisquer ilícitos,  livravam-no de alguns  aparentes e evidentes .

          Por trás, com certeza, o dedo do Império – foi Lula até reeleito,  depois do escândalo do “mensalão” . Só foi atacado com vigor mais tarde , quando estouraram protestos nas ruas  , apenas  em 2012/3  , com grandes manifestações de indignados com a corrupção,  que grassava e crescia por toda parte , desde Brasília .

              Ainda assim, Lula  , Cabral, Dilma, Paes , Eduardo  Cunha e outros  foram adiante na defesa do poder e em busca de mais prestígio ,  defendendo e propagando não só a Copa do Mundo de Futebol, de 2014 , como ainda as Olimpíadas. Depois,  toda  essa escolha  e sucesso aparente, também farsesco , seriam denunciados  como imersos em corrupção, propinas , obras superfaturadas.

          E  só bem depois do “mensalão” , com massas nas ruas, povo agitando improvisados cartazes, algumas providências seriam tomadas, der qualquer modo tudo culminando na  exibição pública de uma imensa farsa  política, de décadas já, com seu ápice na reeleição de Lula da Silva . Daí em diante , uma verdadeira farra  de desperdícios e roubos financeiros , em busca de apoio político,  em especial oriundo de empresas nacionais, estando envolvidos o próprio “líder operário de esquerda”(hoje,  já condenado em um processo ) e  sua  equipe mais próxima.

         Escândalos e mais escândalos(inclusive o da Petrobrás )  seguiram-se e , depois, o impeachment  de Dilma, com negativas  neuróticas e sucessivas de ausência de culpa por parte de todos os envolvidos – que tratava-se de um “golpe”, que tudo aquilo era mentira contra eles, perseguição política,etc. com xingamentos  contra seus  opositores  e,  mais uma novidade, contra  a Justiça , em especial, e contra alguns  juízes menos concessivos do que os  indicados por Lula e Dilma  para altos cargos.

                Todos os acusados , Lula   e Dilma, então, para começar, declarando-se  sempre inocentes e  perseguidos. Depois, o mesmo fizeram   Temer  , Cunha, Gleicy, Lindebergh e outros . E chegamos a 2017, com dezenas de deputados  envolvidos em corrupção, sob acusações diversas, os  citados dirigentes políticos, mais o atual presidente Temer , antigo aliado de Luladilma , além de todo o seu grupo político mais próximo. Este se arrasta , dia a dia, negando o que o Brasil  inteiro  viu num vídeo, montado pela Polícia junto com empresários, mostrando recebimento e acerto de propinas.

              Durante  esse  tempo, um vai e vem político, em especial do Judiciário, decidindo para cá e  para lá, interpretando de tal ou qual maneira as leis , ajudando um ou outro político com arquivamentos, decisões contrárias às anteriores, pedidos de “vista de processos “,  que podem durar anos, levando à prescrição – impunidade.

              Um estado aqui classificado como fracassado e de exceção informal, implícito , decidindo sua Justiça, essencialmente, e quando necessário ,  conforme conveniências políticas daqueles  no poder .

              Neste momento , em plena crise, econômica e social, (destacaremos alguns aspectos  adiante ) , sente-se  certa calmaria (final de julho /2017). E tem-se buscado acompanhar a crise , que envolve o futuro de todo um povo – os brasileiros – e , apoiados em análises e método , buscar prever , com razoabilidade, os caminhos que se  delineiam para o país ,  não deixando de mencionar-se  hipóteses, possibilidades e probabilidades , além de possíveis variáveis intervenientes capazes de alterarem  o curso dos acontecimentos.

           Isso sem deixar de denunciar (cf. arts.anteriores) análises deturpadas, históricas, que têm sua razão de ser(interesses determinados )  e confundem ainda mais um  povo em crise , estando sendo exterminado , desde suas origens e  raízes, pouco a pouco, via genocídios (aldeias indígenas  , favelas, periferias  das cidades , penitenciárias,  hospitais e , de outras formas, via cortes de verbas públicas  ) além  de por  meios de transculturação diversos .

               Sobre esse tipo de  análise, por vezes  deturpada ou  influenciada , que confunde a sociedade brasileira, caso de muitos brazilianistas  (cf. José H.Rodrigues, in  “História e Contra-História “, Globo, SP, 2010 de Carlos G. da Mota ), note-se :

                 “…há estudos … feitos para  atender aos interesses  de informação política de vários departamentos oficiais dos Estados Unidos . Se a CIA ou o Departamento de Estado financiam  uma  pesquisa sobre  o Brasil , é porque a responsabilidade mundial dos Estados Unidos exige que  o país possua especialistas sobre o mundo todo …”(p.365) .

              O país que gastou bilhões em estádios de futebol superfaturados, promoveu eventos esportivos deficitários, financiou obras  na África e outros países, através de dirigentes irresponsáveis e envolvidos em corrupção,  como Lula , Cabral e outros , deixou  – e está deixando ainda –  seu povo não só morrer em penitenciárias e  hospitais e periferia das  cidades , como nas vias públicas, frente a covardias policiais ou de  bandoleiros .

           A resposta  dada pelas elites oligárquicas quanto às questões acima tem sido sempre a mesma – negativa de conhecimento  ou admissão da existência do problema,   mas com falta de qualquer  responsabilidade a  respeito . Em síntese  , sempre  absoluto cinismo e ausência de providências, eis que  o estado um  comprovado fracassado e,  por isso mesmo , omisso na maioria das vezes . 

1 – CALMARIA(?!)  NA PROVÍNCIA .  POR QUÊ ? 

 

       Resultado de imagem para Geral Janot      A província Braz$l vive dias  de certa calmaria , final de  julho/17 , após a Comissão de Justiça(Câmara dos Deputados ), via relator, primeiro aprovar e depois ( a comissão já muito modificada pelo  próprio Temer e o  PMDB) indicar outro relator , que opinou pela negação de licença para processar o Presidente Temer, acusado de ilícito  pela Procuradoria Geral da  República ; de fato, o Congresso entrou em recesso e  só a partir da agosto o Plenário  da Câmara apreciará  o caso; assim, o Parlamento permanece fechado.

           O Procurador Geral Janot , por sua vez , viajou ;( aquele mesmo procurador que antes protegeu , ostensivamente, Lula e Dilma  , não promovendo a investigação deles (cf. arts. anteriores e arquivo revista Isto  é ), e agora dedica-se,  mais especialmente ,  a (e  no caso com razão)  denunciar Temer e prometer mais  acusações contra ele , aos poucos, todas  relativas aos encontros do Presidente com os  donos da empresa JBS, tratando de propinas , segundo vídeos – o que  Temer nega,  enfaticamente.

           Como Lula, aliás, também o faz ,quanto às diversas acusações contra  ele. Defesas  de casos diferentes , mas semelhantes – antes  de tudo, políticas.

          Depois de uma série de “gafes”, contradições e absurdos, os ministros do STF calaram-se e recolheram-se ao recesso normal do Judiciário. Temer, assim, mesmo sob acusações  documentadas em vídeos, passa os dias  a negociar verbas (de emendas) para deputados que  possam votar a seu favor , no plenário  da  Câmara . Consta quer chegam a bilhões de reais.

           A big mídia,por sua vez, sempre colaborando com o poder  ,  mudou  de assunto , fazendo  de conta que  tudo está normal,  no Braz$l  –  o juiz Moro condenando   Lula, seus adeptos  fazendo,  em S.Paulo, uma pequena manifestação, e outras menores em lugares como o Rio;  sente-se,de fato ,  certa calmaria no país –as  manchetes dos grandes jornais trocam o tema, nada da crise política sem solução ; e  os lulistas quase já  não berram tanto seu “fora Temer”, e  por sua vez são menos xingados pelos adversários ;  Temer, Lula e FHC, além de Aécio  e  outros,  trocam indiretas amorosas, flertam , politicamente, falando em  paz, conciliação, etc. O país da conciliação , em nome da governabilidade. Hoje, como há séculos ?

           O maior “falador”  do STF, Mendes, também permanece calado , depois  de ser pego em diversas  contradições  pela mídia, mudando de votos e posição , conforme o político julgado ou em foco da vez ; a Província  Braz$l até parecendo mesmo  mais tranquila , prenúncio de acordo entre as “elites” políticas   – Lula, Temer, Dilma , Cunha, Renan,  este sorridente e alegre, o velho companheiro de Lewandowsky naquele estranho impeachment de  Dilma, que,   por sinal , pretende ser professora de um curso de “pós-esquerdismo”(?!) .

           Todos os acusados, lulistas e do  PMDB , em especial, mais calmos ,  declarando-se inocentes, injustiçados, tudo contra eles é mentira da Justiça e dos procuradores , eles vítimas de simples  palavras de  “delatores encarcerados” e “perseguição da Justiça”, em especial do Juiz Moro, parcial, suspeito, “formado  nos EUA, quem sabe do FBI ou da CIA ,fazendo um jogo do interesse dos EUA” . Nenhum absurdo os intimida , desesperados , com aquela audácia dos irresponsáveis, sem sequer análises lógicas, dados cotejados ,testemunhas, nada .

           Aparentemente, tudo a caminho  da “paz” , da “conciliação”  – no Braz$l falido   . Tudo  indicando  mais uma  “conciliação “ típicamente  brasileira, o “jeitinho” das elites,  melhor  acertadas entre si , desde que membros de  diversas frações neoliberais  acusados , em comum, de  diversos  ilícitos e, sem defesa  legal sólida. 

           E todos apoiados  em defesas políticas,   ou melhor, ataques  políticos – contra a Justiça, não em geral, mas orientados  em direção aos juízes que podem condená-los , desde que ( evidente) esses não foram indicados para seus cargos pelos próprios acusados , alguns como Moro concursados e  até de primeira  instância. Muito diferente daqueles indicados para altas magistraturas por Lula e Dilma , raros mostrando-se e raras vezes independentes e exalando credibilidade.

2- A CRISE É GERAL HÁ  ANOS

Imagem relacionada

Só aparente a calma, pois  remetendo para  conciliações de bastidores, desde que ,  como previmos  nos últimos artigos, evidente já teria  sido  feito um acordo geral entre os vários grandes partidos  para salvarem seus  líderes – todos sob acusações, uns mais , outros menos. Em suma, já organizada uma frente  pró-corrupção e absolvição geral dos acusados, deixando  passar o tempo , prescrever processos  , acalmar o povo indignado, deixá-lo perceber melhor quem manda e dita as ordens  na província  .

          E , além disso  , todos contra o Juiz  Moro , juízes, procuradores, delegados federais, etc. que pretendam levar a sério seu  trabalho  – contra uma velha  tradição brasileira de “conciliação”, o que desde  já provoca a indagação adiante analisada – “conciliação”, o que significa, de onde vem ? Antecipamos que  tem raízes na colonização portuguesa  , como lembra  José H.Rodrigues , o que  mostra   força e tradição.

          Tão efetivo e eficaz  parece ter sido tal acordão entre as  elites  que até os lulistas mais ululantes, tipo Gleicy e Lindebergh , ambos acusados  também  na lava-jato, têm-se acalmado e calado mais, dentro e fora do Plenário.  Nem sombra dos gritos antes diários no Plenário do Senado e   da Câmara.

