Tiradentes , Ontem e Hoje

abr 18, 2021 by

Tiradentes , Ontem e Hoje

Tiradentes , Ontem e Hoje –

herói esquartejado ou mito construído ?

Mauro M. Burlamaqui

(Editorial/Apresentação de Caminhando Jornal  TV 68)

                         O Ocidente e o Brasil, vivem momento difícil ,  não só pela epidemia do covid-19. Esta  deu transparência a problemas escondidos , Caso da estrutural crise  capitalista, contornada por política de guerras, inclusive “híbridas” , e banditismo internacional , praticada por décadas – uma das vitimas,  o Brasil. Atualmente, testa novas formas de dominação via Google, redes sociais , extrema-direita apoiada em fake news e manipulações da Bíblia , Deus, Jesus , sem abandonar outros métodos.

                 Recente, o bombardeio de usina nuclear iraniana e tropas provocando conflitos, bem longe dos EUA,  nas fronteiras russas . Quem foi?Ora, ninguém mais tão bôbo.

                   À mostra um falho sistema saúde e miséria, até em cidades como New York , além de racismo sistêmico – meio milhão de mortes de covid-19, crises e crimes brutais . Google/Youtube, e gigantes da internet , controlando povos do mundo. E derrubando e elegendo presidentes, em países satélites, extrema-direita , mesclando violência e mentiras,  a esconderem-se atrás de Bíblias , Cristo , Deus, padres e pastores venais.

                   Um laboratório americano testando novos métodos de dominação do Império do Capital, quando fracassam farsas antigas “democráticas”(entremeadas com bombardeios e propaganda) .

          Nesse contexto, O Brasil, país satélite , 27 milhões de pessoas na miséria, passando fome, instituições falidas, estado de exceção , 360 mil mortos pela covid , recorde mundial, lembra “Tiradentes”, em feriado nacional –  o alferes Joaquim José da Silva Xavier , enforcado e esquartejado, aos 46 anos, em  21 de abril de 1792, Rio de Janeiro , acusado de conspiração contra a Coroa Portuguesa. Verdade ou mentira ?

 

         Pelos retratos , e analogia, somos levados a outro  personagem , Jesus , crucificado há mais de 2 mil anos e também torturado e acusado de conspiração contra o Império Romano .

         “Tiradentes” , desde 1966,  escolhido como Patrono da República, ao invés de Deodoro , Constant , Caxias ou Frei Caneca(este envolvido em revoltas e sangue). Patrono , por um decreto de 1966, do General Presidente Castelo Branco, ditadura militar.

         Por outro decreto, ainda foi  “oficializada” certa imagem dele,  para uso em estátuas, retratos , etc. – com barba, ar de tranquilo idade, não de espanto  , simpatia , religiosidade , lembrando Jesus. Em  contraste  com aquela exigida dos militares da época, e a que tinha ao ser enforcado – barba raspada e até a cabeça escanhoada , sem pelos .

         Três personagens , diferença de séculos –  Jesus(mais de 2 mil anos);Tiradentes (1789 )  ; MRT , movimento , com o nome de Tiradentes,  década 1970. Do outro lado, três impérios – o Romano, o Português/Inglês e o  Americano/aliados . Repressão e resultados  semelhantes -via torturas e esquartejamentos, destruição.

           Se já desde antes ,  em especial  desde aí  ensarilharam-se lutas ideológicas e historiográficas sobre Tiradentes, com livros, documentos, análises – líder ou seguidor?; revolucionário ou falastrão ? Discutida sua personalidade, convicções, papel na Inconfidência.

Tiradentes , Ontem e Hoje

             Que lições  deixaram  “Tiradentes” e os “inconfidentes”? Algumas ou nenhuma? “Inconfidência” significa abuso de segredo , indiscrição , delação mesmo . E quem compunha aquele grupo ? Entre eles, vários delatores , o primeiro e destacado seu amigo Silvério dos Reis, por alguns,  historicamente, equiparado a Judas. De qualquer modo,  foram  vítimas do Império português / inglês , este último real dominador  , já então(1789) e desde  décadas(Tratado de Methuen, 1703) .