           Quer dizer,  teríamos agora um Acordão já  concluído, secreto, ou tratativas  avançadas  nesse sentido,  para  a Salvação – de todos . Modelo – Itália, quando houve  caso semelhante de escândalo e corrupção, preponderando então esse tipo de solução e vitória do mais  que acusado de corrupção Berlusconi , o Legislativo legislando em causa própria ,  para  salvar corruptos e acusados  .

[Confiram-se artigos anteriores,  em que mostramos que já deve ter sido feito grande acordo entre as várias frações das elites  oligárquicas  que dirigem o país, prepostas de interesses estrangeiros (como também antes analisado ), incluindo-se a fração política neoliberal lulista  ].

3 – TEMER DEVERÁ IR ATÉ  2018/DIRETAS ?    

  Imagem relacionada      Tentemos  desdobrar os  temas enfocados, avançando análises – agora, colocamos  dois aspectos  :

1- de um lado, a necessidade  de uma Constituinte para buscar-se  mudanças num Estado Frankenstein(cf. artigos anteriores) ;

2 – de outro , a oposição a tal Constituinte, o que  vem das elites  e aliados neoliberais , provavelmente inviabilizando-a ; ela  lhes causaria  óbvios  problemas, além  de mais gastos(perda de privilégios, por certo ) ;

3 – a situação deverá caminhar no sentido da intervenção militar mais maciça (intervenção militar já está  havendo , disfarçada ,  através das PMS, desde o regime terrorista, e atualmente, em mais de um estado , disfarçada via “Força Nacional” e  operações  sigilosas, combate ao tráfico,etc.  ) ; melhor, óbvio, que  tal seja discutido, de forma transparente, que abra-se discussão ampla com  os militares, por todos os meios, e não só via “bolsonaros “;

4 – a tendência é de manutenção de Temer até 2018, desde que não parecem existirem forças  políticas protestando a nível que provoque mudanças  nas decisões das frações políticas neoliberais dominantes ; nem a lulista parece querer  mudar isso, a esta altura, confirmando a  impressão de ter participado de   acordo.

( Acordos assim são normais, naturais , para lulistas e adversários – lembremos aquele entre Renan, Lula e  Dilma,  quando do impeachment dela, envolvendo Lewandowsky , então presidente do STF, que culminou numa absurda interpretação “fatiada”  da  Constituição Federal, que mostrou até  onde pode  ir o STF na defesa de certos interesses políticos, possivelmente utilizando como justificativa  “a paz nacional,  a  conciliação, a governabilidade , a pacificação  “,  o que  é importante analisar quando o futuro  imediato de Temer , como Presidente, a ser julgado breve , dependerá de decisões exato do STF citado ) ;

5  – o aparente  “Acordão” citado , porventura feito pelas  elites,  parece evidente nas ações  e forma de procedimento político em especial do PT, parte do PMDB , Renan, Lula e  do próprio Procurador Geral  e nos sinais claros de representantes políticos das diversas frações neoliberais , no STF , em geral alinhados em tal e qual  posição política , entre outros sinais  ;

6 – mudanças, daí , e assim, só mesmo contra a operação lava-jato e  seus dirigentes  principais,  sempre aos poucos e  disfarçadas, com promessas  (vazias, no futuro) de respeito às investigações  , de um lado, e várias pequenas reformas consoladoras para o povo , de outro  (o que , aliás, foi feito sempre  pelas elites contra os interesses populares, no Brasil; cf. citações anteriores e  José Honório Rodrigues , “Conciliação e Reforma no Brasil “, Civilização Brasileira, RJ, 1982, segunda edição  );

7 – essas mudanças nada resolverão quanto aos  problemas  nacionais, serão pequenas,  lentas, paliativas e só adiarão a solução dos reais  problemas, ganhando tempo, exato o que  é  o pretendido pelas elites oligárquicas –tirarão direitos dos trabalhadores , a superexploração avançará e recuará ,  conforme circunstâncias,  para evitar conflitos violentos , mas sempre  sem mudanças maiores , ou seja,  estruturais  ;

8 – o PT poderá ser incrementado, solidificado  artificialmente  , inchado com recursos e apoios  subterrâneos , pois serviu e serve , e bem, ao Império –  e é do interesse dele um partido desse tipo .

          Só maior consciência  popular, luta ideológica, debates, Constituinte, reformulação da estratégia e táticas dos democratas e esquerdas , refundação ou fundação de  partidos  políticos , novos movimentos  de  massa,  etc. – poderão tentar alterar o quadro político referido .

         Um quadro político dominado pelas várias frações neoliberais e agitado pela queda  da corrente petista/ lulista  , por razões analisadas, que reagiu a seu afastamento de todas as formas(desde as mais  rudes, sem  ética, imorais, com xingamentos e palavrões de Lula , às legais e institucionais ),   para buscar permanecer no  poder estatal , mas que já parece agora mais conformada , tentando minimizar suas perdas, mediante acordos – espúrios , como veremos  .

  4 – ENQUANTO ISSO , O BRAZ$l “FAZ A PAZ”

         O país soçobra , cabendo-nos entender os fatos além da aparência. Como diz  José H.Rodrigues , importante compreender o que significa a “conciliação” , no Brasil, que  vem de longa data,  e  tem filhotes diletos  , caso do “jeitinho “ e do “quebra-galho” .

       Todos  justificando-se pela “governabilidade” das elites oligárquicas ou da simples solução imediata de grandes ou pequenos problemas, sem solução,  ou de mais difícil solução por outros meios, em especial pelo cumprimento estrito e exato da Lei.  Resolver , desde logo, sem mudar as regras ou jogo de interesses .

“A conciliação, que domina essencialmente toda a política brasileira no século XIX não a pessoal-partidária, que sofre ziguezagues variáveis, mas a que acomoda para salvar o essencial defendendo a grande propriedade e a escravidão,não quer reformas sociais e econômicas”. ( Ib., P.67).

              Em outras palavras, é preciso ir além  da aparência, buscando-se a essência, para entender-se o que parece simples “jeitinho” .Aliás, como fez Lewandowsky, parceiro de Renan, e junto com Dilma,Lula,PT, evidente, no caso do impeachment de Dilma  , ” fatiando” disposição da Constituição – Dilma sofrendo impeachment, mas  sem punição alguma . E quase todos calaram-se , inclusive os outros membros do STF – até hoje.

    Aí o estado de exceção atuante , implícito, crise geral -e  fracassado ( termode N.Chomsky) . Também exemplo de “acalmar a situação” , tentar ” conciliação” , propiciar a “paz” e “governabilidade” . E de  conciliação em conciliação , de jeitinho em jeitinho , de desrespeito constitucional em desrespeito como saída/solução  política cínica , caminhamos de Brasil a Braz$l Província(Ianni)  , Protetorado do Império( Mangabeira Unger) . 

           E o que está acontecendo agora  ?

          De um lado,  desejo de acomodação imediata geral pelas “elites” políticas,  tentando salvar suas próximas  eleições, em 2018, seus líderes,cargos ,governos .

        De outro , o povo sofrido .

      Crimes, assassinatos de PMS, invasão de shopings por bandidos, com assaltos (fato novo) , armas exibidas mais e mais em favelas, feiras públicas de tóxicos , PMS queixando-se, universidades fechadas , estupro coletivo no Braz$l , Copacabana com o maior número de assaltos a  turistas estrangeiros (2492 casos entre 6494  roubos e furtos , entre jan/16 e fev/17, RJ).  No caso, o turismo perdendo 320 milhões  de  reais , ao menos.

          Caos financeiro,  moral ,  ético. Roberto Sá, secretário de Segurança do RJ , declara, como se oposição fosse a seu próprio governo:

           ”Nós somos o país da lei que  não pega, um país do jeitinho, da  impunidade, campeão de linchamento. Somos um país onde  o preso não é preso; é preso, mas respondendo  em liberdade .”

               O Rio, síntese da crise brasileira –

              “O Rio … entregue a criminosos que não sofrem uma repressão à altura de sua periculosidade . Como exigir  de um PM mal pago  e armado um enfrentamento contra  fuzis de última  geração? …Dizer que não  há verbas é afrontar o povo do Rio , amedrontado, sitiado em suas casas ,e vendo seus filhos mortos friamente . Após o governo Temer liberar bilhões  para deputados …”

           ( refere-se  a liberar verbas p/deputados para  impedirem ser processado pelo STF ). (Leitor, 21-7-17, cits. O GLOBO) .

               A violência vai além – arrastões em túneis , favelas crescendo , falta dinheiro, policiais , projetos  de segurança.Grandes hospitais como o Getúlio Vargas não têm médicos  para  tantos  pacientes, mas enfrenta uma infestação de ratos, ar-condicionados quebrados , banheiros imundos, focos de infecção , vias importantes como a Avenida Brasil e o Arco Metropolitano sem luzes, às escuras, não se vê  polícia alguma . Insegurança generalizada .

            Já  atuam no Rio forças de segurança federais , tiros atacando-as sem mais nem menos, 90 pms  assassinados este ano – e quantos civis ? O presidente da Câmara, Maia  ,  deputado pelo Rio , declara que “o Rio não aguenta esperar horas “ …”a vida dos cariocas e fluminenses está em risco todos os  dias .”

           O  Rio é , hoje, sem dúvida,  uma síntese do Braz$l . Um resumo –

“Basta olhar em volta para ver o que  está acontecendo  no Brasil. Onde você destampa tem alguma coisa errada. Isso é culpa de um sistema onde as  pessoas acima de  uma faixa de renda eram honestas ou não se  quisessem ou não “, disse  o ministro Barroso , do STF. “(leitor do jornal citado ).

             Não cabe sintetizar mais  o noticiário, já sendo fatos quase notórios  os citados, desdobrando-se ,de forma diferente, nos vários estados e situações –

o estado brasileiro  mostra-se disfuncional.

                 O que pretendem as  elites – e nessa  situação nacional  – e isto já parece evidente –  

não querendo nem Constituinte,  nem diretas já , preservando Temer até  2018, tentando salvar da Justiça todos  os seus líderes , caminhando o mais  devagar possível , politicamente .

 5 – AS “CONCILIAÇÕES” NO BRASIL

 

“Conciliação nacional”, mas  de que tipo ?

 

“... a conciliação foi sempre minoritária, feita pelo

grupo dominante entre si, com pequenas e mínimas concessões
à grande maioria brasileira.
Assim foi no Império, assim foi na República, na Velha
e na Nova, nas quais quando foi necessário recorreu-se à
idéia de conciliação.
O Poder foi sempre um círculo de ferro,
onde é difícil penetrar, mas quando um ou uns iguais
do grupo minoritário se mostra ou mostram-se rebeldes, é
possível fazer a conciliação, buscar a coexistência evitando o
conflito, e fazendo à maioria as concessões mínimas indispensáveis
ao êxito sempre temporário, sempre transferível
para adiante, sempre realizado em tempo travado, longo, de
forma lenta e gradual “. (JHR , ib. ,p.67)(grifo –redação  )

             E  quanto aos objetivos de “fim do foro privilegiado”, “democracia direta” , controle popular do STF , Constituinte independente, etc. – por exemplo   ? O  mesmo autor , JHR , responde –

A lei podia e pode dizer que todos são iguais, mas uns são mais iguais e outros menos iguais, tanto que as rebeliões e insurreições foram tratadas mais ou menos rigorosamente de acordo com os iguais que se insurgiam. Veja-se como tratam os menos iguais, os cabanos, os balaios, os praieiros, e as considerações, as anistias com que tratam os mais iguais,os farrapos, para os quais enviam e renovam-se presidentes de província e generais no comando. Assim, a conciliação foi sempre minoritária, feita pelo grupo dominante entre si, com pequenas e mínimas concessõesà grande maioria brasileira”. ( Ib. ,“ Conciliação e Reforma no Brasil “,P. 11)

 6 –  CINISMO E  ELITES POLÍTICAS

        Resultado de imagem para CINISMO E ELITES POLÍTICAS   Mas, o que  impressiona no Braz$l é o cinismo , acima especificado, em meio à tragédia. Os  três poderes  estão em recesso, calmaria geral, enquanto aumenta o preço da gasolina, multiplicam-se denúncias de corrupção, todos os líderes  nacionais políticos sob suspeitas e acusações, dizendo-se inocentes, perseguidos, sem culpa , injustiçados, em suma . Suas caras desavergonhadas são mostradas dia a  dia  pela big mídia.

           E o povo ?  Reclama por toda  parte, mostra-se insatisfeito, mas  não  emite reações efetivas capazes de pressionarem autoridades  no sentido de decisões favoráveis a seus  interesses, fora  aquela tradicional  dos criminosos, que fica sem mensagem clara , só indireta  , em assaltos, queima  de ônibus , etc. Solenemente ignoradas pelas autoridades . Esses  agem politicamente, sem saberem disso , as autoridades sabem , mas fingem não saber – cinismo. Pequenas manifestações,  apenas , assim, possivelmente face ao acordo já feito pelos grandes partidos, não são suficientes ,pois, para alterar fatos  ou implementar decisões .

          Quanto às esquerdas, sem condições efetivas de atuação eficaz , capazes  de  produzirem  e imporem   resultados  políticos  – destruídas , por dentro, por décadas, pelo Império do Capital  e seus agentes locais – sem centros teóricos, número  de  militantes  ,  estratégia e  táticas corretas, capazes  de atingir  as grandes massas . Além de tudo, divididas e confusas pela ação divisionista, cooptadora e corruptora  à direita , desenvolvida , durante  décadas, por   Lula  da Silva e  outros. Falta um efetivo psrtido orientador . A sociedade é orientada/educada  pelo ” Príncipe Eletrônico” , big mídia e muito mais , a ideologia imperial espalhada , sempre, com informação, desinformação, confusão, edições convenientes .

           Assim, as “elites ” têm sido obrigadas ou levadas ao cinismo . Não têm soluções sociais ou econômicas  , nos limites neoliberais – rígidos. Não têm propostas . Não têm respostas .  Não querem reprimir , sabem que o liberalismo limitado é ótimo para  elas  e não envolve real democracia – controle maior ou menor do poder pelo povo – este nada controla , nem a presença nas ruas pesa,  políticamente  .

   O que  não lhe interessa fingem não ver  . Mentem com descaro. Ou fazem de conta que não existe o desagradável ou o que  o  estado fracassado não  consegue  resolver – basta a big mídia  ignorar os fatos ou adocicá-los , com uma  versão mais palatável .  Esta a  atitude dos cínicos dirigentes brasileiros,  desde décadas  .

      SOFRIMENTO E SUPEREXPLORAÇÃO

          Passado tenebroso, colonialismo, dependência, falsa independência (pagaram os brasileiros  por ela , à  Inglaterra, via Portugal) , escravatura , matança de  índios,  ditaduras  e intervenções militares diversas , regime  terrorista  militar(desde 1964) , este mais recente,  da pior espécie , com assassinatos  , desaparecimentos e esquartejamentos , depois uma  “democracia golberyana”, globalização dirigida  do exterior, elites viciadas na  exploração estatal e  popular , além de inconsequentes e corruptas  .(Cf.provas e estudos com em artigos anteriores, neste blog ) .

           Mas, de outro lado, elites executoras  do  mais  fácil de promover , ou seja – paradas, festas, comemorações, poses , museus , saraus culturais e , mais recente, até  emissoras de  televisão , com entrevistas,  ministros  sob o foco de holofotes  , milhões de  assistentes .

Elites traidoras , mas mentindo, enganando ,sob o foco dos  holofotes da big mídia.Tudo com que sonhavam – cargos e eleições imerecidas ,conchavos, trocas de interesses,  fraudes – e um palco iluminado. ‘Sucesso” no fracassado ex-Brasil, atual Braz$l – que negarão enquanto puderem, para manter cargos e privilégios. Aparecendo liderando massas enganadas e ignorantes aos milhões – analfabetas ou analfabetas  funcionais .

            Nisso também parece haver  uma  herança , que vem  de longe – séculos :

            “À medida que subiam  na escala social, as camadas populares  deixavam de ser portadoras de sua primitiva mentalidade de classe  para aderirem  à dos antigos grupos dominantes “… Os que agora  surgem só querem andar de capa debruada  de veludo, gibão e calças do mesmo estofo , meias de retrós, chapéus  com fitas de outro, espada e  adaga douradas,  topete muito alto e  barba  tosada ou inteiramente rapada .” (  Sérgio B.  de Holanda  , “Raízes do Brasil”, Cia. das  Letras, SP, 2005, P.113 ) .

                  O espírito  de luta , os “fortes corações”  das elites combativas de então , em  condições de irem à  guerra , foram sendo gradativamente mudados. O que se passa  a prezar , antes de tudo  ,  daí em diante  , …  “são as aparências ou exterioridades por onde possam distinguir da gente humilde. “(Ib.)

           Vaidades, poses, aparências, o Brasil mostrando-se o que  não  é, o operário trajando ternos Armani , cheio de volteios e poses junto com Obama, dizendo bobagens e até ofendendo os “louros” que pretenderiam dar-lhe   lições e aos  “morenos” .

          Os dominadores, da  cúpula do Império do Capital, condescendentes, por dentro   por  certo rindo – nada  melhor  que um  operário feliz, líder  de um país “globalizado”, a fazer propaganda gratuita e autêntica  do “neoliberalismo” , do Império  . Sem dúvida, merecedor  de medalhas e elogios, até mesmo de ser  chamado de “O Cara “, isto é, alguém especial e destacado para o Império do Capital. Exemplo de sucesso dele no mundo .

             De lá  para cá , será que tal  “espírito” das elites brasileiras foi mudado ?

        Não é o  que se vê num Lula, ou Cabral(RJ) , depois disso gastando milhões,segundo a Justiça ,  desonestamente adquiridos, em jóias, iates,  casas , e nas suas  eleições .Paes(RJ) e Lula achavam até  que a cobertura que seria dele ( foi Lula condenado, por  recebê-la como propina) , com elevador, piscina , frente para bela  praia, enorme, e um belo sítio também com piscina, lago, pedalinho,etc. – eram uma ” pobreza”( Paes) – é um “sitiozinho, barato, sem condições, e a  cobertura muito pequena, apertada, modesta  “. Isso é que é elite .

      Não serviriam tais imóveis para nenhum deles , por isso Lula nunca os quis mesmo  , nem  “virou jamais proprietário”  . Lula está enquadrado, pois , na análise de Sérgio B.de Holanda – séculos depois . Este o operário de ” esquerda” , socialista, anticapitalista ,sacrificado(?!) , “filho do Brasil” ( D.Paraná) . Ou filho do Braz$l?  Essa a elite traidora brasileira .

            Pior – o povo , este sem  tostão para municiar de forma  satisfatória seus  “smartfones”, celulares , computadores , pagar suas tvs digitais ,  ou morar em lugar melhor que  uma  favela sem saneamento básico , mas  sempre possuindo os citados aparelhos, roupas de grife, perdendo horas em poses para exibir fotos no “facebook”, achando que ascendeu socialmente. Nào é cidadão consciente, mas consumidor – a qualquer preço . 

             O tráfico de tóxicos visto como algo natural. Quer dizer, tais  hábitos de consumo , contraditórios , induzidos pelas oligarquias , parecem logo atingir os mais humildes, todos ambicionando uma  rápida ascensão social, ainda que falsa, ” pobres mas com a ideologia dos ricos ” .(Cf.Marcuse, H., ” O homem unidimensional”) .

   ELITES , PARTIDOS E POLÍTICA NO BRAZ$L

 

           As elites  políticas  lulistas , e o próprio líder, Lula , tornam-se importantes como exemplos para a sociedade , de um lado , e de  outro, por serem  os ainda hoje dos mais influentes.Isto e a atuação do partido PT e do estranho PC do B , nesse  quadro político deteriorado , todos  e estes , em especial, exalando estranhos valores à esquerda(?!)  – uma  espécie de ideologia social-capitalista , nada de socialista ou marxista , muito,menos comunista .( É só dar-se ao trabalho de conferir e comparar) .

        Justifica-se a riqueza de operários , como um dia , poucos anos , foi Lula , mas do modo que for/puder-se   – ao diabo a ética ,moral, igualdade,socialismo. ” Em eleições vale tudo, ao diabo a ética”( Lula) . Quanto ao PT ,  que liderou essa aliança estranha, subordinando-se ao grande capital e seus valores ( primeiro acomodou-se a valores, ideologia) , já há maior clareza .

            José de Souza  Martins, mestre/sociólogo  :

 “Lula,  oriundo do sindicalismo de resultados, e não  propriamente do sindicalismo de luta, tornou-se um líder carismático porque em  grande parte refabricado na mística do grupo de origem religiosa e, também, nos setores de esquerda que estavam ansiosos pelo poder … A consequência  tem sido o fortalecimento de seu absolutismo … Hoje , o PT é governado pelas conveniências do poder” .

     ( “Do PT das lutas sociais ao PT do poder “, Contexto, SP , 2016, p.194)

               Quer  dizer , uma  ascensão social sem amarras , todos “ansiosos”dela  , amplamente aberta  a  captar os velhos militantes com os tradicionais valores dominantes – nada  de luta por  interesses populares. Por  outro lado, como já referido em artigos  anteriores, com a saída  dos militares da linha de  frente da administração pública, parcelas das antigas oposições afinal chegaram ao poder estatal .

          Em que situação ? Ampla democracia , liberdade , igualdade de condições ? Não. Uma democracia limitada ,como já analisado, distorcida , com anistia também deturpada – e até , caso único no mundo, comportando “desaparecidos” para sempre de fato desaparecidos . Criminosos intocáveis , protegidos até nas administrações Lula e Dilma .

                Luís Mir, bem  antes da crise atual, com o lulismo agonizante , já assinalava :

                Primeiro, que …

             ”…a  transição começou a funcionar como  uma continuidade do regime civil-militar com quadros advindos da ditadura detendo fortes posições …As  dificuldades se cronificaram em todos os territórios e provocariam o quebrantamento institucional –prévio do Estado democrático. São às lacunas institucionais da transição que devemos as crises do ininterrupto período pós-transição e que ainda não se esgotaram. “( “Partido  de Deus  “, Alaúde, 2007, SP , p.324)

                 Depois , L.Mir analisa  o PT  –

            “O que define, em termos  ideológicos, Partido dos Trabalhadores ? Coisa  nenhuma  . Podem ser trabalhadores liberais, comunistas, socialistas, centristas, industriais, artesanais, informais, qualquer trabalhador, até de extrema-direita”.( id., p.15/16) …”

         O PT nasceu na contracorrente da história sindical e  revolucionária do Brasil. Ora, foi o partido da CNBB , ora um partido de revolucionários, mas sempre um partido religioso acima do bem  ou do mal, que nunca  abandonou a  natureza de ser uma federação de movimentos heterodoxos. É um caso de rejeição aguda  entre religião e revolução .”(id.)