           Dois séculos depois, por que um alferes,  tido como louco por uns, ignorante para outros, despeitado , para terceiros , embora atuante propagandista , teria seu nome também fixado na História por movimento subversivo, intitulado Movimento Revolucionário Tiradentes ?

        De outro lado, por que ele ,”Tiradentes”,  escolhido como Patrono da Republica por militares, aliados ao Império Americano, os mesmos que reprimiram e destruíram o citado  MRT ?

        O que, ou quem teria mudado ou  mascarado-se  ? E por quê ? Ou quem estaria manipulando o nome , símbolo “Tiradentes” , construindo falso mito, pés de barro ? E por que não Deodoro ou Floriano ou outro como “Patrono da República” ?

      Um“Tiradentes” falseado , ambíguo , revolucionário em discurso, antes da prisão, religioso depois, – e sem sangue nas mãos. Militar e civil ;  do povo, junto das elites ;  de farda e bata religiosa. Ele integraria conveniente ambiguidade, lembrada por José Murilo de Carvalho ? Uma duplicidade que melhor serviria às elites , aos que decidem e mandam e manipulam, ainda hoje,  regimes e instituições ?

        O nome  MRT  definiria Tiradentes ou  não  teria significado algum ? Tratar-se-ia de simples engano político ?

        De outro lado , a forma de agir e reprimir  daquele império de 200 anos atrás (português/inglês) , e do atual (americano) , mentor sempre de militares brasileiros , isto é , de ambos, não foi surpreendente igual ?

         Primeiro ,contra o próprio Tiradentes ; décadas depois,  contra  movimento com seu nome (MRT e outros com iguais intenções).

Tiradentes , Ontem e Hoje

           A repressão , de Jesus a Tiradentes,  em 1789, e ao MRT e grupos similares  , década 1970  , sempre  envolveu torturas e esquartejamentos, inclusive do próprio Tiradentes . E se num houve Judas , em outro “Silvérios dos Reis”  , no terceiro “Cabos Anselmos”. e até “Boilesens”(mais que seis,  diretores de empresas , indústrias , jornais , etc.). O poder de cada época , implacável e sempre atuante.

         Quase igual, na essência , o povo, o  mesmo, simples, ignorante, desorganizado, empobrecido, quase alheio a tudo , embora com diferença temporal de séculos . Vítima , ainda na atualidade,  de constantes ameaças, intimidações, miséria, falta de condições sanitárias , prisões torturantes, leis e prática judiciária  muito longe da Justiça .

             “Tiradentes” envolve símbolo ; tentativa de construção de mito ; verdades ; mentiras ; interesses; contradições ; luta ideológica e de classes.

            Sobre isso continuaremos a nos debruçar, sem pensar em respostas definitivas . Mas,  colocando questões como as acima, em vista do feriado de 21 de abril de 2021. Uma data que nos leva a refletir sobre um não tão distante 21 de abril de 1792 , que leva a refletir sobre muitos outros movimentos sociais. Caso das revoltas diversas, Mascates, Baianada , guerras no Sul , 1822 , Maranhão , 1889 , 1922, 1930 , 1935 , 1954 , 1964 , 1968  , 1979 ,  chegando a nossos dias .

          E à reflexão também sobre o tratamento dado por historiadores e governos a um brasileiro chamado Joaquim, o

              “Tiradentes”, pobre , a vítima popular e sofrida, em 1789 , a única a pagar com a vida e esquartejamento por planos e sonhos – ou quimeras ? Os demais participantes, alguns ricos, poderosos , corruptos, ou intelectuais respeitados, perdoados , sendo exilados.

         Ele , o “lado mais fraco da corda”, como admitiu . Mas,  um brasileiro que  sonhou,  lutou e morreu por mais liberdade, igualdade, independência , enfim – lutas ainda atuais . E,  isso ,  229 anos atrás .(*)

(*) Original não revisado , o que não impede entendimento. Apresentação de “Tiradentes “, especial de CJ/TV 68.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.