                Mas, em que pese  o acima  referido, as elites lulistas  vão manter , de  um lado , uma postura “esquerdista”, dizendo-se até socialistas, ao menos até a eleição de 2002 (antes  da Carta aos Brasileiros, 2002, adesão clara do partido e Lula ao neoliberalismo e compromisso escrito com suas diretrizes) .

E daí sempre segurando com a  mão direita os recursos $$$ do Império do Capital , e suas diretrizes/ordens , a começar pela  indicação de Meirelles para o  Banco Central; mas , com a mão esquerda sempre acenando, demagogicamente  para as massas , até distribuindo fogões, tratores , bolsas-alimentação, a baixo custo ( políticas do FMI,ONU,OMC ). Demagogia .Cinismo absoluto. Como se isso fosse socialismo ou algum caminho para o socialismo .Quando é exato o,contrário. .

        Portanto, os lulistas e seu partido  estavam/ continuam ( não fizeram autocrítica ou mudaram programas ou se reorganizaram)  imersos  em várias contradições, como visto acima, a principal delas em declararem-se à  esquerda e , de outro lado, terem compromissos nítidos com o Império, na extrema direita .

       É  de supor-se que vindos de  longa data , desde  que Lula estudou nos EUA, como é bem conhecido, adotou um “sindicalismo de resultados “típico da  AFL-CIO”, federação trabalhista americana , e teve suas greves apoiadas pela embaixada dos EUA . Nada a estranhar  as  crises posteriores e  sua postura cínica perante elas  , pois , face às contradições mostradas,  só lhe restaria  (1)autocrítica pública,denunciadora  reconhecendo seus erros, verdadeira traição  ; ou (2) mentiras  e cinismo continuado, cada vez maior , até acabar retratado nas ruas por  um boneco enorme inflável com o número 171 .

             Os “esquerdistas” do PT,  pelas  razões  expostas, e seus aliados, submetidos à sempre corrente majoritária neoliberal/lulista( por cargos ,verbas, oportunismo ou por quê? ) , caíram , pois ,  na mesma  situação e política  anteriores dos tão criticados por eles ,  FHC e PSDB – e com um agravante inegável :   foram eleitos como socialistas, para praticarem uma política à  esquerda , antineoliberal  , e traíram  não só o próprio programa do seu partido como as massas populares nele votantes.

           Vivem comparando-se a FHC . Mas  – FHC foi eleito, e sem necessariamente o ser , e à época , como à direita do PT ( esperando-se dele o que exato fez) . Direita mascarada(PT) e direita assumida(PSDB)  .De fato, paradoxal,mas por sua política traidora, oculta, mascarada , alinhada com o Império, secreta,  o PT esteve e está à direita do PSDB , ou ao menos  ambos coladinhos – bem  à direita. 

         A POLÍTICA DO IMPÉRIO – O BRASIL E O BRAZ$L 

 

         Tudo isso faz parte de uma espertíssima política do Império, que construiu/constrói falsos líderes, falsifica pesquisas, deturpa fatos e até a História ,  faz provocações, dá golpes sangrentos neofascistas , enquanto grita por democracia e direitos humanos,  como faz agora na Venezuela e fez com o Brasil/1964 .

[ Cf.inúmeros exemplos neste site , que envereda por uma “contra-história  do Brasil”(C.G.da Mota/  José H.Rodrigues)  , na busca  de retomar os rumos de interesse popular e nacional ] .

      Moniz  Bandeira bem usa a  palavra “ardis” para classificar muitas das ações americanas  pelo mundo e no Brasil  :

           “Os Estados Unidos não só  empregaram  ardis para justificar a declaração de guerra ou outras ações militares como articularam, financiaram e sustentaram, por meio de subterfúgios, golpes de Estado e práticas terroristas em países  com os quais  mantinham relações  diplomáticas normais “. (“Formação do Império Americano”, C.Brasileira, RJ ,2009, p. 772).

           Em toda parte , o Império usando ardis, “cavalos de  Tróia” , no Brasil,  lulas ,  Lula, sua construção( estudou nos EUA, os consulados americanos  apoiaram suas greves, defendeu aqui  a política americana sindical) , assim como o incentivo indireto, mascarado, a partidos,  ao PT,e outros ,  alternativa do Império  e da Igreja  Católica, via CNBB , aos partidos realmente comunistas/socialistas . Ensinaram aos serviços secretos brasileiros a “virar esquerdistas” transformando-os , sob tortura/ prisão , e para sempre , em  “cachorros” , agentes coagidos do Império .( Cf.neste site , bibliografia, refs.).

       Tal era do interesse tanto dos  religiosos  como do Império do Capital. Por  isso, além da construção, do contraditório PT , mais a do estranho PC do B , eles e aliados conseguiram irem  adiante, “a trancos e barrancos” , durante l4 anos , deixando a  economia nas condições expostas  por Cláudia  Safatle (“Anatomia  de um desastre”) e Marco  A. Villa(“A década perdida”), ambos com dados irrefutáveis,  além daqueles contidos no já antes citado livro de Petras (“Brasil -Lula Ano Zero “), entre muitos outros .

         Quem estava/esteve/está  na direção desse processo de destruição nacional /estatal, projeto anti-nacional e popular ,   via Executivo e Legislativo corrompidos e cooptados ( como depois se viu, com provas )  , e a sequência de fatos comprova?

       O Império do Capital, via  “presidentes” e ” congressos ” que mal administram e não governam . Sob a “interpretação das leis e da Constituição” feita por  um Judiciário cujos mais  altos cargos da magistratura foram indicados exato pelos citados Executivo e Legislativo – corrompidos , hoje respondendo a dezenas ou centenas de processos. ( E deve haver muito mais ilícitos que os já identificados) .

          Por isso tudo, o PT / PC do B e outros  e a  fachada de esquerda mantida durante  todo esse tempo, confundindo, enganando , traindo seus militantes e votantes, eleitores,  inclusive Rousseff , com financiamentos espúrios  comprovados (embora absolvidos no TSE , ela e Temer , seu vice ,” por  excesso de provas”, na palavra de um dos juízes, em mais  uma vergonha  nacional do errado fracassado de exceção  ) , implicou em exigir  uma  notável dose de cinismo  por parte dela, Lula ,  Temer  e todos  os seus aliados , desde  longo  tempo.

          A tal ponto que acabaram todos sendo identificados pela opinião pública  , tendo até ficado comuns retratos críticos  de uma  Dilma nariguda, lembrando-a  como mentirosa, e de um Lula como presidiário (grandes bonecos infláveis ) , com um 171(crime  de  estelionato, do “camaleão”, envolvendo alguém enganado) estampado sobre  o peito . Até o povo mais simples,  não politizado , percebeu, teve  noção  do que se passava –  Lula  foi mais combatido e identificado , popularmente, não pelas esquerdas, inclusive as  não aliadas a ele, mas pelo povão nas  ruas .

           Podemos chamar esse tempo lulista , pois , de Era do Cinismo , anos em que grande parte do povo brasileiro  foi enganada  – uns  poucos, ligados ao Império, caso de  Lula, enganando a maioria do povo brasileiro . Todos  pagamos o preço daquele tempo  e dos erros  cometidos . [ Outros dados a respeito do significado da “construção   política”  de Lula  podem ser vistos, parcialmente,  em livros diversos  ( Neumane Pinto , Morel , Petras, Cláudia Safatle , Marcos Arruda, Marco A.Villa , etc.)].

           “Memórias de  uma guerra  suja”, de  Cláudio Guerra, por sua vez , mostra  até onde  nossas “elites”  , oligarquias, para afirmarem-se na dominação do povo/sociedade , enveredaram na lama moral e a-ética , até os militares, destruindo/matando/esquartejando , ao mesmo tempo , junto com ladrões e criminosos , com eles aliados , o melhor de outra “elite” , a  popular brasileira de então –  e daí  deixando uma terrível herança para os viventes pós-democracia golberyana.Esses líderes políticos atuais , bem como outros de menor expressão, vêm de lá , de longe – são filhos, filhotes,agregados e até netos ideológicos  das piores oligarquias . Bolsonaro parece ser o mais prestigiado deles .

       7 – O CAOS  CONTINUA – BNDES ;STF ;etc.

Resultado de imagem para BNDES ;STF

          ATUALMENTE, O CASO DO BNDES , ainda pego , atualmente , em ações antipopulares, suspeitas , mesmo depois dos tempos  de Lula , a Era do Cinismo  Ideológico , é um exemplo do que há de  pior ,  desde  longa data.

         A jornalista Miriam Leitão , a que  foi perseguida  e  vilipendiada , há algum tempo, por militantes representativos( dirigentes) do PT , num avião – típica ação neofascista  como reação a críticos dos ilícitos lulistas  – fez  importante  e sintética  análise sobre o BNDES .

[ Aliás . A direção petista fez  uma meia condenação dos  atos neofascistas cometidos contra Leitão . Todavia, houve , de fato, uma injustiça evidente e covarde contra uma jornalista  que até lutou contra a “ditadura militar” , e foi torturada – e não fez nunca , ao que se saiba,  o papel de uma Dilma , por exemplo, no caso Pasadena, entre outros , dando bilhões de prejuízo ao povo brasileiro ] .

          E  nesse caso , ainda atual ,  do suspeito BNDES( suas direções)  , não investigadas  , Miriam Leitão   fez bela análise das atividades desse banco , durante o lulismo e depois  , até agora, e com autoridade, desde  que analista  econômica há  anos  :

         “No governo militar o banco fez empréstimos com taxas de juros pré-fixadas , numa inflação em escalada, que acabou transferindo bilhões a seus  devedores “.(…)Quanto custou ao Brasil se  endividar em meio trilhão de reais  para financiar o banco ? …O banco escondeu certas informações até de órgãos controladores, como o Ministério Público e o TCU …”

            A  jornalista menciona operações  duvidosas, de grande prejuízo para o Banco e os brasileiros. Faz um importante trabalho popular (23-7-17, O Globo), numa contribuição efetiva no sentido da transparência do que ocorreu e  ocorre ainda no Braz$l, contra os interesses dos brasileiros .  E que nos levou à atual situação.       

 

  E A JUSTIÇA / STF ?

Resultado de imagem para STF

    

  O STF possui  8 ( oito) ministros nomeados por Lula/Dilma .

     Outro jornalista conhecido (Merval  Pereira) bem resumiu o caso/atuação do STF, o  que  conduz à conclusão que pouco pode se  esperar dele no sentido de maiores mudanças – e  rápidas.

       De fato, ainda que chegasse lá a  questão do processo contra Temer,  bastaria  um pedido de vistas ou até uma  nova interpretação a  respeito de gravações incriminadoras,(o que  é bem possível) para livrá-lo desse processo. Um absurdo, como todos viram na televisão, mas não absurda a decisão do TSE livrando Temer e  Dilma quanto à corrupção eleitoral”, nas últimas eleições (2014),  e bem à frente  de todo o povo brasileiro ? Igual fizeram Lewandowsky e Renan Calheiros no impeachment de Dilma . Facilmente, isto  poderá repetir-se . (cf. coluna  Merval Pereira, 16-7-17, jornal citado).

        8 – O IMPÉRIO E OS INTERESSES NACIONAIS  

         Em ação o Império, sempre escondido,  durante décadas (cf. neste  site), com suspeitas  até de sabotagem por aqui , em Alcântara , e na Petrobrás . (Cf. Palmério Dória , “ O príncipe …”) e vídeo na lateral esquerda  deste site. O Império não admitia e não admite concorrentes no seu “sistema colonial”.Logo, nada de nacionalismos , à direita ou esquerda. (Chomsky, ” Como entender o poder”) .

       [Observação . Não se afirma  que  todos os problemas nacionais venham do Império, embora dele tenha vindo  grave  impedimento ao desenvolvimento nacional, em especial industrial  ,  como Chomsky bem mostrou , citando o CSN dos EUA – ou seja , não permitirem os EUA industrialização em suas colônias. (Cf.ob.cit.,id. “). Foram passados diferentes  e situações diferentes, as  do Brasil e dos   EUA( Cf.  bom resumo em  M. Bandeira , “O Império do Capital” e, neste blog , “O assassinato do Brasil”, entre outros artigos.  Confira ) ].

            Não há dúvida quanto a empecilhos sempre colocados , pelo Império, ao  desenvolvimento brasileiro , como comprovam não só os livros citados como muitos  outros (Cf. , p. e, “A presença dos EUA  no Brasil”, de M.Bandeira ).

         Pelo peso do Império,  no mundo e  aqui , com todos os  seus tentáculos, inclusive os midiáticos, nenhuma mudança  pode aqui ocorrer sem ter-se em vista  seu poder e atitudes políticas previsíveis  , inclusive no caso de decidir-se por algum  tipo de enfrentamento, ainda que não militar . Ora,  tal é um problema – porque na  situação brasileira , como vimos, só o peso da intervenção  popular, nas ruas,  e de todas as formas, poderia impelir nossas elites corrompidas a buscarem algumas mudanças de interesse  popular.

           Como vimos, avizinha-se o oposto , isto é , evitarem-se  mudanças  maiores políticas e econômicas (indispensáveis ; e por via legal só poderia  pensar-se, então, numa Constituinte), que atingiriam seus  interesses dominantes , via aliados locais  – caso do “foro privilegiado”. Então, trata-se de uma  posição de quase imobilidade social , no Braz$l, hoje  , incapaz  de mudanças, fora  pequenas e lentas . (  Atenção – se ela , a crise geral, persistir, e aprofundar-se , pode precipitar mudanças mais rápidas) .

           O caminhar lento, normal, gradativo, sem mudanças e até rupturas   – tal  implica apenas avançar no sentido da consolidação da Província(Ianni) ou Protetorado   Americano , segundo Mangabeira Unger).  

9-POVO E “ELITE”–CARÁTER, DIGNIDADE , ÉTICA?

 

    Betinho chegou a pensar em “ética e cidadania” (Moderna, SP, 1994) e  considerava a ética como um “conjunto de princípios e valores que guiam as relações  humanas “(p.13).
          Para  ele, a ética é uma espécie de “cimento na construção da sociedade : se existe  um sentimento ético profundo,  a sociedade se  mantém bem-estruturada ,  organizada; e, quando esse sentimento ético se rompe, ela  começa a entrar numa  crise autodestrutiva.” Ela se legitimaria  pela racionalidade e pela força e transparência de determinados princípios evidentes por  si mesmos. Por exemplo,  “não matar” .
        Ele  considera  que a violência que “vivenciamos hoje “ é porque a vida foi deixando de ser um valor “. E exemplifica , com Collor . “Um presidente foi eleito pelo voto, mas infringiu a ética. Roubou, mentiu, traiu  os valores da nossa sociedade . Portanto, tinha de ser processado do ponto de vista ético e banido da política …”(p.14) E  ele considera  que este foi o momento da ética a  “mais forte no país”.
             Apenas tomando tal aspecto , temos um  problema  – assistimos nossas elites, ao contrário, nos últimos anos, desfilarem pela mídia e pela internet, mostrando exatamente o que ?

       A mais completa falta de ética e de caráter, mentindo,enganando, negando o óbvio, confundindo .

    Ora,  a big mídia, redes sociais e outros meios de divulgação repetem  e repetem ,exaustivamente, tais  comportamentos. E nas delações premiadas há confissões explícitas  e gravadas do comportamentos absolutamente aéticos de políticos, burocratas, funcionários públicos, empresários  – envolvendo propinas e corrupção de bilhões de reais.

         Como comparar furtos  e roubos de carros  , ou em lojas, com  as  propinas e perdas de patrimônio público envolvendo bilhões de reais, caso da  JBS , ou as acusações que pesam sobre Lula da Silva  , também envolvendo bilhões  do BNDES , financiando obras no exterior ?

             Não é  aqui o momento de discutir tal tema, mas apenas de mostrar que se pretende-se e necessita-se da intervenção popular para pressionar no sentido de produzir mudanças , há  um  problema grave  que envolve a moral,  ética e caráter desse mesmo povo.

         As estatísticas mostram, por exemplo,  o Brasil em segundo lugar  mundial  , no que se refere a furtos feitos  por funcionários de  lojas. A criminalidade  brasileira crescente está em  todas as  manchetes. Parentes se matando por dinheiro . Neto matando avó. Crianças  sendo assassinadas e estupradas.  No caso brasileiro, não  há contenção ou razoabilidade ou racionalidade  de atitudes – pela ética , mas apenas atitudes  obrigadas pela força/ameaça da lei , ou de algum outro ser  ou sob  ameaça direta de  prisão ou morte.

         E pior – atingido uma vez por essa “lei”, o cidadão será  lançado em cadeias  as  mais  degradantes  , onde será aniquilado – mental e fisicamente ; ou lhe restará o seio de quadrilhas sem qualquer moral ou ética minimamente “normais” , sequer naturais . Estará envolvido em violência humana que cai muito além da animal.

 

    A ÉTICA DAS ELITES POLÍTICAS BRASILEIRAS

 

           A ética de  Lula da Silva e outros  – e cita-se Lula  pelo seu papel público nas últimas décadas ; por  ter-se intitulado de esquerda e com preocupações  sociais, ao  menos durante certo tempo ; e por autoproclamar-se honestíssimo, não havendo ninguém mais honesto que ele no país   – é aquela  que promovia espetáculos de futebol e atletismo enquanto  milhares de cidadãos  eram torturados em cadeias e penitenciárias , outros morriam  pelas ruas sem segurança, terceiros em hospitais sem médicos  ou remédios, alguns doentes por falta de saneamento básico,  o que atinge mais de 50 por cento dos lares brasileiros.

          Mas, enquanto isso, tal cidadão não só estava envolvido em corrupção de  bilhões, em financiamentos no exterior, como até com dinheiro de propina para seus parentes( processos diversos/acusações )  – enquanto milhões de brasileiros sofriam. E assim mesmo foram feitos , por ele e aliados , gastos irrecuperáveis em estádios (abandonados) , festanças, copas  de futebol, tudo isso recheado de acusações de terem  pago propinas para que o Brasil e o Rio fossem  escolhidos como sede dos jogos citados.

          Então, falar em  “ética” no atual Brasil , no bom exemplo de seus administradores e das elites  ? Pregam, com sua prática,  o exato oposto , atingindo milhões de cidadãos  e sendo o mais nefasto exemplo para  crianças e jovens brasileiros . Nem o continuado  cinismo consegue sustentar-se .Este é um problema que atinge e perturba até o ensino , a educação, o próprio povo, no seu dia  a  dia.

         

  10  – TERROR E TRAGÉDIA  – NAÇÃO SEM RUMO ? 

 

         As elites rejeitam até , até uma simples CONSTITUINTE  . Pavor de mudanças maiores ,apego a seus privilégios, querem mais do que ” aí está” – o que chamamos de tragédia, gente morrendo nas ruas,favelas,hospitais ,penitenciárias .Insensibiludade total. 

         Preferem mais uma vez o esmagamento  dos  interesses  populares  , saída tradicional  , a de  sempre.

        J.Honório Rodrigues  mostra que as atitudes das elites,  em relação  ao povo, sempre variaram entre a repressão violenta e conciliações,  com promessas em geral não cumpridas, e assim mesmo só quando tal necessário à sua sobrevivência , face à crise social .

         E O POVO ?

    DILMA, por exemplo, em meio à CRISE do impeachment  , apelou mais , e  RECOMPENSOU,uma  ANFAVEA(Associação de produtores de automóveis)  ,associação de multinacionais , de fato,  a que  recorreu, no auge da crise, dando-lhe  empréstimos subsidiados de 15 bilhões  de reais . (Confira) .Pouco/ nada  concedeu ao povo nas ruas e a suas reivindicações  . Não buscou defender-se ou apoiar-se no povo que a elegeu , pois não o liderou, de fato  – aceitou apenas apoios verbais e promovidos nas ruas . Talvez por saber-se mesmo culpada – das acusações feitas e muitas outras.

             COMO É POSSÍVEL que não se perceba toda a extensão  da caótica e contraditória REALIDADE  nacional atual?

            Pela ação do Império do Capital  , do  “ Príncipe” eletrônico , big mídia , pelo uso de fraudes históricas , até  nas  pós-graduações (Cf. JH Rodrigues,  ob.cit. ) , por uma História distorcida contada pelos vencedores , pelo  completo descaramento das elites,  envolvidas em todo  tipo de crimes contra o Estado e o povo.

         O país sem  oposição   , ou com uma falsa oposição , perdida , com uma  elite de ladrões / ” cleptocracia”( afirmação de  Gilmar Mendes, do STF) , o povo desorganizado, doente e confuso –  tal torna-se inteligível.

            E  quanto à saúde MENTAL DO POVO BRASILEIRO ?

Como mostramos  em artigo  anterior(cf.) está  seriamente abalada(cf. e “ Povo  brasileiro …”).

        Manipulações pelo uso da psicologia social(esta tem meios ,  provadamente efetivos,  capazes de provocarem ódio, simpatia, submissão, etc. CF. P.e. “Psicologia Social”, de Aroldo Rodrigues, Vozes ,  RJ,1981, p,. 82) , e mentiras sucessivas dia e noite.

        Isto mais  ensino péssimo , propaganda  , repressão , dificuldades de alimento , lutas entre frações das classes dominantes, que só agora parecem terem-se acertado, momentâneamente, em termos de sobrevivência comum . Como isto repercutirá  no furturo dos brasileiros ? É , afinal , a esse povo que se pretenderia recorrer , como meio de pressão por mudanças , no Braz$l ? Refletir.

11 – CONCLUSÃO  – SEM DESTINO ?      

 

     Imagem relacionada     O que  se indaga é – numa situação como a descrita em artigos anteriores , e resumida, com alguns novos dados,  neste artigo , pode este Estado existente ,rotulado em outro artigo  como “Frankenstein” , ser reformado ?

       As elites  políticas não  pretendem nenhuma Constituinte, o que seria  uma saída  para  pensar melhor o país  e , ao mesmo tempo, tentar-se modificações, inclusive no atual regime político que, buscamos  mostrar  em artigos anteriores, deriva , diretamente, do regime terrorista militar , que foi pujante  até 1985.E retirou-se aos poucos da linha de frente política- dentro de uma estratégia e tática – por sua própria deliberação.  

          Não havendo –  (1) condições e apoios para  uma Constituinte ; – eis que(2) até as esquerdas (?!) parecem apenas gritar por “diretas já” e “fora Temer”, ou por “Lula”,  propostas restritas negativas ;  e (3) não um programa de unidade nacional para avançar , políticamente, serão possíveis reais mudanças?

Tal será possível , com (4) a continuidade política pretendida  pelas elites ( ir até 2018, C/ Temer ou Maia ou outro, sem “diretas”ou maiores mudanças, sem rupturas, ), isto é, (5)  havendo acordo entre  as várias frações políticas neoliberais (incluindo-se os   encolhidos lulistas ) ?

Poderá , nessa situação descrita ,  haver correção de rumos políticos e econômicos  ? Quais , até que ponto?

           Neste  estudo , buscamos mostrar a  tragédia  , o cinismo e os  truques  e conciliações sempre  usados , por aqui, para retardar os rumos da história e dos interesses populares. Mas,  também temos enfatizado a violência usada contra  tais pretensões . Cláudio Guerra,  “Memórias de uma  Guerra Suja”, retrata  relações de militares, criminosos comuns, jogo do bicho, torturadores, empresários  – as entranhas sujas da sociedade  brasileira (Cf .Topbooks, RJ,2012 ), como referido. Nada disso foi mudado após “transição democrática” golberyana .

Ao contrário, os mandantes foram anistiados – conciliação   mais do que espúria – e com Tancredo, Sarney, Giocondo Dias , Figueiredo , etc.- da extrema direita à extrema esquerda – parte anistiada . Mudar isso , agora , depois  de décadas, aos poucos, e via legislação comum? Só ingênuos podem acreditar nisso.

    Mudar  , a curto prazo ? O jogo do bicho , p.e., seus pistoleiros e milícias e ricaços estão pelas esquinas e palacetes e coberturas bilionárias – há muitas décadas . O que significa relações estáveis , ao menos, com o poder  –  de Goulart a Temer ,passando por generais, torturas ,golpes ,mortes,farsas,traições ,corrupção .

            Tentamos  mostrar  problemas envolvendo  e repercutindo no povo brasileiro – péssima educação, há décadas  ; controle social negativo pela big mídia ; empecilhos ao desenvolvimento nacional, diretos, por parte do Império  ; vícios herdados de séculos, como vaidade, falta de decisão, acomodação , entre outros ; temos também  enfatizado o esmagamento das esquerdas e as dificuldades de  sua reorganização num palco de legalidade  e democracia aparentes  em que , por certo, estão altamente infiltradas , além de divididas e teoricamente perdidas .

          PROJETOS E PROGRAMAS 

             A  situação é tal que , após um impeachment, e com um presidente pego em flagrante discutindo corrupção e propinas, além de outros lideres , como Lula e Dilma, envolvidos em acusações  de bilhões de reais em prejuízo do Brasil, isto é, agora  um Temer  sob sérias acusações , vídeos com ilícitos à frente de todos –  a sociedade parece imobilizada e ainda perplexa.

        Seus elementos mais atuantes,   à esquerda e no campo democrático , buscando uma reflexão – enquanto os líderes mais expressivos, a nível nacional, com muitos votos ao menos , apenas se defendem , medíocres, tentando negar o inegável .Não se vê ninguém, fora os delatores  , que têm justificativa  óbvia para isso , assumindo seus crimes, confessando , fazendo mínima autocrítica.

              Sobre programas políticos  e reação coordenada  , apenas um tímido manifesto  , de parte dos lulistas, sem qualquer empolgação por parte da sociedade, até por desconfiar-se de suas origens – alguns proponentes ,  “intelectuais” com atitudes diversas neofascistas, que não merecem confiança política,  nem popular, quer pelo passado ou argumentos , além do óbvio, ” o lulismo” com suas vísceras expostas  .

     Outro programa político ,  o apresentado pelo Partido Pátria Livre , agora com a adesão de João Vicente Goulart , com bases programáticas que remontam a cinquenta anos – reivindicações que fizeram  Goulart cair do poder (1964)   , quando havia ainda alguma  possibilidade  de reação . Hoje,  50 anos depois, o Brasil em muito pior situação, haverá viabilidade mínima para  tais propostas , aceitabilidade  , ou quais as mudanças a  serem nelas  feitas  ? Além  disso, o que propor , a curto prazo , para avançar o processo político e social ? 

           Em 1996, Unger e Gomes, envolvidos em pretensões eleitorais, publicaram um livreto –  “Um primeiro passo – uma alternativa prática ao neoliberalismo ”, (Topbooks, RJ, 1996), até de interessante título , em que afirmavam –

         “Desde  os tempos da velha República, nunca  se afirmou com tanta desfaçatez como no Brasil de hoje o controle do Estado brasileiro pela plutocracia   brasileira . A política do governo central perde-se numa lista infindável de favorecimentos  : a banqueiros aqui, a  empresários da agricultura ali, a multinacionais da indústria automobilística acolá  .”(p.26)

          Verdades. O livro lembra   uma  “abdicação nacional” a que a esquerda assiste  impotente “. Sim, e ela  continuou . Lá  pelas tantas  , o livro prega  poupança interna, partidos  de verdade , etc. do que  não se discorda, o que se discutiria seria a viabilidade disso, o como fazer e aprovar – pois tal não interessa à plutocracia antes bem lembrada  .

E , adiante , os autores defendem   grandes privatizações de empresas públicas,  como um primeiro  passo(?!)… Ora. O tão criticado FHC ,  até nesse mesmo livro, não acabou por  fazê-lo, culminando no que depois conhecemos ? Mas, havia ainda  ali , nesse livreto,ao menos , um programa, ainda que  limitado,   e  estranho ,como mostramos . E hoje, onde projetos ?

            E agora, o que resta à província  Braz$l, nas  mãos de

  banqueiros e  do “neoliberalismo” , como aqueles autores já assinalavam (há 20

anos, em 1996) ?

( Por sinal , aliás, o Brasil já 

estava nas mãos deles desde bem antes).

E hoje em dia ?! 

EM RESUMO , ALGUNS PONTOS-CHAVES 

 

         Frisemos  alguns  aspectos da  situação nacional  :

–  temos um estado disfuncional ;

– um estado fracassado de exceção  informal e implícito;

–  ele oscila entre repressão cruenta e conciliação mentirosa e anti-popular, atual e historicamente ;

 suas elites foram e são irresponsáveis , traidoras  óbvias   dos interesses nacionais, com até desprezo pelo povo (Honório Rodrigues, ob.cit. e outros ) , o que , através do tempo levou o país ao que aí está, pouco industrializado , com infraestrutura deteriorada , federação falsa , corrupção desenfreada , com sua mídia e educação anti-populares e anti-nacionais , etc.

A nossa História mostra sucessivas derrotas populares, nunca revoluções , mas  contrarevoluções diversas (Honório Rodrigues ,ib.) inclusive a  de 1964 em diante (antinacional e antidemocrática) ;

– estabeleceu-se uma democracia  limitada, autoritarista , distorcida , originada/projetada   no  regime terrorista, como antes demonstrado(arts. anteriores, em especial – “Desaparecidos…”); ( isto mesmo após Constituinte( congressual , limitada)  e Constituição Federal/88 ;

– as oposições democráticas brasileiras foram enganadas , divididas,  e  em  parte destruídas,  pela ação do Império e seus agentes( infiltração,”cachorros”, ação de Lula, PT , PC do B aliado, etc.apoiando o programa “neoliberal” de forma disfarçada ) ,durante décadas, e por isso hoje bastante inoperantes, divididas e enfraquecidas;  

 – (e , atenção, não fossem algumas “divisões”  positivas  , à esquerda , preservando-se alguns poucos núcleos mais  autênticos , com autonomia , isto é, rompimentos diversos e “independentes”  com esse “esquema neoliberal” lulista , em especial, e sequer haveria mínima autêntica oposição, com alguma possibilidade de rearticular-se ) ;

– trata-se de “oposições” , a maioria , com palavras de ordem suaves ou erradas, não mobilizadoras das massas populares , como  analisado. Basta dizer que muitos gritam apenas  por uma fração neoliberal política  (a lulista) contra outra, sendo esta sua mais forte palavra de ordem (ex.-  “diretas já, Lula candidato , fora  Temer” – em suma, uma oposição que ,de fato, é “do Império” , parte da construção jurídica/política  dele , fiel oposição do interesse dele, qual a inglesa, p.e.,  há décadas  ) ;

– provavelmente, Temer/(ou Maia , menos provável)  , aprovada ou não autorização de ser processado pelo Congresso, irá até 2018 ,pois  tudo  indica  se esta a  decisão das “elites”plutocráticas   – e só restarão processos contra ele( entre outros) apenas quando deixar(em) o poder(?!), se não prescritos, pelo tempo,idade,etc.;  Lula da Silva  e outros também poderão escapar de punição imediata , transitada em julgado ( sem mais recursos )  , neste momento, por razões políticas (intitula-se ele candidato, etc. numa ação  esperta , embora sem futuro ) , dependendo cada acusado de circunstâncias , por vezes, especiais . E depois poderão escaparem da prisão , absolvidos por tribunais superiores , ou no STF , desde que  ele e Dilma indicaram a maioria dos ministros, isto sem lembrar  alguma futura anistia ;

– o STF decidirá,  em geral,  no sentido da  conciliação anti-popular antes resumida  e bem tradicional, como  exposto  por Honório Rodrigues ( unidas , as frações políticas neoliberais , entenda-se , têm ampla maioria no STF ) ;

  ( antecipando – como assim mudar , estruturalmente, mesmo que só o regime político ,nessa situação ? Como a província  livrar-se , mesmo que aos poucos, das correntes que  a imobilizam? ) .

acabará por haver (já está havendo , com discrição ) uma intervenção militar, via inteligência, primeiro ; depois mais alguma ação de segurança pública, transparente  ; e afinal outras ações diretas mais  efetivas. Motivo declarado inicial – atuar contra o consumo de tóxicos , a desordem pública, assaltos e roubos ; mas, de fato , irão  os militares obterem  mais  informações , por vezes políticas, serão feridos ou mortos , cedo ou tarde , e acabarão por  intervirem maciçamente,  como aliás já  vêm intervindo, até pela omissão evidente e desgaste político civil .Ainda mais porque há “Polícias Militares” , cujo próprio nome já atesta o significado.

       Por isso, antes propusemos que a sociedade discutisse  , previamente,  com eles , o país, problemas políticos e econômicos ; isto, ao invés de acabar por  haver uma  intervenção militar maciça ,  de “surpresa”, mais  repentina  , ou até aos poucos , disfarçada ( para a sociedade  ir-se acostumando a tal) , sem qualquer consulta ou diálogo  prévio deles com os setores populares ;(essa  intervenção , esperança para alguns, não resolverá/ria , por si, quaisquer problemas específicos , nem o da segurança , ou , muito menos  , a situação política ou econômica brasileiras ,  já tão citadas .

      Seria  mais uma ação de “fachada” , muito cara ,  paga pelo povo, aumentando a dívida pública , e uma desgraça para o povo brasileiro,  as forças militares fora de função , a não ser que interviessem  de forma conciliatória , combinada com o  povo/ sociedade, numa grande açào social/ estrutural.O que é quase impossível pela desorganização popular e falta de lideranças ; além disso, teriam  que construírem-se  caminhos prévios , institucionais , ou outros , abertos exato para isso ,para este debate/discussão –  a esquecida Constituinte talvez sendo um deles  ;

      Povo – o que se esperar de ação efetiva de um povo traumatizado e sempre exposto ao exemplo negativo e corruptor dessas elites brasileiras  ? Alfabetização –  apenas 8 por cento (proficientes) , entre os trabalhadores, ou seja , capazes de lerem e entenderem análises complexas  ; mais –  povo “acomodado”  ,desinformado, desorganizado, não bem educado, deliberadamente , pelas oligarquias , via internet (a educação do Império ) , famílias  deterioradas , escolas sem condições , professores mal pagos e formados .E ,para  completar , ainda vítima  de recursos da psicologia social, intimidação , medo, gerados por especialistas , nas campanhas eleitorais e outros períodos .

      Um povo vítima  de propaganda maciça não de interesse nacional  , muitas religiões confundindo-o e explorando-o , ensino em crise em todos os níveis , e ainda tendo , boa parte dele , à frente, liderando-o, de um lado una sdministração estatal corrupta , de outro uma falsa oposição  , de fato “neoliberal” , antinacional, ligada a interesses estrangeiros e à plutocracia local .

Que condições há para correções do rumo político brasileiro ?

(Referimo-nos a ações a curto prazo ).

       AS ELITES NÃO QUEREM UMA CONSTITUINTE

                 Por quê?

                As elites não querem Constituinte, têm medo dela, pois seria  uma forma  de  ao menos discutir-se real mudança da estrutura jurídico-política e abrir-se um  debate político nacional – perderiam privilégios ou teriam que desgastar-se muito para mantê-los. O povo interviria mais , poderia aprender, politizar-se .

Ela é tudo que não querem  . Veja-se  declarações sobre ela , vindas de setores intelectualizados , tidos como até à “esquerda” .

                José Martins  resume posição contra a Constituinte , e suas razões , o que  mostra a que ponto chegamos e a dificuldade  de um mínimo passo como esse  :

            “Propor  uma Constituinte neste momento é propor um golpe contra a Constituição , que  é  boa, abrangente  e inovadora. O povo não foi às ruas  pedir um golpe de  Estado. Foi às ruas pedir o cumprimento da lei.

Convocar um plebiscito para votar  as  políticas a serem adotadas em relação aos problemas levantados agora pelas multidões pode ser um sinal de fraqueza e insegurança. O plebiscito iá foi feito, nas ruas  .“

(“O PT …” , Contexto,SP, 2016, P.143 ).

                 É fato que o autor escreve  antes de fatos importantes, que  ocorreriam  pouco depois . Mas, mencionar tal Constituição ” golberyana” ( como antes analisado,Cf.arts.anteriores ) como  “boa”, “inovadora”,falar em ” golpe”(?!) ,   “cumprimento  da lei”(?!) , …etc.  , justo quando o país

no estado em que se encontra ?

            Ora, as eleições de 2018 elegerão, para Presidente,   mais  um representante de uma  fração neoliberal e outros do gênero  para o Congresso   ; não havendo Constituinte, discussão prévia, haverá poucas mudanças, muitas só  formais , talvez, sem cumprimento efetivo delas  .Na forma tradicional de agir das elites:

“ – as elites  sequer  cumprem promessas … com o povo”  (cf. caso de Lula  da Silva )  (isto é mostrado em estudos diversos feitos  por J. H. Rodrigues ) .

       Numa lembrança mais atual, recorde-se ,no Araguaia , do assassinato de dezenas  de guerrilheiros,  que se renderam , acreditando  que seriam bem tratados, promessa  feita pelos comandantes militares  do regime de então –pois bem :  todos foram assassinados, pois havia ordem que vinha  da cúpula dos  generais/presidência  (Gaspari, E, “Ilusões armadas “, entre outros ).

       Então, como antes analisado, o caminho “natural” brasileiro , fora intervenções sem  previsão normal , indeterminadas e não detectadas (militares, grandes movimentos/ nassas  populares  , etc.) continua a ser no sentido de avanço da maior consolidação da  província Braz$L, da continuidade  gradual  desse processo  em curso, independente de alguns “acidentes de percurso”.

          ANTIGOS /NOVOS PROJETOS DE NAÇÃO

        Passado, impossível hoje, até o proposto por Unger. Universidades fechadas, algumas  péssimas, análises teóricas desvirtuadas – a festejar, por aqui , só os adeptos do Império , oligarquias  locais que cumprem o papel de prepostos. O Braz$l já dominado , por  interesses estrangeiros,  por isso  não Brasil, mas  Braz$l . Um povo de maioria ignorante, agachado  , submetido, sem noção do que realmente  se passa, que vai muito além de uma crise  conjuntural.

      Os analistas também não têm  muitas informações escondidas .”O poder esconde, se esconde …quando é obrigado a aparecer – usa máscaras “( Bobbio) . E há sempre conspirações , tudo feito para nunca ser descoberto .( Freund) .Daí ter-se que cotejar ,deduzir ,ver probabilidades . E hoje ,ainda , há os serviços secretos , de inteligęncia , sempre a serem pesados e analisados (Moniz Bandeira, ob.cit.,”Formação do   …”) .

      O caminho “alternativo” de Mangabeira e Gomes, em parte, com desapropriações de importantes empresas  , foi o caminho de FHC e Lula ,  embora   de forma incompleta e desordenada , e que acabou no que temos hoje ‘à nossa volta” .

De fato, o único caminho seria  uma reorganização popular e enfrentamento da questão da dívida  pública (forma de domínio estrangeiro , Ellen Wood, ver art. anterior,  neste site ) monumental,por exemplo,  além de um projeto de  nação e ampla  mobilização  nacional. Como , sem lideranças de oposição, organização popular em grande escala, PARTIDO ?

         Alguns, lulistas e intelectuais e , de  outro lado , velhos trabalhistas , vêm propondo ,  timidamente, a retomada de  programas nacionais de 50 anos atrás , o que  pode atestar  o atraso político brasileiro . O atraso no que já  era grande atraso, então  – 50 anos atrás.  Ora, ainda que valha tal  para debate e até alguma ação – como antes propusemos – que resultados poderá produzir , a curto e até a médio prazos ? Isto porque também precisaria discussão nacional, retificações,adaptações .

         Maiores reformas, estruturais, dependerão da intervenção do povo brasileiro, ou as elites nada concederão , como se vê atualmente  – uma intervenção firme , decidida, clara, com uma frente popular democrática  organizada . 

        Para isso, teria que  haver propostas,  um projeto de Nação,  o que implicaria , antes, em debates, seminários, forte consciência popular  a respeito, e lideranças capazes de articulações políticas e de levarem à construção de  uma ampla frente democrática e popular   – o que  só pode ser conseguido com tempo ,  consciência política, participação e discussão – ampla luta ideológica e política. Fora  isso, inerte, desorganizado, o povo não irá a qualquer lugar , muito menos poderá  intervir socialmente  – eficazmente, produzindo resultados , um deles sua própria formação política .

       Como assinalado antes (arts. anteriores),  o Império aprendeu com a guerra  do Vietnan e outras – sabe que precisa vencer a guerra  psicológica e conquistar – ou anular – o poder de mentes e corações . E vem fazendo tal com competência, via sua big mídia, confusão, teorias esdrúxulas  , mas que ganham tempo histórico e confundem, desinformam .Isto é,  tipo “fim da história”, “fim do socialismo”, “fim da esquerda e direita “, etc.

        Em sentido contrário a mudanças , há uma verdadeira “lavagem“cerebral , indireta , mascarada, escondida, repetida,  via internet e big mídia , “facebook” e outros  meios , estimulando/apelando para – desejo de dinheiro, luxo, ascensão social,  vaidades  pessoais, invejas , efeitos imitação e demonstração , objetivos de competição e sucesso , próprios aos americanos e também brasileiros,  e até para algumas dessas “qualidades” já tradicionais detectadas  no povo, de longa data  (S.B.Holanda, “Raízes…).

     Tal e mais  edições de matérias específicas pela mídia, como sobre empreendedores vitoriosos , vitórias dos EUA em guerras , casas luxuosas , desinformação, contra-informação , pessoas bem sucedidas , vencedores de loterias , etc.

           DERROTAS – E O FUTURO ? 

          Em vista  das derrotas do  povo brasileiro, antes referidas(neste e em artigo anterior ), a  maior delas , nos últimos anos , vinda através da ” confusão ideológica” ( e traição , ainda não entendida por muitos) gerada por Lula da Silva, no coração do povo, nas classes médias e até nas CEBS, meios religiosos –[ aliás, sobre ele,  só há duas  possibilidades – A – agente  estrangeiro desde sempre , o início de sua atuação, década 70; ou – B – simpatizante das idéias do I.Capital  desde aquela  época, e preposto delas ,( só por “ideologia”)  ,  desde que há milhares  de dados comprovando a práxis neoliberal de sua administração e sua  vida e posição pessoal (esta até declarada) – favorável sempre ao grande capital.

         Difícil , tratando-se  de um cidadão sem  nenhum caráter (como ele próprio se mostrou e isso assegura Chico de  Oliveira ) considerar-se  possível a segunda hipótese sem antes cair-se na primeira  – em especial face às declarações do delegado Tuma Jr. (a  respeito de ter sido Lula informante de seu pai, no DOPS,  década 70, SP, o que é coerente com outros fatos/depoimentos sobre ele e atitudes políticas e pessoais , inclusive em relação aos três  personagens citados, durante e depois dessa época   – os Tuma , pai e filho , e ele ).

   ( Note-se que há acusações sérias sobre Tuma , pai,no Araguaia , como membro da repressão/tortura , ligado a Golbery , o que torna estranha tanta amizade e mútuos apoios entre os três , após a “distensão”. Lembrar-se ,ainda ,Lula como aliado íntimo do PC do B , cujos então  militantes foram as maiores vítimas no Araguaia ). 

          Assim, pode-se imaginar os  prejuízos causados por um cidadão desses , Lula , que passou anos dirigindo a política brasileira  e , pior, ainda dialogando com as esquerdas brasileiras , durante décadas . Isto talvez explique, parcialmente, a atual situação política nacional crítica , à esquerda, e à direita , que vem de longe , e foi  , evidente, ocultada por ele , e por sua equipe mais próxima (Dirceu, Palocci, Delúbio, Dilma e  outros, todos envolvidos nesse esquema),durante longo tempo.

       Que outros partidos e grupos assim procedessem( PSDB, PMDB, FHC ,etc.) , e ainda apoiando o ‘neoliberalismo” –  entende-se. Mas, isso vir de um líder pretensamente comprometido com o povo e as esquerdas, por escrito, em campanhas, e defendendo o socialismo-  tal  é uma traição inadmissível. Que seus próprios correligionários parecem aceitar sem problemas .Por quê? Talvez porque os anos passaram e eles também mudaram e se acomodaram com “a realidade” – e a própria rápida ascensão  social.

            Nessa situação,  que chega a nossos dias – o que esperar do povo e  do país,   a curto prazo?

 

     CONSTITUINTE   –  UM PEQUENO PASSO ? 

 

         Por isso tudo,  propusemos uma Constituinte como uma forma de , ao menos, pensar-se caminhos, amadurecerem-se mudanças  –  estruturais – quanto à atual situação dos brasileiros. Isto porque  o caminho atual e que  está sendo  levado adiante  pelas elites, já parcialmente  recuperadas do desgaste das lutas entre suas frações políticas, só  levará à consolidação da província , com consequências talvez terríveis e irreversíveis ,cada vez mais, para o povo brasileiro. 

            Quais? Ele mais subalternizado ainda , pois sem organização ou força de pressão mínima , superexplorado , destruído dia a a dia ,  como , aliás, ocorre, atualmente, sem qualquer providência ou  reação “amiga” das  “elites políticas “ – por sinal elas até    em férias, digo, recesso, enquanto o povo pobre morre pelas ruas ou em penitenciárias . Isto fora o tempo dedicado por elas, elites, exclusivamente, para se autopreservarem, política e pessoalmente ,   como se vê nas ações de Temer .

           O desenvolvimento da situação política brasileira parece confirmar as  anteriores análises . Só haverá  mudanças com ampla intervenção popular , o que depende de consciência política , liderança e organização do povo  – o que nada indica  exista em nível capaz de  intervir nesse processo atual , de imediato, de forma  positiva , isto é , no sentido de alavancar mudanças que favoreçam interesses  populares .

          Em suma, houve e há condiçóes objetivas para mudanças ,mas não subjetivas . Esquerdas e democratas pagam o preço da precipitação, ” esquerdismos” ,traição, falta de pesquisa e estudos , organização, etc. Da festa promovida desde a queda planejada, um recúo tático, do regime terrorista , com a ascensão festiva da “esquerda ” ,em especial,do PT/PC do B . E ,claro ,da ação fria, planejada em detalhe , brilhante , dos estrategistas do Império .

        Democratas e esquerdas têm que corrigirem , antes , rumos, análises, teorias, formas de organização , preocuparem-se com a  questão da segurança, etc. Hoje, acham-se expostas e inermes, quase todas  as  forças democráticas ,  frente ao  mesmo estado repressor que  as assassinou, em boa parte,  no passado,  há pouco (dirigentes e militantes ), de forma desnecessária e sádica . Poderão, os velhos algozes , perfeitamente, repetirem , se necessário, sem problemas , nova  repressâo , a qualquer momento, se sentirem-se inseguros .Ainda mais , quando hoje está mais fácil  fazer isso – todos legais .

             A consulta de  livros da  época  pode ser esclarecedora e reavivar a memória de alguns .  Basta ver que  tais “democratas “, “anticomunistas” , “cristãos “ assassinos e torturadores – não foram  punidos, pela ” anistia” ,  e ainda há  alguns deles vivos , isto fora seus filhotes,  netos  , colegas , sejam os genéticos ou os ideológicos . Bolsonaro parece muito bem, obrigado, animado – e festejado.

            Não se delineiam perspectivas favoráveis ao povo brasileiro , no atual quadro político  , muito ao contrário. A Província  poderia tornar-se mais pujante, é verdade,  com o investimento de bilhões de dólares ociosos ,à  disposição do Império por todo o  mundo, em  nossos dias . Mas, isto é altamente improvável, pois aqui o povo armado acha-se agachado , sem condições de qualquer reação  , do mesmo modo que o povo  desarmado  (Cf. Unger e Gomes, ob.cit.).

         Então,  por que privilégios, concessões ou preferências ao Braz$l ?

        E isso  vem de décadas já , não havendo razões  para investimentos  arriscados por parte do I.Capital – só faria tal, e em dose menor, se houvesse  perigo sério de mudanças sociais aqui e quisessem evitar não só elas como não serem obrigados a  intervirem – diretamente.

     Não  há tal  possibilidade, no momento. Logo, fora o caso de cassinos , ou outros investimentos bem garantidos , com condições duras e caros custos  para o povo brasileiro, não pode prever-se “grandes investimentos” do IC, por aqui. Quanto ao Braz$l , sua posição em relação à China , e seus investimentos , esta  é outra questão – e complexa . 

     PERSPECTIVAS (?!)

           Por isso mesmo , a perspectiva de um Grande Haiti do Sul, no antigo Brasil  , ou  seja ,  por aqui,  é possível   , com algumas áreas privilegiadas ricas e outras não – o que , aliás, em parte, já  é   realidade. Antes da  hipótese levantada de investimentos, haveria (e  deverá  haver )a abertura de cassinos e outros recursos , diversos , capazes de tentarem confundir a noção de “progresso e desenvolvimento “  e evitar maiores  problemas para o grande capital internacional, tornando sua aplicação mais segura .

Os  cassinos seriam um desses investimentos, talvez  dos  mais  seguros para o capital financeiro . Parecem constituírem-se em cartas ” na manga” das oligarquias , na crise atual, que serão lançadas apenas  em caso de necessidade/ emergęncia .

            Com os juros que se  pagam por aqui, por que o capital internacional  retiraria a “espada do pescoço” da pobre província Braz$l  –  e  sem necessidade ? Isto é, sem serem   obrigados ou pressionados a tal  ? Afinal, o Braz$l é um estado fracassado-  e já desmoralizado pedinte internacional.

          Alterações nesse quadro, só com intervenção de grandes massas populares nas ruas , conscientes, repita-se , e com adequadas palavras de ordem e denúncias. Isto está muito  longe do momento atual . E ainda dependeria , previamente, de ações já  antes referidas.

           De qualquer  modo, passo adiante  para reais mudanças poderia(!?) ser  uma Constituinte independente , o que as  “elites” dominantes  estào evitando/evitarão,  da forma  que puderem. Mudanças , acreditam elas , debates, ideologia,  etc. podem ser perigosas para seus privilégios e para os interesses  de seus mentores estrangeiros. Melhor inocentes eleições diretas –  e  só em 2018, dando tempo para organizarem-se melhor.

( Note-se que a constituinte de 1986 não foi Constituinte “autêntica” , independente , democrática, mas um  ” Congresso Constituinte”, bem controlado, de forma  mascarada  , pelo  regime terrorista/Império ,  em sua retirada estratégica ,da linha de frente política ,  em programação detalhada – e vencedora) .

           Assim, sem Constituinte , debate-se menos , muda-se menos, e elas arriscam-se ainda menos  – e quanto a esse tipo de eleições e votos , ainda com urnas eletrônicas (tanto faz, aliás,  se diretas ou  indiretas ),    não há  problema maior :  as oligarquias locais sabem como lidar com elas –  com baionetas e fuzis , se inevitável , ou  com talões  de cheque e malas  de dinheiro e urnas eletrônicas e serviços secretos e big mídia  –  basta  ver que as vencem há mais de  60 anos,  digo, há séculos , de uma forma ou outra .

             A desorganização é total no Braz$l .

            Traição, incompetência  , irresponsabilidade , crimes das autoridades públicas – via Estado, o que os multiplica e atinge toda coletividade/Sociedade.  

[ Esta  a condição geral , a regra geral, embora , como toda regra,  tenha exceções, seja em alguns municípios  no sul, fazendas, empresas , grupos sociais , movimentos ,  famílias, etc. Exceções que não representam o conjunto do povo /nação brasileira ].

     Seria possível  desenvolver centenas de  páginas mostrando contradições, desencontros,  um estado que chamamos Estado Frankenstein  , e  que outros chamam de “esquizofrênico”,  o  que também não deixa de ser .

    Para  onde poderá ir/irá um estado destrambelhado, controlado por interesses estrangeiros ,  como  esse,   e  um povo perdido e sem destino(?!) , no momento,  como o brasileiro  ?

           Sequer consegue ele  distinguir  entre aliados e amigos e inimigos . Há  intelectuais que propõem Lula como cabeça de chapa de  um programa de esquerda (!?) .O  velho Brasil liquidado e afirmando-se o  Braz$l (?!) .A conta  disso tudo, corrupção, propinas, roubos, mortes, doenças, irresponsabilidade, desperdícios , cairá , por certo, sobre o povo brasileiro  .

         E a primeira  parte dela deverá cair bem  em cima da chamada” classe média” , pois o povão não tem mais como cobrir tudo o que  o Estado Frankenstein  precisa – e os muito ricos , sem muita pressão contrária e força popular/política , jamais serão onerados pelos seus próprios representantes – legisladores e magistrados.

       AINDA A CONSTITUINTE

   Os brasileiros não parecem terem força política sequer , ao menos agora,  para  reivindicarem uma 

Constituinte “independente”.

Não  percebem sequer a importância dela ou como ela poderia  ser porta de saída da situação atual. As elites o sabem  ,mas  têm medo  .  Nem mesmo percebem essa importância  os líderes esquerda , preocupados  só com a práxis, açóes concretas ,  e perdidos,  teoricamente – pregam um  ” fora Temer” já superado, e derrotado, enquanto  Lula e Temer e Aécio, tudo indica, estão acertados ,

entre si ,há tempos .

Limitam-se além do “fora Temer” a um “diretas já”,

e , breve , quem sabe, a um “volta Dilma ” , tímido e ridículo.

        Não existem partidos autênticos, consolidados de baixo para cima,  nem democráticos, nem mais  à esquerda ; a dívida pública é fraudada e monstruosa, ninguém mais sequer propõe a moratória dela , ou seu reexame em detalhe – admite-se genocídios mascarados de índios , negros  e pobres , no campo , nas favelas,  penitenciárias, hospitais.

A ignorância grassa, assim como a corrupção e  um “salve-se quem puder e como puder” , em curso. Que  médicos, engenheiros, advogados, professores, dentistas, operários especializados, mestres em pós-graduação ,etc. estarão   saindo, atualmente, das péssimas universidades e cursos quase falidos  ? E  já são mais de cinquenta anos nessa situação, de degradação lenta  . Tudo isso, o Estado, a Nação, a própria sociedade  estão ” desabando” , “desconjuntando-se”sem aparecer solução –  e o prejuízo cairá sobre as costas de todos os brasileiros .

Quiseram as elites impedirem sempre , por  aqui , mudanças políticas , e qualquer processo de avanço da consciência  política popular, o que , em outras palavras,   significa uma  boa educação.Conseguiram.  O resultado ?

“Nossa  sociedade está produzindo uma incrível massa  de  desajustados. Ela está fracassando na sua tarefa de  formar  seres  humanos equilibrados  e capazes de coexistir uns com os outros.”( Darcy Ribeiro ).

           De fato , crescem as doenças mentais, como  exposto em outro artigo, os crimes , o número de desajustados  – o Braz$l dos absurdos está vivo, crescendo, as “elites” locais , subordinadas ao Império , mandando e desmandando , mesmo que via Estado Frankenstein , fracassado e falido, mas forte frente a um povo doente e indefeso –

      assim “produzimos” e “construímos monstros” em forma de gente , brasileiros , via mídia, famílias desajustadas, “estado”desonesto  corrupto , corruptor , torturador.

    [ Isto é, oligarquias manobrando seus interesses e os do Império via Estado, o que o deixa desarticulado, destrambelhado,etc.] .

                           Mais do que  nunca , por tudo isso, como diz Darcy  Ribeiro ,

 …o “Brasil sempre foi e ainda é um moinho de  gastar gente”.

( ” Somos todos culpados “,Record,RJ,2001) .

Estamos chegando a um ponto de vida ou morte quanto não só ao Braz$l como a seu povo – “os brasileiros”.

          O Estado parece  perdido(?!)  pelos brasileiros ; as terras , empresas, conquistas , territórios , mares, ares , natureza, também o estão sendo, pouco a pouco , mascaradamente  ;  a lingua , hábitos, costumes, gestos, gostos – idem  ; e o povo está sendo destruído, dia a dia, mental e fisicamente . 

         Se não houver, e rápido,  radical defesa , popular, organizada e transparente, ao menos desse povo,  sua sobrevivência , o que exige consciência política , além da perspectiva de consolidação da triste Província Braz$l (ou Protetorado),   o que ficará na História sobre esses seres humanos que , um dia, viveram nessas plagas da América do Sul – os  “brasileiros “?

__________________________________________________________________

   (Original não revisado, o que não impede entendimento).

 

 

 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *